17 Jul 17
Lei de Ciani
Francisco Melo

Inédito nas pré-temporadas leoninas, pelo menos que me lembre, a contratação/dispensa de Ciani na própria pré-temporada (2015/2016) teve o mérito de livrar o Sporting de um flop à espera de acontecer. Na altura, a medida de gestão foi elogiada.

Digamos que é uma lei que merece fazer escola. Se numa pré-temporada com quase 10 jogos, for nítido que determinada contratação não vai resultar nem acrescentar valor, mais vale então corrigir o tiro ao lado que se anuncia, do que deixar arrastar um peso morto por mais uns meses. Haja coragem.


comentar ver comentários (9)
12 Jul 17

Dir-te-ei o campeonato que farás.

Hoje começa o ciclo suíço de quatro jogos contra adversários de bom nível, todos num curto espaço de tempo.

Na época passada, o estágio suíço foi para esquecer, acabando por ser indiciador de uma temporada frustrante como foi aquela que a equipa veio a fazer. Paralelo encontramos na pré-temporada com Sá Pinto ao leme, em que o Sporting também teve resultados desapontantes, qualitativo que caracterizaria a época oficial nessa altura.

Muita expectativa, por isso, para este ciclo de jogos em terras helvéticas, bem como para os jogos seguintes (sobretudo Mónaco e Fiorentina). Dificilmente uma péssima pré-temporada será acertada com o andamento do campeonato e/ou camiões de jogadores... 


comentar ver comentários (8)
05 Jun 17

18920804_10154443187541555_1509921793109398769_o.j 

Quando me iniciei no sportinguismo, início dos anos 90, o panorama era desolador. O Sporting não ganhava no futebol, no andebol, no basquetebol e no hóquei em patins. Mas nunca quebrei. E devo-o muito ao voleibol, a excepção à regra no universo leonino de então. Nesta modalidade, o Sporting era o campeão, dominando a concorrência, através de um conjunto muito forte, comandado pelo já na altura considerado melhor voleibolista da actualidade, Miguel Maia.

Ao cabo de 3 anos de leão ao peito, Miguel Maia e amigos continuaram a jogar pelo Sporting, só que o de Espinho, começando o de Lisboa a perder fulgor. Tal terá contribuído para que a modalidade fosse também contemplada na razia levada a cabo pela direcção de Roquette/Santana Lopes e que, hoje em dia, Bruno de Carvalho tenta reverter.

22 anos depois chega a notícia do regresso do voleibol ao elenco das nossas modalidades. Com o must de ter Miguel Maia a jogar de novo na nossa equipa. Que grande, grande alegria! 


comentar ver comentários (4)
26 Mai 17
Au revoir?
Francisco Melo

18.05-JJ.jpg

Je ne sais pas.

Mas a perspectiva de realizar toda uma pré-época sem a espinha dorsal, aliada à falta de capacidade para contratar um autocarro de ICs e afins e ao sorteio madrasto na Champions que se adivinha, deve deixar, por estes dias, o nosso timoneiro num dilema existencial. 


comentar ver comentários (20)
24 Mai 17

Uma virtude que se saúda é a capacidade de rir de nós próprios.

Revendo cada um dos 10 palpites que, no início da época, vários blogueiros do "És a Nossa Fé" partilharam com os leitores, não poderemos deixar de dar um sorriso largo. Muito largo, mesmo. Senão vejamos:

 

1. Cinco primeiros classificados

Rui Cerdeira Branco furou a unanimidade, prevendo o Benfica campeão. Infelizmente, esse acerto foi acompanhado da previsão de um lugar europeu para o...Arouca.

Vencedor: bola (dito em modo JJ).

 

2. Despromovidos

Chapeau para João Távora que acertou em quem diria adeus à Liga NOS e logo pela ordem certa.

 

3. O Sporting será o ... e mais 10

A escolha cá de casa recaiu no Bas Dost.

Infelizmente, o Thundergoleador chegou a Alvalade já depois do lançamento dos palpites.

 

4. O Hérnan foi de Barcos e o próximo a ir de vela será o ...

A escolha cá de casa recaiu no Markovic, que foi de vela ainda antes do campeonato terminar.

O flop sérvio chegou a Alvalade já depois do lançamento dos palpites.

 

5. A defesa do Sporting irá sofrer, no máximo, até ... golos

A larga maioria apostou que as redes do São Patrício só seriam furadas em 20 ocasiões. Infelizmente, foi quase o dobro.

Vencedor: bola (dito em modo JJ).

 

6. A maior goleada do Sporting irá cifrar-se em ... golos marcados

Menos de 5 é derrota, assim vaticinaram os apostadores neste tópico.

E foi derrota mesmo. A nossa veia goleadora só conseguiu chegar ao máximo de 4 golos (casos de Estoril, Paços de Ferreira, Tondela, Boavista e Chaves).

Vencedor: bola (dito em modo JJ).

 

7. O homem-golo do Sporting irá marcar, no mínimo, ... golos.

À semelhança do ano anterior, João António vence neste palpite, tendo vaticinado um mínimo de 33 golos para o artilheiro-mor leonino.

 

8. Quantos jogos perde o Sporting em casa?

Alvalade não rima com fortaleza. Foram dois grandes desgostos, um dos quais creio que nenhum dos blogueiros viu alguma vez em vida.

Vencedor: bola (dito em modo JJ).

 

9. Qual será o número de jogos seguidos do Sporting a vencer no campeonato?

Muita fortes os palpites neste tópico. A média rondava as 12 vitórias seguidas. Foram muito menos, 4. 

Vencedor: bola (dito em modo JJ).

 

10. O score de vitórias frente a Benfica e Porto será de...

Uma apenas, só para esta secção não ficar em branco.

Mantendo a coerência da maior parte dos vaticínios anteriores, o vencedor foi: bola (dito em modo JJ).

 

***

Dez palpites depois e o especialista 2016/2017 do "És a Nossa Fé" é...João Távora e João António, com 1 aposta certa cada um. Muitos parabéns!

 

Vencedor 2015/2016: Pedro Correia

Vencedor 2014/2015: Filipe Arede Nunes


comentar ver comentários (3)
06 Abr 17
Senadores
Francisco Melo

A quem não teve ainda oportunidade de ver, recomendo, vivamente, a excelente entrevista de Augusto Inácio no programa «Senadores» que passou ontem na Sporting TV.

De modo especial, destaco as recordações da temporada 1999/2000, ano em que vi, pela primeira vez na vida, o Sporting sagrar-se campeão. É sempre emocionante voltar a essa época e quando o regresso se faz pela voz de um dos seu principais protagonistas, ainda melhor.

Só fiquei com pena por Inácio não ter desvendado o famoso segredo de Schmeichel. Para quem não está enquadrado, no final desse campeonato, depois de ter sido questionado sobre a utilidade do guarda-redes dinamarquês (Schmeichel estivera fora uns jogos, tendo sido substituído em grande nível por Nélson, o que levou muitos a defenderem a continuidade do português na baliza), Inácio disse que Schmeichel fizera algo que fora determinante para a conquista do campeonato e que permanecia segredo, mas que ele um dia haveria de contar. Até hoje não sei do que se trata. Mas acalento a esperança de um dia encontrar o Inácio e perguntar-lhe directamente...


comentar ver comentários (6)
15 Fev 17
Deus sabe o que faz
Francisco Melo

A equipa B do Sporting vai de derrota em derrota (com um ou outro empate pelo meio) rumo à despromoção final. Ou talvez não. Ainda faltam algumas boas jornadas e este não será o momento para atirar a toalha ao chão nesta luta dos aflitos.

