Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Do Oito ao Oitenta sem rede

I-Voting. Não se fala por estes dias de mais nada. De acordo com as notícias que vão saindo, esta direcção quer fazer aprovar na próxima AG do clube, pensa-se que será em Setembro, uma alteração dos estatutos para permitir a implementação deste sistema de voto.

Vamos por partes: De acordo com os Estatutos em vigor, os mesmos só podem ser alvo de revisões em Assembleias gerais extraordinárias convocadas para ou também para esse efeito. Assim é estranho que surjam estas notícias e que as mesmas não sejam de imediato desmentidas pelo Presidente da mesa da Assembleia do nosso clube. A menos que se queira aproveitar a situação pandémica que vivemos como justificação para meter “a martelo” uma alteração tão significativa dos Estatutos do clube.

No presente já é permitido o voto electrónico, que se efectua no local de voto designado e previsto nos estatutos. O que esta direcção pretende é que cada sócio possa, a partir do seu computador em casa, exercer o seu direito, e dever, de voto.

E assim passamos do oito ao oitenta. No seu programa com que concorreu às eleições, Frederico Varandas prometeu descentralizar o processo eleitoral utilizando para isso alguns núcleos entre o norte, centro e sul.

O que agora pretende fazer não é nada do que se comprometeu em tempo de campanha.

E levar o voto aos núcleos, com voto electrónico, cadernos eleitorais digitais, que permitam com segurança descarregar os sócios votantes é a solução ideal. Os sistemas de verificação do voto presencial e por correspondência estão testados e mais que testados, são fiáveis e garantem que o voto permanece secreto, elemento fundamental na credibilização de um acto eleitoral.

Sobre o I-voting existem hoje sérias dúvidas sobre a sua fiabilidade. Estamos a falar muito concretamente de este sistema, do que se sabe até hoje, não assegurar de nenhuma forma que os resultados finais sejam de facto os reais e de não garantir que o voto permaneça secreto, levantando assim condicionalismos reais a quem vota.

Quando se discute uma possível 2ª volta na eleição do presidente do Sporting, a adopção do I-voting vai totalmente em sentido contrário à tão falada legitimidade que se quer para a eleição do nosso presidente.

Porquê então agora ser levantada esta questão?

Qual o objectivo de criar este ruido nesta altura?

Quando vivemos uma das maiores crises no clube, financeira, desportiva e de valores, qual o interesse de modificar um sistema eleitoral, trazendo sobre ele um espectro de suspeição?

Se qualquer pessoa com acesso à internet, consegue em poucos minutos de investigação, perceber as falhas de segurança que ainda existem neste processo embrionário, porquê insistir nele?

Sendo um mecanismo que vai controlar os votos expressos pelos sócios, faz algum sentido que seja o presidente da MAG e a direcção do Sporting a nomear um grupo de estudo? Qual a independência deste grupo quando são nomeados por parte interessada?

O nosso clube não pode ser um campo de experimentalismo, de interesses pouco claros. As eleições, o direito dos sócios de elegerem quem vai ocupar os órgãos sociais do clube, são demasiado importantes para que sejam sujeitos a este tipo de investidas das quais não são divulgados os reais propósitos.

62 comentários

Comentar post

Pág. 1/3

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D