Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

De Senhor, meu caro Jorge Jesus

Passámos um jogo que nos andava "entalado". Nas duas últimas temporadas perdemos pontos em casa com o Tondela. Não é, de longe, o melhor clube da Primeira Liga, mas era uma espécie de malapata que nos estava atravessada. É bom relembrar que bastaria uma vitória há dois anos ao Tondela e o tão ambicionado título teria acontecido. 

Mas, mais do que vencer o Tondela, mais do que finalmente vencer um jogo pós-Liga dos Campeões, o que mais saliento é o discurso de Jorge Jesus após o jogo. Ponderado, sereno e com os pés na terra. É fundamental manter o registo. O Sporting não pode embandeirar em arco quando faltam tantas jornadas e tantos problemas pela frente. E é preciso perceber de uma vez que o nosso foco é só um: o Sporting Clube de Portugal. Focados no nosso trabalho, nos nossos jogadores e no muito que temos que fazer. 

Vamos a isso Mister. Seguimos #Juntos. 

 

Medo de ganhar

Medo de ganhar. Foi assim que Jorge Jesus resumiu a segunda parte do Sporting. Este medo é algo que nos acompanha há décadas. Falta aquela fibra, aquele nervo de aço, aquela esperteza para segurar, aquele instinto para matar o jogo. Falta a garra de leão. É este o principal desafio que enfrentamos no Sporting. Um clube que estava acantonado na arte de desistir, na arte de ficar com as migalhas e ficar resignado. É por isso que é urgente a injecção de adrenalina que o clube tem sofrido nos últimos quatro anos. Mas é preciso mais. Não dá para ficar de braços cruzados. É preciso mais. Estou certo de que teremos mais. Não há volta a dar. É preciso mudar mesmo a mentalidade.

Castigo a Bruno de Carvalho

Este país, por vezes, é uma anedota pegada. O castigo a Bruno de Carvalho por dar a sua opinião sobre arbitragens e quem nomeia os árbitros é do mais ridículo que existe. Neste país quem dá a sua opinião está condenado. Logo. Este país é de quem vive na sombra, nos segredos e intrigas. Quem vive a conseguir nomeações e bons contactos nos lugares chave. Liberdade de opinião e expressão? Culpado. Dizer as verdades? É logo considerado um louco. Assim vai o futebol.

Eleições no Sporting

Começou a festa. Até se ouve por aí que um líder é fraco quando existe oposição ou vontade de alguém assumir candidaturas contrárias. Falo, obviamente, do momento em que o Sporting Clube de Portugal vai entrar. Mas que ideia é esta de qualificar líderes conforme existe oposição? Mas a Democracia não reside na existência de alternativa? Mas há algum sistema de monarquia em clubes de futebol? Pode existir, mas felizmente no Sporting não. E no Sporting quem se quiser apresentar será bem-vindo. Eu como sócio e adepto não tenho dúvidas do caminho a seguir. Cansei de grandes gestores e estrelas. Quero gente normal. Gente que sente o clube, que arrisca, que se dedica e que luta todos os dias contra máquinas de manipulação.

Dignidade

10649592_10152384437046555_7913818507434475222_n.j

Ai que o homem se zangou em público com a equipa. Ai, coitados dos jogadores que agora vão ficar assim e assado. Ai que o senhor lá do Norte, guru de toda a gestão eficiente do futebol ameaça jogadores, mas tudo em privado e no recato de um qualquer calor da noite. Ai ai. Que dores. Ai ai que as virgens do politicamente correcto ficaram assanhadas. Enfim. Perdemos feio e a mensagem foi clara. Como isto é para gente inteligente, percebe quem quer, quem não quer apanha o próximo comboio. Ou então que vá a correr. E por falar em correr, que grande dignidade mostrou a nossa leoa Sara Moreira em Nova Iorque. Um exemplo.

Sai Adrien, entra João Mário

 

Eu gosto do Paulo Bento. Sempre gostei e sempre acreditei que era um bom treinador. Casmurro, mas naquela sua tranquilidade lá encontrava o equilíbrio. Mas há coisas que nos ultrapassam. Também sei que todos temos um lado de Seleccionador Nacional dentro de nós. Não há uma escolha de 23 nomes consensual. Ainda nem vamos aí e a polémica já vai grande.