Talvez esta seja uma experiência propositada para os nossos jovens jogadores adquirirem, habituados que estavam, ao longo da formação, em disputar o título. Com efeito, considerando que poderão um dia, seja via empréstimo, seja via transferência definitiva, ser colocados em equipas primo-divisionárias que lutam para não descer, não será mau de todo começarem a experimentar.

Talvez Deus, afinal, saiba o que está a fazer com os nossos futuros (?) craques...


comentar ver comentários (4)
09 Fev 17

comentar ver comentários (17)
23 Jan 17

img_770x433$2016_09_25_02_00_44_1161243.jpg

Na semana passada, colega de trabalho portista, em conversa sobre o fiasco que se revelara a passagem de Markovic pelo Sporting, partilhava a seguinte reflexão «quando um jogador que é avançado, chega a um clube como o Sporting e escolhe como número da camisola o 3, não pode estar bem da cabeça».

Apesar das sucessivas apostas feitas por Jorge Jesus (que fez do relançamento da carreira do seu ex-pupilo um dos seus propósitos para esta temporada), a verdade é que Markovic esteve longe, muito longe, de justificar as elevadas expectativas geradas com a sua chegada ao Sporting. Ainda me recordo da animada discussão, no último jantar do blogue, sobre quem seria o parceiro ideal de Bas Dost, com vários companheiros de escrita a apostarem as fichas no sérvio.

Markovic foi uma aposta falhada e depois dele virá quem faça pior. Faz parte da história do futebol.

Foi pena Markovic não ter conseguido explodir no Sporting, mas ainda bem que, em tempo, a direcção terminou com a agonia que se vinha sentindo (de parte a parte), prosseguindo agora cada um com a sua vida.

Tags:

comentar ver comentários (6)
12 Jan 17
Geraldão
Francisco Melo

«O meu maior sonho - e só de imaginar me arrepio - é jogar no Sporting e em Alvalade.»

Francisco Geraldes, aqui.


comentar ver comentários (3)
14 Nov 16
Grande galo
Francisco Melo

SportingBarcelos.jpg

Muita expectativa à partida do Óquei de Barcelos x Sporting, em hóquei.

O Sporting seguia, até então, só com vitórias no campeonato. Porém, a equipa de Barcelos apresentava-se, verdadeiramente, como o primeiro teste a sério à equipa comandada por Guillem Pérez.

Apesar do seu estatuto de candidato ao título, o Óquei de Barcelos, na actual edição do campeonato, só tinha conquistado apenas uma vitória, tendo perdido todos os confrontos directos já disputados com os principais rivais do Sporting. Acrescia ainda, como condimento para o jogo, o facto de o Sporting raramente ter conseguido levar de vencida os jogos a norte. Qual dos referidos factores falaria, então, mais alto no final dos 50 minutos?

Infelizmente, o resultado de 7-3, a favor da equipa minhota, reforçou a besta negra que é o solo nortenho.

Um mau jogo do Sporting (de resto, logo afirmado pelo seu treinador), que não esteve ao nível da qualidade de jogo dos seus principais hoquistas.

Depois de uma pré-temporada vitoriosa e de, até ontem, todos os jogos oficiais terem sempre sido levados de vencida, a derrota de ontem representa a primeira descida das nuvens à realidade por parte da equipa leonina. 

Importante agora é vingar a derrota já no próximo jogo e, sobretudo, não deixar que o factor «norte» seja um real condicionamento. Daqui por duas jornadas há uma deslocação a Viana, antes da recepção ao Porto, e é importante que a equipa vença esse jogo.

Última nota para felicitar a TVI24, que agora transmite semanalmente um jogo principal do campeonato de hóquei. Foi uma grande tarde desportiva a rivalizar com as grandes tardes de domingo desportivo do passado (na rádio e na RTP2): pavilhão lotado, jogo muito disputado e uma narração sempre vibrante. 

Tomara que seja o princípio do renascimento do hóquei, que depois do futebol, foi sempre a modalidade mais acarinhada pelos portugueses.


comentar
03 Nov 16

1. Jorge Jesus é irredutível e fiel ao seu 4-4-2 mas ontem, quando escalou Coates, Semedo e Paulo Oliveira de início, não sei qual foi a vossa reacção, mas eu cá lembrei-me que na última vez que o Sporting foi campeão, o 11 base tinha...3 centrais (André Cruz, Beto e Phill Babb).

2. Contrariando todas as expectativas, o Sporting vai chegar à 5ª jornada da fase de grupos ainda a disputar o apuramento para a fase seguinte da Champions. Acho que não poderíamos desejar melhor tónico para o jogo contra o Real em casa do que ainda estarmos na discussão pelo apuramento.

3. Weidenfeller, histórico redes do Dortmund, é suplente. Os nomes nunca jogam nos 11. Que bom seria que o exemplo alemão encontrasse eco em Alvalade. 

4. Apostar em cruzamentos contra equipas alemãs ou inglesas, tem tantas probalidades em resultar como as do William Carvalho nos penaltis (por falar nisso, que não tive notícia, o JJ sempre explicou por que é que escolheu o William para marcar contra o Nacional?). 

5. Novo falhanço de Bryan Ruiz em mais um momento decisivo do jogo. É caso para dizer que o costarriquenho, de quem sou fã, é o homem errado, no sítio certo, à hora certa.


comentar ver comentários (12)
23 Ago 16

O homem já chegou. A campanha parece que vai mesmo resultar. 

Medo.


comentar ver comentários (12)
13 Ago 16
Liga NOS 2016/2017
Francisco Melo

Não há início de Liga sem que, antes, os blogueiros do "És a Nossa Fé" soltem o treinador/olheiro de bancada que há dentro de si e profetizem sobre a temporada futebolística que o Sporting irá realizar.

São 10 perguntas, exigentes mas desafiantes, que foram respondidas de forma corajosa e cujo acerto ou falhanço clamoroso iremos aferir daqui por 34 jornadas. De preferência, com o Sporting campeão 

Senhoras e senhores leitores, abaixo seguem os prognósticos de 20 dos blogueiros desta casa.

 

1. Prognóstico dos 5 primeiros classificados.

 

Campeão Nacional: Sporting (19/20)

 

Alexandre Poço: Sporting, Porto, Benfica, Braga e Belenenses.

António Bilrero: Sporting, Benfica, Porto, Guimarães e Arouca.

António Manuel Venda: Sporting, Porto, Benfica, Braga e Guimarães.

Cristina Torrão: Sporting, Porto, Benfica, Estoril e Braga.

Duarte Fonseca: Sporting, Porto, Benfica, Braga e Guimarães.

Eduardo Hilário: Sporting, Porto, Benfica, Guimarães e Braga.

Filipe de Arede Nunes: Sporting, Benfica, Porto, Braga e Guimarães.

Francisco Chaveiro Reis: Sporting, Benfica, Porto, Guimarães e Braga.

Francisco Melo: Sporting, Benfica, Porto, Braga e Guimarães.

Francisco Vasconcelos: Sporting, Benfica, Porto, Braga e V. Guimarães.

Frederico Dias de Jesus: Sporting; Porto; Benfica; Braga e Estoril.

José da Xã: Sporting, Porto, Braga, Guimarães e Belenenses.

João António: Sporting, Porto, Guimarães, Benfica e Braga.

