Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Brutal

andebol.jpg

Depois da vitória da semana passada em casa do Füchse Berlin por 32-31, o Sporting recebeu o lider da melhor Liga Europeia, a alemã, e principal candidato à vitória na competição e ganhou por 32-28. 

Simplesmente extraordinário. Mas ainda mais extraordinário quando o treinador é português, Ricardo Costa, e a base de rematadores é portuguesa: Martim Costa, Francisco Costa e Salvador Salvador. 

 

O andebol do Sporting, tal como o futebol e o futsal, está a um nível de excelência que nos orgulha, projecta o clube por todo o mundo, entusiasma adeptos e faz de Alvalade e do João Rocha um vulcão.

Nem todos vivem a 20 kms dos locais como eu nem têm a disponibilidade que eu tenho. Mas há quem tenha e viva no ressabiamento e no desprezo pelas equipas que representam o clube agora que o presidente é outro, preferindo malhar naquelas com dificuldades do que celebrar as de excelência.

O que posso dizer é que não existe sofá nem tv que valham um décimo duma experiência ao vivo como a de hoje em Alvalade, que vou guardar na memória por muito tempo.

Brutal o desempenho da equipa, brutal o apoio das claques unidas na faixa e nos cânticos, brutal o apoio das bancadas, brutal o acolhimento à pequena comitiva alemã que teve direito a lugar premium, e tudo isso saltou para a primeira página da competição EFH.

 

O futebol (masculino) é a mola real do Sporting e dos outros dois grandes clubes portugueses, e une todos os Sportinguistas. Depois, existe um conjunto de modalidades que despertam mais ou menos interesse dos adeptos.

Posso ver mal, mas não vejo outra modalidade de pavilhão que conjugue implantação europeia e circundante, capacidade dos praticantes portugueses, e capacidade de chegar longe na Europa como o andebol. Futsal interessa a poucos países, hóquei só a três ou quatro, basquetebol vive de americanos  "globetrotters", voleibol masculino e feminino vivem de brasileiros e outros estrangeiros também.

Eu já estive esta época no João Rocha em jogos de todas as principais modalidades e tenho um carinho especial pelo voleibol feminino, mas pelas razões atrás o andebol é mesmo a minha modalidade preferida, e esta equipa de Ricardo Costa enche-me as medidas. Só tenho pena que o Frankis Carol não tenha ficado por cá mais um par de anos para a integrar também.

O Sporting fez história hoje no João Rocha. E quem não esteve, que estivesse.

SL

7 comentários

Comentar post

{ Blogue fundado em 2012. }

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D