Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Como (não) vivi o dérbi de sábado

Entre a praia e as festas na aldeia beirã, estas últimas ganharam. Uma espécie de dérbi interior e muito pessoal.

O problema maior é que na aldeia, nesta altura do ano, ver futebol no café é comprar uma guerra.

Primeiro porque os estabelecimentos estão tão cheios, que dificilmente consigo entrar. Ele é o regressado da França ou do Luxemburgo, o amigo do amigo do amigo que veio à aldeia de propósito a convite de não se sabe de quem, os filhos, netos, sobrinhos, parentes afastados... todos ao molho e (sem) fé em Deus (desculpa Pedro Azevedo!).

Portanto… não vi o jogo. Nem escutei o relato, já que alguns dos relatadores matam-me de coração com o que transmitem através da sua voz.

Assim… não há melhor que ficar em casa, a fazer outra coisa qualquer e aguardar pacientemente que o telemóvel vá dizendo alguma coisa.

Este jogo era de importância superior. Se o Sporting conseguisse passar por aquele campo sem trazer grandes mazelas pontuais o campeonato poder-se-á tornar algo mais interessante.

Este era assim a modos que o meu pensamento interior. Jamais imaginaria que passado o fim de semana estivéssemos na frente com mais três equipas.

A determinada altura escutei um burburinho na rua. Mas o telemóvel não "miava". Finalmente deu sinal de vida pois o Nani havia marcado. Fixe, boa... pensei eu!

Mas o tempo passava devagar. O calor também não ajudava.

Novo burburinho e o sinal de golo.

Empate!

Fui então ver os comentários que a aplicação ia fornecendo. E Salin surgia como figura primeira do jogo. Ainda bem, pensei eu, tem de justificar o ordenado que ganha.

Dez minutos a mais de tempo extra, dizia a aplicação… Mas foi mesmo necessário?

Fim do jogo. Finalmente respiro aliviado.

O café já deve estar vazio. A festa no arraial está para começar!

6 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D