Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

O desespero financeiro do Sporting

João Pereira foi transferido para o Valência por 3,684 milhões de euros (mais 526 mil variáveis), assinando um contrato com três anos de validade, mais um de opção. O jogador foi adquirido ao SC Braga em Janeiro de 2010 por 3 milhões de euros.

É fácil comentar de fora para dentro, sem verdadeiramente sentir a real necessidade do Sporting de gerar receitas neste momento, no entanto, parece evidente que o montante da venda, para o actual melhor lateral direito português, ainda com 28 anos, é muito baixo. Esperamos explicações do Conselho Directivo mas não é difícil de antecipar que o caso apenas reflecte o desespero financeiro do Sporting. 

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Rui Gomes 25.05.2012

    A venda do JP era esperada e compreende-se. O que surpreendeu, a mim e a muitos, foi o montante tão baixo. Se o melhor lateral direito português da actualidade só vale isso, então está mesmo mal. O passe dele estava por 7,5 milhões. Sempre se pensou que sairia por 5,5 ou 6. O caso dos juniores é ainda mais preocupante. Duas grandes promessas com ainda 18 anos de idade. Potencialmente poderá chegar aos 3 milhões, com objectivos atingidos, mas até lá. É possivel que o Sporting tenha ficado com uma percentagem do passe. Ainda com o JP, teremos que dar 144 mil ao Benfica e 36 mil ao Gil Vicente ao abrito do acordo de solariedade entre clubes. Não tenho dúvidas que a situação é preocupante até aparecer algum investidor. Além disso entra-se agora num período em que não há receitas. A exemplo, o Sporting votou recentemente contra o custo da inscrição da equipa B na Liga Orengina, não tanto pelo montante - 50 mil - mas por queria pagar em tranches. Enfim, vamos observando, porque ainda não parou.
  • Imagem de perfil

    jpt 25.05.2012

    Há outra coisa que me leva à interrogação. Esta direcção foi eleita há um ano. Um ano depois está aflita (não vamos à champions, mas o apuramento é uma hipótese nunca uma certeza), radicalmente. Foi, apesar da retórica, uma eleição de continuidade. Ou seja, não pode invocar desconhecimento ou armadilhas. Qual a explicação para esta aflição toda?
  • Imagem de perfil

    Rui Gomes 25.05.2012

    José Teixeira, eu não apoiei a lista de Godinho Lopes, por isso estou à vontade para falar objectivamente. Devo, desde já, esclarecer que tenho vindo a respeitar e a admirar a qualidade e, sobretudo, a sinceridade do empenho dos corpos sociais vigentes. Andei muitos anos envolvido em clubes e futebol e sei, em primeira mão, que por muito que se investigue e analise um qualquer estado das coisas, a totalidade da realidade só é verdadeiramente apurada quando a liderança é assumida, in loco, e a soma dos factos e alternativas viáveis são equacionadas. Godinho Lopes, como muitos outros, já tinham amplo conhecimento de que o Clube não estava saudável mas desconheciam a profundidade desse mal-estar. Algo que a auditoria consolidada esclareceu definitivamente. Entretanto, surgem ideias e projectos, uns que se realizam outros nem por isso. Torna-se evidente que a participação da Champions era um dos objectivos mais desejados, pelas receitas, obviamente, mas tanto ou mais pela montra que é para a valorização de activos. O Sporting tem vindo e continua a ser gerido em deficiência, pela ausência de resultados e títulos. Estes, facilitam a procura de investidores, marketing merchadising e associados. Esta Direcção já começou aflta, a bem dizer, como qualquer outra começaria, nas circunstâncias. Godinho Lopes avisou logo no ínicio que terui que se investor mas colher e que os dois primeiros anos iriam ser muito difíceis. O crédito na banca está esgotado e os fundos são apenas uma medida provisória e muito no que concerne os activos. A recente declaração de Bruno de Carvalho (quem eu apooiei, mas não o faria hoje, nem amanhã), relativamente a um suposto fundo de 70 milhões é inútil. O Sporting, a exemplo de muitos dos maiores clubes europeus, necessita de investimento, de parcerias, não de empréstimos, venham eles intitulados como fundos.
    Para mérito de Godinho Lopes, ele não tem invocado «desconhecimento ou armadilhas». É evidente que a supracitada auditoria revelou muitos factos não antes revelados. Eu penso que ele pensava que seria mais fácil encontrar investidores.
    A crise económica geral, a realidade de que futebol, nomeadamente em Portugal, não é considerado um bom investimento, e a falta de títulos tem proporcionado uma barreira muito difícil de ultrapassar. Como palavra final (e já loga de mais), o caso de JP ilucida imenso a situação. Este jogador, no FC Porto, hoje, teria valido mais uns milhões. Porquê ?...porque o FC Porto negoceia a partir de uma posição forte, com o seu palmarés e, mesmo sentido carências financeiras, pode apresentar-se como quem não necessita de vender. A percepção, no mercado, por vezes, é mais vantajosa do que a realidade. O Sporting não pode esconder a sua e os terceiros interessados em negociar tiram partido disso. Penso, também, que nós sportinguistas, com o nosso brio, orgulho e devoção clubista, vivemos um tanto ou quanto sob a ilusão. Dando uma vists de olhos pela web, verifico disparates como 10, 12 ou mais milhões pelo JP. Totalmente irrealista. Este tema dá pano para mangas, pelo menos para mim, mas vou ficar por aqui. Tudo is é apenas a minha leitura do estado das coisas, que não sendo perfeita, aproxima-se muito da realidade. Um abraço.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D