Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Amanhã à noite em Alvalade

Este ano a nossa casa está a ser a nossa fortaleza, um pleno de vitórias excepto na recepção ao Young Boys que incluiram Benfica, Porto e Braga. Amanhã existirá oportunidade de continuar nesse registo, frente a uma equipa que muitos problemas nos colocou em Faro.

Como o tempo não está convidativo para a minha actividade de "outdoor" vou-me entreter a fazer uma breve análise SWOT ao futebol do Sporting, ou seja das principais Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças, positivos as Forças e Oportunidades, negativos os restantes, internos as Forças e Fraquezas, externos os restantes.

 

Forças:

1. Modelo de jogo baseado em 3-4-3 consolidado e mecanizado, os jogadores podem passar por diferentes posições sabendo o que lhes é pedido em cada uma.

2. Enorme ponta-de-lança "artilheiro" com capacidade física tipo CR7, muito bem complementado por um "mágico" intuitivo como Pedro Gonçalves.

3. Estrutura central Coates-Hjulmand-Gyökeres muito forte.

 

Fraquezas:

1. Guarda-redes a que faltam a classe extra necessária para serem determinantes nas vitórias, como acontece com Trubin e Diogo Costa nos rivais.

2. Linha defensiva de 5 muito variável, o que impede a sincronização perfeita de movimentos, coloca avançados contrários em jogo nos cruzamentos e a torna particularmente vulnerável nos lances de bola parada.

3. Meio-campo (no sentido lato, os dois médios residentes mais as intervenções dos alas e interiores no sector) sem capacidade física para aguentar 90 minutos com o mesmo desempenho.

 

Oportunidades:

1. Regresso em condições de St. Juste, capaz de dar outra dimensão ao lado direito da equipa. 

2. Explosão de Catamo em termos de marcador de golos, caso avance para interior direito.

3. Explosão de Koindredi para patamares de rendimento próximos de Hjulmand, permitindo outra rotatividade no meio-campo.

 

Ameaças:

1. Arbitragens manhosas dos artistas estabelecidos no futebol português.

2. Lesões, num plantel muito curto sem suplentes de nível próximo dos titulares em diversas posições.

3. Esgotamento físico dos elementos que constituem a estrutura central.

 

Nos factores externos tudo vai depender da resposta dada pelas indivualidades envolvidas. Não é muito o que Rúben Amorim poderá fazer para impedir que as ameaças se tornem fraquezas. Não foi ele que transformou um penálti a favor em Vila do Conde numa lesão dum jogador que estava a passar o melhor momento da temporada.

Nos factores internos, ressalta a necessidade da gestão quase cirúrgica do plantel, em que a utilização de cada jogador é controlada ao minuto, mesmo à custa do rendimento do onze naquele momento do jogo.

Ficam então aqui estas notas como convite a uma discussão serena e sportinguista sobre o assunto.

 

PS: Comentários de "trolls", "bullys", travestis morcões ou nicks da tasca seguem directamente para o lixo.

SL

17 comentários

Comentar post

{ Blogue fundado em 2012. }

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D