Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Como os vendedores de castanhas

Pedro-Madeira-Rodrigues[1].jpg

 

Tal como as andorinhas que nos visitam sempre na Primavera e os vendedores de castanhas que regressam a cada Outono, o inefável Pedro Madeira Rodrigues, volta e meia, tenta dar prova de vida. Só o faz, curiosamente, nos momentos em que ocorre um resultado menos positivo da nossa equipa principal de futebol. Aconteceu ainda agora, quando ressurgiu da obscuridade para proclamar que "corremos o sério risco de voltarmos a não ser campeões, ao contrário do que nos foi garantido".

Ponho-me a imaginar o que diriam por estes dias os homólogos benfiquistas de Madeira Rodrigues ao verem o seu precário onze naufragar por completo nas competições europeias, com quatro derrotas categóricas às costas, dez golos sofridos e só um marcado, tornando-se a única equipa portuguesa que até hoje disputou quatro jogos consecutivos da fase de grupos da Champions sem conquistar um único ponto.

O que diriam eles ao verem o seu clube inspeccionado pela Unidade Nacional Contra a Corrupção da Polícia Judiciária, submetido a um processo disciplinar da UEFA e com um membro da sua claque acusado do homicídio qualificado de um adepto do Sporting, enquanto se afunda nas competições europeias e estaciona no terceiro lugar do campeonato?

Utilizando também o truque retórico de empregar o plural majestático para fazer de conta que a opinião de um representa a opinião de todos, apetece-me retorquir ao candidato copiosamente derrotado por Bruno de Carvalho nas eleições de Março, parafraseando-o, que corremos o nada sério risco de jamais vermos Madeira Rodrigues como responsável máximo do Sporting. Os adeptos leoninos não apreciam aqueles que apenas surgem na praça pública quando a nossa equipa tropeça num obstáculo qualquer.

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 08.11.2017

    Nem o tio lhe valeu, quanto mais o Sobrinho.
  • Sem imagem de perfil

    Carlos Silva 08.11.2017

    Nisso invejo Bruno de Carvalho. Se nos valorizamos pela mediocridade dos nossos inimigos, se os tivesse, nunca chegariam aos pés dos do nosso presidente.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D