Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Ponto da situação

Dos 32 jogos já disputados esta temporada, não marcámos em dez - quase um terço do total. Vencemos apenas oito e perdemos 13.

Fizemos entrar em campo 35 jogadores - um número que só por si explica o autêntico desnorte em que esta equipa tem vivido mergulhada desde o início da época, a pior de sempre.

Marcámos 35 golos até agora (cinco dos quais ao modestíssimo Horsens), mas sofremos 44, apesar de contarmos com aquele que é, reconhecidamente, o melhor guarda-redes actual do campeonato português.

Beneficiámos de três penáltis - falhámos todos. E vencemos apenas um dos últimos cinco jogos realizados.

Estamos em 11º lugar na Liga. E preparamo-nos para nunca mais troçarmos dos benfiquistas porque, ao contrário deles, o nosso clube nunca até hoje ficou abaixo do quinto posto no campeonato.

Falhados em tempo recorde todos os outros objectivos da época, uma classificação com acesso à Liga Europa é quase só agora uma possibilidade matemática. E, face às debilidades da equipa, o calendário que nos resta faz temer o pior. Recebemos o FC Porto, jogamos na Luz e em Braga, vamos a Coimbra (vingar a final da Taça?), Aveiro e Paços de Ferreira. Em casa, recebemos ainda o V. Setúbal, o Moreirense, o Nacional e o Olhanense.

Estando as coisas como estão, nenhum destes jogos soa a sucesso garantido à partida. Antevejo que cheguemos a cada um deles com a ansiedade de quem se prepara para disputar uma final.

Oxalá me engane.

Afinal quem é o Vale e Azevedo do Sporting?

«No relatório enviado à CMVM esta quinta-feira, os leões mostram um resultado negativo de 21,9 milhões de euros, mais 2,8 milhões do que o registado em igual período do ano anterior. O passivo total ascende agora aos 243,5 milhões de euros, que não é coberto pelo total de ativos, avaliado em 145,9 milhões. A diferença resulta num capital negativo de 97,5 milhões, o equivalente a 67 por cento do total de ativos.»

Acidentes de campanha (7)

 

José Peyroteo, sabem quem é?

Eu também não. Ou antes: não sabia até ao início desta campanha. Numa boa jogada de marketing eleitoral, José Couceiro decidiu agora incluir no seu nom de guerre o histórico apelido familiar que lhe confere pergaminhos especiais entre os sportinguistas: o seu tio-avô Fernando Peyroteo é uma das mais míticas figuras de sempre do clube (tão mítica que já restam poucos dos que ainda viram jogar o fantástico artilheiro dos Cinco Violinos, nosso principal goleador de todos os tempos).

Os seus rivais poderão acusá-lo de demagogia, mas qualquer deles faria o mesmo no lugar de José Peyroteo Couceiro. Porque haveria ele de desperdiçar tal trunfo?

Na vasta família leonina, onde todos nos proclamamos herdeiros espirituais de Peyroteo, em termos metafóricos também poderia haver um Carlos Peyroteo Severino e um Bruno Peyroteo de Carvalho. Mas não seria a mesma coisa. Porque a voz dos genes pode fazer a diferença e os laços de sangue ainda são o que são.

 

Foto: Correio da Manhã

Pág. 11/11

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D