23 Mar 17

18785884_uzZ5k[1].jpg

 

Facto a merecer registo: houve arbitragens impecáveis nos dois últimos jogos do Sporting. Ainda por cima por parte dos senhores  Bruno Paixão e Jorge Ferreira, árbitros extremamente polémicos, como o país futebolístico bem sabe.

Confirma-se: as arbitragens com influência nos resultados existem sobretudo na primeira metade do campeonato, quando as posições na tabela estão a ser definidas e tudo permanece em aberto. Arbitragens como as de Artur Soares Dias, que nos retirou dois pontos em Guimarães à jornada 7. Ou as de Jorge Sousa, que perdoou dois penáltis ao Benfica no dérbi da jornada 13.

É preciso pôr cobro a isto de uma vez para sempre. Em nome da verdade desportiva, para que a mentira seja afastada de vez dos relvados nacionais.


comentar ver comentários (24)

«Para aqueles que gostam de denegrir o Slimani e o João Mário, é comparar o número de jogos que todos fizeram:
Slimani: 23 jogos; 1441 minutos; 7 golos marcados;
João Mário: 27 jogos; 1963 minutos; 3 golos marcados;
Renato Sanches: 21 jogos; 704 minutos; 0 golos marcados.
Ter em atenção que as estatísticas são para todas as competições.»

Joca, neste meu texto


comentar ver comentários (5)
22 Mar 17

gIMG_4042[1].jpg 

«Nas provas europeias, o Benfica e o Porto são pequenos heróis.»

RTP 3, 19 de Março

 

«Nos últimos dez anos, só no ano passado o Sporting jogou melhor do que o Benfica.»

Idem


comentar ver comentários (58)

«Quanto ao Conselho Leonino, acho pertinente a sua remodelação, não a sua extinção. Na minha opinião, este devia ser, a título rotativo, entregue aos Núcleos que temos espalhados pelo País. Teríamos, além de uma forma de descentralismo, uma maneira de fortalecer a coesão entre todos nós e aproximar o clube de todos, mesmo os mais afastados geograficamente.»

Carlos Silva, neste texto do Luís de Aguiar Fernandes


comentar ver comentários (4)
21 Mar 17
Repararam?
Pedro Correia

 

Já ninguém fala em Slimani.

 


comentar ver comentários (60)

«Comoveu-me, ver um estádio cheio a apoiar uma equipa que só pode chegar ao terceiro lugar do campeonato. Espero que dirigentes, técnicos e jogadores saibam pôr aqui os olhos e saibam tirar as ilações devidas à grandeza deste clube, que é único, de facto.»

Simao Gamito, neste meu postal


comentar ver comentários (9)
20 Mar 17

Augusto Inácio foi o único treinador que conquistou alguma coisa até agora nesta época desportiva em Portugal, levando o Moreirense a vencer a Taça da Liga - primeiro troféu nacional do clube de Moreira de Cónegos.

Apesar disso, os responsáveis do clube apontaram-lhe a porta de saída, de chicote na mão. Preferem Petit, o que diz tudo sobre a forma como encaram o futebol.

São uns ingratos.


comentar ver comentários (50)

Como já escrevi várias vezes, discordo profundamente das vaias aos nossos jogadores por parte dos adeptos em Alvalade durante as partidas. Eu até hoje só assobiei árbitros: nunca me lembro de ter assobiado um jogador, muito menos enquanto os jogos decorriam.

Feita esta ressalva, que não é de somenos, consigo entender a insatisfação das bancadas perante o desempenho de alguns profissionais do nosso clube - como ficou bem patente sobretudo durante a segunda parte do Sporting-Nacional.

Fica a pergunta aos leitores: entendem que alguém merece ser assobiado?


comentar ver comentários (49)

Bastou uma senhora para destronar todos os cavalheiros. A nossa Cristina Torrão destacou-se, solitária, a antecipar com sucesso o desfecho do Sporting-Nacional. Um 2-0 que nos soube a pouco mas que a confirma como uma das mais argutas antecipadoras de resultados deste frustrante campeonato leonino.

