Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Os jarretas (16)

 

- Eu não te dizia?

- Estás a falar de quê?

- Do Sporting, claro. Eu não te dizia que aquelas vitórias tinham sido pura sorte e íamos começar a perder jogos atrás de jogos?

- Mas que exagero! Que história é essa de perdermos jogos atrás de jogos? Só perdemos um, com o FC Porto, no Dragão, e toda a crítica isenta disse que a nossa equipa caiu de pé e não merecia perder por dois golos de diferença. Não achaste que demos luta e até podíamos ter terminado empatados se o Montero fizesse o 2-2 naquele lance de cabeça?

- Nada disso. O clássico no Dragão foi uma enorme humilhação para o Sporting! E não custa nada perceber porquê. Temos uma péssima direcção, uma equipa fraquíssima, feita à imagem da direcção, que o Inácio andou a comprar em saldos na segunda divisão brasileira e um treinador que não tem estaleca para isto, ao contrário do Professor Jesualdo Ferreira. Não há milagres.

- Tu falas como se fosse fácil ir ao Dragão ganhar ao Porto. A derrota não teve nada de extraordinário, pois em anos com melhores equipas também lá não ganhámos. Não te esqueças que eles não perdem lá desde 2008 para o campeonato. E o William Carvalho até marcou um golo!

- E o que tem esse golito?

- Há mais de dois anos e meio que o Sporting não marcava um golo ao Porto, nem em Alvalade nem no Dragão. O último tinha sido do Matías Fernández, em 17 de Abril de 2011, num jogo que perdemos por 2-3. Estivemos 422 minutos sem marcar e só terminámos o jejum agora, cinco jogos depois.

- Não tentes dourar a pílula. Já te disse várias vezes que o Sporting só tem tido sorte, nada mais. Esta direcção é mais incompetente do que a anterior.

- A verdade é que o orçamento para o futebol do FC Porto é muito superior ao do Sporting. Mesmo assim este ano temos mais dez pontos do que na época passada, em que o orçamento para a equipa profissional era o dobro daquilo que temos esta época.

- Mas para que insistes tu em defender o Bruno?

- Eu não defendo o Bruno. Eu defendo o Sporting. Temos equipa para fazer muito melhor do que no ano passado e irmos desta vez à Liga dos Campeões.

- Mas que Sporting? Defendes aquele jogo miserável do Adrien? Defendes o André Martins, que não tem cabedal para estes jogos? Defendes o Maurício, que é um perna-de-pau?

- E tu defendes quem?

- O Ilori. E o Bruma. Foi um crime termos deixado sair estes dois jovens tão brilhantes: ainda havemos de ouvir falar muito deles.

- É extraordinário: só és capaz de elogiar os que já foram embora. Até parece que estás a prever um mau resultado contra o Marítimo.

- Sim, estou a prever uma derrota. A primeira de muitas outras em casa. A partir de agora será sempre a descer. Nada mais natural dada a falta de qualidade de todo este elenco. O que torto nasce tarde ou nunca se endireita.

- Mas desde os tempos do Domingos Paciência, logo no início, que não víamos o Sporting jogar tão bem. E o Leonardo Jardim é um excelente treinador.

- Lá estás tu com a tuas bacoradas. Excelente treinador é o Paulo Fonseca. E quem joga bem é o Varela. E o Josué. E o Licá.

- Deixa-te de resmunguices. Vamos comer uma bifana a algum lado?

- Pode ser. Mas uma bifana não: agora, não sei porquê, só me anda a apetecer francesinhas...

6 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 31.10.2013

    Pelo contrário, já ninguém diz o nome do outro. Como se queimasse os lábios de quem durante tanto tempo lhe andou a verter loas e entoar hossanas.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 31.10.2013

    Caro,

    Ainda bem que foi logo directo à questão e é pena que se continue a notar muito que ainda não vos consiga passar pela cabeça que o SCP é muito mais que isso.
  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 31.10.2013

    Meu caro, o Sporting é aquilo que o leitor Marco Lopes refere num comentário ao meu texto de ontem, publicado um pouco mais abaixo.
    O Sporting deve ser cada vez mais de quem o serve e não de quem apenas se serve dele, aumentando exponencialmente os custos e a dívida enquanto diminui o rendimento, sobretudo no campo desportivo.

    Saudações Leoninas
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 31.10.2013

    Caríssimo,

    Muito bem mas não é nada disso que está subjacente ao comportamento que acabei de descrever mas antes a responsabilidade de algo totalmente inédito até à época anterior no SCP. Entretanto e como nenhum dos dois mandatos em questão chegou ao fim isso que acabou agora de escrever ainda vai dar muito que falar. Variantes como o endividamento para sermos intelectualmente honestos nem deviam ser equacionadas quando deixamos de ter acesso a ele, isto para evitar falar de outras promessas que nunca foram cumpridas.

    Todos queremos resultados desportivos, no meu caso até com a paciência toda do mundo mas recentemente no Porto não estiveram a maior parte dos jogadores responsáveis pelo score que o caro nunca se cansa de referir, por isso não foi por aí de certeza. Acredito mais no lado dos custos que passaram a desagradar tanto, por exemplo, só o míssil que nos começou a afundar custou cerca de 20 milhões. Mas aonde ainda encontro a maior falácia é quando se fala insistentemente na questão do orçamento do Sporting para esta época, quando a aposta na formação já tinha sido anunciada e melhor, já tinha começado com o professor Jesualdo Ferreira depois dos maus resultados da época passada, que o caro também gosta muito de enfatizar. Ao contrário do caro não me parece que é esta época que se vê mais sportinguistas felizes com as derrotas do Sporting.
  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 31.10.2013

    Parece-me que o problema do Sporting - um problema atávico e estrutural - é passar-se demasiado tempo a falar do passado. Não de um passado glorioso, aliás cada vez mais remoto, mas de um passado nada exemplar. Que teve, como ponto culminante, a época que bem sabemos.
    Por isso indiquei como referência aquele comentário do leitor Marco Lopes e o orgulho que os netos dele sentem em ser sportinguistas. Isto sim, deve merecer destaque. Porque é o Sporting do futuro.
    Quanto ao resto, aguardemos pelos resultados da auditoria de gestão em curso. Um documento que certamente esclarecerá todas as dúvidas. Mas o que importa é olhar em frente. O que importa é valorizar estes jovens da nossa formação que Leonardo Jardim teve o arrojo de lançar como titular na equipa principal e estão a merecer o aplauso da crítica mais exigente. Wilson Eduardo, André Martins, Cédric, William Carvalho.
    Merecem o meu aplauso também. Deviam merecer o aplauso de todos os sportinguistas.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D