Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Efeito contágio

Já não é só no futebol profissional sénior masculino, que apresenta o pior início de época desde a temporada 1966/1967, com seis derrotas e apenas quatro vitórias em 12 jogos - e acaba de registar um triste recorde de 70 anos com esta eliminação da Taça de Portugal por um adversário do terceiro escalão. O descalabro parece contaminar outros redutos do desporto-rei leonino. No futebol feminino, levámos 3-0 do Benfica. E na Liga Revelação perdemos igualmente frente ao velho rival, por 2-1. Neste caso com a agravante de defrontarmos uma equipa com uma média etária claramente inferior e termos a nossa equipa reforçada (com ou sem aspas) com o craque Rafael Camacho, que custou cinco milhões de euros aos cofres leoninos e praticamente ainda não jogou na equipa principal.

O efeito contágio é tramado.

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Antonio_1969 20.10.2019

    Bla Bla Bla...

    O que é que uma coisa tem a ver com a outra?

    Não deu para usar o hóquei, voleibol, futsal, etc, foi?

    Nem o futebol feminino tem alguma coisa a ver com o masculino. O investimento dos lampiões no futebol feminino é brutal, estúpido até, visa apenas ultrapassar o SCP. Se o SCP investisse aquilo, não faltariam críticas dos comentadeiros na TV, como faziam com as modalidades... É deixá-los pousar... vão aterrar mais ano menos ano.

    Nos sub23 (não vi o jogo), já tem algo a ver, o futebol do SCP precisa de dirigentes mais competentes. Só assim poderemos ter equipas mais competitivas.
  • Sem imagem de perfil

    Luís Barros 20.10.2019

    Viu o andebol? Viu os juniores?
    No andebol o treinador bem tentou mudar as coisas, mas há jogadores que parece que estão num jogo de amigos e não numa liga europeia.
    No jogo dos juniores o mesmo. Entrámos bem, dominámos o jogo praticamente desde o início e marcamos. O Benfica no primeiro remate à baliza marca, estando os nossos defesas a dormir completamente. No segundo tempo voltamos a entrar bem e a marcar e de seguida a defesa volta a meter água e o Benfica marca. Além de falta de espírito competitivo e de falta de qualidade técnica de alguns jogadores, o Sporting sofre de déficit de personalidade (lembra-se da final europeia em Alvalade?). Infelizmente é algo que está já entranhado há algumas décadas, salvo raras excepções nas modalidades nos últimos anos. Como disse um treinador, falta o "kill instint" e com as convulsões internas isso nota-se ainda mais. O ar de derrota e desalento em Alverca foi o último de muitos.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D