Faltam oito jornadas para saber quem conquista a Liga 2016/17 e - muito mais importante - quem vence a nossa "liga" dos prognósticos...


comentar ver comentários (2)

«Há muito quem considere Jesus um grande/o melhor treinador português. Reconheco-lhe muitos méritos, mas só pergunto como pode um grande treinador cometer erros primários de treinador, como estes:
1. Não estabilizar sectores e zona de jogo, fazendo rotações contínuas de jogadores que impedem rotinas e mecanização?
2. Utilizar interiores adaptados a laterais, criando uma instabilidade permanente pelas alas e deixando os pontas contrários à solta?
3. Esquecer os lugares naturais dos jogadores e colocá-los onde lhe dá mais jeito no imediato? com jogadores a saltar entre três ou quatro posições?

4. Atirar para a fogueira jogadores mal preparados e depois de devidamente queimados pelos adeptos e pela imprensa devolvê-los ao banco e à bancada?»

SportingSempre, neste meu texto


comentar ver comentários (33)
19 Mar 17

Inesperadamente, o Sporting conquistou neste fim de semana quatro pontos aos seus principais adversários. Dois ao Benfica, que ontem empatou a zero em Paços de Ferreira, e outros dois ao FC Porto, que acaba de empatar 1-1 no Dragão perante um sólido V. Setúbal.

Se empatarem no clássico da próxima jornada, e o Sporting cumprir a missão que lhe cabe frente ao Arouca, um ficará com mais oito pontos do que nós, o outro com mais sete. E não esqueçamos que o SLB ainda terá de jogar em Alvalade.

Subitamente, o último terço do campeonato está mais emocionante do que muitos de nós esperávamos.


comentar ver comentários (46)
O dia seguinte
Pedro Correia

António Bernardino, Record: «O Sporting cumpriu a missão de vencer o Nacional (2-0), somando o quinto triunfo nos últimos seis jogos (tem um empate pelo meio), naquela que passou a ser a melhor série de resultados na época, e ao mesmo tempo conseguiu conciliar o objectivo de "empurrar" Bas Dost para o topo dos goleadores europeus. Com o bis de ontem, o internacional holandês aumentou para 24 os golos no campeonato, 151 em toda a carreira a nível de clubes, e ainda se colocou à frente de Messi na luta pelo prémio de goleador europeu.»

 

Hugo Forte, A Bola: «Faltam agora oito jornadas para o campeonato terminar e a época do leão - não é novidade - está feita. Os dois primeiros lugares são de dificílimo acesso, do terceiro também já não deverá sair e está fora das competições a eliminar. Nesta perspectiva, resta a Jorge Jesus começar a lançar bases para a próxima temporada e, ainda olhando para 2016/17, tentar que Bas Dost consiga a Bota de Prata de melhor marcador nacional e, quiçá, a Bota de Ouro, que premeia o melhor goleador europeu.»

 

Mário Duarte, O Jogo: «Era um jogo em fase adiantada de estação, com uma equipa já sem quase nada para ganhar e outra a procurar evitar perder tudo. O Sporting não foi, contudo, a equipa alegre e entusiasmante perspectivada de véspera por Jorge Jesus, no sentido de recompensar os adeptos pelo apoio incansável prestado a um conjunto longe dos lugares de conquista com que se partira em Alvalade para esta época - ontem foram anunciados 43.167 espectadores nas bancadas -, mas cumpriu o mínimo exigível  e levou de vencida um Nacional batalhador, abnegado, sempre na luta, com os argumentos possíveis e brindou os adeptos com um triunfo incontestável, apesar da réplica dos insulares.»

