Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Contar até 10

O nosso clube pagou alguns camiões de notas por um jogador português magrito que jogava num clube italiano do meio da tabela. Alguns meses depois, Bruno Fernandes caminha depressa para ser titular (aí pelo segundo ou terceiro jogo) da seleção campeã da Europa que vai à Rússia jogar o Mundial.
Em tempos em que o dez foi extinto do jogo e das táticas, eis que o nosso Bruno jogador se destaca numa posição que só não lhe chamamos dez porque parece mal. É o “joga atrás” do Bas Dost, é o “joga mais encostado ao William”, é o “joga mais pela direita”, é o que quisermos, embora a mim me pareça um dez.

O que é justo é dizer-se que me parece sportinguista desde pequeno. A sua entrega e disponibilidade são de juntar num consenso um Brunista com um tipo da oposição mais opositora. BF seria um extraordinário casting para o papel de bombeiro que salva seis velhotes e os seus cães naqueles fogos que não foram culpa de ninguém e que de noite conta uma história ao filho para o adormecer.
A sua competitividade, seja contra o Atlético de Madrid ou contra os Unidos do Bombarral é a mesma. É um jogador generoso e com noção de espetáculo, solidário com a equipa e os colegas, com verdadeira qualidade individual, um verdadeiro leão como os adeptos sabem reconhecer. Não sei se ele cresceu leão, mas vê-se que ama o clube, respeita os adeptos, quer vencer trofeus por ele, mas também por todos nós.
Cá fora nada percebemos de bola, mas aquele fulgor físico naquele corpito que mais parece criado a carcaças com fiambre e leite com chocolate - e as poucas ou nenhumas lesões -  dizem-me que em Itália se trabalha melhor essa parte e talvez fosse bom pegar num avião e ir lá estagiar. Se há coelho da Duracell na nossa liga é Bruno Fernandes.
Seria o último jogador que eu (se fosse big boss) deixaria sair. E o primeiro a quem entregaria a braçadeira, caso esta ficasse disponível.  

12 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D