Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

O lixo a passar por luxo

Os viscondes e os barões de pacotilha, sempre prontos a invocar a etiqueta em nome dos nobres pergaminhos do clube, babam-se por estes dias com um chorrilho de alegados documentos digitalizados, produzidos por mão anónima a partir de um servidor obscuro localizado algures na Rússia. Há quem se atreva a chamar a isto "jornalismo de investigação".

Aprendi em pequenino que as denúncias sem signatário e as cartas anónimas só podem ter um destino: o caixote do lixo. Por motivos de elementar higiene cívica: jamais podemos prestar tributo a quem atira a pedra enquanto esconde a mão. Espantosamente os tais da etiqueta transformam o lixo em luxo, apontam a cobardia como padrão de conduta e ainda se gabam de chafurdar no esterco, sem receio de enodoar a gravata.

Para bem deles, espero que ao menos lavem as mãos antes de pegarem num croquete.

Trocar José de Alvalade por Pedro Guerra

Nas próximas semanas...

«o seu Presidente, na qualidade de Presidente do Sporting Clube de Portugal, tomou a decisão de enquanto decorrer esta suspensão e processo, não voltar a nenhum estádio de futebol seja na bancada, tribuna ou em qualquer outra área.»

Enquanto que na próxima segunda-feira...

«Bruno de Carvalho decidiu aceitar um convite da TVI 24 e na próxima segunda-feira participará no programa "Prolongamento", onde se encontrará com Pedro Guerra»

chamem-me lá o que quiserem

"A Sporting Clube de Portugal, Futebol SAD relembra os seguintes factos:

 

1 – O Presidente Bruno de Carvalho foi castigado no dia 24 de Junho de 2014, com suspensão de 45 dias (que teve início dia 1 de Julho de 2014) e multa acessória de 1148 euros por alegada lesão da honra e reputação dos órgãos da estrutura desportiva e dos seus membros. Posteriormente o Presidente do Sporting foi absolvido, no dia 29 de Julho de 2014, tendo cumprido 29 dias de suspensão.

2 – No dia 22 de Fevereiro de 2015 realizou-se o jogo entre o Sporting e o Gil Vicente, do qual resultou um castigo para o Presidente Bruno de Carvalho, de suspensão de um mês e uma multa no valor de 765 euros. Em causa estava uma suposta ofensa a um elemento da equipa técnica do Gil Vicente, no decorrer do intervalo do referido jogo, sendo que a realidade dos factos é que o referido funcionário do Gil Vicente havia-se dirigido de forma ofensiva para o Presidente do Sporting e este nunca se dirigiu verbalmente de forma directa e isolada para quem o havia ofendido. Apesar disto, e apesar de as imagens o comprovarem, ainda o elemento do Gil Vicente, José Augusto Ferreira afirmou “que não trocou palavras nenhumas com o Recorrente, que não se apercebeu de nada e nem se lembra de nada”. Apesar de todas estas evidências, o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol decidiu apenas dar valor à palavra do Delegado da Liga naquele jogo, Tiago Belchior, com o argumento de que a palavra do Delegado é mais credível e relevante.

3 – No dia 26 de Setembro de 2015 realizou-se o jogo Boavista vs Sporting, no qual o Presidente do Sporting foi expulso por supostamente ter ofendido o árbitro Artur Soares Dias. Na sequência da receção do mapa de castigos foi notificada a instauração de um processo disciplinar que irá seguir os seus trâmites legais. Muito embora o Conselho de Disciplina tenha deliberado instaurar o processo disciplinar, foi o Presidente notificado que para além disso se encontra suspenso de forma preventiva provisória pelo período de 20 dias. Isto significa que muito provavelmente haverá um novo período de castigo associado ao actual.

Perante o sucedido, os reiterados enganos e decisões absurdas e perante os factos descritos no relatório do árbitro que ou não são verdadeiros ou estão totalmente descontextualizados dos acontecimentos, vem a Sporting SAD comunicar que o seu Presidente, na qualidade de Presidente do Sporting Clube de Portugal, tomou a decisão de enquanto decorrer esta suspensão e processo, não voltar a nenhum estádio de futebol seja na bancada, tribuna ou em qualquer outra área.

