17 Jun 17

Todo o mundo do futebol luso tem consciência de que a corrupção, o tráfico de influências, a mentira, a lavagem de dinheiro, as apostas estranhas, são partes integrantes deste universo futebolístico mais ou menos acobertado pela imprensa desportiva e obviamente por (quase) todos os diferentes elementos do futebol.

Diz o povo que “zangam-se as comadres, descobrem-se as verdades”. Nada melhor que este adágio para espelhar o que ultimamente temos vindo a assistir no que diz respeito ao futebol sénior.

O FCPorto apresentou mails denunciando uma trama urdida, de forma a beneficiar o Benfica nos jogos da primeira liga. Este por sua vez disparou contra, pedindo a reabertura do Apito Dourado.

Temos então que dois clubes representativos do futebol nacional iniciaram uma guerra de contornos pouco saudáveis e resultados imprevisíveis (ou talvez não!). Ora num país onde a justiça desportiva REALMENTE existisse, aqueles clubes, e provando-se as tais tramas, deveriam passar a militar em divisões mais baixas, a exemplo do que aconteceu à Juventus em Itália. Só assim o futebol português ganharia alguma credibilidade.

No entanto cheira-me que esta recente polémica serve unicamente para desviar as atenções do que me parece essencial e que se resume em quatro palavras: ambos clubes estão falidos. Provavelmente um mais que outro, mas mesmo assim ambos continuam a gastar mais do que aquilo que têm.

E claro, como nisto de correr mal ninguém gosta de estar sozinho, eis que surgem notícias sobre eventuais investigações à transferência de jogadores para o Sporting.

O futebol português está podre. Há muuuuuuuuuuuuito tempo.

Se a UEFA meter o bedelho nesta história nem imagino as consequências.

Esperemos por novos episódios, à boa maneira de uma qualquer telenovela mexicana.

 

Também aqui

Tags:

comentar ver comentários (22)
04 Jun 17

Hoje foi dia de festa no estádio do Jamor. Muitas senhoras, muitas crianças, direi mesmo que estava ela por ela entre homens e mulheres. De todas as idades!

Foi bonita a festa, pá! Como disse Buarque numa bela melodia.

Melhor ainda o resultado. Vitória do Sporting que bateu as Bracarenses por duas bolas a uma, após prolongamento.

Mas como não podia deixar de ser voltei a sofrer. Muito. Valeu ainda assim a pena e as leoas mostraram como se deve ganhar. Jogando por vezes mal mas nunca virando a cara à luta.

Um menção muito especial ao SCBraga que tem uma excelente equipa com óptimas executantes o que valorizou ainda mais a vitória leonina. Há que tirar realmente o chapéu à equipa adversária.

No entanto os jogos ganham-se nos detalhes... Foi o que aconteceu esta tarde no Jamor onde, com dois passes soberbos de Ana Borges, o Sporting marcou através de Diana Silva e Ana Capeta.

Termino com a sensação estranha de que já vivi estas sensações em qualquer lado...

DSC_1608.JPG

A foto é minha e corresponde à comemoração da equipa leonina antes de subir à tribuna.

 

Também aqui.


comentar ver comentários (10)
31 Mai 17
Nem no andebol
José da Xã

Fui esta tarde ver o jogo de andebol em que o Sporting defrontou o nosso rival de Lisboa.

O pavilhão esteve completamente cheio e foi num ambiente escaldante que vi o Sporting sagrar-se campeão. Bom, é certo que ainda há a questão do jogo no Porto para resolver... mas neste momento o Sporting tem mais pontos que o Porto.

Voltando ao jogo propriamente dito, o Sporting entrou bem com remates vitoriosos de longa distância que fizeram destacar os leões do marcador.

De tal forma que ao intervalo estava 14-8. A segunda parte veio com alguns golos de rajada, de tal forma que chegou a haver uma diferença de 9 golos.

