Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Factualidade

Um "post" sobre factos, sobre actualidade, sobre previsibilidade, sobre História.

Aquilo que o passado nos diz, últimos quatro jogos oficiais do Sporting:

Sporting 5 vs. Arouca 1; Vitória

Belenenses 2 vs Sporting 5; Vitória

Sporting 3 vs. Marítimo 1; Vitória

Moreirense 0 vs. Sporting 1; Vitória

Quatro jogos, quatro vitórias, 14 golos marcados, 4 sofridos; +10

Aquilo que o passado nos diz, últimos quatro jogos oficiais do Benfica:

Bayern 1 vs. Benfica 0; Derrota

Académica 1 vs Benfica 2; Vitória

Benfica 2 vs. Bayern 2; Empate

Benfica 2 vs. V. Setúbal 1; Vitória

Quatro jogos, duas vitórias, 6 golos marcados, 5 sofridos; +1

Aquilo que a História nos ensina é que muitas vezes o passado determina o futuro, seja o passado de um indivíduo, de um clube ou de uma nação.

Perguntar-me-ão:

- Pedro, isso quer dizer que o Sporting vai ser campeão?

Aquilo que posso responder é que sim, tudo aponta nesse sentido, há um clube que corre pujante em direcção à meta e outro que embora esteja, circunstancialmente, à frente, cai aqui para se levantar ali, qual pileca coxa arrastando-se para um penoso final de época.

Contigo em toda a parte!

Parece que a onda verde continua em força.

 

Mesmo apesar do horário escolhido deixar bastante a desejar (que sentido faz um jogo destes a uma segunda às 21H00?), parece que os 3000 bilhetes que foram ontem colocados à venda, em Alvalade, para o jogo da próxima jornada no Estádio do Restelo, já esgotaram.

 

A venda de bilhetes, que nesta fase apenas se destina aos sócios com Gamebox, prosseguirá hoje, sendo que, neste momento, só estão disponíveis bilhetes a 20€. Caso os ingressos não esgotem, a venda será alargada, a partir de amanhã, aos restantes sócios.

 

Vamos esgotar o resto dos bilhetes e cobrir o azul do Restelo de verde. Vamos encher os cofres do adversário de forma legal. Vamos apoiar a equipa e conquistar mais uma vitória na luta pelo merecido 19º Campeonato. 

A última coisa que o Sporting precisa

No excelente filme “Apanha-me se Puderes” (Catch Me If You Can), quando Carl Hanratty (Tom Hanks), experiente agente do FBI, explica ao seu chefe como é que tendo tido o criminoso Frank Abagnale Jr. (Leonardo DiCaprio) nas mãos, deixou-o fugir, depois de ter sido enganado por este, o chefe dá, então, um conselho muito avisado:

- Só não se coloque nesse tipo de posição.

- Qual posição?, perguntou Hanratty.

- A posição de ser humilhado.

 

A última coisa que o Sporting precisa, a começar no seu treinador Jorge Jesus e a acabar no seu mais virtuoso jogador Bryan Ruiz, é a de se colocar na posição de humilhado (perder a liderança para uma equipa que chegou a estar a 7 pontos de distância).

Jorge Jesus é o treinador com mais títulos na nossa Liga, não precisa que lhe ensinem como terminar em 1º no final do campeonato.

Por muito que tenha custado perder pontos com Tondelas, Uniões da Madeira e afins, são pontos que já não vêm para nós. Já os pontos contra Estoril, Arouca, Belenenses, etc., ainda surgirão pela frente e estarão ao nosso alcance.

Portanto, o meu conselho para Jorge Jesus e os jogadores (se porventura forem leitores deste nobre espaço) é o de que não se coloquem na posição de humilhados. O foco deve estar a 200% no campeonato que ainda falta disputar, a começar pelo jogo contra o Estoril já este sábado.

Foi tão linda a festa, pá

Grande jogo esta noite, com uma moldura de luxo, o record de espectadores batido. Eram mais de 49 mil.

Seria uma injustiça de todo o tamanho se o Sporting não ganhasse este jogo, tal a diferença de andamento em relação ao FCPorto, que verdade seja dita nunca incomodou grandemente.

