Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

É melhor vaiar ou apoiar?

Texto de Ulisses Oliveira

transferir.jpg

 

O verdadeiro Mourinho é o actual. Há uns anos o verdadeiro Mourinho era esse, o de há uns anos. As pessoas mudam, umas vezes para melhor, outras para pior. Mourinho piorou. Contrataria hoje em dia o Mourinho para treinar o Sporting? Eu não.

O City foi o verdadeiro City e teve também sorte. Mas se precisasse de marcar mais, marcava com ou sem sorte, por ser o verdadeiro.

 

Qual é o verdadeiro Rúben? Essa é mais difícil... parece ser alguém com muito talento na sua profissão e que é paciente / teimoso no seu processo, na sua certeza (a teimosia quando não em excesso é uma virtude, na minha opinião – ainda se está para ver quão teimoso Rúben é, ou se é simplesmente paciente).

A seguir ao jogo, muitos de nós lamentámos o facto de não ter fechado aquele meio-campo, de jogar com o Esgaio à esquerda, de insistir no Pedro Gonçalves, etc... Ele manteve-se fiel ao plano e desta vez correu mal. Mas… e se tivesse corrido bem? Vamos aprendendo, infelizmente mais lentamente que o que desejaríamos.

Se calhar falta um plano B para estas ocasiões.

 

Os jogadores sentem-se melhores que o que são, ainda que ontem [terça-feira] tivessem levado um banho de humildade.

O Sporting tem sido uma verdadeira equipa e o todo tem sido muito maior que as partes individuais somadas. Portanto, acho que os jogadores sentem-se melhores que o que são (Matheus Nunes, então esse, depois das palavras de Guardiola, deve sentir-se mesmo top). Mais a sério, talvez tenham caído à terra.

Às vezes faz bem. Custa, mas faz bem. Muitos de nós, adeptos, também caímos.

 

Os nossos três grandes são efectivamente muito piores que os colossos europeus, não apenas pelos orçamentos díspares, mas também - diria que essencialmente - pela diferença de competitividade dos campeonatos dos colossos versus a competitividade do nosso.

Em Inglaterra o City tem de jogar sempre a top, caso contrário é derrotado pelo último da tabela ou eliminado por uma equipa de terceira na taça.

Cá, de muito difícil, temos só os jogos entre os grandes. Os outros, salvo algum descuido, são sempre favas contadas, jogos de um só sentido, sempre contra equipas que fazem do ferrolho a sua principal arma. Essas equipas pelo menos são espertas. Fecham-se quando jogam com os colossos cá do burgo.

Se calhar também devíamos ser mais espertos quando jogamos com os colossos da Europa... só que não está no nosso ADN (expressão irritante, mas dá jeito...).

 

A mais difícil de todas: o que é melhor? Vaiar ou apoiar? Os adeptos tiveram razão nos aplausos ou foram levados pela emoção?

Confesso que me emociona ver o apoio após uma goleada contra. Mas isto só aconteceu porque foi com o City. Acredito que se fosse com uma equipa média da Europa ou pior, com algum rival português, jamais teríamos apoiado naqueles minutos finais, pelo menos da forma como foi. Enfim, ninguém estava efectivamente contente, mas neste caso as claques tiveram um papel pedagógico (quem diria... as claques...) e fizeram o que tinha de ser feito. Creio que foram elas a puxar pelo estádio em peso e como que deitaram gasolina na chama da emoção dos sportinguistas.

Acho que as claques tiveram a razão do seu lado e o resto do estádio foi levado pela emoção.

 

Texto do leitor Ulisses Oliveira, publicado originalmente aqui.

9 comentários

Comentar post

{ Blogue fundado em 2012. }

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D