João Távora: Sporting, Benfica, Porto, Estoril e Braga.

Luís de Aguiar Fernandes: Sporting, Benfica, Porto, V. de Guimarães e Braga.

Pedro Boucherie Mendes: Sporting, Benfica, Porto, Braga e Paços de Ferreira.

Pedro Correia: Sporting, Porto, Braga, Benfica e V. Guimarães.

Rui Cerdeira Branco: Benfica, Sporting, Porto, Braga e Arouca.

Tiago Cabral: Sporting, Benfica, Braga, Arouca e Porto.

Zélia Parreira: Sporting, Porto, Benfica, Braga e Guimarães.

 

2. Prognóstico dos 2 últimos classificados.

 

Feirense (14/20)

Tondela (7/20)

Chaves (7/20)

 

Alexandre Poço: Moreirense e Feirense.

António Bilrero: Chaves e Feirense.

António Manuel Venda: Chaves e Feirense.

Cristina Torrão: Chaves e Tondela.

Duarte Fonseca: Feirense e Tondela.

Eduardo Hilário: Tondela e Feirense.

Filipe de Arede Nunes: Nacional e Boavista. 

Francisco Chaveiro Reis: Tondela e Feirense.

Francisco Melo: Feirense e Moreirense.

Francisco Vasconcelos: Boavista e Feirense.

Frederico Dias de Jesus: Feirense e Chaves.

José da Xã: Benfica e Chaves.

João António: Tondela e Feirense.

João Távora: Arouca e Nacional.

Luís de Aguiar Fernandes: Tondela e Feirense.

Pedro Boucherie Mendes: Chaves e Boavista.

Pedro Correia: Boavista e Feirense.

Rui Cerdeira Branco: Vitória FC e Feirense.

Tiago Cabral: Belenenses e Tondela.

Zélia Parreira: Chaves e Feirense.

 

3. O Sporting será o... e mais 10!

 

Adrien (8/20)

 

Alexandre Poço: Adrien.

António Bilrero: William Carvalho.

António Manuel Venda: Rui Patrício.

Cristina Torrão: Rui Patrício.

Duarte Fonseca: Bryan Ruiz.

Eduardo Hilário: Adrien.

Filipe de Arede Nunes: Adrien.

Francisco Chaveiro Reis: Adrien.

Francisco Melo: Rui Patrício.

Francisco Vasconcelos: Adrien.

Frederico Dias de Jesus: Adrien.

José da Xã: Bryan Ruiz.

João António: Adrien.

João Távora: João Mário.

Luís de Aguiar Fernandes: William Carvalho.

Pedro Boucherie Mendes: Adrien.

Pedro Correia: Alan Ruiz.

Rui Cerdeira Branco: Rui Patrício.

Tiago Cabral: Gelson Martins.

Zélia Parreira: João Mário (ou Bryan Ruiz).

 

4. O Hérnan foi de Barcos e o próximo a ir de vela será o…

 

Petrovic (6/20)

 

Alexandre Poço: Wallyson Mallman

António Bilrero: João Pereira

António Manuel Venda: Petrovic

Cristina Torrão: Iuri Medeiros

Duarte Fonseca: Petrovic

Eduardo Hilário: Marvin Zeegelaar

Filipe de Arede Nunes: Spalvis

Francisco Chaveiro Reis: Petrovic

Francisco Melo: Marvin Zeegelaar

Francisco Vasconcelos: Petrovic

Frederico Dias de Jesus: Meli.

José da Xã: Iuri Medeiros

João António: Ewerton

João Távora: Ewerton

Luís de Aguiar Fernandes: Ewerton

Pedro Boucherie Mendes: Spalvis

Pedro Correia: Bruno Paulista

Rui Cerdeira Branco: Spalvis

Tiago Cabral: Petrovic

Zélia Parreira: Petrovic

 

5. A defesa do Sporting irá sofrer, no máximo, até … golos.

 

Até 20 golos (15/20)

 

Alexandre Poço: 18

António Bilrero: 15

António Manuel Venda: 16

Cristina Torrão: 22

Duarte Fonseca: 20

Eduardo Hilário: 9

Filipe de Arede Nunes: 22

Francisco Chaveiro Reis: 14

Francisco Melo: 23

Francisco Vasconcelos: 20

Frederico Dias de Jesus: 16

José da Xã: 20

João António: 17

João Távora: 15

Luís de Aguiar Fernandes: 14

Pedro Boucherie Mendes: 19

Pedro Correia: 19

Rui Cerdeira Branco: 30

Tiago Cabral: 19

Zélia Parreira: 23

 

6. A maior goleada do Sporting irá cifrar-se em ... golos marcados.

 

6 golos (10/20)

 

Alexandre Poço: 7

António Bilrero: 6

António Manuel Venda: 7

Cristina Torrão: 5

Duarte Fonseca: 6

Eduardo Hilário: 5

Filipe de Arede Nunes: 6

Francisco Chaveiro Reis: 7

Francisco Melo: 6

Francisco Vasconcelos: 6

Frederico Dias de Jesus: 5

José da Xã: 6

João António: 8

João Távora: 5

Luís de Aguiar Fernandes: 6

Pedro Boucherie Mendes: 7

Pedro Correia: 6

Rui Cerdeira Branco: 5

Tiago Cabral: 6

Zélia Parreira: 6

 

7. O homem-golo do Sporting vai marcar, no mínimo, ... golos.

 

20 golos (13/20)

 

Alexandre Poço: 20

António Bilrero: 25

António Manuel Venda: 32

Cristina Torrão: 17

Duarte Fonseca: 30

Eduardo Hilário: 29

Filipe de Arede Nunes: 19

Francisco Chaveiro Reis: 18

Francisco Melo: 15

Francisco Vasconcelos: 18

Frederico Dias de Jesus: 20

José da Xã: 25

João António: 33

João Távora: 28

Luís de Aguiar Fernandes: 25

Pedro Boucherie Mendes: 25

Pedro Correia: 30

Rui Cerdeira Branco: 15

Tiago Cabral: 35

Zélia Parreira: 21

 

8. Quantos jogos perde o Sporting em casa?

 

Não perde nenhum (15/20)

 

Alexandre Poço: 0

António Bilrero: 0

António Manuel Venda: 0

Cristina Torrão: 0

Duarte Fonseca: 0

Eduardo Hilário: 1

Filipe de Arede Nunes: 0

Francisco Chaveiro Reis: 0

Francisco Melo: 0

Francisco Vasconcelos: 1

Frederico Dias de Jesus: 0

José da Xã: 0

João António: 0

João Távora: 0

Luís de Aguiar Fernandes: 0

Pedro Boucherie Mendes: 0

Pedro Correia: 1

Rui Cerdeira Branco: 3

Tiago Cabral: 0

Zélia Parreira: 1

 

9. Qual será o número de jogos seguidos do Sporting a vencer no campeonato?

 

No mínimo 12 (12/20)

 

Alexandre Poço: 14

António Bilrero: 12

António Manuel Venda: 17

Cristina Torrão: 11

Duarte Fonseca: 6

Eduardo Hilário: 13

Filipe de Arede Nunes: 14

Francisco Chaveiro Reis: 7

Francisco Melo: 12

Francisco Vasconcelos: 13

Frederico Dias de Jesus: 10

José da Xã: 13

João António: 13

João Távora: 12

Luís de Aguiar Fernandes: 8

Pedro Boucherie Mendes: 11

Pedro Correia: 14

Rui Cerdeira Branco: 7

Tiago Cabral: 17

Zélia Parreira: 9

 

10. O score de vitórias do Sporting frente a Benfica e Porto será de...

 

3 (12/20)

 

Alexandre Poço: 3

António Bilrero: 3

António Manuel Venda: 4

Cristina Torrão: 3

Duarte Fonseca: 3

Eduardo Hilário: 3

Filipe de Arede Nunes: 3

Francisco Chaveiro Reis: 3

Francisco Melo: 2

Francisco Vasconcelos: 3

Frederico Dias de Jesus: 3

José da Xã: 4

João António: 4

João Távora: 2

Luís de Aguiar Fernandes: 4

Pedro Boucherie Mendes: 3

Pedro Correia: 3

Rui Cerdeira Branco: 2

Tiago Cabral: 4

Zélia Parreira: 3


comentar ver comentários (4)
04 Ago 16

bruno_de_carvalho_vicente_moura_equipa_ciclismo_sp

Devo o meu sportinguismo ao ciclismo. 

