Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

2017 em balanço (5)

alanruiz5[1].jpg

 

 

 DECEPÇÃO DO ANO: ALAN RUIZ

Veio rotulado de craque, há cerca de ano e meio. Tardou muito em demonstrar qualidades. Primeiro por ter desembarcado com dez quilos a mais. Depois pela propensão para lesões. Em campo mostrava-se quezilento - com as equipas de arbitragem, os adversários e os próprios colegas. E foi falhando as oportunidades para demonstrar que era mais do que um argentino habilidoso desembarcado no futebol europeu sem noções básicas de disciplina táctica e concentração competitiva.

Apesar de tudo isto, Alan Ruiz chegou a parecer - a par de Bas Dost - excepção à regra das desastrosas contratações daquele malfadado Verão de 2016. Foi uma aquisição cara para os cofres leoninos: custou 8 milhões de euros, incluindo 2,2 milhões de "prémio de assinatura". Em Fevereiro, viu o contrato revisto até 2021, mantendo a elevadíssima cláusula de rescisão: nada menos de 60 milhões.

O problema é que este avançado de 24 anos nunca se revelou útil quando foi preciso. Teve um breve período de fulgor entre Fevereiro e Maio, quando a equipa já estava afastada de todas as competições, e voltou ao mesmo após as férias de Verão: peso a mais, tendência para lesões, péssimo feitio dentro e fora do campo. Jorge Jesus, que apostara muito nele, teve uma complacência rara com o rapaz, um dos elementos mais bem pagos do plantel.

De nada lhe serviu: Ruiz chega praticamente ao fim da primeira volta do campeonato 2017/18 sem integrar o onze titular. Participou apenas em oito jogos, actuando 426 minutos, sem registo de golos em nenhum palco desportivo desta época. Está sob alçada disciplinar do clube por ter assumido uma atitude incorrecta com o técnico em Alvalade e faltar sem pré-aviso à festa do Natal leonino.

Não tardará a fazer as malas: o Sporting prepara-se para devolvê-lo à procedência, consciente de ter feito um mau negócio. Alan Ruiz é leão, mas só de signo.

 

Decepção do ano em 2012: Elias

Decepção do ano em 2013: Bruma

Decepção do ano em 2014: Eric Dier

Decepção do ano em 2015: Carrillo

Decepção do ano em 2016: Elias 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 01.01.2018

    Ganharam inveja, vocês. Cada vez maior.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D