Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

2015 em balanço (4)

6I33EI4F.jpg

 

CONFIRMAÇÃO DO ANO: PAULO OLIVEIRA

Houve quem tivesse questionado se ele seria realmente um reforço para o Sporting. Quem assim falou é gente de vistas curtas e de pouca fé. Porque Paulo Oliveira tem demonstrado em Alvalade que foi uma das melhores contratações na era Bruno de Carvalho, confirmando no Sporting todas as qualidades que já o haviam evidenciado ao serviço do V. Guimarães.

Com Marco Silva, tardou a firmar-se como titular. Mas logo no início de 2015 já era um elemento indiscutível do nosso onze-base. Apesar de ainda muito jovem (23 anos), revela uma inegável maturidade que o tem levado a assumir-se como timoneiro do nosso reduto defensivo. Com óptimos desempenhos, seja quem for que actue ao lado dele como defesa central - Ewerton, Tobias ou, mais recentemente, Naldo.

A 22 de Fevereiro, no rescaldo da nossa goleada ao Gil Vicente, escrevi estas palavras que tenho todos os motivos para reiterar: "Melhora de jogo para jogo. É já o patrão indiscutível da defesa. Hoje cortou tudo quanto passou por ele. Com uma segurança e uma autoridade dignas de registo."

Autoridade que transmite também nos jogos da selecção: Paulo Oliveira demonstrou a sua classe ao serviço da equipa das quinas que se tornou vice-campeã da Europa ao nível das selecções sub-21. Após uma brilhante campanha, desde a fase de qualificação, só perdemos a final em Junho, frente à Suécia.

Com Jesus, o jovem defesa minhoto consolidou a sua posição na equipa, tornando-se um dos raros imprescindíveis. Muito contribuiu para o Sporting ser hoje uma equipa menos batida do que éramos há um ano, antes de ele assumir a titularidade: temos agora sete golos sofridos no campeonato. Na Liga 2014/15, nesta mesma altura, já tínhamos sofrido doze.

Ao que tudo indica, o Sporting vai reforçar o eixo da defesa nas contratações de Inverno. Mas há desde já uma certeza: Paulo Oliveira vai manter-se titular. Como foi na equipa que conquistou a  Taça de Portugal, em Maio, e na que bateu o Benfica na Supertaça, em Agosto.

Certas coisas não mudam. E ainda bem.

 

Confirmação do ano em 2012: André Martins

Confirmação do ano em 2013: Adrien

Confirmação do ano em 2014: João Mário

A propósito dos contratos (3)

Evidentemente, o Sporting ter fechado um contrato destes com a NOS foi uma surpresa para muitos profetas da desgraça em tudo o que diga respeito ao nosso clube. Pessoalmente, creio que a melhor resposta a dar-lhes é o próprio contrato: uma bofetada de luva branca.

Mas alguns destes profetas da desgraça não o são somente em relação ao Sporting: são-no em relação a todo o país, em relação a todos os assuntos. Responder-lhes é, por isso, um bom serviço que o presidente do Sporting presta. Só não gosto do estilo, que infelizmente por vezes não prima pelo bom gosto... Mas apesar deste estilo do presidente, considero muito positiva a sua preocupação de nunca deixar o clube ser apoucado, como se vinha tornando cada vez mais habitual. 

A propósito dos contratos (2)

Respeito muito as opiniões de quem considera excessivas as verbas envolvidas nos contratos dos três grandes, e que isso se vai repercutir nos preços para os clientes. Mas por que razão tais opiniões não surgiram logo que foram conhecidos os contratos com Benfica e FC Porto, e somente depois de ser anunciado o contrato com o Sporting?

A propósito dos contratos

Não vou entrar na competição do meu-contrato-é-melhor-que-o-teu que caracterizou o final do ano passado. O contrato do Sporting é o maior em termos de valores, mas também é o que envolve mais cedências. São três contratos diferentes e, por isso, não são diretamente comparáveis. De qualquer maneira parecem-me três bons contratos. O presidente do Benfica, porém, insiste em que o contrato do Benfica é melhor que o do Sporting. Mas, se é assim, por que o quererá rever junto da NOS?