Não fosse assistir a uma etapa da Volta, na sua Paredes de Coura, e ganhar simpatia pelo corredor verde e branco (Alfredo Trindade), e o meu avô nunca se teria tornado, naquele momento, sportinguista, e mais tarde, por arrasto, o meu pai e eu próprio.

Para além de me ter transmitido o sportinguismo, o meu avô incutiu em mim uma paixão enorme pelo ciclismo, modalidade que sigo com muito gosto e interesse, apesar dos escândalos associados nos últimos anos.

Serve isto para dizer que não foi pelo regresso do Sporting ao ciclismo (via parceria com a equipa do Tavira) que passei a seguir com mais interesse a Volta. O interesse sempre existiu. Claro está que havendo corredores com a camisola do Sporting, o apoio e atenção pessoais são diferentes.

Nas vésperas do início da Volta, nunca achei que o Sporting, através do chefe de fila Rinaldo Nocentini, fosse favorito a um lugar no pódio, quanto mais à vitória final. Ficar no top-10 e ganhar uma ou duas etapas, já seria excelente.

Nesta fase da prova, volvidas 6 das 10 etapas, o balanço é: melhor lugar na geral individual é o 21.º lugar de Rinaldo Nocentini (a mais de 20 minutos do camisola amarela). Vitórias em etapas, como diria o Jorge Jesus, zero. 

Depois de Bruno de Carvalho, aquando da apresentação da equipa de ciclismo, ter dito não perceber nada da modalidade, ontem só apeteceu rir, para não chorar, ao ouvir as declarações de Vicente de Moura, após a má prestação da equipa na etapa da Torre.

Dizia o nosso comandante que também não percebe nada de ciclismo e que acha que a equipa está desequilibrada, e que mais tarde ele e o Presidente terão de falar. Tu queres ver que a parceria vai acabar? Ou que vem aí um aumento colossal de investimento, à semelhança do que fizeram no hóquei, andebol ou futsal?

Da minha parte, espero que a parceria não acabe, porque este é o ano 0 do regresso do Sporting ao ciclismo. Mas seria bom que a "estrutura" leonina em Alvalade se dotasse de alguém com entendimento da modalidade, para planear melhor a próxima época e evitar alguns erros de "casting". Não falo apenas de se encontrar um chefe de fila que não um corredor com quase 39 anos no ocaso da carreira (que, apesar de tudo, tem sido o nosso melhor ciclista). Falo, também, de ter uma equipa mais portuguesa, pois na prova maior do ciclismo em Portugal, o Sporting-Tavira apresentou-se apenas com 3 ciclistas portugueses em 8 corredores.

Sobre a Volta propriamente dita, os antigos parceiros do Sporting, a W-52, que depois associou-se ao Porto, têm dominado a corrida, qual Team Sky portuguesa. Vão vencer a prova e no final Pinto da Costa e a sua entourage vão estar todos contentes.

A pior reacção possível para o Sporting, a esse desfecho, seria ou acabar com a parceria, ou investir à doida para o próximo ano. 


comentar ver comentários (16)
01 Ago 16

moniz pereira2.jpg

Bruno de Carvalho disse tudo

Ao luto dos rostos, não pode deixar de surgir um certo sorriso pelo modo poético como parte Moniz Pereira: nas vésperas do início de novos Jogos Olímpicos, maior acontecimento mundial do Desporto, onde não há modalidade alguma a ser ditadora perante as restantes.

Tal como nas estafetas, o Professor passa o testemunho e responsabilidade para as gerações seguintes, com a árdua missão de fazerem de Portugal um país desportivo para além de uma bola de futebol.

Esta imagem, deliciosa, de Moniz Pereira, de idade avançada, no conforto do seu lar, representa exemplarmente o que foi a sua vida para o Sporting Clube de Portugal: um dedicado militante sportinguista. 

Muito obrigado, Professor!

 

P.S: O Sporting já cometeu esse erro, agora é a vez do Benfica. Essa mania de omitir o nome do rival nas notas de pesar sobre figuras que tiveram uma projecção para além do próprio rival, só fica mal.  


comentar ver comentários (3)
26 Jul 16
Paulo Bento
Francisco Melo

O anúncio da despedida de Paulo Bento do Cruzeiro não apanhou ninguém de surpresa. Os sucessivos maus resultados apontavam a esse desfecho. Definitivamente, Brasil e Paulo Bento não combinam.

Apesar de já não fazer parte da vida activa do Sporting, não deixo de manter estima e apreço por Paulo Bento. Como jogador e técnico foi sempre de enorme dedicação e lealdade ao clube. Por isso, é com pena que vejo este falhanço na sua carreira.

Depois da saída sem glória da Selecção, pedia-se a Paulo Bento o tantas vezes necessário passo atrás para depois poder dar dois à frente. Sempre tive dúvidas sobre se o Cruzeiro seria a melhor aposta. Confirma-se, agora, que não foi.

Paulo Bento está num momento crítico da sua carreira. A próxima aposta terá que resultar, isto se ainda mantém aspirações de regressar à elite onde esteve durante os anos em que treinou o Sporting. Doutro modo, será mais um daqueles treinadores que vão parar à Grécia, Turquia, China e Arábias, sem nunca mais voltarem a atingir brilhantimo no futebol português.

 

P.S.: O Sporting troca de directores de comunicação como quem muda de camisa e os tiros nos pés mantêm-se. Não teria sido muito mais inteligente, no sábado passado, não apresentar os 3 campeões europeus, precisamente para não dar azo a quaisquer polémicas (como acabou por suceder)? Ou apresentavam-se todos ou então nada. Ainda por cima os jogadores estão de férias, para quê interromperem o descanso?


comentar ver comentários (5)
22 Jul 16
Bater na mesma tecla
Francisco Melo

Por que não tenta o Sporting a contratação ou empréstimo de Rafael Martins?

Já tem experiência de 1ª Liga, logo, não precisa de passar pelo processo de adaptação.

Das suas 2 únicas épocas, à data, na Liga Portuguesa, resulta a média de 15 golos por temporada.

Tem 27 anos, excelente idade para avançado.

Parecem-me suficientes credenciais para valer a pena a sua contratação.


comentar ver comentários (2)
12 Jul 16
Nem 1 sobrou...
Francisco Melo

scp_pav.png

Nenhum dos 5 atletas que o Sporting escolheu para protagonizar a campanha da Missão Pavilhão vai sobrar até à inauguração do pavilhão João Rocha.

