Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Correio da Manha

Numa impagável nota do dia hoje publicada no Record, o seu patusco director, João Querido Manha, vem tentar explicar-nos os motivos por que este periódico coloca o Benfica à frente do Sporting na classificação do campeonato. Começando, a dado passo, por exercitar, descomplexadamente, a sua vis comica, ao informar-nos de que O Record nunca foi nem será um jornal seguidista ou acéfalo, conclui o nosso faceto plumitivo que este mesmo jornal considera o aditamento regulamentar uma aberração sem sentido. Depois de reconhecer que se trata de matéria regulamentar - é o próprio jornaleco que o diz, podemos abster-nos de argumentar sobre o assunto - vem o jornalista, astuciosamente, confidenciar-nos a sua esperança em que a Liga reconheça este erro de facto, reponha o bom senso e, permito-me imaginar, pratique uma longa série de actos de contrição pela despromoção do Benfica ao 2º lugar. O que o Record devia fazer era corrigir o que, quanto ao seu pitoresco director, são erros de facto do regulamento -  a confusão de conceitos é deliciosa - e apresentar-nos uma classificação depurada de todos os vícios e defeitos com que a tabela transtorna os seus anseios, modificando, por exemplo, o número de pontos correspondentes a vitória e empate, alterando radicalmente os critérios de desempate e, em geral, manipulando todos os dados pertinentes, por forma a dar a vitória às suas cores.

 

Nada disto, como é bom de ver, interessa para o que quer que seja. A mim tanto se me dá como se me deu que o Sporting esteja agora à frente ou em segundo, por mero efeito de um regulamento. O que eu quero saber é como é que isto vai estar depois da última jornada. O mais relevante de tudo parece-me ser a atitude do Record e do seu director, que se permitem considerar aberrantes determinadas normas regulamentares e, em consequência, se julgam no direito de prestar aos leitores informação que sabem não ser verdadeira.

 

Já agora e num esforço por seguir a artimanha de Querido Manha, sempre direi que, em minha opinião,a sua argumentação só colhe a partir do momento em que já tiverem sido disputados os dois jogos entre as equipas empatadas. De qualquer maneira, nem vale a pena discutir, a questão é regulamentar e, enquanto as disposições respectivas não forem alteradas, bem pode o panfleto vociferar que só cai no ridículo. E o que nós estamos a precisar de rir.

 

P.S. Só agora, depois de escrito este post, reparei que o José Navarro de Andrade tinha publicado um outro, muito semelhante no conteúdo e nalguns aspectos do estilo, sobre o mesmo tema. Depois de pensar um pouco, concluí que, atendendo, entre outras coisas, à completa independência dos co-autores do blogue, não haverá mal de maior em insistir nestas manhosices, excepto no que respeita à possível falta de paciência dos leitores para suportarem o meu texto depois de se deliciarem com o do José Navarro de Andrade. Portanto, imprimi potest. 

4 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D