Não imagino se foi disso se, quiçá, do cansaço do último fim de semana, os jogadores do Sporting de súbito iniciaram uma fase tão má que vimos o espectro do empate. A dois minutos do fim o resultado era 24-23 a favor dos leões, para nos últimos segundos conseguirmos marcar mais um golo, que deu a vitória.

Sofri tanto, mas tanto, que ainda nem acredito que conseguimos ser campeões.

Nem no andebol se ganha sem sofrer.

Fica aqui o aspecto do pavilhão visto por quem lá esteve.


comentar ver comentários (1)
30 Mai 17
Hoje...
José da Xã

Às 10 e 18 desta manhã era assim a fila para os bilhetes para a final da taça de Portugal em futebol feminino. As senhoras em grande!

received_1339922419388909.jpeg


comentar ver comentários (8)
27 Mai 17

Em Abril deste ano escrevi este texto em que lamentava que aos inúmeros golos de Bas Dost não estivesse outrossim associada uma melhor classificação do Sporting. E adiei para outra prosa algumas considerações sobre a época já finda (pelo menos para o Sporting).

Então vamos lá…

A 28 de Agosto o clube de Alvalade era líder. Estávamos na terceira jornada e ainda haveria muuuuuuuuito caminho para calcorrear. Nessa altura escrevi que o discurso deveria ser moderado tanto por parte do treinador como dos dirigentes.

Não me deram ouvidos e a 18 de Setembro o Sporting sofre a primeira derrota que o atirou nessa jornada para o segundo lugar. Lembro-me bem desse jogo em que em apenas 15 minutos houve uma espécie de apagão na defesa do Sporting encaixando com isso três golos.

A partir desse jogo foi um penoso caminhar até ao fim. Com mais baixos que altos a equipa de Jorge Jesus jamais conseguiu erguer-se do lodaçal onde se enfiara. E nem mesmo aquela história do jogo da Luz com casos, é desculpa suficiente para a má época que o Sporting presenteou os seus adeptos.

A verdade é que o Sporting vinha duma época onde jogara muito bom futebol (o melhor para muitos entendidos!). Portanto, com mais tempo para preparar a equipa, mesmo com a ausência de algumas pedras-chave devido ao Europeu, de boa memória para Portugal, a matriz teria de ser forçosamente outra e o Sporting deveria ter lutado para ser campeão até muuuuuuuuito mais tarde.

Depois há a velha questão das contratações. Exceptuando o ponta-de-lança holandês, que foi assim uma pérola… o resto que veio… foi um “flop”. Chamo aqui Campbell, Castaignos, Meli ou André Filipe. Nenhum deles mostrou ser reforço, o que me leva a perguntar como aparecem estes atletas no plantel. Pior… com a sua chegada atiraram alguns jogadores da Academia para a segunda liga ou para outras equipas. Um erro que foi demasiadamente caro.

Não vale a pena agora chorar sobre o sangue derramado. É realmente necessário, para a próxima época, que Bruno de Carvalho se muna de um treinador (seja JJ ou outro qualquer) com um discurso assertivo e menos demagógico. Os sportinguistas são gente paciente, mas detestam ser enganados.

O Sporting é obviamente muito grande. Ora se um treinador não consegue lidar com a pressão de estar à frente de uma equipa destas a lutar por um título, é bom que o diga de antemão e não aceite ser treinador só porque sim. Fica ele melhor e nós também.

As contas desta época são claramente negativas e nem mesmo o melhor marcador nacional ser da nossa equipa ameniza a má época.

Aprendem-se muitas lições com os erros cometidos. A primeira é não voltar a repeti-los.

Será bom que a estrutura do futebol do Sporting nunca se esqueça disso. Nós, sportinguistas, estaremos muito atentos.

 

Também aqui


comentar ver comentários (6)
23 Mai 17

Ora bem... Bas Dost termina o primeiro ano no nosso campeonato com o impressionante registo de 34 golos marcados. É obra!