Dos jornais de hoje


comentar ver comentários (8)

Por curiosidade, aqui fica a soma das classificações atribuídas à actuação dos nossos jogadores no Sporting-Nacional pelos três diários desportivos:

 

Bas Dost: 19

Coates: 18

Bryan Ruiz: 16

Schelotto: 16

Gelson Martins: 15

Marvin: 15

Rúben Semedo: 15

Rui Patrício: 15

Alan Ruiz: 14

Matheus Pereira: 14

William Carvalho: 14

Podence: 12

Bruno César: 9

Palhinha: 1

 

Os três jornais elegeram Bas Dost como melhor jogador em campo.


comentar ver comentários (10)
O adepto resignado
Pedro Correia

É preferível jogar mal e ganhar do que jogar bem e perder.


comentar ver comentários (18)

«O nosso meio-campo, após a saída do João Mário e a lesão do Adrien, não é o mesmo. Vê-se na lentidão do William e na falta dos seus rigorosos passes a 30 metros. Na impaciência do Adrien. Na inferioridade em número de elementos. No contra-golpe que nos apanha com avenidas abertas. No número de golos que sofremos.»

Luís Moreiraneste meu texto


comentar ver comentários (1)
18 Mar 17

2017-03-18 19.20.37.jpg

 

 

Gostei

 

De ganhar o jogo.  Segunda vitória leonina consecutiva no campeonato. Desta vez em casa, por 2-0, frente ao Nacional.

 

De Bas Dost. O holandês soma e segue: marcou os dois golos do Sporting na sequência de cantos bem apontados por Bryan Ruiz, aos 13' e aos 34'. Reforça a liderança da lista dos artilheiros da Liga 2016/17 e ganha terreno na corrida à Bota de Ouro europeia. Com 24 golos marcados em 23 jogos do campeonato. Foi novamente o nosso melhor jogador em campo - e já com direito a cântico personalizado em Alvalade.

 

De Gelson Martins. Excelente partida do nosso extremo direito. Os dois golos são antecedidos de grandes jogadas do jovem internacional formado na Academia leonina, ambas desviadas in extremis para canto. Quase marcou aos 16' e aos 88'. Protagonizou ainda grandes lances na sua ala (25', 34' e 66').

 

De Podence. Após uma hora de jogo, o Sporting começou a esmorecer, com muito toque inconsequente, muito atraso de bola, fraca velocidade e falta de vontade de construir um resultado mais dilatado frente ao modestíssimo Nacional. Jorge Jesus mandou então sair Alan Ruiz, hoje com uma pálida exibição, e fez entrar Podence, que sacudiu o jogo, imprimindo-lhe dinâmica e velocidade. Boa prestação do jovem reforço, sublinhada com aplausos das bancadas.

 

De Matheus Pereira. Hoje voltou a ser titular. E voltou a demonstrar ao treinador que justifica a aposta que está a ser feita nele. Nota positiva.

 

De Rui Patrício. Decisivo em dois momentos do jogo para travar o Nacional. Logo aos 9', com uma aparatosa defesa de cabeça no limite da grande área. Depois, aos 76', respondendo da melhor maneira a um remate rasteiro de meia distância, muito bem colocado.

 

De ver a nossa defesa invicta. Ao contrário do que vem sendo habitual, desta vez as nossas redes permaneceram invioladas. É caso para celebrar.

 

De ver o estádio muito preenchido. Segundo números oficiais, hoje fomos 43.167 em Alvalade. Viam-se muitas famílias nas bancadas, o que é sempre de louvar. Consequência do dia e da hora (sábado, pelas 18.15) e também da tarde muito amena, com temperaturas acima da média já a antecipar a Primavera.

 

De ver diminuída a distância para o Benfica. De pouco nos vale, mas o tropeção dos encarnados em Paços de Ferreira fez reduzir de 12 para 10 pontos a nossa diferença pontual com a equipa que ainda lidera o campeonato.

