Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Dos patrocinadores

A minha colega de blogue, Zélia Parreira, já se pronunciou, e bem, sobre o tema, aqui.

Vou acrescentar apenas algumas ideias.

O patrocínio é uma modalidade de marketing cuja eficácia para o patrocinador está dependente da reputação do patrocinado. Há uma implícita associação de imagem e de valores. Quando o patrocinado vê a sua reputação manchada, os patrocinadores tendem a querer afastar-se, desligar-se de uma associação com valores potencialmente negativos. 

Acontece que esta reacção de desvinculação está normalmente associada a figuras públicas (o chamado celebrity endorsement) individuais que estão ligadas às marcas. Foi o caso célebre do Tiger Woods no golfe, por exemplo, quando foi acusado de comportamentos sociais desviantes e perdeu grandes patrocinadores como a AT&T, a Accenture, a Gatorade e a Gillette. Ou da Sharapova que, numa primeira fase foi abandonada pela Nike e mais tarde recuperada, o que também demonstra que a precipitação é má conselheira nestas matérias.

No caso de uma instituição como o Sporting, um patrocinador está a desvincular-se não de uma individualidade de reputação manchada, mas de uma comunidade inteira que não representa, nem se reconhece, em atitudes claramente localizadas num grupo específico de pessoas que agem nefastamente em nome do Sporting. Não faz por isso sentido, nem para os adeptos nem para a opinião pública em geral, que os patrocinadores abandonem o clube num momento tão difícil. São apenas ratos que abandonam o barco.

No caso concreto, estamos, para já, a falar de marcas sem projecção, uma delas ligada, inclusive, ao judo, modalidade onde, tanto quanto se sabe, não existem problemas.

Pode ser uma forma de pressão sobre a actual direcção, pode até ser uma manobra para ganharem alguma notoriedade, mas é, sobretudo, uma má decisão de marketing.

E patrocinadores destes não precisamos.

38 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D