Não vi, mas deduzo que aqueles sinais de Bruno de Carvalho para a bancada no final do jogo fossem para Fernando Santos, a dizer-lhe que tem ali Adrien, o melhor em campo mais uma vez, e que pode dispor dele em Junho, em França, não vá ele continuar distraído.

Distraído não anda Bruno de Carvalho que escolheu com algum requinte a noite para apresentar a equipa de ciclismo. Não poderia ter sido mais bem urdido!

Agora é continuar este ritmo altamente competitivo, que para nós não haverá facilidades, e cumprir a tradição: Ultrapassado o Porto, seguir na frente até ao fim de Maio, ao final do campeonato!

Hoje gostei de Jefferson, esteve irrepreensível. Não gostei de William, mais uma vez a nossa unidade mais fraca.

Uma palavra final para Hugo Miguel: Quis ser protagonista e não havia necessidade. Disciplinarmente o jogo foi normal, não se entende a amostragem dos amarelos a Gelson e Slimani, claramente fora de sentido, um porque foi empurrado por Maxi, o suspeito do costume, e o outro porque levou com a bola quando estava de costas, nada tendo feito para tapar a saída para jogo de Casillas, numa bola que até ia ser repetida. Má arbitragem, ainda que sem qualquer influência no resultado.

Tiro ao Sporting

ads_sniper6.jpg

Quando soou o apito final na Choupana e o Sporting, praticamente, perdeu a possibilidade de terminar o ano em 1º lugar no campeonato (o Porto x Académica ainda não tinha começado), lembrei-me, de imediato, das avisadas palavras de Jorge Jesus, mal chegou ao nosso clube. O Sporting vai intrometer-se na luta pelo título.

Para os mais esquecidos, recordo que o treinador do Sporting nunca disse que esta época, de leão ao peito, iria ser campeão, mas, antes, que a equipa iria bater-se junto de Porto e Benfica.

Por isso, relegado o Sporting para o 2.º lugar, há que encarar sem dramatismos a nova posição que a equipa assume na tabela classificativa. Estamos e permanecemos na luta pelo título, nisso o treinador está a cumprir com a sua palavra. Quanto a sermos campeões, sinceramente, só alguém fora do seu juízo perfeito é que poderá garantir esse desfecho a 20 jornadas do fim e com tantos jogos difíceis ainda por disputar.

Segue-se agora uma breve paragem na competição, que será importante para fazer descansar jogadores nucleares e que, infelizmente, tiveram um curto período de férias no defeso (Bryan Ruiz, William Carvalho, João Mário, Paulo Oliveira). Nota-se alguma quebra física na equipa nos últimos jogos e quando isso sucede as falhas de concentração surgem com mais frequência. O descanso vai fazer bem.

Depois de eliminados da Taça (num jogo em que não podem acusar a equipa de nada) e perdido o 1.º lugar de forma inglória, surgiu ontem a decisão do caso "Doyen". Três contratempos em menos de uma semana.

O cenário ideal para que adeptos dos rivais e sportinguistas-só-quando-dá-jeito não perdessem tempo para disparar sobre o Sporting.

Apesar da larga incoerência que subjaz muitos dos comentários, não posso deixar, ainda assim, de sorrir perante a enorme importância que dão ao Sporting (mais até do que aos seus próprios clubes). É que ainda há pouco tempo, quando o Sporting perdia jogos atrás de jogos, não se apurando sequer para a Europa, muitos desses adeptos já nem se davam ao trabalho de ir ao estádio verem os seus clubes jogar contra o Sporting. Até lamentavam o estado em que se encontrava o Sporting. Hoje, são os primeiros a marcar comparência quando se trata de jogar contra o Sporting.

Não é só estar em 1º lugar que o Sporting tem de se habituar. Também ser o alvo a abater passou a ser um novo estado.

No próximo dia 2 de Janeiro, só há uma resposta possível: lotar Alvalade. O Sporting tem de sentir esse empurrão do seu mais importante jogador, o 12.º.

Liga NOS 2015/2016

Não há Liga que arranque sem que, antes, os blogueiros do "És a Nossa Fé" soltem o treinador/olheiro de bancada que há dentro de si.

