Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

A ver o Mundial (20)

Ao ver o jogo Alemanha-Argélia, em que Slimani voltou a fazer uma grande exibição, lembrei-me de alguns marretas do meu próprio clube que se apressaram a contestar Bruno de Carvalho quando há um ano contratou o ponta-de-lança argelino. Que mal sabia jogar à bola, que era um tosco, que não aguentava mais de 45 minutos, que só servia para estar no banco. Estas e outras bacoradas foram escritas em blogues supostamente de adeptos do Sporting que preferiam ver Ghilas no nosso clube em vez de Slimani.

Eis algumas das burrices que então se escreveram sobre o nosso ponta-de-lança:

«Não é jogador para jogar em Portugal e muito menos no Sporting.»

«Tem muito mau domínio de bola e um drible completamente atabalhoado.»

«Realizou a sua formação na Argélia e virá com todas as insuficiências associadas.»

 

Azar deles: não acertam uma.

Slimani fez uma óptima época no Sporting - e ter-se-ia destacado ainda mais se Leonardo Jardim lhe houvesse concedido tanto tempo de jogo na primeira volta do campeonato como acabou por dar na segunda. Agora, como titular da selecção argelina no Mundial do Brasil, deu show de bola: marcador de dois golos, autor de assistências para outros dois, considerado pela FIFA melhor jogador em campo em dois desafios, o argelino renderá certamente bom dinheiro aos cofres de Alvalade caso Bruno de Carvalho dê luz verde à sua saída (também Rojo, que está a fazer um excelente Mundial e até já apontou um golo, promete render-nos um bom pecúlio, embora neste caso tenhamos apenas 25% do passe).

 

Menciono Slimani porque foi um dos melhores argelinos em campo, no embate contra os alemães. Um embate em que a Argélia não revelou qualquer temor reverencial pelos antigos campeões mundiais, batendo-se de igual para igual com os comandados por Joachim Löw. Algo que a selecção portuguesa deveria ter feito mas lamentavelmente não fez.

Num jogo em que quase todos os intervenientes terminaram fisicamente arrasados, após os 90 minutos regulamentares mais meia hora de prolongamento devido ao empate a zero entretanto registado, a Alemanha acabou por impor-se devido à sua maior experiência internacional e à influência de alguns jogadores que fizeram a diferença - com destaque para o extremo-direito, Lahm, e o avançado Thomas Müller, o carrasco da selecção nacional num jogo para nós de má memória. Mas no primeiro tempo quem mais brilhou nas hostes germânicas foram o guarda-redes, Neuer, e o defesa Boateng - o que diz muito sobre as dificuldades encontradas pela Alemanha para superar a bem organizada e combativa equipa argelina, que funcionou melhor como colectivo.

 

Desta vez Slimani não marcou. Mas voltou a dar nas vistas. Enquanto Ghilas voltou a ficar no banco.

Espero que isto tenha calado de vez os tais marretas, que também neste caso estão condenados a meter a viola no saco. Como diria o Manuel José, cada vez que falam... entra mosca.

 

Alemanha, 2 - Argélia, 1

 

Slimani, uma das grandes figuras deste Mundial

8 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D