Basquetebol (Ana Cunha), acabou-se com a equipa sénior. 

Futsal (João Benedito), o nosso capitão colocou um ponto final na carreira, embora tenha ficado no ar a ideia de que ainda poderia fazer mais uma época, a necessária para poder jogar no novo pavilhão e, assim, terminar de forma consagrada a sua carreira.

Hóquei (Ricardo Figueira), outro capitão com saída hoje anunciada.

Andebol (Ricardo Dias e Bruno Moreira), o primeiro encerrou a carreira de jogador, o segundo viu também hoje ser anunciado o fim da sua ligação ao clube.

De modo que é isto: Ana Cunha, João Benedito, Ricardo Figueira, Ricardo Dias e Bruno Moreira não vão ter a oportunidade de jogar de leão ao peito no pavilhão para cuja missão de recolha de apoios deram a cara. O que não deixa de ser irónico e inglório.


comentar ver comentários (1)
07 Jul 16
Pergunta com 12 anos
Francisco Melo

ronaldo-fernando-santos.jpg

Como teria sido a carreira de Fernando Santos no Sporting se Ronaldo tivesse permanecido no plantel?

Para ajudar: na época 2003/2004, o Sporting terminou em 3º a 1 ponto do Benfica e a 9 do Porto.


comentar ver comentários (3)
22 Jun 16

Andam os telejornais a recordar o Euro-2004, ora repondo alguns golos, ora entrevistando alguns jogadores da seleção da altura, e esquecem-se de trazer à baila um acontecimento paradigmático dessa prova que deve servir de inspiração ao mister Fernando Santos.

Em pleno Euro-2004, era Figo a estrela maior da companhia e a sua forma já não aparentava ser a mesma. Ninguém ou muitos poucos se atreveriam a colocar Figo no banco, sobretudo nos momentos do jogo em que este, claramente, não acrescentava valor à equipa.

Pois bem, Scolari, o sargentão, mostrou tê-los no sítio, e não se coibiu, sempre que entendeu ser necessário, de dar novo fôlego à equipa, substituindo o capitão da equipa (jogos com Rússia, Espanha e Inglaterra).

Deu que falar tal atrevimento do seleccionador! Aliás, todos estarão, certamente, recordados do episódio insólito no mítico Portugal x Inglaterra, em que após ter sido substituído, Figo dirigiu-se de imediato para o balneário, não acompanhando o resto do jogo no banco de suplentes. 

Serve isto tudo para dizer ao mister Fernando Santos que, homem!, não tenha medo de mais logo tirar o Ronaldo do 11 caso este esteja a ser um jogador a menos na equipa. Não será o fim do mundo, como não foi o fim do mundo em 2004 de cada vez que o Figo foi substituído.

Mais, mostrar a todo o mundo que o Ronaldo não é intocável só dá credibilidade ao seleccionador, afastando as dúvidas sobre a sua real independência e bom senso na hora de ler o jogo.  

Tags:

comentar ver comentários (8)
20 Jun 16
Balanço do hóquei
Francisco Melo

hóquei.jpg

Terminou no passado fim de semana, com a final four da Taça de Portugal, a temporada desportiva da equipa sénior de hóquei em patins do Sporting, modalidade que, muito propriamente, se poderá dizer ser também outra menina dos olhos do presidente Bruno de Carvalho.

Tentando ser justo, diria que, face ao investimento feito e expectativas geradas, o balanço da época ora finda não é positivo.

É certo que houve a conquista de um título (supertaça), que a equipa conseguiu o apuramento para a Liga Europeia (a Champions do hóquei), que foram repetidas as presenças nas final four da Taça CERS e Taça de Portugal, e que existiu, ainda, o brilharete de vencer em casa o Barcelona, a maior potência mundial do hóquei.

No entanto, em contraponto, o clube não conseguiu repetir as finais da Taça CERS (repetindo o título conquistado no ano anterior) e Taça de Portugal. Domesticamente, a equipa esteve muito longe das principais referências internas (Benfica e Porto), a quem nunca conseguiu vencer qualquer jogo (pela negativa, derrotas na Luz por 9-0 e no Dragão Caixa por 8-0). Em 26 jogos para o campeonato, o Sporting perdeu 8 (logo na 2ª jornada, derrota contra o recém-promovido Braga), o que se traduz num saldo vitorioso de 58%. Poucochinho para quem tanto investiu nesta época. 

E é neste último ponto que gostaria de pegar. As contratações acabaram por não trazer o salto qualitativo tão desejado. Luís Viana, melhor marcador das últimas duas temporadas, com mais de 50 golos, marcou menos de 30 nesta temporada. Cacau também não teve uma prestação por aí além. A aposta em jogadores veteranos foi mal sucedida. Entretanto, os jornais dão conta do trintão (35 anos) Pedro Gil, portista ferrenho, para reforçar a equipa...

Sem surpresa, a imprensa dá também conta que Luís Viana e Cacau estão fora dos planos para a próxima época. Não sei se foi por essa razão, mas nos últimos jogos do campeonato, assim como na final four da Taça de Portugal, Luís Viana e Cacau não mais voltaram a calçar os patins. Eles e também Tiago Losna e Ricardo Figueira. Nos seus lugares, foram chamados miúdos dos juniores.

Se no início pensei que seria para dar algum rodagem aos mais novos, hoje não consigo perceber as razões de política desportiva que levaram a que o clube, numa competição tão importante como é a Taça de Portugal, se tivesse dado ao luxo  de dispensar quatro dos seus jogadores com mais tarimba, para se apresentar com maçaricos. O que terá acontecido? Explicações agradecem-se.

Sobretudo quando uma das partes envolvidas é o capitão da equipa, Ricardo Figueira, figura que até foi usada na propaganda da Missão Pavilhão, jogador super-titulado na equipa que ajudou o clube a manter-se na 1ª divisão, autor do golo que nos colocou na final da Taça CERS do ano passado e que nas diversas entrevistas/reportagens da Sporting Tv sempre deu provas de grande lealdade e dedicação à causa leonina.

Ricardo Figueira até é um dos raros bons exemplos no desporto de quem conseguiu aliar a modalidade aos estudos (medicina). Quem não se lembra do episódio do ano passado em que em pleno jogo socorreu um colega adversário?

Lamento muito este desfecho. Sobretudo quando o Ricardo Figueira expressou o desejo de acabar a carreira no Sporting, jogando no novo pavilhão. 

Os jogadores passam e o clube fica, grande máxima do desporto. Porém, ao Sporting exige-se memória e respeito pelos jogadores que contribuíram para o engrandecimento do seu nome, sobretudo quando se trata de alguém que, à data, envergava a braçadeira de capitão.

Se não bastassem mais razões, só por isto, nós sócios e adeptos há muito que merecemos uma explicação sobre o que se terá passado.


comentar ver comentários (9)
17 Mai 16

Na véspera de começar o campeonato 2015/2016, vários blogueiros do "És a Nossa Fé" soltaram o treinador e olheiro de bancada que havia dentro de si e partilharam com os estimados leitores os seus palpites sobre como seria a edição da Liga. 

 

34 jornadas depois, qual é o balanço? 

 

Recuperemos as perguntas:

 

1. Prognóstico dos 5 primeiros classificados

 

Unanimidade no prognóstico relativo ao campeão nacional. Infelizmente, ninguém acertou.

E pensar que durante boa parte da época o vaticínio esteve muito bem encaminhado…

 

2. Prognóstico dos 2 últimos classificados

 

Aqui também ninguém acertou.

