Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Jogos de Guerra

"Sérgio Conceição prometeu e cumpriu: mal o jogo começou o Braga caiu em cima do adversário com tal impetuosidade que o Sporting se sentiu atropelado e até intimidado ao ponto de ficar sem reacção, como se de um grupo de leõezinhos atarantados se tratasse". Começa assim esse génio que dá pelo nome de Fernando Guerra a crónica do jogo no jornal A Bola. Pergunto: que jogo viu ele? Sinceramente, há poucas personagens no mundo do futebol que me irritem tanto como este subdirectorzeco da casa da luz vermelha. É burro, é desonesto, não tem vergonha na cara e não percebe patavina de futebol, a ponto de ter andado sei lá quanto tempo a execrar o treinador do Benfica e agora não saber onde se há de meter. E dão-lhe crédito...

Um Grande Clube - parte 2

A 17 de Maio passado escrevia isto. E ontem em campo ficou provado a eeeeeeeeeeeeeeeeeeenorme diferença entre uma equipa Grande e uma Grande equipa.

O Sporting de Braga merece-me todo o respeito e carinho, não obstante alguns dirigentes menos polidos, para não lhes dar um nome diferente. Ontem no Estádio do Jamor o clube da cidade dos Arcebispos apresentou-se com uma equipa Grande  mas nunca foi uma Grande equipa! Doa a quem doer, custe o que custar!

Para se ser uma Grande equipa é necessário saber sofrer e ter a certeza que até ao apito final tudo é possível Foi o que fez a equipa do Sporting.

O treinador bracarense podia ter saído, deste filme de terror, menos chamuscado. Mas as suas declarações de ontem colocaram-no naquele patamar de perdedores natos. Porque não conseguem ver o que todos viram.

O jogo não foi bonito não senhor. Mas a festa foi! A festa de um Grande Clube.

Só mais uma nota... Jamais saberemos se Cédric não tem feito aquela falta estaríamos aqui a comemorar.

Provavelmente há males que vêm por bem!

O dia em que não me deixaram sair do Jamor

Foi a terceira vez que fui ver o Sporting Clube de Portugal disputar a final da Taça de Portugal no estádio do Jamor. Depois do Belenenses e do Porto tive a fortuna de  conseguir bilhetes para mais uma festa e desta vez com companhia VIP na qual destaco a filhota mais velha. Tivemos direito a bilhete completo, nem de encomenda poderia sair melhor. Todas as lições foram oferecidas a jovens e menos jovens leões.

A dada altura, com mais uma queda de um jogador do Braga, supostamente alazarado, já perto do final da segunda parte, violei os meus preceitos habituais em Alvalade e disponho-me a sair do estádio, desculpando-me com a poupança da petiz à confusão do fim de festa que se adivinhava confusa e amarga. Benditos bilhetes na central que prolongaram a saída do estádio pelo tempo bastante para que Slimiani nos pusesse a acreditar com mais vigor! Alto! Que já ninguém arreda. E foi do topo do topo sul, bem no meio da mancha vermelha que ficámos que nem loucos com o golo de Montero.

No regresso à casa de partida que de imediato encetámos para de lá só sairmos com a Taça, ainda houve tempo para travar cumplicidades com um agente da PSP que, mais tarde, no fim da festa, no inevitável reencontro na passagem pela porta de controlo, se confessou do Sporting tendo no cadastro mais de meia dúzia de finais ao serviço, sendo o Sporting um dos contendores. Prometemos reencontro para o ano, no mesmo local para festa igual.

Termino com uma nota especial de agradecimento ao presidente, equipa diretiva, jogadores, equipa técnica e ao treinador Marco Silva, um treinador que tantas vezes como hoje revelou tanto falhas de aprendiz quanto mestria de comandante de homens. Por mais que o seu destino esteja ou não traçado e que haja razões justificadas ou não para o presidente legitimamente findar a relação (veremos) hoje merece todo o respeito e admiração dos adeptos. Cada coisa no seu tempo, hoje é para nos darmos ao respeito, respeitando quem objetivamente merece. Como nunca deverá deixar de ser no Sporting.

 Viva o Sporting! A Taça é nossa!

Pág. 11/11

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D