Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Ah e tal o Varandas vendeu o Matheus na véspera do clássico



E por tê-lo feito, merece o beneficio da dúvida.

Varandas e a direção tiveram de chupar o limão amargo da venda em véspera do clássico porque:

  1. Houve um ultimato qualquer dos Wolves, de Jorge Mendes, do próprio Matheus, etc. Ou o negócio se fazia ali, a tempo do Tottenham, ou nada feito...
  2. Varandas terá engolido em seco, mas terá – tenho a certeza – garantido futura transferência de Xis ou de Y ou do próprio Matheus. Ou então – e isto é importante – garantiu tesouraria. Muita tesouraria. Quem tenha gerido uma mercearia sabe como a tesouraria é fundamental, num clube de futebol ainda é mais. Aliás é sobretudo por tesouraria que há esta obsessão com a Champions: pagam a horas. 
  3. Farejem se os clubes portugueses têm os jogadores todos pagos e/ou os salários em dia e percebemos melhor a importância da tesouraria.
  4. Lembremos que pedir dinheiro aos bancos para pagar salários tem um custo.  
  5. Antecipar receita (vulgo factoring) idem.
  6. Note-se que Varandas garantiu 10% de uma futura transferência e ainda assegurou que os Wolves pagassem metade aos clubes onde o luso-brasileiro foi formado (Ericeirense e Estoril)
  7. A vida em geral e a vida empresarial em particular são feitas de trade offs. Um dos motivos por que Portugal não sai da cepa torta – digo eu, claro – é porque vê num negócio uma operação em que um tem de ganhar 100% e o outro zero. 
  8. O negócio Matheus teve este trade off tramado de ficarmos sem um jogador forte na véspera de um clássico? Teve. E por isso teve outros trade offs a nosso favor.  
  9. De lembrar o que foi pouco lembrado: há uns anos, Varandas disse que a transferência de Matheus haveria um dia de pagar a de Rúben Amorim. Pagou essa e pagou a de Paulinho. E ainda sobrou. 

13 comentários

Comentar post

{ Blogue fundado em 2012. }

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D