 

2015 em balanço (3)

IP8C1SRP.jpg

 

PROMESSA DO ANO: GELSON MARTINS

Alguns juravam a pés juntos que Jorge Jesus nunca aposta em jovens talentos oriundos da formação. Não tardaram a ser desmentidos mal o experiente técnico iniciou funções no Sporting. E o maior desmentido dá pelo nome de Gelson Dany Batalha Martins. Um miúdo de 20 anos formado na Academia de Alcochete - mais um a despontar na nossa equipa principal.

Jesus começou a apostar nele logo na pré-temporada e fê-lo entrar em campo no jogo da Supertaça. Aposta coroada de êxito: no jogo inaugural do campeonato, a 16 de Agosto, entrou a poucos minutos do fim - tempo suficiente para arrancar um penálti que se transformou em golo decisivo contra o Tondela. Na altura, escrevi isto: "Foi influente na viragem do resultado ao ganhar um ressalto, antecipando-se ao defesa, e conseguindo assim uma grande penalidade."

O técnico encantou-se com o "futebol de rua" praticado pelo nosso internacional sub-21. E nos treinos foi-lhe incutindo noções crescentes de disciplina táctica que cedo tiveram reflexos positivos no relvado. Gelson  estreou-se a marcar pela equipa principal num desafio da Taça de Portugal, a 17 de Outubro, com o Vilafranquense. A 26 de Novembro, este admirador de Nani estreou-se como goleador nas competições internacionais, marcando contra o Lokomotiv em Moscovo.

O eclipse de Carrillo facilitou-lhe a ascensão na equipa, onde participou em 14 dos primeiros 18 jogos oficiais - prova evidente da confiança que Jesus deposita neste jovem nascido em Cabo Verde.

Os adeptos não lhe regateiam elogios - convictos de que Gelson Martins tem uma longa e bem-sucedida carreira pela frente. Para já, mantém-se vinculado ao Sporting até 2021, com uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros. Cá estaremos para continuar a tributar-lhe os aplausos que ele bem merece.

 

Promessa do ano em 2012: Eric Dier

Promessa do ano em 2013: William Carvalho

Promessa do ano em 2014: Carlos Mané

Quatro anos

yikeaRR5T[1].png

Este blogue assinala hoje quatro anos de vida. Nascemos a 1 de Janeiro de 2012, num período conturbado da história do nosso clube, mas nem por isso deixámos de acreditar sempre no Sporting.

Passámos já por dois presidentes (Godinho Lopes e Bruno de Carvalho), oito treinadores (Domingos Paciência, Ricardo Sá Pinto, Oceano Cruz, Franky Vercauteren, Jesualdo Ferreira, Leonardo Jardim, Marco Silva e Jorge Jesus), muitos jogadores, bastantes vitórias (menos do que desejaríamos), dois troféus relevantes no futebol (Taça de Portugal e Supertaça) algumas derrotas (mais do que gostaríamos) e diversos percalços que foram sendo registados neste espaço leonino que servirá um dia também de rascunho para alguém escrever a história do nosso clube, sem dúvida um dos maiores da Europa em troféus, número de sócios e de praticantes.

Queremos que o Sporting mantenha as virtudes que o tornaram campeão da formação e do ecletismo. Queremos também que continue a corrigir alguns erros estruturais, com a rapidez que se impõe, para retomar sem falhas o rumo do êxito na mais emblemática das modalidades, o futebol. Queremos sobretudo que se desperdicem cada vez menos energias em refregas contra adversários internos, imaginários ou reais. Para que possamos gastá-las no combate leal aos nossos históricos rivais, estejam mais a norte ou mais a sul.

Fomos de algum modo precursores ao adoptarmos, para nome do nosso blogue, uma frase leonina hoje inscrita como lema do clube. Um lema que entoamos em uníssono, sempre com entusiasmo: És a Nossa Fé.

Cá estaremos para continuar a dar testemunho do que pensamos, sem condicionamentos nem preconceitos, enquanto elos de uma vasta corrente que nos faça sentir cada vez mais orgulhosos de sermos de onde somos, com muito gosto e muita honra.

Do Sporting Clube de Portugal.

Pág. 11/11

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D