Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

De Peseiro a Keizer

img_920x518$2018_07_21_22_17_46_1426433[1].jpg

 

No tempo de José Peseiro, quando surgiu a enorme contestação dos adeptos, escrevi aqui várias vezes que a responsabilidade principal das más exibições e dos resultados insatisfatórios estava longe de ser exclusiva do treinador.
A culpa foi da atribulada pré-temporada, com as vissitudes que sabemos. E do plantel formado às três pancadas, ao sabor dos palpites do momento, dos humores dos jogadores que haviam rescindido e dos respectivos empresários. E também da perda dos automatismos que haviam sido criados nos três anos anteriores. E ainda da falta de liquidez financeira para contratar profissionais de elevadíssimo nível.

Enfim, Peseiro foi despedido mal os lenços brancos se agitaram nas bancadas.
O despedimento gerou incontidas manifestações de euforia. Até neste blogue.

 

Acontece que, três meses depois, temos o seu sucessor a jogar... à Peseiro.
Não falta sequer o duplo pivô defensivo para ajudar a estacionar o autocarro frente a colossos do futebol como o Moreirense.
Não falta também o novo técnico vangloriar-se, em conferência de imprensa, que a equipa «sabe defender bem».

Pormenor adicional: Keizer orientou até agora a equipa em oito jogos do campeonato. Com o seguinte balanço: cinco vitórias, um empate (com o FC Porto em Alvalade) e duas derrotas (com V Guimarães e Tondela). Precisamente os mesmos números de Peseiro nos oito jogos em que comandou o Sporting na Liga 2018/2019 - também cinco vitórias, um empate (com o Benfica na Luz) e duas derrotas (com Braga e Portimonense).

Ironias do destino...

 

Questiono-me agora quanto tempo demorará até começarem a agitar-se de novo lencinhos brancos em Alvalade.

O problema, nestas coisas, é criar-se um precedente. Se acontece com um, porque não há-de suceder com outro?

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 22.01.2019

    Pouco me interessam os golos marcados e sofridos. Numa prova de continuidade, como o campeonato, interessam-me os pontos.
    Nisto, Keizer está igual a Peseiro.
    Acresce - já que quer esmiuçar a questão - que Peseiro praticamente não contou com Dost, o maior goleador do Sporting. Nem com Mathieu, o maior esteio defensivo leonino. Keizer, pelo contrário, sempre contou com ambos.
    Num plantel que não prima pela qualidade, estas duas baixas contam. E de que maneira.
  • Sem imagem de perfil

    Luis Ferreira 22.01.2019

    Não quero esmiuçar a questão com base nos números. É apenas um parâmetro. Mas a usá-los convém apresentar os dados todos e não apenas os que nos interessam, como os políticos. Se não, é desonestidade intelectual.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D