Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

A interminável penitência do Diamantino

maxresdefault[1].jpg

 

Em regra, gosto de ouvir os ex-jogadores a comentar futebol. Porque percebem do que falam, ao contrário de juristas, deputados e ex-ministros, que se servem da modalidade para exibirem a sua monumental ignorância na televisão, incapazes de ultrapassar o patamar da mais rasca conversa de café ("foi penálti/não foi penálti"; "o árbitro é assim/o árbitro é assado").

Gosto de ouvir ex-jogadores do meu clube e também ex-profissionais de outros clubes, como o benfiquista João Alves ou o portista Jorge Amaral, só para citar dois exemplos. Mas toda a regra tem excepção. E neste caso a excepção tem um nome: Diamantino Miranda, comentador lampião da TVI 24, antigo jogador do Benfica (e ex-treinador em Moçambique), incapaz de disfarçar o ódio ao Sporting nas suas aparições na pantalha.

 

Voltou a acontecer o mesmo há dias a propósito da anunciada saída de Adrien de Alvalade. Diamantino pegou no tema e rematou desta forma: "Na época passada o Adrien acabou por ficar e o Sporting acabou por não ganhar o campeonato. E o clube acabou por perder 30 milhões. Os factos são estes."

Não sei quem ensinou Diamantino a fazer contas. Mas alguém devia aconselhá-lo a reprimir um pouco da alergia que sente ao Sporting quando fala na televisão ou na rádio. Evitaria assim proferir declarações ridículas como esta - tanto mais que é adepto de um clube que, como ele próprio garantiu em Fevereiro de 2016, terá recusado vender por 17 milhões o jogador Carrillo, agora emprestado ao Watford. Na mesma intervenção em que antecipava a saída prematura de Jorge Jesus do Sporting, a meio da época 2015/2016, alegando que o treinador estava irritado por ter ficado sem Carrillo (esse génio da bola...) e ter visto "perder para o FC Porto" os jogadores Marega e Suk!

Ficamos assim a ter uma ideia mais nítida sobre a relação entre Diamantino e os factos...

 

Nestas alturas acabo por dar-lhe um desconto: o Diamantino fez parte do onze do Benfica que sofreu a maior humilhação de sempre frente ao Sporting em toda a história do clube encarnado. Ele estava lá, em Alvalade, no dia dos 7-1: integrou o onze titular nessa partida que terminou em goleada.

Lembro-me sempre deste jogo quando o vejo dar largas ao seu imenso fel contra o Sporting em todas as intervenções como comentador de futebol. Sou incapaz de dissociá-lo da histórica derrota do SLB. E consigo entender a interminável penitência que ele continua a cumprir trinta anos depois.

92 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D