Edmundo Gonçalves esteve quase a acertar mas, in extremis, o Armando Teixeira trocou-lhe as voltas e, acrescentaria, a mais 99% dos adeptos da redondinha.

A título de curiosidade, 3 blogueiros nomearam o Arouca como uma das equipas que seriam relegadas, no final da época, para a 2ª Liga. E esta, hein?

 

3. O Sporting será o ... e mais 10!

 

Foi indiscutivelmente um dos craques do 11 leonino e dos seus jogadores mais influentes, a par de Slimani e Adrien.

34 jornadas depois, parece-me claro que o primeiro nome que vem à cabeça da maioria dos adeptos, incluindo os rivais, sobre o Sporting ser ele e mais 10, é o João Mário.

 

Vencedores: Edmundo Gonçalves, Eduardo Hilário, Frederico Dias de Jesus, João António e Tiago Cabral.

 

4.  Atrás do Naby Sarr virá o ..., quem dele bom fará!

 

Ciani partiu na linha da frente deste prognóstico mas, em rigor, não deve contar porque, felizmente, foi recambiado a tempo, nunca chegando a calçar a bota em jogos oficiais.

O senhor que se segue parece, sem grandes dúvidas, ser Bruno Paulista. Se confirmar-se que não fica no Sporting, não deixará saudades nem memórias.  

 

Vencedor: Pedro Correia.

 

5. A defesa do Sporting irá sofrer, no máximo, até … golos.

 

21 golos, a defesa menos batida do campeonato.

 

Vencedores: Marta Spínola e Pedro Correia, que vaticinaram um máximo de 22 golos sofridos.

 

6. A maior goleada do Sporting irá cifrar-se em ... golos marcados.

 

6 golos. Foram marcados ao Setúbal, na 16ª jornada.

 

Vencedores: Edmundo Gonçalves, Filipe de Arede Nunes, Frederico Dias de Jesus, João António, José da Xã, Luís de Aguiar Fernandes, Pedro Correia e Tiago Cabral.

 

7. O homem-golo do Sporting será o...e vai marcar, no mínimo, ... golos.

 

Foi Slimani e marcou 27 golos.

 

Vencedor: João António (vaticinou um mínimo de 25 golos para o argelino).

 

8. Quantos jogos perde o Sporting em casa?

 

Perdeu 1 e nem vale a pena lembrar.

 

Vencedor: Luciano Amaral 

 

9. O score de vitórias do Sporting frente a Benfica e Porto será de...

 

Foram 3 vitórias frente aos rivais. Que diferença para a época anterior em que não venceu nem um jogo.

 

Vencedores: Alexandre Poço, Cristina Torrão, Duarte Fonseca, Edmundo Gonçalves, Luciano Amaral, Luís de Aguiar Fernandes e Pedro Correia.

 

***********

9 perguntas colocadas depois e o especialista 2015/2016 do "És a Nossa Fé" em palpites da bola é….

 

Pedro Correia, com 4 apostas certas. Muitos parabéns! 

 

Vencedor 2014/2015: Filipe Arede Nunes


comentar ver comentários (11)
10 Mai 16
Pensamento do dia
Francisco Melo

Os dirigentes do Bayern foram comidos de cebolada.

Tags:

comentar ver comentários (30)
02 Mai 16
Coerência à Benfica
Francisco Melo

O Sporting que está sem dinheiro (Doyen, Carlos Freitas, danos no estádio da Luz) é o mesmo que se prepara para enviar uma mala bem carregadinha de notas para o Funchal.


comentar ver comentários (12)
28 Abr 16
Reflexão do dia
Francisco Melo

Bruno de Carvalho não deve ter melhor para fazer.


comentar ver comentários (14)
13 Abr 16
Antecipando o defeso
Francisco Melo

Rivalidades à parte, reconheço a Luís Filipe Vieira o mérito de, nos anos seguintes ao sobressalto financeiro gerado pelo consulado de Vale e Azevedo, ter conseguido segurar nos plantéis do Benfica os seus melhores jogadores. 

O Sporting só mais de 10 anos depois, na presidência de Bruno de Carvalho, é que começou a replicar esse bom exemplo (alguém apostava que William Carvalho iria durar mais do que uma época?).

Ao assistir ontem a mais uma exibição categórica de Ronaldo, dei por mim a pensar em como temos de segurar, dê por onde der, o João Mário para a próxima época. Julgo que caminha, a passos largos, para ser aquele jogador de quem se dirá o Sporting é o João Mário e mais 10.


comentar
07 Abr 16
Go Rangers!
Francisco Melo

Apesar de simpatizar muito com o Celtic de Glasgow (por razões óbvias), fiquei contente pelo regresso do seu arqui-rival Rangers à divisão principal do futebol escocês.

Os campeonatos querem-se é com os seus grandes nomes. Os jogos que mais "pica" dão são os derbies ou clássicos. Ainda bem que a partir da próxima época, a Escócia voltará a ter o seu grande jogo.

Isto tudo para dizer que no rescaldo do regresso do histórico Rangers ao principal escalão, soube-se que o Sporting teve um contributo importante no percurso do seu treinador, Mark Warburton.

Duas notas a reter. A primeira, a cultura de formação, ADN do Sporting, que vai para além dos jogadores, envolvendo também outros intervenientes no desporto-rei (com excepção dos árbitros, mas aí, pelos vistos, já há quem se ocupe deles).

A segunda nota, sobre a memória e sentido de gratidão do treinador Mark Warburton. Poderia queimar "etapas" no resumo do seu percurso até aqui, mas não, tem feito questão de referir os meses que passou em Lisboa no Sporting e a aprendizagem que teve junto de Diogo Matos. É bom ver que há pessoas no futebol que conseguem ser humildes nas mais diversas circunstâncias, o que infelizmente, não costuma ser a regra.


comentar ver comentários (3)
20 Mar 16

Golo de IZMAILOV

FC Porto - Sporting, 0-1

11 de Agosto de 2007, Estádio Municipal de Leiria

 

Não tenho a memória prodigiosa de um Rui Tovar ou de um Fernando Correia para conseguir lembrar com pormenor e exactidão um resultado, os marcadores ou o recorte técnico do golo marcado de um jogo do Sporting ocorrido há 5 ou mais anos. Afinal de contas, são quase 50 jogos por ano a seguir o nosso clube, fora outras partidas com interesse.

No entanto, há jogos de que nos recordamos perfeitamente, como se tivessem acontecido ontem, ainda que já levem alguns aninhos. O que é que faz, pois, com que um jogo específico de há 5 anos perdure na memória do adepto e uma partida da época passada não?

Basta ler alguns testemunhos nesta rubrica para encontrar a resposta: a espectacularidade do golo.

Podemos já não recordar o jogo e as suas incidências na totalidade, mas o golo, esse, continua bem vivo dentro de nós.

Hoje quero partilhar convosco um golo extraordinário que vi marcar com a camisola verde e branca, golo que ainda por cima valeu um troféu.

Falo da bomba de Marat Izmailov que fuzilou as redes de Helton na final da supertaça relativa à época 2006/2007, jogada em Leiria contra o Porto.

Do jogo propriamente dito recordo-me que foi uma típica partida de início de época. Muita transpiração, pouca inspiração.

O jogo valeu pelo golo de Izmailov, que seguramente justificou o preço pago por cada adepto que se deslocou a Leiria.

