Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

És a nossa Fé!

Faz hoje um ano

 

Fazia sentido manter no plantel um Labyad ou um Viola, jogadores que pesavam na folha salarial sem resultados desportivos, quando podíamos jogar com um Wilson Eduardo ou um Betinho, oriundos da nossa formação?

A pergunta, feita aqui naquele dia 28 de Novembro de 2012, justificava-se atendendo à então recente promoção de Eric Dier ao escalão principal, por decisão do treinador Vercauteren. Justificava-se sobretudo pela necessidade de mexer profundamente na equipa-base, que ia coleccionando derrotas.

"A culpa disto não é dos árbitros. É de nós próprios. Porque os dirigentes acabam sempre por ser o espelho de quem os escolhe", escrevia eu nesse dia, a propósito de tudo isto.

Já o Adelino Cunha optava pela via da ironia. Escrevendo isto: "Se o Sporting está tecnicamente falido, se a liderança do Sporting perdeu capacidade para gerar resultados, se as referências do Sporting estão cada vez mais depreciadas, desculpem a pergunta, por que não uma intervenção externa? Será que o Sporting pode pedir um resgate à UEFA? Assinar um Memorando, comprar e vender jogadores seguindo as indicações dos investidores, implementar medidas de racionalidade económica, enfim, essas tretas todas que oferecem equilíbrio, previsibilidade, fiabilidade e resultados (tudo coisas que não temos). É esse o destino do Sporting?"

Os clamorosos erros de gestão, convém acentuar, não haviam começado com Godinho Lopes. Basta lembrar o caso de Danny: sem utilização no Sporting, foi vendido em 2005 por menos de dois milhões ao Dinamo de Moscovo, que depois o revendeu ao Zenit por 30 milhões, estabelecendo novo recorde de transferências no futebol russo. Ou o de Pongolle: comprado por 6,5 milhões de euros em 2010, saiu de Alvalade dois anos depois a custo zero. Mas já do tempo dele foi a contratação de Bojinov: adquirido por 2,8 milhões, acabou emprestado ao Verona e ao Vicenza. E a de Elias, a mais cara de sempre no futebol leonino: 8,85 milhões de euros. Com o destino que sabemos: cedido por empréstimo ao Flamengo.

Lamentáveis exemplos, ontem como hoje.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D