Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Contas a sério ou contas de merceeiro?

Tenho pena de ver partir Ricky van Wolfswinkel. Considero-o um bom avançado e o Sporting fica, futebolísticamente falando, mais pobre sem a sua contribuição. Mas a verdade é que o dinheiro não abunda para as bandas de Alvalade  (em bom rigor o cofre está vazio) e não se pode querer ter e exigir aos ainda responsáveis terem  tudo pago, sem ter onde ir buscar o dito cujo. Acresce, ademais, que muitos dos que agora choram a partida de Ricky no final da época são os mesmíssimos que, ainda recentemente, diziam "cobras e lagartos" do rapaz e que "não era jogador para o Sporting". Meras e ocasionais lágrimas de crocodilo, portanto.

Mas terá o Sporting, como alguns iluminados escrevem, perdido dinheiro? Aliás, será que o Sporting perdeu dinheiro com as vendas que fez? Nada mais falso. Vamos a contas. Mas contas a sério e não as de merceeiro que por aí se podem ler em catadupa.

O Sporting pagou por 50% do passe de Wolfswinkel 2,7 milhões de euros. Vendeu 15% deste por 975 mil euros. Logo, os 35% que restam custaram 1,625 milhões. Ora é precisamente esta parte, os 35%, que o Sporting agora vende por 3,5 milhões. Um lucro de 1,825 portanto. É pouco?. É, concordo, mas é lucro e é isso que conta nas contas de uma sociedade como a Sporting, SAD.

Esta direcção comprou 25 jogadores por 51 milhões de euros. Foi muito dinheiro? Foi, sem dúvida. Acontece que as vendas que já efectuou totalizaram 32 milhões de euros e os jogadores que potencialmente podem ser vendidos podem dar outros 30 milhões de euros. Dará prejuízo? É claro que não. Existirá sempre lucro. E substancial.

Nos últimos 10 anos o Sporting comprou 90(!) jogadores.Vendeu 2. Um deles por esta Direcção: João Pereira. Esta mesma Direcção que pagou Grimi, Torsiglieri, Pongole e todos os erros de Direcções passadas. E estão ainda no Sporting muito e bons jogadores, com forte procura no mercado. É o caso de Rinaudo, Rojo, Schaars, Carrilo, Viola, Jefffren, Arias, Diego, Turan, sem falar de Rui Patrício, Bruma, Etock, Zézinho, Tiago Illori, Renato Neto, etc.

Afinal de contas onde está a tão apregoada má gestão financeira dos jogadores do plantel, isto só para falar de contas, claro está? Pois é, falar é fácil. Demonstrar a dita é que é mais complicado.

27 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D