 

 

Não gostei

 

Do adormecimento da equipa nos últimos 25'. Vários jogadores pareceram conformados com o 2-0 e sem vontade de ampliar a vantagem. Perderam-se em pequenos toques no nosso meio-campo e sucessivos atrasos ao guarda-redes. Comportamento de equipa pequena frente ao lanterna vermelha do campeonato, o que é inaceitável.

 

Da goleada que não aconteceu. Ao intervalo vencíamos com uma vantagem confortável. Não faltou quem pressentisse uma goleada - seria a primeira deste campeonato em Alvalade. Os adeptos esperam sempre o melhor da sua equipa. Infelizmente, não foram correspondidos. Para desapontamento do próprio treinador.

 

De Marvin. Segundo jogo como titular, mas transmitindo novamente a sensação de que tanto lhe faz jogar ou não. Falhou demasiados passes, não soube articular-se com Matheus no corredor esquerdo. Tem uma atitude displicente: parece faltar-lhe sempre um suplemento de ânimo.

 

De Bruno César. Substituiu Matheus Pereira a meio da segunda parte, quando o treinador quis imprimir velocidade ao jogo leonino. Mas entrou mal: não foi o "chuta-chuta" de outros tempos, longe disso.

 

Da última substituição, a um minuto do fim. Não havia que queimar tempo, pois a vitória estava garantida. Achei incompreensível a inútil troca de Bryan Ruiz por Palhinha.

 

Dos assobios à equipa. Nota-se uma irritação crescente no "tribunal" de Alvalade: as bancadas não perdoam ao mínimo deslize dos jogadores, sobretudo quando detectam falta de empenho e falta de combatividade. Mas hoje, sobretudo na última meia hora, abusou-se dos assobios: William Carvalho, Bryan Ruiz, Marvin e Schelotto foram alguns dos mais visados. Não havia necessidade.

 

Fotografia minha, tirada esta noite em Alvalade


comentar ver comentários (18)
17 Mar 17
Leitura recomendada
Pedro Correia

Rescaldo das eleições, série #Bardamerda. Nº 3: Carlos Janela. Do Mestre de Cerimónias, n' O Artista do Dia.


comentar ver comentários (1)

Sugestão aos responsáveis do site do Sporting: e que tal actualizarem a lista dos corpos sociais, agora que já se encontram todos empossados?

Eu sei que terão certamente coisas importantíssimas para fazer. Mas por vezes convém dar alguma atenção aos pormenores. Até porque o diabo, como dizia o outro, está nos detalhes. E a cultura da exigência que todos prezamos começa por aquilo que é mais simples.

Não têm que agradecer. Eu antes de reparar nos outros presto sempre mais atenção à nossa casa.


comentar ver comentários (16)

Temos nove jogos de preparação até ao final da temporada em curso. Em 2017/18 não pode haver desculpas.


comentar ver comentários (14)
Leoas às sextas
Pedro Correia

800[1].jpg

 

 JOANA LEMOS

"O Tomás [filho] joga no Sporting"

(Correio da Manhã, 6 de Março de 2010)

Tags:

comentar ver comentários (14)

«Depois de ver o Leicester, que até então vinha a perder e empatar ficando até perto dos lugares de descida de divisão, passar a jogar à campeão de Inglaterra assim que o treinador saiu (e ainda sem treinador oficial), acredito cada vez mais que Jorge Jesus perdeu a equipa e tem que sair.»

MB, neste meu texto


comentar ver comentários (5)
16 Mar 17

O Sporting recebe o Nacional este sábado, a partir das 18.15, em desafio da 26.ª jornada do campeonato. Arbitrado por Jorge Ferreira.

