Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Derrota do SLB em Braga? Qual derrota?

20230102_160344[4226].jpg

     20230102_160417[4228].jpg  20230102_160450[4233].jpg 20230102_160554[4230].jpg

 

Já todos sabemos que A Bola é o jornal oficioso do Benfica. Tendência ainda mais reforçada agora, após a substituição de Vítor Serpa (o jornalista português que usa mais vírgulas nos textos) por João Bonzinho (o jornalista português que utiliza mais pontos de exclamação, aliás como ilustram várias capas mais recentes).

Apesar de tudo, há uma diferença entre ambos: Serpa sempre se confessou adepto do Belenenses, enquanto Bonzinho não esconde a alma benfiquista, com a Luz a iluminar-lhe a prosa.

 

Com um fervoroso admirador de Rui Costa no posto de comando, não admira que a redacção do matutino da Queimada fervilhe de papoilas saltitantes, numa espécie de disputa interna para ver quem consegue exibir mais credenciais encarnadas.

Nesta competição parece destacar-se António Simões, que ao analisar o desempenho dos jogadores do Benfica na recentíssima derrota por 0-3 em Braga consegue dar nota positiva a nove dos titulares. Facto insólito, até para o padrão a que A Bola nos habituou.

Este jornalista não permitiu que o vendaval na Pedreira influenciasse a cotação do onze benfiquista: Vlachodimos, Enzo Fernández e Rafa são brindados com nota 6, António Silva, Otamendi, Grimaldo, João Mário, Aursnes e Gonçalo Ramos recebem nota 5. Tudo positivo, portanto.

Só o Bah e o Florentino, coitados, não ultrapassam a cotação equivalente a "medíocre +": levam 4. Isto apesar de o primeiro ter oferecido o terceiro golo ao Braga (e «não foi essa única mancha no seu negrume») e o segundo ter protagonizado uma «noite negra».

Ninguém diria, a avaliar pela relativa generosidade das notas.

 

O mais espantoso é verificar como o guarda-redes recebe nota 6 mesmo encaixando três golos, num dos quais transmitindo a sensação de que «as mãos pareciam de papel a rasgar-se».

O argentino agora oxigenado integra igualmente o pelotão da frente por ter sido visto a «tentar abrir linhas de horizonte», seja lá o que isto for.

E o "desertor" da selecção nacional é igualmente contemplado com 6 por ter conseguido, vejam bem, «um remate sorrateiro ao poste».

Imaginem que o rapaz marcava um golito, reduzindo para 1-3. Ainda rebentava a escala.

60 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

{ Blogue fundado em 2012. }

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D