Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Democracia? Que democracia?

img_797x448$2020_06_07_21_19_04_630309.jpg

 

Alguns alardeiam o princípio "um sócio, um voto" como expressão máxima da democracia dentro dos clubes. Respeito, mas discordo desta tese. Desde logo porque uma agremiação desportiva não é um partido político, devendo premiar a longevidade e a dedicação de quem paga quotas durante décadas, além de acautelar-se contra a possível inscrição em massa de gente vinda sabe-se lá de onde, sem qualquer relação anterior com o clube, apenas com o objectivo de condicionar um resultado eleitoral.

Veja-se o que sucede com o FCP, que embora tenha esse princípio inscrito nos seus estatutos está muito longe de poder ser apontado como modelo democrático. Não apenas por ter como presidente alguém que já ultrapassou Salazar em longevidade no poder, tendo concorrido sem rivais em 12 das 15 eleições entretanto decorridas, mas também porque PdC recusa debater com quem se atreve a apresentar-se contra ele.

Acaba de suceder isso: confrontado pela primeira vez com duas listas adversárias para a Direcção, o decano do futebol português colocou-se num patamar acima dos concorrentes, não os reconhecendo como interlocutores. Os sócios foram votar sem ter havido confronto directo de ideias por recusa categórica do velho dirigente. «Não tive tempo», limitou-se a justificar quando lhe perguntaram por que motivo vetou qualquer debate.

Foi pena. Teria sido uma excelente oportunidade de ser confrontado com a catastrófica situação financeira da SAD portista, que acumulou prejuízos na ordem dos 52 milhões de euros no primeiro semestre desta época desportiva e viu o passivo ascender a quase 450 milhões, o que a coloca em falência técnica e no limiar da insolvência.

 

ADENDA - Como o Ricardo Roque já aqui assinalou, a "eleição mais participada de sempre" no FCP teve uma afluência muito inferior à última do Sporting. PdC acaba de ser reeleito com 5.377 votos, entre 8.480 votantes. Muito abaixo dos 8.717 votos recolhidos por Frederico Varandas em Setembro de 2018, numa eleição que mobilizou 22.510 sócios.

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 10.06.2020

    Isto, para mim, é o mais importante: observar os factos. Porque é este o modelo que alguns sócios do Sporting querem ver transposto para o nosso clube.

    Eis o modelo posto em prática: PdC acaba de ser eleito por apenas 5.300 sócios, numa eleição a que compareceram menos de 8.500. E no fim de uma "campanha eleitoral" sem qualquer debate entre os candidatos. Algo próprio de sistemas autoritários.

    O FCP jamais poderá ser apontado como exemplo em matéria de democracia clubística, como parece ser agora tese de alguns adeptos do Sporting. Aguardo, portanto, que me indiquem outro.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 10.06.2020

    Sendo Sportinguista.
    Estou de acordo consigo em não concordar com 1 voto 1 sócio, e pelas razões que apresentou.
    No que se refere ao PDC acho que é meter a foice em seara alheia.
    O Sporting teve um BDC autoritário, arrogante,mal educado para não dizer outra coisa, enfim e tudo aquilo que nós sabemos que nada engrandeceu o clube muito pelo contrário e que foi na assembleia geral de fevereiro de 2018 aclamado com 87% dos votos, assembleia para mim de triste memória porque houve pessoas impedidas de falar e algumas até saíram com escolta policial tudo de forma discreta.
    O que é isto senão autoritarismo de 87% das pessoas que no meu ver provavelmente muitas numa cegueira colectiva concordaram com o seu Guru com o boicote aos jornais,e todas as inquisições que essa personagem fez contra alguns a que chamou tristemente de sportingados.
    É o Sporting um verdadeiro clube Democrático com gente com cultura democrática,tenho sérias dúvidas!?

    (para não falar de outras situações, noutras assembleias de impedimentos de falar que envolveram outros intervenientes como Sousa Sintra, Pedro Madeira Rodrigues entre outros, por exemplo)
    SL
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 10.06.2020

    O que seria meritório era revelar qual será a tal "outra coisa" de que não falou e tudo aquilo que vocês sabem que não engradeceu o clube...Seria, digamos, construtivo.

    Quanto ao tema do post, se é para falar dos outros, e uma vez que o LFV "orelhas" avisou claramente quais são os limites permitidos...tá bem assim, pronto.
    Ainda que, entre recusar debater e apertar pescoços...

    António C.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D