Quais são os vossos prognósticos para este jogo?


comentar ver comentários (50)

Bem  dizia eu que João de Deus já saía tarde. A chegada de Luís Martins funcionou como verdadeira chicotada psicológica na equipa B. Que desde então soma e segue.


comentar ver comentários (32)

«O Sporting conta com uma equipa de jovens (21 ou menos anos) muito talentosos que dava cartas na 1ª liga, alguns deles já com provas dadas na prova: P.Silva, R.Semedo, D.Duarte, Palhinha, Gauld, F.Geraldes, Matheus, Gelson Dala, Podence, Gelson, Iuri. Há neste onze muito talento e capacidade de chegar bem longe. Destes onze apenas dois jogaram hoje na equipa A. Quatro jogaram pela equipa B. Dois jogaram nos clubes de empréstimo. Três não jogaram em parte nenhuma. Andam a marcar passo.»

SportingSempre, neste meu texto


comentar ver comentários (2)

hqdefault[1].jpg

 

Ao princípio da noite de ontem, Bruno de Carvalho tomou posse no segundo mandato como presidente do Sporting Clube de Portugal.

Já empossado, dirigiu aos sócios e adeptos leoninos um dos melhores discursos que já lhe ouvi. Não por acaso, um discurso escrito do qual destaco as passagens que considero mais memoráveis.

Para mais tarde recordar.

 

«No plano político e institucional, continuaremos a ser intransigentes na luta pela verdade e pela transparência no desporto em geral e no futebol em particular.»

 ........................

«Continuaremos a integrar a Direcção da Liga de Futebol Profissional, e de todos os seus grupos de trabalho, como fizemos aliás desde o primeiro dia. O Sporting Clube de Portugal não pode, em nenhuma circunstância, deixar de estar em todos os lugares e em todos os centros de decisão.»

 ........................

«Relativamente à Federação Portuguesa de Futebol, continuaremos também, como tem sido de resto nosso apanágio, a colaborar através de propostas para melhorar o futebol português. Quero aliás sublinhar aquilo que considero ser a primeira etapa do mais que justo reconhecimento daquele que é o maior goleador de todos os tempos do futebol português, Fernando Peyroteo, traduzido pelo desfraldar de uma lona gigante colocada na sede da Federação. Quero acreditar que este tenha sido finalmente o arranque para um processo que culminará na consagração oficial de Fernando Peyroteo como o maior goleador da história do futebol.»

 ........................

«Não se pode adulterar a história, transformando campeões em perdedores e guindando perdedores à condição de campeões. O Sporting Clube de Portugal foi campeão nacional por 22 vezes e não 18.»

 ........................

«Aquilo que exigimos é que a verdade seja restabelecida e que se honrem aqueles que, com mérito, alcançaram a glória à custa do seu esforço, dedicação e devoção.»

  ........................

«Não podemos, em circunstância alguma, regredir e pôr em causa o trabalho que foi feito nos últimos quatro anos. Por isso estaremos firmes no cumprimento rigoroso da reestruturação financeira que executámos e das regras de fair play financeiro impostas pela UEFA.»

 ........................

«Seremos também intransigentes na criação de condições para que o clube mantenha a maioria do capital da SAD. Este é um compromisso de que nunca abdicámos e um objectivo perante o qual nunca iremos capitular.»

 ........................

«É meu compromisso pessoal que tudo farei e tudo faremos para agregar aqueles 9% dos sócios que livremente votaram na outra lista. Sou, como sempre fui, o presidente de todos os sportinguistas. Todos são válidos, todos são importantes, todos são indispensáveis.»


comentar ver comentários (52)
15 Mar 17

comentar ver comentários (5)
Tags:

comentar ver comentários (16)
Prioridade absoluta
Pedro Correia

Pôr fim à mentira desportiva tem de ser prioridade absoluta do segundo mandato de Bruno de Carvalho.


comentar ver comentários (50)

«Bruno de Carvalho terá que se resguardar no que diz respeito à comunicação, adoptando uma postura mais institucional, ainda que interventiva, mas bastante mais cirúrgica, assertiva e melhor direccionada. Basicamente, uma postura mais comandada pela cabeça e menos com o coração.»

