Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Não é só sermos enganados

De vez em quando, também calha a um da casa, não é só aos outros. Acabo de ver confirmado no noticiário da SIC - aliás, não era nada de que não tivesse suspeitado ao reconhecer ontem a personagem no Expresso da Meia- Noite -  que um tal Artur Batista da Silva, que se tem pavoneado por aí, entrevistado por variadíssimos órgãos  da imprensa, da rádio e da televisão, na qualidade de coordenador de um observatório das Nações Unidas dedicado às questões económicas e sociais dos países da Europa do Sul, é, afinal, um impostor.Este economista, doutor por universidades belgas e americanas, professor nos E.U.A. e detentor de qualificações galácticas, não é, no fim de contas, ao que parece, nem economista, nem doutorado, nem professor. Também não é conhecido nos arquivos das Nações Unidas nem o tal observatório foi alguma vez avistado em Nova Iorque, ao contrário do que as suas entrevistas podiam deixar supor. Nada disto o impediu de ser respeitosamente escutado no Expresso da Meia-Noite, perante cujo painel de convidados invocava, de forma sistemática e convincente, para quem não o conhecesse,a sua qualidade de ilustre representante de tão prestigiado areópago internacional. 

Mas, perguntarão os leitores, se é que os há, o que tem este blogue a ver com isto, que aldrabões não é connosco? Bem, então, para quem não se lembrar, sempre lhe digo que este Artur Batista da Silva foi, no final dos anos 80, Presidente do Conselho Fiscal do Sporting e seccionista de voleibol, tendo sido no seu consulado que, tanto quanto me lembro, fomos pela última vez campeões nacionais da modalidade.

Bem sei que, especialmente se comparado com outros, o Batista da Silva  se assemelha mais a um estudante irrequieto, ansioso por nos pregar umas partidas cuidadosamente elaboradas, mas ouve lá ó Nicolau, tu que também és dos nossos, não podias ter um bocado mais de cuidado com a escolha dos teus convidados? Não achas que isto tudo já é mais do que suficiente?

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Lancero 25.12.2012

    O Miguel Maia era uma máquina, mas as 'almas' daquelas equipas eram o Vitó e o Florov.
  • Imagem de perfil

    João Paulo Palha 26.12.2012

    Caro Lancero
    Lembro-me dos jogadores que refere e, ainda , de alguns outros, como Magrão, Genev, Marcelo e Maurício Cavalcanti, Wagner Silva e, certamente, se me dispuser a pensar um pouco, de quase todos os restantes. Já não tenho é ideia de Florov e Filipe Vitó serem, mais do que Miguel Maia, as almas da equipa. Eram, de qualquer maneira, excelentes jogadores.
    Um óptimo Ano Novo e um abraço,
    JPP
  • Sem imagem de perfil

    Lancero 26.12.2012

    No voleibol, como em tudo na vida, as opinião são diversas e todas bem vindas.
    Obrigado pelos desejos e aceite a minha retribuição.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D