A fezada em Jesus é enorme e, prova disso, está o pleno de vaticínios no Sporting campeão, numa defesa imbatível e em como esta será a época de Slimani.

Nota também para a grande confiança nos despiques do Sporting frente aos seus rivais (recorde-se que no ano passado a equipa leonina não venceu qualquer jogo para o campeonato diante de Porto e Benfica).

Caríssimos leitores, os dados estão lançados!

Sintam-se, pois, à vontade para comentarem os palpites dos nossos blogueiros, fazendo, querendo, as vossas próprias previsões. 

Daqui por 34 jornadas voltaremos a revisitar estes prognósticos, e ver qual dos blogueiros cá de casa é o maior especialista vivo em bola. Ah, e de preferência, celebrando o regresso do Sporting ao posto de campeão nacional!

 

1. Prognóstico dos 5 primeiros classificados

 

Campeão Nacional: Sporting (18/18)

 

Alexandre Poço: Sporting, Porto, Braga, Benfica e Belenenses.

Bernardo Pires de Lima: 1º Sporting. O resto não conheço.

Cristina Torrão: Sporting, Porto, Benfica, Braga e Estoril.

Duarte Fonseca: Sporting, Porto, Benfica, Braga, Marítimo.

Edmundo Gonçalves: Sporting, Porto, Braga, Benfica e Belenenses.

Eduardo Hilário: Sporting, Porto, Benfica, Braga e Guimarães.

Filipe de Arede Nunes: Sporting, Porto, Benfica, Braga e Belenenses.

Francisco Almeida Leite: Sporting, Porto, Benfica, Braga e Guimarães.

Francisco Melo: Sporting, Porto, Benfica, Braga e Nacional.

Frederico Dias de Jesus: Sporting, Porto, Benfica, Braga e Belenenses.

João António: Sporting, Porto, Braga, Benfica e Guimarães.

José da Xã: Sporting, Porto, Vitória de Guimarães, Braga e Paços de Ferreira.

Luciano Amaral: Sporting, Benfica, Braga, Porto e Belenenses.

Luís de Aguiar Fernandes: Sporting, Porto, Benfica, Braga e Moreirense.

Marta Spínola: Sporting, Benfica, Porto, Belenenses e Vitória de Guimarães.

Pedro Correia: Sporting, Porto, Braga, Benfica e Belenenses.

Rui Cerdeira Branco: Sporting, Porto, Benfica, Belenenses e Braga.

Tiago Cabral: Sporting; Belenenses; Braga; Estoril e Porto.

 

2. Prognóstico dos 2 últimos classificados

 

Tondela (11/18)

União da Madeira (7/18)

 

Alexandre Poço: Arouca e Moreirense.

Bernardo Pires de Lima: Desconheço os outros clubes.

Cristina Torrão: Tondela e Moreirense.

Duarte Fonseca: União da Madeira e Setúbal.

Edmundo Gonçalves: Tondela e Académica.

Eduardo Hilário: Tondela e União da Madeira.

Filipe de Arede Nunes: Moreirense e Tondela (esta é muito difícil uma vez que ainda não vi nenhum jogo das equipas).

Francisco Almeida Leite: Tondela e Arouca.

Francisco Melo: Tondela e União da Madeira.

Frederico Dias de Jesus: Tondela e Setúbal.

João António: Tondela e União da Madeira.

José da Xã: Tondela e Setúbal.

Luciano Amaral: Arouca e Académica.

Luís de Aguiar Fernandes: Setúbal e União da Madeira. Com pena.

Marta Spínola: Tondela e Arouca.

Pedro Correia: Tondela e União da Madeira.

Rui Cerdeira Branco: União da Madeira e Setúbal.

Tiago Cabral: Arouca e Paços Ferreira.

 

3. O Sporting será o ... e mais 10!

 

Bryan Ruiz (8/18)

 

Alexandre Poço: Carrillo.

Bernardo Pires de Lima: Cérebro de JJ a falar ao Bryan Ruiz e mais 10.

Cristina Torrão: Rui Patrício.

Duarte Fonseca: Bryan Ruiz.

Edmundo Gonçalves: Carrillo (caso saia, João Mário).

Eduardo Hilário: João Mário.

Filipe de Arede Nunes: Paulo Oliveira.

Francisco Almeida Leite: Bryan Ruiz.

Francisco Melo: Bryan Ruiz. Tem nome de craque, vai ser “o” craque.

Frederico Dias de Jesus: João Mário.

João António: João Mário.

José da Xã: Bryan Ruiz.

Luciano Amaral: Bryan Ruiz.

Luís de Aguiar Fernandes: Paulo Oliveira, um patrão silencioso.

Marta Spínola: Aquilani.

Pedro Correia: Bryan Ruiz.

Rui Cerdeira Branco: Bryan Ruiz.

Tiago Cabral: João Mário.

 

 4. Atrás do Naby Sarr virá o ..., quem dele bom fará!

 

Ciani (8/17)

 

Alexandre Poço: Ciani.

Bernardo Pires de Lima: Mitroglou.

Cristina Torrão: Ainda não sei.

Duarte Fonseca: Ciani (ainda vai sair antes de Setembro).

Edmundo Gonçalves: Não há jogadores maus no Sporting! :)

Eduardo Hilário: Este ano não vamos ter jogador flop. Vamos ter uma equipa solidária e trabalhadora.

Filipe de Arede Nunes: Ciani.

Francisco Almeida Leite: Ciani.

Francisco Melo: Ricardo Esgaio.

Frederico Dias de Jesus: Ciani.

João António: Rabia.

José da Xã: Tobias Figueiredo.

Luciano Amaral: Aquilani.

Luís de Aguiar Fernandes: Ciani. Parece que estou a olhar para o Sarr daqui a 10 anos...

Marta Spínola: Tobias Figueiredo.

Pedro Correia: Ciani já não conta… Talvez Bruno Paulista.

Rui Cerdeira Branco: Ciani.

Tiago Cabral: Aquilani.

 

5. A defesa do Sporting irá sofrer, no máximo, até … golos.

 

Até 20 golos (13/18)

 

Alexandre Poço: 20.

Bernardo Pires de Lima: Se sofrer algum é porque o Capela a meteu lá dentro.

Cristina Torrão: 20.

Duarte Fonseca: 20.

Edmundo Gonçalves: 18.

Eduardo Hilário: 17.

Filipe de Arede Nunes: 20.

Francisco Almeida Leite: 25.

Francisco Melo: 15.

Frederico Dias de Jesus: 18.

João António: 19.

José da Xã: 20.

Luciano Amaral: 20.

Luís de Aguiar Fernandes: 16. A nossa pressão não vai dar grandes hipóteses de jogo aos adversários.

Marta Spínola: 22.

Pedro Correia: 22.

Rui Cerdeira Branco: 25.

Tiago Cabral: 17.

 

6. A maior goleada do Sporting irá cifrar-se em ... golos marcados.

 

6 golos (8/18)

 

Alexandre Poço: 7 golos.

Bernardo Pires de Lima: 7-1 no galinheiro.

Cristina Torrão: 5 golos.

Duarte Fonseca: 7 golos.

Edmundo Gonçalves: 6 golos.

Eduardo Hilário: 5 golos.

Filipe de Arede Nunes: 6 golos.

Francisco Almeida Leite: 5 golos.

Francisco Melo: 7 golos.

Frederico Dias de Jesus: 6 golos.

João António: 6 golos.

José da Xã: 6 golos.

Luciano Amaral: 5 golos.

Luís de Aguiar Fernandes: 6 golos. 6-1 a uns pobres coitados, em Alvalade.

Marta Spínola: 5 golos.

Pedro Correia: 6 golos.

Rui Cerdeira Branco: 8 golos.

Tiago Cabral: 6 golos.

 

7. O homem-golo do Sporting será o … e vai marcar, no mínimo, … golos.

 

Slimani (14/18)

Menos de 20 golos (10/18)

 

Alexandre Poço: Montero, 17 golos.

Bernardo Pires de Lima: Islão Slimani: 12 até ao Ramadão, 7 em jejum, 10 com a barriga cheia.

Cristina Torrão: Montero, 14 golos.

Duarte Fonseca: Slimani, 20 golos.

Edmundo Gonçalves: Slimani (se sair, Montero), 18 golos.

Eduardo Hilário: Slimani, 17 golos.

