Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Amanhã à noite na Amoreira

images.jpg

 

O plantel é curto, o plantel é curto, o plantel é curto... Já tinha dito que o plantel é curto? Se alguma dúvida ainda existisse sobre esse facto, a realidade do Sporting post-Famalicão, marcada por lesões e impedimentos, veio demonstrar à evidência tal situação. Até mesmo com alguns requintes de sadismo.

Diz o senso comum que um plantel, para poder corresponder aos objectivos duma época como aquela que o Sporting enfrenta, deveria ter um mínimo de 25 elementos: três guarda-redes, dois por posição de campo, dois polivalentes. Considerando Tabata e TT os polivalentes, então neste momento faltam três: dois defesas centrais e um ponta de lança. Mas dois destes três têm de ser mesmo diferenciados, esqueçam Quaresma, Ivanildo, Pedro Marques, Sporar, qualquer um dos emprestados. Faltam mesmo um "Mathieu" dextro cá atrás e um "Bas Dost" lá à frente para os momentos de aflição. Com quilos, centímetros,  atitude e... e aqui é que a porca torce o rabo... enquadramento no balneário e no orçamento.

Falei em "Bas Dost", podia ter falado em "Slimani" (não do original, que conquistou o seu "el-dorado") mas as características pretendidas têm muito mais a ver com as do neerdelandês (acho que é assim que agora se diz), não falei em Barcos, Doumbia, Castaignos ou Spalvis. Entulho não, obrigado.

Aquele Sébastian (lindo nome) Haller dava muito jeito. Custou quanto ao Ajax?

 

Por muito que Rúben Amorim esteja certo a falar do projecto e da equipa B, a verdade é que se existe por lá qualidade que até poderia ser útil no futuro próximo noutras posições, naquelas não vejo que exista. Temos de recuar até aos sub23 para encontrar dois jovens com pinta, Gilberto Batista (17 anos) e Sogklund (18), e ainda mais atrás, nos juniores, Frobenius (18).

Amorim sabe que o melhor que havia em Alcochete nos 17-20 anos de defesas centrais e pontas de lança já os tem na equipa A. Falo de Gonçalo Inácio e Tiago Tomás. 

Mas é aqui que estamos, é com este plantel que contamos, é com estes jogadores que temos de ganhar ao Estoril e ao Marítimo no imediato e chegar a Janeiro com os objectivos intactos.

O jogo com o Ajax demonstrou que Matheus Nunes, Paulinho e Porro são mesmo de classe "Champions". Com Adán, Coates, Palhinha e Sarabia, está quase o onze feito. 

 

Na defesa há que reformular o lado esquerdo, órfão de Nuno Mendes. Todos os golos do Ajax nasceram daquele lado. Feddal está numa péssima condição e precisa de descanso urgente, Vinagre tem de reflectir no que se passou e voltar mais forte. Se calhar com Esgaio e Nuno Santos daquele lado. Matheus Reis a defesa central do lado esquerdo? Francamente, ainda não percebi o que Amorim vê no Matheus Reis.

E porque não Ugarte, com Palhinha a trinco, ou Palhinha com Ugarte a trinco?

 

No meio-campo é questão de rodar jogadores.

Palhinha e Matheus Nunes não podem jogar sempre. Ugarte, Tabata e Bragança (duma fragilidade física evidente que o impede de chegar a outros patamares) têm de jogar mais, mesmo quando não entram no onze inicial.

No ataque há que pôr Sarabia a render. Só ele pode fazer esquecer Pedro Gonçalves enquanto o pé não desinflamar. Jovane mais uma vez provou que é um agitador para os finais dos jogos, não para titular. Como TT na maior parte dos jogos. Nuno Santos é como Neto, faz o que pode e a mais não é obrigado. Paulinho é.... intocável.

 

Temos então, amanhã à noite na Amoreira, um jogo bem complicado, num estádio que não deixa boas recordações.

Todos se recordam daquele dia em que estava muito vento, o presidente amuado tinha desertado, o mestre da táctica andava em roda livre, o Seymour Doumbia era ponta de lança, o Bruno César era extremo-direito, o Renan (ainda no Estoril) defendia tudo do outro lado, e enterrámos ali o campeonato.

 

Imagino então que Amorim convoque os seguintes elementos:

Guarda-redes: Adán e André Paulo.

Defesas Centrais: Neto,  Coates, Feddal e Matheus Reis.

Alas: Esgaio, Vinagre e Porro.

Médios Centro: Palhinha, Tabata, Bragança, Matheus Nunes e Ugarte.

Interiores: Sarabia, Jovane, Nuno Santos, Catamo (?)

Ponta de lança: Paulinho, Tiago Tomás.

 

Pelo que atrás referi, o meu onze seria assim:

Adán; Neto, Coates e Ugarte; Porro, Palhinha, Matheus Nunes e Esgaio; Sarabia, Paulinho e Nuno Santos.

 

Concluindo,

Amanhã o Sporting entra em campo na Amoreira para tentar aproximar-se da liderança da Liga.

Considerando o sistema táctico de Rúben Amorim, qual seria o vosso onze?

 

#OndeVaiUmVãoTodos

SL

101 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D