Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

O homem com mais sorte do mundo?

 

 

Será Rui Vitória o homem mais sortudo do mundo? Talvez, mas talvez não seja apenas isso.
Há qualquer coisa no treinador do Benfica de desconcertante. Tem um aspecto entre o simpático e o indiferente, é pouco activo no banco, desinteressante nas conferências de imprensa e nas entrevistas, insosso nas opções e a sua equipa espelha isso mesmo. Desde o ano passado, e a seguir ao choque das primeiras jornadas, que o Benfica joga um futebol feijão frade com atum. Chato, indefinido, maçudo mas de uma eficácia terrível porque no fim lá chega o golo, ou os golos. É como se nos pusessem o feijão frade com atum à frente e por acaso até nos apetecesse comer aquilo.
Sempre que Vitória tenta ir além daquilo que sabe, sempre que “inventa”, dá-se mal. O que podemos dizer é que tem a esperteza de retroceder muito rapidamente, numa conduta defensiva e pouco audaz, mas que é recompensada por vitórias atrás de vitórias atrás de vitórias, com golos fabulosos, golos que é só empurrar, golos que resultam de lances estranhos, golos caídos do céu, auto-golos e golos-golos.
Definir o futebol do Benfica, tri-campeão e principal favorito ao título, é complicado e trabalhoso. Acho que essa é uma das partes que pica JJ, essa falta de afirmação e hubris no modelo, que (para ele JJ) são tão essenciais quanto as vitórias.
Mas Rui Vitória tem algo mais que creio lhe é dado por um agudo sentimento de sobrevivência. Enquanto JJ não tem medo de nada e até tem gosto na vertigem, RV deixa-se estar sossegadinho no seu canto porque sabe que à mínima será posto a andar. Por isso roda guarda-redes (sabe que a administração precisa de vender Ederson ou até Júlio César); por isso aposta em Horta, Nélson, Guedes, José Gomes (porque sabe que Vieira está apaixonado pelo Seixal), por isso vai dando chances a Carrilho (porque sabe que para Vieira o Sporting não se pode ficar a rir), por isso faz avançar Luisão (porque sabe que os fogos se começam a combater com prevenção). RV também já percebeu que o Benfica é um clube grande e influente e que haverá muita decisão de arbitragem dúbia que pingará para o seu lado. Acho que também é por isso que arrisca pouco, como acho que esse é um dos factores que JJ ainda não incorporou, esse de que o espectro Benfica assombra mais a malta de apito que o espectrozinho Sporting.
Vejo aqui muita inteligência emocional no treinador do Benfica, um homem que do meu ponto de vista faz e fez mais pelo clube do que se calhar os adeptos, ocupados a odiar JJ, julgam.
Rui Vitória tem beneficiado de um Porto desorientado (mas que mesmo assim lhe ganhou em casa) e de um Sporting tão excitado tão excitado que atrai para si todo o tipo de atenções, esquecendo-se o próprio Sporting que está longe de ter mesmas as armas do Benfica.  
Mais do que sortudo, RV parece-se ser o mais sensato e ladino homem no futebol português actual. E isso é meritório.

Kill your darlings

Rui Vitória está feito um homem. Pelo menos, visto de longe, certo, era isso que queria dizer. Disse hoje no jornal do Benfica que João Gabriel e Pedro Guerra andam a meter água: que o título resulta do seu "trabalho apuradíssimo" e não dessa coisa de terem todos "dado as mãos". Cuidado. O homem não está apenas a renegar a inspiração evangélica que sopra da catedral: está também a dizer que vai cortar menos as unhas dos pés para se sentir mais alto. Estará o lampianismo messiânico em crise de identidade?

Os pedreiros levantam-se às 6

Estava a acabar de colocar o pacote do vinho na minha lancheira quando ouvi alguém dizer que o Rui Vitória tinha dito qualquer coisa sobre determinado assunto. Eram 6 da manhã. Havia já uma fila de estucadores e pintores ucranianos (todos eles foram médicos e engenheiros no seu país) que esperavam pela sua vez para entrar na casa de banho, e eu tinha de chegar à obra antes das 7. Os outros pedreiros já estavam dentro da carrinha do sub-empreiteiro à minha espera. É uma boa carrinha de 9 lugares onde cabem facilmente 14 pessoas. Não sejamos mal agradecidos. Há meses que o condutor diz isto. Sentei-me como Deus deixou no meio daquela multidão. Meti a lancheira entre as pernas, e comecei a sentir-me ligeiramente queimado com o calor da dobrada do almoço. Aguentei-me: trolha que é trolha, aguenta tudo. Acho que disse isto em voz alta, porque um dos outros gajos grunhiu qualquer coisa como «não se responde quando os rivais estão no chão». Abanei a cabeça, e devo ter dito que sim.

Questões pós-dérbi

1. Isto é tudo um plano para manter o Vitória a treinador do Benfica, não é? E no fim levamos o caneco na mesma, não é?

 

2. Lá vi o Sanches jogar ao vivo pela primeira vez. O tipo é mesmo a fraude que a gente sempre disse que era, não é?

 

3. Quantas bordoadas por jogo pode dar o Sanches sem ver cartão ou ser expulso?

 

4. O Jesus faz aquele número do Teo só para nos chatear, não faz?

 

5. O Bryan Ruiz faz aqueles números em frente à baliza de propósito, não faz?

Dia de Jorge Jesus à luz da comunicação social (e) do benfica.