Esta decisão visa a demonstração clara da forte necessidade de alteração imediata de mentalidades e procedimentos do futebol português, obtendo com isso a necessária credibilização, transparência e modernização do mesmo, mais se informando que o Presidente Bruno de Carvalho não se inibirá de dar o seu acompanhamento próximo às equipas de futebol do Sporting Clube de Portugal, bem como, não se coibirá de realizar qualquer acto, seja escrito, seja falado, que deriva do facto de ter sido livremente eleito pelos Associados para Presidente do Sporting Clube de Portugal.

Neste seguimento, o Presidente Bruno de Carvalho nunca se negará à defesa intransigente do Sporting Clube de Portugal, nem de dar as devidas opiniões e explicações sobre todas as temáticas que abranjam o âmbito das suas funções que por direito democrático e legal desempenha no Sporting Clube de Portugal."

 

Dobrado contra singelo que os castigos (do presidente e de Jesus) aparecem antes do derby?

Jesus aposta na formação

Quem disse que Jorge Jesus não apostava na formação? Depois de Gelson Martins, ontem foi a vez de Matheus Pereira, saído da equipa B directamente para a Liga Europa.

E vão dois. Apenas em dois meses. Tantos como os que Leonardo Jardim lançou na época 2013/14 (William Carvalho e Carlos Mané) e como os que Marco Silva lançou em 2014/15 (João Mário e Tobias Figueiredo).

Os nossos jogadores, um a um

Dominámos hoje toda a primeira parte e largos momentos da segunda parte no jogo contra o Besiktas, actual líder do campeonato turco. Foi insuficiente, no entanto, para regressarmos da Turquia com uma vitória: após três ou quatro lances de quase-golos desperdiçados, depois de termos estado a ganhar desde os 16 minutos, consentimos um empate já na última metade da partida.

jogo valeu, no entanto, pela aposta do treinador em algumas segundas linhas que deram boa conta do recado. E sobretudo pela estreia absoluta de Matheus Pereira na equipa principal. O jovem da nossa formação mostrou-se em bom nível. E fez até a assistência para o golo de Bryan Ruiz.

Jonathan Silva confirmou ser uma boa opção nas provas europeias para a lateral esquerda, Tobias rendeu o lesionado Paulo Oliveira sem comprometer. Mas o melhor mesmo foi o regresso de William Carvalho após prolongada lesão. Jogou o desafio todo, ligando bem a defesa ao meio-campo, e confirmou os dotes de qualidade que todos lhe reconhecíamos. Agora precisamos dele no campeonato nacional.

Foi a melhor exibição do Sporting nas últimas semanas. E talvez fosse melhor ainda se as mexidas de Jorge Jesus na equipa tivessem ocorrido mais cedo - demo-nos ao luxo de iniciar o jogo com Adrien e Slimani no banco. Jefferson nem sequer foi convocado, João Mário está castigado nas provas europeias e Carrilo, como é sabido, continua fora das opções da equipa técnica.

O melhor em campo, para mim, foi William Carvalho.

 

..........................................................................

 

RUI PATRÍCIO (6). Tranquilo. Hoje de novo como capitão da equipa, teve muito pouco trabalho na primeira parte. Fez uma boa defesa aos 85', numa fase em que os turcos nos pressionavam. Deu a sensação de estar adiantado no golo do Besiktas.

JOÃO PEREIRA (6). Esforçado. Teve pela frente Ricardo Quaresma e acabou por ganhar o confronto com o ex-sportinguista, tornando inconsequentes as suas investidas pela ala. Nunca se intimidou. Apanhado em contrapé no lance que originou o golo turco.

TOBIAS FIGUEIREDO (5). Discreto. Coube-lhe uma pesada responsabilidade: render o lesionado Paulo Oliveira. Mais tranquilo do que é costume, não arriscou incursões fora do seu sector. Podia ter feito melhor na cobertura da área para evitar o golo do Besiktas.

