Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Balanço (7)

image.jpg

 

O que escrevemos aqui, durante a temporada, sobre GONÇALO INÁCIO:

 

José Navarro de Andrade: «Se cá atrás Max voltar e Gonçalo Inácio se afirmar, que é o que deve ser, da linha de meio-campo em diante com este plantel as combinações são infindáveis.» (7 de Outubro)

- Luís Lisboa: «Mais uma vez gostei bastante de Gonçalo Inácio, que tem tudo para vir a ser o futuro comandante da defesa do Sporting.» (16 de Dezembro)

- Francisco Vasconcelos: «Apesar de um tremendo potencial, parece-me ainda verde e a precisar de rodar.» (13 de Janeiro)

Eu: «Grande exibição do jovem promovido por Amorim à equipa principal. Para este jogo, o treinador atribuiu-lhe uma pesada responsabilidade: substituir Coates no eixo defensivo, ficando Neto (regressado ao onze titular, como capitão) à direita e Feddal à esquerda. Ele cumpriu com brilho e distinção» (21 de Março)

Zélia Parreira: «Vi o primeiro amarelo de Gonçalo Inácio e comecei a ficar sem vontade de nada. Aos 18 minutos, a expulsão. A minha superstição de não ver os jogos na tv falou mais alto e mudei de canal.» (26 de Abril)

A voz do leitor

«Depois de atravessar o caminho das trevas, aos poucos, o grande Sporting está a erguer-se novamente. Também sabemos que estas vitórias conseguidas em três anos provocam dores de cabeça, barriga e intestinos a alguns. Água das Pedras e comprimidos são bom remédio. O grande Sporting está a surgir de novo. (...) Pés bem assentes no chão. Força, equipa. Força, leões. Força, Sporting.»

 

João Correia, neste texto do Luís Lisboa

De pedra e cal - Formação de Talentos na AFS Algarve: nova actualização

Escrevi, apaguei.

Seleccionei trechos de textos passados, apaguei.

A tristeza arrasta-se há muito. A falta de vontade, por constatar ser absolutamente inglório querer chamar a atenção para o que se passa, também não ajuda.

Informo, sem entrelinhas, a quem possa interessar, que a 31 de Maio Paulo Poejo entregou as chaves da (E)AFS – Algarve. Ocupou, de Agosto de 2020 até à data indicada, o cargo de responsável máximo pela, outrora, pequena Academia de excelência. A Paulo Poejo desejo, sinceramente, boa sorte. É - para mim e de longe - o menos responsável pelos resultados alcançados e que decorrem das alterações introduzidas.

A quem possa interessar, fica a actualização.

O mais que poderia ter para dizer continuará, por ora, silenciado.

Tristeza. Muita tristeza. É o que sinto há muito tempo.

A culpa é do Sporting

Lembram-se de ouvirem as vozes histéricas clamando contra os festejos do título do Sporting a 11 de Maio?

Lembram-se dos adeptos do FC Porto - começando pelo presidente dessa agremiação - a disparar contra a "vergonha" dessas ruas e praças cheia de gente em alegre confraternização?

Lembram-se dos urubus da pantalha soltando gritinhos de aflição contra o "inevitável aumento de contágios" que esses festejos causariam?

Pois tomem lá esta série de lindos postais da Invicta com milhares de briosos cidadãos cumprindo galhardamente as normas sanitárias - distanciamento físico e máscara - neste fim de semana em que lá se disputou a final da Liga dos Campeões.

No fim de tudo, se os contágios dispararem, não se esqueçam de dizer que a culpa é do Sporting.

 

111.jpg

222.jpg

333.jpg

444.jpg

555.jpg

666.jpg

Balanço (6)

images.jpg

 

O que escrevemos aqui, durante a temporada, sobre NETO:

 

José Cruz: «Viu o clássico cartão amarelo que o condiciona para o resto do jogo.» (2 de Outubro)

João Goulão: «Os passes de Neto na queima fazem-nos franzir o sobrolho.» (29 de Outubro)

Eu: «Precipitando-se, colocou em jogo um adversário e acabou por introduzir a bola na própria baliza.» (29 de Novembro)

Francisco Vasconcelos: «Está longe de ser consensual.» (13 de Janeiro)

José Navarro de Andrade: «É uma das peças fundamentais desta equipa, porque é um líder, um pêndulo de bom senso e determinação, uma figura de referência para os mais novos, um jogador experimentado e com mundo, um exemplo de maturidade.» (23 de Janeiro)

Luís Lisboa: «Coates, o seu fiel escudeiro Neto e Sporar com as virtudes e defeitos de cada um, fecham um plantel competitivo, onde impera um grande espírito de equipa e um enorme respeito pelos valores do nosso Sporting.» (29 de Janeiro)

Pedro Boucherie Mendes: «Adán, Coates, Feddal, Neto, Palhinha são os bravos do pelotão.» (2 de Fevereiro)

Edmundo Gonçalves: «O patinho feio Coates e o mal-amado Neto fazem hoje parte da defesa menos batida do campeonato, de uma equipa que se apresenta com um goal average de +27, coisa que nem nos sonhos mais húmidos qualquer sportinguista imaginaria quando a época arrancou.» (6 de Fevereiro)

CAL: «Adán, Feddal, Antunes, João Pereira, Luís Neto e até Coates estão à procura de dar o salto para onde, excepto (alguns) para os quadros formativos do Sporting?» (3 de Abril)

A voz do leitor

«Há jogadores que fazem grandes jogos quando lançados a partir do banco, é o caso do Matheus Nunes, jogador que aprecio muito. Tem um controlo de bola fabuloso e capacidade para progredir no terreno. Talvez ainda não tenha a maturidade necessária para fazer um jogo inteiro. Parece perder a concentração em alguns momentos, assim foi naquele penálti escusado [no Benfica-Sporting].»

 

Zé Manel, neste texto do José Navarro de Andrade

Pág. 9/9

{ Blogue fundado em 2012. }

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D