Atrevo-me a dizer que no futuro museu do Sporting, numa ala multimédia qualquer, o vídeo deste golo fará, obrigatoriamente, parte do elenco de golos históricos marcados pelo Sporting a passarem pelos ecrãs.


comentar
07 Mar 16

No excelente filme “Apanha-me se Puderes” (Catch Me If You Can), quando Carl Hanratty (Tom Hanks), experiente agente do FBI, explica ao seu chefe como é que tendo tido o criminoso Frank Abagnale Jr. (Leonardo DiCaprio) nas mãos, deixou-o fugir, depois de ter sido enganado por este, o chefe dá, então, um conselho muito avisado:

- Só não se coloque nesse tipo de posição.

- Qual posição?, perguntou Hanratty.

- A posição de ser humilhado.

 

A última coisa que o Sporting precisa, a começar no seu treinador Jorge Jesus e a acabar no seu mais virtuoso jogador Bryan Ruiz, é a de se colocar na posição de humilhado (perder a liderança para uma equipa que chegou a estar a 7 pontos de distância).

Jorge Jesus é o treinador com mais títulos na nossa Liga, não precisa que lhe ensinem como terminar em 1º no final do campeonato.

Por muito que tenha custado perder pontos com Tondelas, Uniões da Madeira e afins, são pontos que já não vêm para nós. Já os pontos contra Estoril, Arouca, Belenenses, etc., ainda surgirão pela frente e estarão ao nosso alcance.

Portanto, o meu conselho para Jorge Jesus e os jogadores (se porventura forem leitores deste nobre espaço) é o de que não se coloquem na posição de humilhados. O foco deve estar a 200% no campeonato que ainda falta disputar, a começar pelo jogo contra o Estoril já este sábado.


comentar ver comentários (10)
01 Mar 16
Barcos
Francisco Melo

Hérnan Barcos voltou ontem a jogar de leão ao peito, após a sua estreia frente ao Rio Ave.

Nesse intervalo de jogos, jogou Teo Gutiérrez. Segundo as estatísticas, o colombiano jogou 223 minutos nos últimos encontros em que participou.

Penso que não cometerei nenhum exagero se escrever que Barcos, nos 10 minutos de ontem em Guimarães, jogou muito mais do que Teo nos referidos 223 minutos.

Parece-me (espero) que tão cedo não vamos levar com Teo na frente de ataque... 


comentar ver comentários (2)
05 Fev 16

Golo de NICULAE

Sporting - Porto

12 de Agosto de 2001, Estádio de Alvalade

 

No ano da graça de 2001, quis o defeso ser igual a tantos outros que lhe precederam. Sporting tenta adquirir determinado jogador, com pinta de craque, mas desacordo de verbas entre clubes está a dificultar a contratação.

Às 2ªs, 4ªs e 6ªas os jornais desportivos contam-nos que o jogador está cada vez mais perto de assinar. Às 3ªs, 5ªas e sábados, as manchetes anunciam que exigências de última hora estão a comprometer a operação.

Pelo meio, entre o sobressalto dos jornais e o nervosismo crescente do adepto leonino, fala o novo técnico. No seu modo plácido, afiança que é muito importante contratar esse jogador, no qual deposita grandes expectativas, estando convencido que será jogador do Sporting. Muito do Sporting naquela temporada irá passar por ele, conclui.

Marius Niculae, assim se chamava o alvo principal do Sporting naquele Verão de 2001. Goleador com créditos firmados na Roménia, custou uma pipa de massa aos cofres leoninos, mas Boloni, o treinador, dizia que ele era realmente muito bom. A história veio a dar-lhe razão.

Quis o sorteio para o campeonato da temporada 2001/2002, marcar, logo a abrir na primeira jornada, um Sporting x Porto.

Agosto, uma tarde quente, Alvalade praticamente a rebentar pelas costuras. O Sporting, vindo da desilusão de um campeonato transacto em que partiu como o principal favorito, perdendo o título para o…Boavista, apresentava-se com uma nova equipa, na qual ainda pontificavam alguns campeões de 99/00, e jovens esperanças da academia leonina começavam a ser lançadas às feras. Na frente de ataque, a tal contratação muito cara.

Apesar da distância do tempo, recordo-me que foi um jogo muito disputado, em que o Sporting procurou a vitória mais do que o adversário. Como muitas vezes acontece ao Sporting, apesar do maior caudal ofensivo, a bola teimava e teimava em não entrar na baliza adversária. O marcador tardava, para desespero, em desatar do 0-0.

Até que um cruzamento magistral do grande artista João Vieira Pinto, após desmarcação, brilhante, do seu marcador, leva a bola directamente à cabeça de Niculae que, com grande técnica, coloca-a no poste mais afastado de Ovchinnikov. Golo! É golo do Sporting! Alvalade explode!

 

 

Poderia ter sido um bom golo, igual a tantos outros bons golos marcados em Alvalade, mas aquilo que, muitas vezes, faz um golo ficar na retina, passados mais de 10 anos, não é apenas a espectacularidade da bola a furar as redes, mas também o sentimento com que o golo é festejado. E, meus amigos, Niculae era um jogador com muito sentimento.

O modo como festejou o golo, correndo em direcção à Juve Leo, levantando alto o manto sagrado, ficou-me na memória. Niculae, naquele momento, foi cada um de nós em campo a festejar um golo merecidíssimo! Acho que se fosse um dia jogador do Sporting seria assim que festejaria os meus golos.

Escusado será dizer que, depois disso, o número 7 leonino tornou-se, de imediato, na nova coqueluche de Alvalade, sendo, até hoje, um dos jogadores mais acarinhados pelos sportinguistas. Quem não se lembra do cântico devotado a Marius Niculae?

Estava escrito nas estrelas que aquele golo de Niculae, marcado ao Porto, seria o pontapé de saída de uma campanha no campeonato memorável. O leão, nessa época, rugiu mais forte do que toda a concorrência, conquistando o triplete (liga, taça e supertaça).

Pelo simbolismo do golo, e pelo sportinguismo que representou, para mim, aquele festejo, considero-o como um dos melhores golos do Sporting que vi até hoje.   


comentar ver comentários (8)
25 Jan 16

Que me dizem deste para o nosso ataque?

rmartins.jpg

Logo na época de estreia na Liga portuguesa (2013/2014), marcou 15 golos, um score que Slimani, por exemplo, só conseguiu atingir na sua 3ª temporada.

No final desse campeonato, noticiou-se que o Sporting queria contratar o artilheiro brasileiro, mas o desencontro de verbas acabou por não permitir o desenlace pretendido.

Depois do fracasso da experiência espanhola, eis que Rafael Martins regressa ao futebol português e, ao cabo de 19 jornadas, já atingiu os 9 golos.

Rafael Martins parece ser daqueles avançados que não enganam, isto é, que muito facilmente fazem mais de 10 golos por época. Acresce, a isso, o facto de ter apenas 26 anos. 

Será um avançado talhado para o Sporting?


comentar ver comentários (5)
22 Dez 15
Tiro ao Sporting
Francisco Melo

ads_sniper6.jpg

Quando soou o apito final na Choupana e o Sporting, praticamente, perdeu a possibilidade de terminar o ano em 1º lugar no campeonato (o Porto x Académica ainda não tinha começado), lembrei-me, de imediato, das avisadas palavras de Jorge Jesus, mal chegou ao nosso clube. O Sporting vai intrometer-se na luta pelo título.

Para os mais esquecidos, recordo que o treinador do Sporting nunca disse que esta época, de leão ao peito, iria ser campeão, mas, antes, que a equipa iria bater-se junto de Porto e Benfica.