Filipe de Arede Nunes: Slimani, 19 golos.

Francisco Almeida Leite: Teo Gutierrez, 16 golos.

Francisco Melo: Slimani, 20 golos.

Frederico Dias de Jesus: Príncipe do Magreb, Islam Slimani , 18 golos.

João António: Slimani, 25 golos.

José da Xã: Montero, 22 golos.

Luciano Amaral: Slimani, 14 golos.

Luís de Aguiar Fernandes: Slimani. Mas dobra a cifra, para os 24.

Marta Spínola: Slimani, 20 golos.

Pedro Correia: Slimani, 15 golos.

Rui Cerdeira Branco: Slimani, 18 golos.

Tiago Cabral: Slimani, 21 golos.

 

8. Nos jogos em casa, o Sporting ...

 

Não perde nenhum (16/18)

 

Alexandre Poço: não perde nenhum.

Bernardo Pires de Lima: Imbatíveis em casa.

Cristina Torrão: não perde nenhum.

Duarte Fonseca: não perde nenhum.

Edmundo Gonçalves: não perde nenhum.

Eduardo Hilário: perde 2 jogos.

Filipe de Arede Nunes: não perde nenhum.

Francisco Almeida Leite: não perde nenhum.

Francisco Melo: não perde nenhum.

Frederico Dias de Jesus: não perde nenhum.

João António: não perde nenhum.

José da Xã: não perde nenhum.

Luciano Amaral: perde 1 jogo.

Luís de Aguiar Fernandes: Perder? O que é isso?

Marta Spínola: não perde nenhum.

Pedro Correia: não perde nenhum.

Rui Cerdeira Branco: não perde nenhum.

Tiago Cabral: não perde nenhum.

 

9. O score de vitórias do Sporting frente a Benfica e Porto será de ...

 

3, no mínimo (7/18)

 

Alexandre Poço: 3, no mínimo.

Bernardo Pires de Lima: Vence limpinho, limpinho todos os jogos.

Cristina Torrão: 3, no mínimo.

Duarte Fonseca: 3, no mínimo.

Edmundo Gonçalves: Vai vencer os dois jogos em casa e vai vencer na Luz, 3, portanto.

Eduardo Hilário: Faz o pleno.

Filipe de Arede Nunes: 2, no mínimo.

Francisco Almeida Leite: 2, no mínimo.

Francisco Melo: 2, no mínimo.

Frederico Dias de Jesus: 2, no mínimo.

João António: Faz o pleno.

José da Xã: Faz o pleno.

Luciano Amaral: 3, no mínimo.

Luís de Aguiar Fernandes: No mínimo, 3 em 4. No mínimo.

Marta Spínola: 2, no mínimo.

Pedro Correia: 3, no mínimo.

Rui Cerdeira Branco: 2 no mínimo.

Tiago Cabral: Faz o pleno.

 

Apoiar, apoiar sempre!

Inicia-se hoje uma longuíssima caminhada que levará o Sporting ao sucesso que tanto ansiamos: ser campeão nacional.

Para tal BdC tem vindo a fazer um trabalho fantástico, ainda que aqui e ali surjam algumas ideias estranhas. Mas faz parte da vida...

Cabe agora aos sócios e simpatizantes fazerem a sua parte. E não se esqueçam como ela é (muito) importante e que passa, obviamente, pelo incondicional apoio à equipa.

Mesmo que porventura joguemos mal. Porque destes jogos menos simpáticos jamais irá rezar a história, somente o resultado final...

Por esse país fora é necessário que a Mancha Verde Leonina inunde os estádios seja onde for. Porque o Sporting é assim uma espécie de vírus... bom!

Espero e desejo que os frequentadores de Alvalade não comecem a assobiar só porque estamos a perder ou a jogar menos bem. Assim jamais iremos lá! Lembrem-se da final da taça deste ano...

Sabemos de antemão do que a nossa equipa é capaz de fazer! Por isso cabe também a todos os sportinguistas ajudar a carregar o fardo de treze anos sem ser campeão...

Sejamos todos dignos do Sporting, para que este nosso grande clube se torne ainda maior do que já é.

Viva o Sporting!