Foi o melhor marcador em Portugal, mas não na Europa onde até há pouco liderou a par de um tal de Messi. Coisa pouca...

Em termos estatísticos pouco mais há a dizer. O holandes foi o jogador leonino mais influente e mais consistente.

Tivesse ele uma equipa essencialmente equilibrada e assertiva, provavelmente estariamos hoje aqui a falar de outros números e outras conquistas.

Será bom que o próximo treinador do Sporting, seja ele qual for, assente a futura equipa à volta do gigante Dost. Em vez de começar de trás para a frente, como é muito comum em muitos treinadores (José Mourinho é um desses exemplos), não seria de todo despiciente preparar a equipa ao contrário. Não me preocupa nada sofrer três golos, se consigo marcar quatro ou cinco.

Por fim agradeço a Bas Dost o que fez pela nossa equipa. Tem já um lugar garantido na galeria dos nossos grandes atletas.

Falta somente dizer que após o desafio que eu lancei aqui comunico que ninguém ganhou o dito.

A partir de Agosto haverá mais.


comentar ver comentários (5)
09 Mai 17
Não se faz…
José da Xã

A manhã acordou radiosa e límpida. Aproximava-se rapidamente o momento de todos nos encontrarmos.

Finalmente à hora aprazada lá seguimos, carro cheio. Estacionado, eis-nos a ludibriar viaturas estacionadas e “frades”. Muitas crianças, muitas senhoras, muitos jovens. Previa-se casa cheia e um grande espectáculo.

Comigo iam dois sócios e três convidados. O mais novo com 17 anos jamais vira ver um jogo de futebol a sério. Cachecol comprado – nem podia ser de outra forma – subimos a longa escadaria até lá acima, quase junto ao topo.

O sol espraiava-se pelo relvado verde onde as equipas já aqueciam. Coisa bonita! Deu gosto!

20170507_112813.jpg

 

Depois foi o enoooooooome cachecol verde e branco tecido pelos “Leões de Portugal” e finalmente… o jogo.

Bom… 48 horas após o descalabro já consigo falar do que vi, ou melhor, do que não vi e devia ter visto, que era simplesmente futebol.

Eu sei que estamos em fim de época, mas logo neste dia da Mãe, com tantas destas presentes, não jogámos um caroço. Nada de nada, rien de tout, nothing, niente, nichts.

Mas o pior para mim foi o que esta equipa fez ao jovem que ia comigo e que até é meu afilhado: no seu jogo de estreia como espectador deram uma paupérrima imagem com um resultado, no mínimo, vergonhoso.

Não se faz…

 


comentar ver comentários (7)
03 Mai 17

Enquanto na vizinha Espanha um antigo leão vai pulverizando records, por cá há também uma fera a marcar golos. Com mais um hat-trick, - o primeiro fora em Alvalade contra o Boavista - Bas Dost continua no trilho dos melhores marcadores nacionais e europeus. Ainda por cima marcou fora de Alvalade, contra o Braga, uma equipa com normais aspirações a voos europeus.

Neste momento o holandês já tem tantos golos na 1ª liga como Slimani na época passada em todos as competições. É obra! E ainda faltam 3 jornadas.

Tivesse Adrien autorizado Dost a marcar a primeira grande penalidade e provavelmente estaríamos a falar de outros números.

No próximo fim-de-semana há mais um dérbi. E bem cedo, por sinal.

Veremos o que o nosso ponta-de-lança terá para nos oferecer.


comentar ver comentários (13)
20 Abr 17
Constatação
José da Xã

No próximo sábado vou estar em Alvalade a gritar pelo Sporting. Para que jogue bem e vença de forma convincente.

Não me interessa nada qual a equipa adversária que o Sporting vai defrontar.

Este jogo é para ganhar, como são os restantes até ao final do campeonato. Ponto.


comentar ver comentários (6)
17 Abr 17

Com mais um remate certeiro

Lá fez Bas Dost o seu tento.

