Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Ao menos temos as miúdas mais giras*

Na segunda-feira fui a Alvalade. Durante a hora que antecedeu o jogo e, confesso, ainda durante a primeira meia-hora, estive feliz e nada arrependido de ter ido ao Estádio. Passei pelas roulottes, o espírito estava em alta. Fui para o meu lugar, vivi e absorvi o espírito de pré-derby. Estava em estágio.

Gostei do que vi na primeira meia-hora. Não sei se os jogadores embicaram que aquele era o jogo das nossas vidas ou não, mas durante 30 minutos o onze leonino funcionou como tal: em equipa, com garra e com convicção. Claro está que, mais cedo ou mais tarde, haveria de compensar e lá chegou o golo do inefável Wolfswinkel. E depois, o jogo acabou. Nos cerca de 15 minutos antes do fim da primeira parte, o Sporting quis aguentar o resultado como se estivéssemos a 2 minutos do fim.

E Rui Patrício defendeu o possível, mas não estava nos seus dias. Aqueles pontapés para o lado direito, Rui????

Durante o intervalo, algo se passou no balneário. É a minha única explicação. Os jogadores eram os mesmos, mas a garra tinha desaparecido. O onze deixou de funcionar, passou a ser cada um por si e, em determinados momentos, pensei que estava a ver um desafio de rugby, tais eram os pontapés para o céu e as bolas mandadas para fora. Houve erros, desconcentração, substituições inexplicáveis. A segunda parte foi miserável.

E um ruído insurdecedor das claques benfiquistas, que conseguiram calar as nossas.

Na segunda-feira, desculpem-me o pragmatismo, mas merecermos o resultado. Não gostei dele, mas merecêmo-lo. E estar sentado, no meu Estádio, e ver adeptos do Sporting como eu que abandonam o jogo quando ainda se está a 15 minutos do fim, para mim não tem explicação. Se nós próprios não nos respeitamos, como queremos darmo-nos ao respeito?

Notas positivas de segunda-feira: vi casais de namorados, ela do Benfica, ele do Sporting, em sã convivência. Vi muita juventude, miúdos de 14 ou 15 anos que não têm memória da última vez que ganhámos o campeonato a gritarem Sporting em plenos pulmões. Vi famílias inteiras que, apesar do jogo ser a uma inacreditável segunda-feira à noite, disseram presente.

E depois de ter estado em Alvalade, ter visto o que vi, cheguei a uma conclusão que me deixa, pelo menos, mais sereno: as nossas miúdas são muito mais giras...

 

*Artigo desta semana do jornal do Sporting

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D