Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Ai Sacavém, Sacavém...

Wilson Brasil, um grande do jornalismo desportivo que exerceu a sua profissão no extinto Gazeta dos Desportos e criador de um dos mais prestigiados prémios do futebol, o Troféu Gandula, em homenagem aos apanha-bolas (gandula no Brasil), que premiava os melhores do desporto (por curiosidade a Juventude Leonina foi agraciada num dos anos), viveu muito intensamente o Sacavenense. Esta frase que titula o post ficou célebre na sua boca, nas crónicas que fazia na rádio. Era sentida a ligação que tinha com o Sacavenense e os sacavenenses. Tal como eu tenho uma enorme ligação afectiva ao Sacavenense, não porque seja de Sacavém, mas porque desde jovem tive relações de grande amizade com muitos dos dirigentes daquela colectividade, desde o meu grande José Simões, o Zezetas, director de campo imensos anos e de quem fui "filho" imensas vezes à entrada dos estádios da AF de Lisboa, porque a sua condição de dirigente lhe permitia a entrada grátis, até ao Elias Pereira, presidente e alma do Sacavenense tantos anos; Ao Ernesto Dinis, também presidente numa altura muito difícil por que passou o clube, ao meu afilhado Hélio Lampreia, que tratou dos jovens da formação alguns anos com toda a dedicação e brio. E muitos mais, não com ligações tão estreitas.

Quis o destino que calhasse em sorte ao Sporting o Sacavenense, ontem. Estavam os de Sacavém imensamente felizes por defrontar um grande e eu, porque sei que o Sacavenense almeja a chegar mais alto e merece chegar mais longe. Mas ontem o sacavenense que estava mais satisfeito era o tesoureiro do clube! O Sporting, muito bem, decidiu prescindir da receita da transmissão e os cofres da colectividade ficaram 50 mil Euros mais ricos. Uma verba que dará para continuar o milagre da multiplicaçao dos pães que esta e outras agremiações vão fazendo e mais agora sem os parcos, mas mesmo assim importantes, dinheiros da venda de bilhetes.

O resultado foi expressivo mas parece-me o menos importante para os sacavenenses. Portaram-se como leões e não desmereceram da tradição longa de equipa de garra e luta.

Por mim, como sacavenense por afinidade, fico feliz que este resultado lembre ao sportinguista de coração um outro de igual valor, "espetado" à lampionagem, que fará esquecer o score, lembrando apenas o que foi importante: A festa do futebol!

Saca...

4 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D