Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Ainda o clássico de domingo

I

A falta de experiência dos jogadores do Sporting, face ao FC Porto, é notória. Quanto a mim, foi isto que mais contribuiu para o desequilíbrio entre as duas equipas no domingo. O Record desse dia publicava uma interessante análise do nosso onze titular: a maioria dos jogadores não era ainda sénior quando o Sporting venceu pela última vez no Dragão, com o célebre livre do Rodrigo Tello, em 17 de Março de 2007.
Outro dado incontornável é o que menciono no texto de rescaldo do clássico: há cinco anos que o FCP se mantém invicto no seu estádio em jogos a contar para o campeonato.
Seria altamente improvável que esta tendência se alterasse agora, tendo o Porto pela frente a equipa titular mais jovem da história do Sporting.
Sejamos realistas: FCP, 3 - Sporting, 1 é um resultado normal. Até ao momento só o empate em casa com o Rio Ave ficou aquém do previsto na carreira do nosso clube na Liga.
Agradou-me, por fim, que a atitude global da equipa tenha sido muito mais combativa do que a rendição geral registada, desde o primeiro ao último minuto, no FCP-Sporting da época passada, de tão triste e lamentável memória.
Lembro-me bem de mais desse jogo, aliás marcado por uma arbitragem vergonhosa, ao contrário do que sucedeu com este: só aos 80 minutos fizemos um remate à baliza portista, de bola parada.

 

II

O essencial  é não passar da euforia à depressão. Esse tem sido, desde há muito tempo, o principal problema de muitos sportinguistas.
Já comecei a detectar alguns indícios desse fenómeno em certos comentários que vou lendo nas redes sociais e em dois blogues e meio que ainda fazem do ódio a Bruno de Carvalho a sua senha de identidade e a sua força motriz.
Como diria La Palice, estaríamos hoje muito melhor se antes não tivéssemos estado tão mal, na nossa pior época de todos os tempos...

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 31.10.2013

    Obrigado pelo seu comentário, prezado Marco Lopes. Hei-de dar destaque a esta lapidar manifestação de sportinguismo.
  • Comentar:

    CorretorMais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    { Blog fundado em 2012. }

    Siga o blog por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

     

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D