Por isso, relegado o Sporting para o 2.º lugar, há que encarar sem dramatismos a nova posição que a equipa assume na tabela classificativa. Estamos e permanecemos na luta pelo título, nisso o treinador está a cumprir com a sua palavra. Quanto a sermos campeões, sinceramente, só alguém fora do seu juízo perfeito é que poderá garantir esse desfecho a 20 jornadas do fim e com tantos jogos difíceis ainda por disputar.

Segue-se agora uma breve paragem na competição, que será importante para fazer descansar jogadores nucleares e que, infelizmente, tiveram um curto período de férias no defeso (Bryan Ruiz, William Carvalho, João Mário, Paulo Oliveira). Nota-se alguma quebra física na equipa nos últimos jogos e quando isso sucede as falhas de concentração surgem com mais frequência. O descanso vai fazer bem.

Depois de eliminados da Taça (num jogo em que não podem acusar a equipa de nada) e perdido o 1.º lugar de forma inglória, surgiu ontem a decisão do caso "Doyen". Três contratempos em menos de uma semana.

O cenário ideal para que adeptos dos rivais e sportinguistas-só-quando-dá-jeito não perdessem tempo para disparar sobre o Sporting.

Apesar da larga incoerência que subjaz muitos dos comentários, não posso deixar, ainda assim, de sorrir perante a enorme importância que dão ao Sporting (mais até do que aos seus próprios clubes). É que ainda há pouco tempo, quando o Sporting perdia jogos atrás de jogos, não se apurando sequer para a Europa, muitos desses adeptos já nem se davam ao trabalho de ir ao estádio verem os seus clubes jogar contra o Sporting. Até lamentavam o estado em que se encontrava o Sporting. Hoje, são os primeiros a marcar comparência quando se trata de jogar contra o Sporting.

Não é só estar em 1º lugar que o Sporting tem de se habituar. Também ser o alvo a abater passou a ser um novo estado.

No próximo dia 2 de Janeiro, só há uma resposta possível: lotar Alvalade. O Sporting tem de sentir esse empurrão do seu mais importante jogador, o 12.º.


comentar ver comentários (15)
15 Dez 15
Sá Pinto reprise
Francisco Melo

Uma campanha europeia interessante.

Uma equipa sem conseguir vencer no campeonato doméstico.

Um clube a vegetar longe dos lugares europeus.

Onde é que eu já vi este filme?

Tags:

comentar ver comentários (2)
14 Dez 15

14/02 – Nacional x Sporting

18/02 – Sporting x Leverkusen

21/02 – Sporting x Boavista

25/02 – Leverkusen x Sporting

28/02 – Guimarães x Sporting

 

As sempre deslocações complicadas à Choupana e a Guimarães coladas aos jogos europeus.

Como se diz na minha terra, o mês de Fevereiro vai ser "quilhado".


comentar ver comentários (3)
11 Dez 15

Fez bem Jorge Jesus em ter apostado as melhores fichas no derradeiro jogo da fase de grupos da Liga Europa.

Apesar do menor fulgor da competição face à Champions, não deixa de ser uma prova europeia e os maiores da Europa fazem também por sobressair aí. Ora, o Sporting não se poderia auto-excluir dessa ambição. Não está de acordo com os seus pergaminhos.

Para o sorteio de segunda-feira, gostaria que nos calhasse o Rapid Viena. Temos contas antigas a ajustar.


comentar ver comentários (1)
23 Nov 15

1. Asqueroso o comportamento dos adeptos do Benfica que desrespeitaram ostensivamente o minuto de silêncio em memória das vítimas dos atentados de Paris. 

Ainda há dias, o seleccionador turco Fatih Terim criticou duramente os assobios dos seus adeptos no decorrer do minuto de silênciao que antecedeu o Turquia x Grécia.

Que pena que Rui Vitória, que pelos vistos sabe fazer voz grossa, não tenha seguido o exemplo de Fatih Terim e dedicado alguma da sua irritação pós-jogo aos adeptos que tanto deixaram ficar mal o seu clube.

2. A Capelização de Montero. Mais 45 minutos de jogo nada conseguidos por parte de Montero. Esta temporada está a ser, para já, a mais apagada das 3 épocas que o avançado colombiano leva de leão ao peito. A fazer lembrar Capel, que depois de uma excelente primeira época, foi perdendo, progressivamente, brilho e encanto até chegar ao momento em que já não acrescentava qualquer valor à equipa. Considero Montero muito melhor jogador do que Capel, mas se não arrepiar caminho corre o risco de no final da época ser considerado transferível.

3. O momento. O Sporting perdia 1-0 e a equipa tardava em encontrar-se. Até que Nico Gaitan sofre uma lesão séria, o jogo fica parado uns bons minutos e JJ chama vários jogadores até si para dar uma palestra táctica. Depois da partida ter sido reatada, o jogo mudou de figurino e o Sporting começou a encostar de novo o Benfica às cordas, concluindo a 1ª parte com o justíssimo golo do empate. Julgo que a pausa para instruções tácticas foi muito importante, reforçando a ideia de que também no futebol deveria haver lugar a desconto de tempo em cada parte pedido pelos treinadores, como sucede nas modalidades amadoras.

4. Adrien. No último Sporting x Benfica para a taça em Alvalade (o mítico 5-3), Adrien também começou a partida como titular mas fez uma exibição tão confrangedora que ainda na 1ª parte fora substituído. Anos depois, que diferença entre o Adrien actual e o Adrien desse último derby!

5. Revista. Seguindo a recomendação do Sporting e das autoridades policiais, fui para Alvalade com antecedência, entrando no estádio faltava pouco mais de 1 hora para o início da partida. Estranhamente, não me fizeram qualquer revista à entrada da Porta 3. Em tempos de grande sobressalto securitário, e ainda para mais tratando-se de um derby, confesso que não estava nada à espera dessa ligeireza.


comentar ver comentários (2)
26 Out 15
6
Francisco Melo

Jesus sabe muito da poda e ontem disse algo que, acredito, não deixará de repetir até à exaustão esta semana junto dos jogadores: os 3 secos ao Benfica de nada valerão se no sábado não voltarmos a conquistar os 3 pontos junto do Estoril.

Digo mais, até ao jogo contra o Porto, o Sporting e os seus jogadores devem ambicionar levar de vencida todos os jogos do campeonato que terão pela frente, antes de receberem os tripeiros em casa.

 

Estoril Praia (casa)

FC Arouca (fora)

Belenenses (casa)

Marítimo (fora)

Moreirense (casa)

U. Madeira (fora)

FC Porto (casa)

 

Vamos a isso, leões! 


comentar ver comentários (2)
23 Out 15

outro Matheus se levantará! 


comentar ver comentários (5)

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Verde foi o meu nasciment...

Hoje giro eu - Quiz

#Juntos

Recuo ao tempo de gesto d...

Jogo de contrastes

Pérolas de Ribeiro Cristó...

Recordar - Sergey CHERBAK...

Os nossos comentadores me...

In destino Delgado, uma q...

Portugal, futebol feminin...

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

leoas

bruno de carvalho

prognósticos

balanço

jorge jesus

slb

há um ano

vitórias

campeonato

benfica

jogadores

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

nós

golos

ler os outros

liga europa

godinho lopes

futebol

árbitros

clássicos

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

humor

formação

análise

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

sportinguismo

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
142 comentários
138 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds