Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

A realidade

Todos os sportinguistas que querem vitórias em catadupa já!, imediatamente!, deveriam prestar atenção à notícia da semana passada da penalização do Sporting pela UEFA. A penalização foi pouco mais do que simbólica, mas faz-nos ver que, não fosse o esforço radical de austeridade dos últimos dois anos, a esta hora não só estaríamos provavelmente falidos como impedidos (no caso de termos conseguido pontos para lá chegar) de jogar na Europa. Mais um ano como os anteriores e a penalização não seria esta: foi a convicção da UEFA de que o Sporting está a fazer o necessário para restabelecer a saúde das contas que impediu o pior. Mais um ano como os anteriores e estaríamos a chorar a possível morte do nosso clube (ou pelo menos uma longuíssima inconsciência). Há dois anos estávamos a acabar o campeonato em 7º lugar, depois de sucessivas épocas desastrosas. Nos últimos dois anos, não só as contas ficaram equilibradas como conseguimos resultados desportivos aceitáveis. É melhor que nos consciencializemos: o Sporting continua convalescente. E, como a penalização da UEFA recorda, os próximos dois anos ainda terão de ser de recobro. Deixou-se chegar a degradação do nosso clube demasiado longe para que a recuperação seja fácil. E a impaciência não pode agora destruir aquilo que tem de inevitavelmente ser um trabalho de sapa.

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Luciano Amaral 11.05.2015

    Obrigado, Pedro. Chegará o dia em que este argumento já não vai valer e em que devemos ser bastante impacientes. Infelizmente, parece-me que esse dia ainda não chegou e que vamos ter de continuar a tomar o nosso pequeno banho de humildade.
  • Sem imagem de perfil

    Valdemar 11.05.2015

    Sem colocar a veracidade do post em causa, por ser verdade incontestável a qualquer sportinguista com dois dedos de testa,

    penso que não podemos deixar de questionar a exibição com que os nossos atletas presentearam o clube e a hipotética luta pelo segundo lugar, dificílima, mas não impossível.

    Uma coisa é uma coisa, que tão bem faz o meu camarada sportinguista em alertar, mas outra coisa é outra coisa, e todos esperamos um certo nível exibicional da parte de quem enverga o leão ao peito.

    Eles que coloquem os olhos noutros escalões de futebol ou futsal, ou noutras modalidades como o hóquei ou o andebol, que com mais ou menos sucesso em vitórias e títulos, pelo menos vão orgulhando os adeptos com o esforço que colocam em campo.

    É o mínimo. E é muito do que faltou ontem no Estoril.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D