NALDO (6). Fiável. Foi o melhor elemento do eixo defensivo. Bom nos cortes e no jogo posicional, apesar de ter falhado alguns passes na primeira parte. Começou nervoso, sem o seu parceiro habitual, mas foi ganhando confiança ao longo do encontro.

JONATHAN SILVA (6). Dinâmico. Foi um dos nossos melhores elementos na etapa inicial do encontro, pondo em sentido o reduto turco. Teve intervenção no golo leonino numa incursão da ala esquerda para o miolo do terreno. Não comprometeu a defender.

WILLIAM CARVALHO (7). Consistente. Regressou para durar 90 minutos em campo. E em boa forma. Foi o nosso melhor jogador. Apoiou a defesa, recuperou bolas, abriu linhas de passe e impôs a sua boa condição física no meio-campo. Os melhores passes foram dele.

AQUILANI (5). Apagado. Rendeu Adrien como titular mas nunca conseguiu ligar as linhas com a mesma eficácia. Marcou pessimamente um livre aos 30'. Aos 75' desperdiçou uma boa movimentação atacante com um passe ao guarda-redes. Muito longe da melhor forma.

MATHEUS PEREIRA (6). Combativo. Foi a maior surpresa de Jesus para este jogo. E resultou: estreia auspiciosa na equipa A deste miúdo de 19 anos que promete ir longe. Melhor momento: a assistência para o golo de Bryan Ruiz, aos 16'. Saiu aos 55'.

CARLOS MANÉ (6). Irregular. Primeira parte positiva, com intervenção no lance do nosso golo. Teve momentos inspirados, mais de natureza individual do que consequência do jogo colectivo. Melhor lance: uma arrancada perigosa em que atravessou meio campo aos 51'.

BRYAN RUIZ (7). Acutilante. Foi a sua melhor actuação desde que está no Sporting. Grande primeira parte, culminada num golo de belo efeito. Antes quase oferecera outro a Teo. Hoje jogou mais no centro do que na ala: é a sua posição natural. E jogou 90'.

TEO GUTIÉRREZ (4). Perdulário. Foi o rei do desperdício. Falhou, quase à boca da baliza, um golo que Bryan Ruiz lhe ofereceu de bandeja aos 12'. Voltou a falhar noutras ocasiões: aos 25', aos 36', aos 51'. Esteve demasiado tempo em campo: só saiu aos 70'.

ADRIEN (5). Discreto. Poupado por Jesus na posição de titular, só entrou aos 55', substituindo Matheus Pereira. Colocado atrás do ponta-de-lança, numa posição que não lhe é habitual, não rendeu como é costume. Funcionou como remendo, nada mais.

SLIMANI (5). Mediano. Jesus manteve-o em pousio até aos 70', poupando-o para o campeonato. Mas lá teve de entrar, porque com Teo jogávamos só com dez. Desta vez, no entanto, não funcionou como talismã da equipa. Raras vezes tem sido tão discreto.

GELSON MARTINS (6). Buliçoso. Substituiu Aquilani aos 78', imprimindo mais dinâmica à equipa. Fixou os defesas adversários, obrigando o Besiktas a conter o ímpeto atacante. Falta-lhe saber jogar mais para a equipa e abusar menos da capacidade de drible.

Tal e qual

«Essas tardes e esses dias, em que se respirava Sporting na sua plenitude foram-nos tirados. E, sim, por mais que sempre tenha estado contra as medidas, pergunto-me vezes sem conta como foi possível aceitarmos que nos tirassem tanta coisa. A Nave, o campo de treinos, a 10-A, a identidade. Sim, o que sinto hoje, armando-me em adulto que quase nunca me apetece ser, é que quase nos roubaram a identidade. Pedirem-nos para escolher quais das modalidades seriam descontinuadas?!? Como foi possível aceitarmos isso? Como foi possível aceitarmos que nos dissessem que o clube empresa se tinha que sobrepor ao clube que aprendemos a amar?»

Do Cherba

Pág. 9/9

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D