Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Ressabiadíssima minoria

 

Dizem-me que uns quantos nostálgicos da gestão anterior andam por aí, derramando uma incontida raiva em blogues e redes sociais que desmente todo o "institucionalismo" de que davam mostras até agora e debitando frases azedas contra os sócios do Sporting por terem votado como votaram. Esquecidos já, alguns deles, que ainda há pouco andavam de sportingómetro em punho, exigindo certificados de pureza leonina a quem encontravam no caminho.

Contam-me que alguns desses tais ameaçam devolver o cartão de sócio, havendo também quem brade contra essa maçada que é a via democrática para escolher dirigentes. E já terá mesmo havido quem desabafasse que esta coisa de um clube de futebol pertencer aos sócios já devia ter passado à história. Tudo isto entre proclamações iradas contra Bruno de Carvalho, a quem juram oposição aberta ainda antes da tomada de posse dos novos corpos sociais, alegando por exemplo que o 42º presidente do Sporting Clube de Portugal está ferido de ilegitimidade por ter obtido uma votação menos expressiva do que se imaginava (não a imaginavam certamente eles, pois anteviram-no como derrotado nas urnas). Esquecendo que o antecessor de Bruno de Carvalho foi eleito em 2011 com menos 17 pontos percentuais, apenas com uma diferença de quatro décimas.

Nada mais patético do que estas explosões de raiva contra o presidente do Conselho Directivo que os sportinguistas escolheram. E nada mais distante da nobre atitude revelada por José Couceiro na própria noite eleitoral ao dar um apertado abraço de felicitações a Bruno de Carvalho e apelando a esforços conjuntos para salvar o clube da mais grave crise de sempre, com uma frase que vale a pena reter: "O Sporting não precisa de oposições internas."

Gestos como o de Couceiro é que devem ser valorizados. Os outros, pertencentes à minoria ressabiadíssima dos seus alegados apoiantes, não têm a menor expressão. Couceiro foi só derrotado uma vez - e soube perder com dignidade. Os ressabiados, que torcem para que tudo agora dê errado, terão muitas derrotas pela frente. Quanto mais irritados andarem, tanto melhor para o Sporting: é sinal de que a escolha dos sócios esteve certa.

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Gonçalo 27.03.2013

    Quer o Exmo. Sr. dizer que «essa gente» não é sportinguista e que vai ser reduzida «à sua efectiva insignificância» por, porventura, ter um parecer diferente do seu. Um conceito inovador, sem dúvida, que apenas reflecte a real mediocridade de quem o sente e escreve. Não tem necessidade de mostrar tão enorme pequenez de espírito, com tão pouco. Não ofenda todos os sportinguistas com a sua notável ignorância.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D