Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

O que diz Coentrão

img_193x193$2017_08_03_17_40_35_1297361[1].jpg

 

«Sempre tive o sonho de poder jogar neste grande clube, o Sporting. Felizmente surgiu essa oportunidade e nem olhei para trás.»

 

«Espero já ir de cabeça pintada [de verde, ao Benfica-Sporting da segunda volta].»

 

«Temos de ser sinceros: mudou muita coisa no Sporting. Está completamente diferente em relação há cinco, seis anos. Hoje todas as equipas portuguesas temem o Sporting e é isso que nós queremos: que tenham medo do Sporting.»

 

«Não quero ser aquele jogador que veio do Real e já ganhou tudo. Não. Quero ser a pessoa que sempre fui. Uma pessoa sempre humilde e [disposta a] ajudar naquilo que for necessário.»

 

«O que me interessa agora é esta camisola que eu visto, este símbolo que não é campeão há muitos anos. Vou dar tudo para que este clube seja campeão.»

 

«Gostaria que as coisas corressem bem aqui, que pudesse ganhar o título, que as pessoas me acarinhassem, para que possa, quem sabe, acabar a minha carreira aqui.»

 

«Estou encantado. Gosto cada vez mais do Sporting.»

 

Fábio Coentrão, hoje, em entrevista ao Record

Nojo e demência

Hoje não pensava falar em mais contratações, para além da da Ana Borges. Isto porque Coentrão não foi surpresa, foi o concretizar de uma contratação anunciada. Mas, divagando nas redes sociais, vi a reprise da campanha negra feita aquando do ingresso de Jorge Jesus no Sporting. Difamam Fábio Coentrão e a família, vomitando ódio. Muitos destes comentários são de adeptos dum clube cujo presidente já foi sócio dos 3 grandes... Um nojo próprio de mentes dementes! Só por isso aplaudírei de pé o jogador quando fizer a estreia em Alvalade. E se o Fábio, profissional de futebol, se quiser reconciliar com o seu passado de sportinguista, tanto melhor. Agora é um dos nossos, é feito de Sporting. Bem vindo!

Quem vier que venha por bem

Já é oficial. Fábio Coentrão é jogador do Sporting. Não era a minha escolha. Não tanto pelas juras de amor ao rival mas mais pelo salário elevado e sobretudo pelo duvidoso estado físico. Mas se vem, que tenha todo o sucesso e que forme com Piccini, Coates e Mathieu um quarteto de sonho. Não se pode negar que Coentrão, nos tempos áureos em que não tinha lesões nem Marcelo à frente, era bom jogador. Que o volte a ser. 

Seja bem vindo quem vier por bem

Florentino Perez confirmou em declarações à Onda Cero que Fábio Coentrão virá para o Sporting. Sem discutir o passado, reconheço valor ao jogador e acredito que pode ser uma mais valia importante para a equipa num setor tão frágil, quer à esquerda quer à direita. Com Coentrão a ala esquerda fica bem melhor. Faltará o outro lado.

Seria importante que a massa associativa lhe desse o benefício da dúvida, como fez com Bruno César, que foi bastante acarinhado, esperando eu que não seja outro erro de casting como o foi Markovic. E o jogador também tem que fazer por merecer. Tem aqui uma excelente oportunidade, assim queira e possa agarrá-la.

Por mim, digo: Seja bem vindo quem vier por bem.

 

Todo um programa

Sai Rúben Semedo, entra Coentrão.

Eis, condensado numa frase de cinco palavras, todo um programa. O programa do futebol do Sporting, confiado à batuta de Jorge Jesus.

A mais sonante contratação deste defeso leonino, ao que tudo indica, é um lateral que actuou menos de 300 minutos na época passada e não conseguiu fazer mais de 12 jogos completos nas três últimas temporadas.

Siga a dança.