 

Para não fazer comparações com outros jogadores de outros clubes, fico-me por uma injustiça dentro do meu clube. João Mário será um tremendo jogador e para o ano estará a dar cartas em Alvalade, na Champions e a fazer com Adrien e William um trio maravilhoso. Mas, ainda não é o tempo dele. O Adrien fez um campeonato fantástico, regular, pautou o jogo da equipa que ficou em segundo lugar e não vê o seu nome nos pré-convocados em detrimento de um jovem, com talento, mas que foi rodar por Setúbal até ter estaleca. Assim começa a aventura do Brasil.

 

Mas enfim, haja Cristiano Ronaldo, que o resto é acessório. 

Chegou o vazio

É extraordinário ler a sequência de notícias sobre Leonardo Jardim e a suposta vontade do Mónaco. Certo certo é que o nosso Leonardo está no mesmo patamar que o mestre da táctica. O resto é conversa e como o próprio hoje disse, tem mais um ano de contrato. E para o nosso Sporting será sempre bingo. Ficar com Leonardo Jardim será consolidar o projecto e continuar um trajecto que se quer em crescendo, mas se algum milionário se chegar à frente, pois que remédio e são 15 milhões se faz favor. 

Bola prá frente

 

 

E as contas fecharam no que ao Sporting diz respeito. Não podendo subir nem descer é tempo de balanços e de começar a trabalhar para o futuro. Depois da anedota que tivemos a Presidente, e da pior época de sempre, era óbvio que este seria um ano de dificuldade e de muita luta. E assim foi. Com o nosso orçamento, com a aposta em jogadores da formação e reforços pouco conhecidos mas de grande categoria, contra tudo e todos, comentadores de pacotilha que enchiam redes sociais a falar de um lugar reservado ao Sporting na luta pelo 5º lugar, o Sporting fica esta época em 2º.

 

Positivo? Nem pensar. Não é o nosso lugar, nem é o lugar que nos agrada. É um mínimo natural de quem quer uma equipa competitiva e que os milhões dessa liga de campeões proporciona. Mas não deve deixar ninguém satisfeito. A começar pelo Presidente. O nosso grande reforço e a mudança de paradigma na nossa casa. Despachou e bem Jesualdo, viu-se o que foi fazer para Braga e deu-nos um treinador sportinguista, sereno e de qualidade.

 

Agora o caminho tem que ser de aposta continuada e de persistência. Não é tempo de aumentar orçamentos. É tempo de continuar a fazer o nosso caminho e lutar. Com muito esforço, pois na nossa casa nada nos cai do céu, com muito orgulho em cada sportinguista e com a certeza de que agora temos um clube bem gerido.

 

Falta ainda o mundial e o habitual chorrilho de putativos jogadores. É sempre tempo para vender jornais à beira-mar. Mas que o Sporting olhe bem para dentro e perceba as jóias que tem na sua formação. Um William por ano já era alegria e garantia de sucesso. Que venha esse Mundial no Brasil e depois bola prá frente.

Não joga William, joga Dier

O jogo de Domingo deu-nos aquela sensação estranha. Já sabemos que não podemos pedir que do pior ano de sempre se passe para o melhor. Já sabemos que este ano não há candidaturas a nada. Mas, quando jogamos depois dos nossos adversários mais directos e sabemos que perderam pontos, a nossa vontade é apenas uma. Vencer. 

 

Foi daqueles jogos que voltámos a dar uma parte de avanço. E daqueles jogos que sabíamos ser para sofrer e a bom sofrer. Mas era também o jogo típico para fazer baixas para o próximo embate. Mas, a vida é assim. E se temos um plantel com mais de 11 jogadores importa é ter no próximo Domingo 11 jogadores a entrar em campo e mais 7 cheios de motivação de saltar do banco. O resto é conversa e dramatismos que não servem para uma equipa que está em crescimento.

Um ano depois

Venho aqui dar a mão à palmatória e admitir que estava errado no único gesto correcto da gestão Godinho Lopes ao enviar Izmailov para o Norte. O resultado está à vista. Pode ainda vir a correr bem e o russo voltar a ser o que foi no nosso clube, no entanto, já levam um ano de barrete. 

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D