Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

A importância de Couceiro no futuro do Sporting

 

Que João Mário é, neste momento, um jogador de primeira liga, não será propriamente uma novidade para a maioria dos sportinguistas, mesmo para os mais cépticos. No entanto, a recente afirmação deste brilhante jogador em Setúbal trouxe para o plano da realidade aquilo em todos acreditávamos.

Para o ano terá lugar na primeira equipa e esse é o maior prémio que poderia receber.

 

Juntou-se-lhe na aventura por Setúbal, Betinho. Na última jornada assumiu a titularidade e gostaria que Couceiro lhe desse a oportunidade de a manter até final do campeonato porque precisa para continuar a crescer e o Setúbal ganhará com essa opção.

 

Em especial João Mário, poderia ter sentido muitas dificuldades de adaptação a jogar numa equipa como o Setúbal que, convenhamos, não tem os mesmos princípios de jogo com que João Mário esteve em contacto durante toda a sua curta carreira de futebolista. Equipa dominadora, mais tempo de posse que os adversários, liderança da equipa, futebol apoiado.

É aqui que entra o papel do treinador. Se José Mota ainda estivesse em Setúbal, a evolução de João Mário tenderia para zero e provavelmente não sairia do banco.

 

Couceiro, pelo contrário, é um treinador com muitas qualidades, que prepara muito bem as suas equipas, que lhes transmite princípios de jogo correctos e que procura potenciar jovens com valor. A sua participação na evolução de João Mário não deverá ser despiciente e ninguém mais que o próprio o considerará.

 

Caso Couceiro se mantenha em Setúbal, o que me parece complicado, apesar de já nos ter habituado a ser um homem de causas e crenças em detrimento das opções mais fáceis, poderá ter um papel decisivo no futuro do Sporting. Mais propriamente nos jovens jogadores com maior potencial. É ele o treinador ideal para uma fase de transição entre equipa B e plantel principal, juntando a isso o facto de o Vitória de Setúbal ser um clube perfeito para o efeito. Conjugadas estas duas situações, ter a possibilidade de ver Betinho (novamente), Iuri Medeiros, Ricardo Esgaio e Filipe Chaby a jogarem juntos e a afirmarem-se na primeira liga seria muito importante para o Sporting e, estou certo, seria uma mais valia para Couceiro e para o Setúbal.

 

Por esta razão não poderia deixar de ressalvar o contributo de Couceiro para o crescimento de João Mário (apenas o início de uma grande carreira, assim o espero) e, simultaneamente, manifestar a minha opinião de que, no cenário de Couceiro continuar em Setúbal, a actual direcção deverá estabelecer uma ligação de proximidade que permita colocar alguns dos nossos jovens com maior potencial a rodar naquele clube.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D