6h00 – Jorge Jesus acorda. Rui Vitória sente-se indignado por Jorge Jesus acordar a um horário que lembra as temporadas no benfica.

 

7h00 – Jorge Jesus toma o pequeno almoço pondo queijo vitória na torrada, Rui responde dizendo que não admite este tratamento de inferiorização por parte do antecessor.

 

8h00 – Jorge Jesus pega no carro metendo a primeira. Rui Vitória relembra que ainda há muito campeonato pela frente e que antes de sair de casa conseguiu meter mais 5 vezes a primeira do que JJ, esquecendo-se que efectivamente tinha engatado 8 vezes a marcha-atrás.

 

9h00 – Jorge Jesus começa o treino. Chama Gelson e Matheus para acertar pormenores tácticos. Sai capa adicional d’ A Bola, em letras gordas dizendo, Vitória na formação: Renato Sanchez no Man. United por 50 milhões de euros.

 

11h00 – Jorge Jesus dá uma conferência de imprensa falando do estado do campo. Rui Vitória entra atrasado (depois de pagar um bolo rei à equipa) referindo que não entra em jogos psicológicos, e que para batatais ele dará a resposta.

 

13h00 - Jorge Jesus come bifes de cebolada. Rui Vitória sente-se ofendido e denegrido por um colega de trabalho, dizendo que não aceita ser comido de cebolada.

 

15h00 – Jorge Jesus inicia o treino com marcação de penáltis. Rui Vitória dá uma entrevista dizendo que a sua equipa não precisa de penáltis para continuar na corrida do título, que ganham por mérito próprio, sendo exemplo disso a 15º Jornada.

 

17h00 – Jorge Jesus olha para o relógio e sorri. Rui Vitória sente-se desdenhado pelo colega de profissão, uma vez que o sorriso deste relembra-lhe os sete golos sofridos contra o Sporting esta época.

 

18h00 – Jorge Jesus dá o onze titular aos jogadores. Pedro Guerra fala na CMTV dizendo que  ao alinhar com estes jogadores ele, seguramente, está em PÂNICOOO.

 

20h50 – Jorge Jesus enaltece a qualidade do futebol praticado pelo Sporting. Rui Vitória recorda o minuto 70... e Gonçalo Guedes refere que não ganhou a melhor equipa, respondendo assim três vezes à pergunta “qual o seu grau de escolaridade?”.

 

22h00 – Jorge Jesus chega a casa e vai ver os resultados dos jogos do porto e do benfica. Rui Vitória fala em obsessão do treinador do Sporting com o benfica, dizendo que só ele pode ser obcecado pelo benfica, numa obsessão tão obsessiva que chega a ser obsessiva a obsessão que este homem obcecado, tem pelo Jesus.

 

(Qualquer semelhança com ficção é pura realidade.)

Caminharei

Dedicado ao Senhor Estrutura e ao simpático treinador do Atípico de Carnide:

 

Caminharei, caminharei...

 

Pela tua estrada, Estrutura.
Dá-me a tua mão, quero ficar
P'ra sempre junto de ti.

 

Senti-me só, só e cansado do mundo, 

Quando perdi o amor
Tantas pessoas vi, então, junto a mim;
Ouvi cantar assim:

 

Caminharei... 

 

Não entendia, mas fiquei a ouvir
Quando o Estrutura me falou,
Ele me chamava, precisava de mim
E eu respondi assim:

 

Caminharei... 

 

Não me importa se alguém ri de mim,
Ele certamente não sabe
Do grande dom recebido naquele dia
Quando eu disse ao Estrutura assim:

 

Caminharei... 

 

Às vezes estou triste, mas olho em redor
Descubro o mundo e o amor;
são estes dons que ele nos dá,
Volto feliz a cantar:

 

Caminharei...

 

Sem estatuto

O Benfica não perdeu só em campo contra o Sporting. Perdeu também fora dele. As lamentáveis declarações prévias de Rui Vitória ao dizer que iria defrontar não uma equipa mas "onze jogadores" produziram efeito de ricochete: 24 horas depois viraram-se contra quem as proferiu.
Vitória não tem estatuto sequer para pensar frases destas. Muito menos para falar como falou.

Uma nota de reconhecimento

Creio que Rui Vitória não virá a cumprir o tempo necessário como treinador do Benfica para lhe agradecermos integralmente a forma desinteressada como nos ajudou a concretizar os nossos objectivos. Não é qualquer um que alinha de início com o Raul Jimenez, coloca o Gaitán na direita, põe em campo o Fejsa ao intervalo para segurar o resultado e espera pelos últimos 10 minutos do jogo para arriscar Mitroglu com um resultado desfavorável de três golos. A Rui Vitória um grande bem-haja.

 

Saber da poda

Agora a sério: como se pode achar que o falhanço do André Almeida no primeiro golo foi azar? O falhanço foi provocado. E numa zona do campo terrível. Depois digam-me que houve sorte no ressalto... Quais sorte: se não tocasse primeiro na mão do Júlio César, tocava primeiro no pé do Teo e, muito provavelmente, entrava lá dentro como aquela entrou.

 

Ainda a sério: como se pode achar que, no terceiro golo, foi azar o Slimani (esse tosco épico do drible) conseguir percorrer 1/4 do campo sem praticamente ser incomodado e ainda rematar à baliza para defesa difícil do Júlio César? O Slimani fez o que quis porque o Benfica não apresentou meio-campo e defesa que se vissem.

 

Não houve coisas a correr bem de um lado e mal do outro: houve saber da poda e não saber.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D