Orlando, neste meu texto


comentar ver comentários (6)
14 Mar 17

 

«É mais difícil o Leicester ser campeão inglês ou o Benfica ser campeão europeu? Quer que eu lhe diga? É muito mais fácil o Benfica ser campeão europeu!»

SIC Notícias, 8 de Março


comentar ver comentários (4)

 

Em 180 minutos, contra o Borussia Dortmund, o Benfica só fez três remates à baliza. Na segunda mão da eliminatória, foi humilhado pela equipa alemã, saindo da Alemanha goleado por 4-0.

Este afastamento dos encarnados das competições europeias fez-me revisitar o anterior confronto entre o Sporting e o Borussia, disputado nas partidas de 18 de Outubro e 2 de Novembro. Para perceber melhor os nossos pontos fortes e fracos. E sobretudo para me sentir grato à nossa equipa, que se bateu com dignidade e nunca se deixou humilhar pela turma adversária.

Seguem alguns destaques do que aqui escrevi na altura.

 

Positivo:

- Há jogadores que fazem a diferença neste Sporting? Há. Mas nenhum deles chegou este Verão e os melhores continuam a ser os da formação leonina. Ninguém fez tanto por merecer ontem pelo menos o empate como o inigualável Gelson Martins.

- Bruno César tem de ser titular deste Sporting. Não me interessa que "jogue feio", como por vezes se diz nas bancadas do nosso estádio. Interessa-me que seja eficaz. Voltou a sê-lo: entrou aos 60' e sete minutos depois já marcava.

- William Carvalho recuperou bolas, abriu linhas de passe, fez vários lançamentos longos para alargar a nossa frente de ataque. Merece nota muito positiva.

-  Infatigável, sem aparentes sequelas da lesão, Adrien fez passes entre linhas, recuperou bolas e exerceu pressão alta sobre a equipa adversária. Não esperávamos menos dele.

- Dos pés de Schelotto, num cruzamento perfeito, saiu aos 77' quase uma assistência para golo: a bola só não entrou porque Bryan Ruiz, o suspeito do costume, manteve a tradição de falhar em lances deste género. 

- Gelson voltou a ser o nosso melhor elemento: é o grande criativo deste Sporting 2016/17.

 

Negativo:

- A defesa começa a construir-se à frente, pressionando a fase de construção adversária e roubando-lhe metros de terreno. Slimani percebia isso como ninguém. Mas parece não ter deixado seguidores.

- Elias, por mais voltas que o globo terrestre dê no seu próprio eixo, jamais será um Adrien.

- É impressão minha ou Bryan Ruiz apaga-se sistematicamente nos chamados jogos grandes?

- Quanto tempo mais Markovic demorará a perceber que o futebol é um jogo colectivo? Aquelas vistosas arrancadas do sérvio "com a bola controlada", como se diz na gíria do futebol, produziram sempre o mesmo resultado: nenhum.


comentar ver comentários (82)

«Continuamos a não jogar grande coisa. Existe um núcleo duro motivado e em forma (Patrício, Coates, Paulo Oliveira, William, Gelson, Dost, Alan Ruiz) e os restantes a léguas das necessidades da equipa, com uma ou outra coisa bem feita, mas a falhar demasiado, compromentendo a dinâmica da equipa.»

SportingSempre, neste meu texto


comentar ver comentários (4)

comentar
13 Mar 17

 

«Acho que o Benfica... aconteça o que acontecer... hoje... não vai ser um resultado desequilibrado.»

SIC Notícias, 8 de Março (na antevisão do Borussia, 4 - SLB, 0)


comentar ver comentários (16)

gIMG_4042[1].jpg 

«O Ryan Gauld está na equipa? Na equipa B? Não sabia...»

