Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Confronto de escolas

O embate de hoje à noite colocará frente a frente duas das melhores escolas de futebol do mundo. Ideal seria ter também o Ajax no grupo para se ver o que melhor se faz em termos de formação, na Europa. De um lado, a Academia de Alcochete (irmã mais nova e vistosa das escolas de formação do Sporting) e de outro, a mítica La Masia. Nos onzes previsíveis, entrarão em campo, pelo Sporting, três homens – Patrício, William e Gelson – formados na Academia e seis – Piqué, Alba, Busquets, Iniesta, Messi e Deulofeu- formados em Barcelona. No plantel do Sporting moram um total de oito futebolistas formadas nas escolas do clube. Igual número de meninos da La Masia integra o plantel do Barça.

Claro que ao longo da história dos dois clubes há diferenças gigantescas. A partir dos anos 90, o Sporting tornou-se incapaz de segurar os seus craques, à falta de capacidade económica e sobretudo de não jogar numa das ligas de topo do futebol europeu. Seria impensável manter nos quadros homens como Ronaldo, Figo, Nani, Moutinho, Simão ou Quaresma, mesmo que alguns tenham acabado por fazer carreira em Portugal, pelos rivais. Já o Barcelona não tem grandes problemas em manter Messi, Iniesta e outros craques, vendendo apenas quem quer (salvo raras exceções). Esta situação confortável permite que os miúdos formados na academia local cresçam com os ensinamentos do bom futebol e que o possam aplicar de imediato, assim que chegam à equipa principal.

Mas, se pensarmos no panorama do futebol nas últimas duas décadas, o Sporting formou os bolas de ouro Ronaldo e Figo, para além de monstros como Futre e outros já citados. O Barcelona acabou de formar Messi e deu ao mundo a fabulosa dupla Xavi-Iniesta. Não me parece que percamos com a comparação.

No que toca a negócios entre os dois clubes, o Sporting foi vendendo, nos últimos anos jogadores ao Barcelona. Simão Sabrosa e Ricardo Quaresma saíram para Camp Nou. Percurso inverso fizeram homens como Rochemback, Jeffren e já este ano, Mathieu.

Devido ao seu belo trabalho nas camadas jovens, ambas as equipas municiam as suas seleções. Piqué, Xavi e Iniesta foram chave das conquistas espanholas em 2010 e 2012, como Patrício, Fonte, William, Ronaldo ou Nani o foram no Euro 2016.

Há algumas semelhanças entre os dois gigantes mas bem sabemos que o poderio económico do Barcelona e a inclusão numa das mais poderosas ligas do mundo fazem a balança pender para o Barça. O que não nos impede de sonhar com um bom resultado e com golos que podem ter sido aprendidos em qualquer escola do mundo.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D