Reviver em Alvalade o passado na Luz

img_770x433$2017_05_08_00_23_26_1261389[1].jpg

 

Fábio Coentrão, cheio de "limitações físicas" (delicioso eufemismo jornalístico), foi utilizado nesta época apenas seis vezes pelo treinador Zidane no Real Madrid. Apesar disso, ganha três milhões de euros por temporada.

As mesmas "limitações físicas" - ou outras, sei lá - levaram o seleccionador Fernando Santos a deixá-lo fora da convocatória do Europeu de França. Não fez falta nenhuma: a selecção das quinas venceu o certame e trouxe o caneco para cá. A lateral esquerda ficou bem entregue a Raphael Guerreiro e, pontualmente, a Eliseu.

Parece que Jorge Jesus anseia trazer Coentrão para o nosso plantel. Indiferente ao facto de o defesa ser hoje notícia não pelo que joga mas pelo tempo interminável que passa na enfermaria do Santiago Bernabéu.

Felizmente para o Sporting, ainda não é Jesus quem passa os cheques. Espero por isso que Bruno de Carvalho não repita os erros cometidos há um ano, quando cedeu aos pedidos do treinador, trazendo um autocarro de putativos craques que acabaram quase todos recambiados no mercado de Inverno.

O técnico leonino teima em reviver o passado na Luz, transplantado para Alvalade. Nada recomendável: passado só o bife, e mesmo assim não em excesso. Se quer um lateral esquerdo a preços megalómanos, traga o Raphael Guerreiro. E deixe lá o Coentrão manter-se fiel à promessa outrora feita: a de nunca jogar em Portugal em mais clube nenhum senão no Benfica.

Desejo ao ex-pupilo de Jesus boas melhoras para as "limitações físicas" de que padece. Com votos de que continue a usufruir das férias principescamente pagas em Madrid. Nós, por cá, todos bem.

Linhas tortas

Para pôr o lampião de serviço a jogar, o seleccionador nacional inventou um novo jogador de meio-campo, Coentrão. A nódoa do lampião ofereceu um golo à equipa da casa (muito bem marcado por Matic, de resto) e ia oferecendo outro. Felizmente, e de forma surpreendente, Coentrão adaptou-se à posição e fez a assistência para o primeiro golo da selecção e marcou o segundo. Foi assim que acabou por se escrever direito por linhas tortas. Tortas? Tortíssimas.

Rumo ao Mundial (3)

 

 

FÁBIO COENTRÃO

Vê-lo fazer aquela assistência perfeita para os pés de Benzema, no lance em alta rotação que originou o golo da vitória do Real Madrid no jogo da primeira mão da meia-final da Liga dos Campeões frente ao Bayern de Munique deu-nos a certeza de que não é preciso procurar nem inventar: o lateral esquerdo madridista que nesta terceira época ao serviço dos merengues roubou titularidade a Marcelo tem lugar cativo na selecção nacional. Paulo Bento pode contar com ele para o Mundial do Brasil.

Aos 26 anos, Fábio Coentrão está em plena forma: parece antecipar por sistema os lances adversários. Voltou a demonstrar isso mesmo esta noite, no épico desafio da segunda mão, em que o Real Madrid cilindrou a poderosa equipa bávara por quatro golos sem resposta. Fez marcação cerrada a Robben no seu flanco, inutilizando todo o engenho e toda a arte do holandês, forçado-o a deslocar-se para a faixa central do terreno.

MIssão cumprida sem nunca se desposicionar ou desconcentrar. E com uma qualidade técnica irrepreensível.

O ex-lateral do Benfica, há três épocas em Madrid, tem dois méritos acrescidos: faz bem todo o corredor esquerdo, podendo jogar a médio-ala, e combina de forma exemplar com Cristiano Ronaldo, como aliás ficou patente na jogada que antecedeu aquele golo de Benzema, toda construída pelo duo português.

Estreou-se na selecção nacional em Novembro de 2009. Meses depois brilhava na África do Sul, onde foi considerado o melhor na sua posição numa votação organizada pelo influente jornal francês L'Équipe. Uma proeza que é bem capaz de repetir no Brasil. Contamos com isso.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D