Ontem, na RTP 3


comentar ver comentários (18)

«Bruno de Carvalho infelizmente continua a querer mandar directamente no futebol e portanto estamos na fase da formação de BdC para o mundo do futebol profissional enquanto os adversários têm gente já mais que formada a dirigir o futebol.

J. Ramos, neste texto do Edmundo Gonçalves


comentar ver comentários (5)

Acabámos de ultrapassar mais uma marca neste blogue: a dos cem mil comentários. Fica o registo, com muito agrado. E que venham outros cem mil já a caminho.


comentar ver comentários (16)
12 Mar 17
O dia seguinte
Pedro Correia

Filipe Alexandre Dias, O Jogo: «De Bas Dost a Podence vão... 34 centímetros de diferença mas foi muito por obra e graça de dupla tão díspar nas alturas que o Sporting voltou às vitórias e deixou o Tondela em embaraços maiores para se arrancar do cada vez mais espesso lodaçal da descida. O póquer do gigante holandês, que lhe reforça a liderança da artilharia da Liga, até se poderia ter construído mais cedo com as ofertas do 56 de estatura meã, mas nem a terceira grande penalidade falhada pelo aríete ao cair do pano lhe deslustrou a exibição a quatro golos, dois de castigo máximo. O Sporting pode ter achado finalmente uma dupla ofensiva tão improvável quanto profícua. Gelson e Matheus fizeram bem a sua parte, vale dizer.»

 

João Pimpim, A Bola: «Bas Dost foi gigante. Muito maior que os quase dois metros da sua altura. Foi een echte leeuw! Ou, traduzindo para português: um verdadeiro leão! Mas, mesmo tendo marcado os quatro golos da vitória, a verdade é que não reinou sozinho na selva do interior beirão. A seu lado, como fiel escudeiro, esteve um menino, 31 centímetros mais baixo do que ele, e que responde pelo nome de Podence, ou Daniel, como a ele se refere Jorge Jesus.»

 

Rui Dias, Record: «Foi um Sporting competente, que resistiu à desinspiração e soube esperar pela sua hora, aquele que venceu tranquilamente em Tondela, um jogo no qual, em boa verdade, foi sempre superior. Mesmo quando não jogou bem. Os leões souberam ainda tirar todo o partido das contingências favoráveis que o duelo lhes proporcionou.»

 

Dos jornais de hoje


comentar

Por curiosidade, aqui fica a soma das classificações atribuídas à actuação dos nossos jogadores no Tondela-Sporting pelos três diários desportivos:

 

Bas Dost: 22

Podence: 19

Matheus Pereira: 17

William Carvalho: 16

Gelson Martins: 15

Paulo Oliveira: 15

Rui Patrício: 15

Schelotto: 15

Coates: 14

Francisco Geraldes: 13

Bryan Ruiz: 13

Marvin: 12

Palhinha: 11

Campbell: 5

 

Os três jornais elegeram Bas Dost como melhor jogador em campo.


comentar ver comentários (6)

Primeira goleada do Sporting neste campeonato, frente ao Tondela. Um dos nossos leitores acertou em cheio no resultado: 1-4. Os meus parabéns a Pedro Wasari, único a vaticinar este desfecho. E ainda anteviu Bas Dost como marcador de dois dos quatro golos.

É obra.


comentar

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Arbitragens antes e depoi...

Os nossos comentadores me...

Bas Dost versus Slimani (...

Pérolas de Rui Oliveira e...

Os nossos comentadores me...

Repararam?

Os nossos comentadores me...

A piada do dia

Os ingratos de chicote

O "fim" de Peter

Arquivo

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

bruno de carvalho

selecção

leoas

prognósticos

jorge jesus

vitórias

há um ano

balanço

campeonato

slb

arbitragem

benfica

jogadores

eleições

rescaldo

mundial 2014

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

ler os outros

clássicos

árbitros

golos

nós

euro 2016

futebol

comentadores

crise

marco silva

scp

cristiano ronaldo

análise

humor

formação

chavões

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds