Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

És o maior, chavalo!

"qué'que foi, ó boizolas?"

 

Desde Luís Miguel que não tivemos um defesa-direito como João Pereira.

Descontando a feliz invenção de Boloni que colocou Beto naquele lugar e assim foi campeão, foi um rosário de jogadores de sorte diversa que povoaram esse posto. Dois merecem menção: Abel e Miguel Aalkmar Garcia, mas os restantes tanto se lhes dá como se lhes deu: Saber, que nunca soube centrar uma bola em condições, Gil Baiano, o efémero, César Prates, um velocista sem norte.

Confesso ter uma predileção especialíssima por João Pereira. Ele é o último espécimen de uma raça em vias de extinção: o autêntico lisboeta. Refilão como um fadista, destemido com os grandes – o seu melhor momento na história do Sporting foi ter feito peitaça ao Balotelli, uma cabeça mais alto do que ele –, de faca na liga perante a adversidade, foi João Pereira que assumiu o papel de truculento que tanta falta fazia ao Sporting quando os rivais se armavam em espertos connosco.

João Pereira é todo o contrário de quem pensa que o futebol é desporto de pantufas e copos de leite. Uma equipa sem “bad boys” é um coro de igreja – não é, prof. Queiroz?

Santiago Árias vai ter umas botas muito grandes para calçar; veremos se confirma o que tem vindo a mostrar.

Três pontapés na crise

Afinal não houve dupla Polga-Carriço e o Xandão lá se estreou e demonstrou serviço, sem ficar preso ao cartão amarelo que tão cedo recebeu. Voltou a haver um brinde ao adversário, mas nem isso levou à nossa derrota num jogo em que Rinaudo regressou em estilo e com um grande golo, Carrillo calibrou bem melhor o seu talento e João Pereira entendeu por bem fazer artes mágicas pela direita. E lá se fizeram três golos que dão acesso ao Jamor. Há noites felizes. Esperemos que doravante haja muitas mais.

A noite em resumo

Rinaudo é fantástico. Matias esteve muito bem (já foi assim nos últimos jogos). Gostei de Xandão. Carrillo é um jogador esgotante. Tão depressa nos esgota os elogios como a seguir nos esgota a paciência. Polga esteve igual ao que lhe conhecemos nos últimos tempos. João Pereira foi igual a si próprio. Ganhar ao Rui Alves é coisa para encher a alma de qualquer sportinguista. Da arbitragem poderíamos até dizer que coiso mas, como sabemos, os tempos não estão para permitirmos lamúrias. Existe uma forte probabilidade de o Sporting ganhar um título nesta época e de um dos outros dois grandes não ganhar nada. O Jamor tem mais encanto quando se veste de verde e branco.

{ Blogue fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D