Começar a ganhar

Dois golos em seis minutos: foi assim que Jorge Jesus se estreou a ganhar como treinador em Alvalade. Slimani (aos 63') e Carlos Mané (aos 69') selaram o triunfo leonino sobre a equipa da Roma, vice-campeã de Itália.

Foi um excelente ensaio geral para a disputa da Supertaça no próximo dia 9. Encerrámos da melhor maneira a nossa pré-temporada, onde não registámos qualquer derrota.

Perante 38 mil espectadores, num relvado em óptimas condições, o Sporting comandou sempre a partida. De tal maneira que os nossos guarda-redes (primeiro Rui Patrício, depois Marcelo Boeck) não fizeram uma só defesa.

No onze inicial, alinhámos com quatro reforços (João Pereira, Naldo, Bryan Ruiz e Teo Gutiérrez). Mas a vitória construiu-se com a prata da casa, oriunda das temporadas anteriores. A diferença está no comando técnico de Jesus, capaz de potenciar ainda mais as qualidades dos jogadores. Daí este segundo galardão da pré-temporada: depois da Taça Cidade do Cabo, conquistámos hoje com brio o troféu Cinco Violinos.

A nova época promete. Albano, Jesus Correia, Peyroteo, Travassos e Vasques haveriam de gostar.

É uma boa notícia para todos nós.

Preparando a próxima época - II

Estamos a um mês de irmos para defeso futebolístico. Até lá temos, em Portugal, um campeão por decidir e duas finais de Taça por disputar, sendo que a do Jamor envolve directamente o Sporting.

Após todas estas decisões é tempo de férias para os jogadores mas não para os dirigentes, nem equipa técnica. E é neste último que assento o meu "discurso" de hoje. Como já aqui referi, Marco Silva tem sido um grande exemplo como treinador. Sabe o que quer e como o fazer. Basta para isso ter matéria-prima para tanto.

Antes de mais é bom que se saiba o que esta direcção pretende fazer com o actual treinador. E dizê-lo já... antes que alguns jornaleiros, paineleiros e outros "eiros" comecem a atirar palpites para cima da mesa. Um dirigente não deve deixar que se alimentem especulações. Deverá, através dos meios que tem ao seu dispor, confessar o que vai na sua alma de dirigente Sportinguista.

É certo que MS tem contrato com o Sporting por mais anos, mas estes acordos, em futebol real, valem... zero! Infelizmente.

Deste modo é bom que Bruno de Carvalho, Augusto Inácio ou outro qualquer responsável apresentem sinais do que esperam e desejam para a próxima época. E acima de tudo com quem.

Até lá Marco Silva continua a ser o meu preferido.

Preparando a próxima época.

Numa entrevista de emprego, colocaram defronte do candidato um copo meio de água. Após as costumadas apresentações os entrevistadores formularam a seguinte questão:

- Diga-nos… este copo está meio cheio ou meio vazio?

O jovem mirou o copo, pegou nele e bebeu a água. Finalmente respondeu:

- Eu resolvo problemas. Venha o seguinte!

Obviamente que foi logo contratado.

 

Plasmando este episódio na vida do Sporting, assumo que Bruno de Carvalho é tal qual o jovem acima apresentado: resolve os problemas.

Após anos de desmandos financeiros, que se repercutiram em poucos resultados desportivos, o actual Presidente surge como sendo alguém capaz de colocar o clube no trilho certo. Precisou e precisa para isso de ter pulso firme, ideias claras e estratégias bem definidas.

A sua cruzada contra os Fundos, que irromperam nas SAD’s como tábuas salvadoras, e que no essencial se aproveitavam dos clubes para obterem mais-valias, pareceu a muitos uma batalha quase quixotesca. Mas BdC não esmoreceu e tem vindo a mostrar à sociedade desportiva - portuguesa e europeia - como se pode ter uma equipa sem ficar refém de entidades… estranhas.

Numa altura em que se prepara já a próxima época futebolística, Bruno de Carvalho parte, quiçá, à frente dos seus adversários. Ou talvez não.

Provavelmente esta espécie de partida antecipada até pode ficar aquém do que a Direcção e os adeptos do Sporting querem e desejam. Todavia há que dar tempo ao tempo. E deixar que BdC faça o seu (bom) trabalho.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D