Nos marcadores é o primeiro

Sendo o melhor do momento.

 

Em Portugal é rei e senhor

Na Europa está já em segundo

A marcar golos é um terror

Que o diga o melhor do Mundo.

 

Desencadeou-se. Bas Dost é já o vencedor deste simpático combate, batendo a antiga marca de Slimani do ano passado.

Todavia o confronto continua… Vou querer saber quantos mais marcará o senhor Bas Dost até ao final do campeonato.


comentar ver comentários (4)
11 Abr 17

Pronto... Bas Dost já está empatado com Slimani.

Vinte e sete golos é a marca já conseguida pelo holândes. E ainda faltam 6 jornadas para acabar o campeonato.

Pena é que, a este tão numeroso número de golos, não esteja associada uma melhor classificação do Sporting. Mas isto é provavelmente tema para outro texto.

Bas Dost é assim o continuador de enormes pontas-de-lança que jogaram no Sporting. São os casos de Liedson, Jardel, Acosta, Manuel Fernandes, Rui Jordão, Hector Yazalde, Lourenço e o sempre inesquecível Peyroteo

Neste momento faltam-me as palavras para descrever este fantástico jogador.

E agora somente para os adeptos do Sporting pergunto: quantos mais golos vai Bas Dost marcar até final do campeonato?

Relembro que a próxima jornada vai ser na terra do choco frito, depois há um dérbi, para logo a seguir irmos à cidade dos Arcebispos.

Regressamos a casa para um jogo matutino contra os atletas da Cruz de Cristo. O embate seguinte é contra a equipa da terra de um antigo jogador leonino e agora treinador. Acabamos em casa com o clube da cidade termal.

Fica lançado o desafio... Digam então de vossa justiça.

 

 


comentar ver comentários (15)
03 Abr 17

O caso do fim-de-semana não foi o clássico, nem o Arouca-Sporting, mas estupidamente o jogo de uma divisão inferior, onde um atleta agrediu barbaramente, com uma joelhada, um árbitro de campo. Simplesmente lamentável! E evitável…

Só que se olharmos bem para o futebol da primeira liga e respectivos adeptos, quantos de nós já tivemos vontade de fazer o mesmo a um árbitro? Sinceramente… respondam lá!

Esta ideia ou vontade, como lhe queiram chamar, não é nada que me orgulhe, mas, bolas, também sou humano…

Só que a génese deste problema não está certamente só nos adeptos ou nos jogadores. Creio mesmo que o nosso dirigismo é, indirectamente, hiper-culpado neste tipo de situações. Primeiro são alguns presidentes de clubes que, de forma velada ou mais evidente, tentam controlar diversos sectores do futebol, de forma a recolher os maiores benefícios. Depois são os próprios líderes das claques que se deixam envolver em relações (muito) pouco transparentes.

Se somarmos a isto as apostas clandestinas e outras, temos um sector profundamente dividido para não dizer vendido, à mercê de quem pagar mais… Com as respectivas consequências. E nem é necessário vir para a rua dizer que um dia alguém matará um árbitro. Já todos sabemos que esse risco é cada vez maior.

Ora como se resolve então esta espécie de guerrilha sem sentido? Não será com uma varinha mágica, como é óbvio, mas com profilaxia… prevenir antes de acontecer. Ou, dito de outra forma, procuremos as verdadeiras origens do problema e cortemos-lhe o mal pela raiz.

Talvez assim consigamos evitar males maiores para o nosso futebol.


comentar ver comentários (16)
22 Mar 17

Sempre que o holandês marca um golo fico logo a pensar no que escreverei aqui. E esta semana não foi excepção...

Semana após semana, jogo após jogo, golo após golo Bas Dost é já uma das boas certezas do nosso campeonato. Mesmo que isso não agrade aos nossos adversários. Temos pena...

Ora nesta espécie de corrida a dois, que eu próprio inventei, o ponta de lança do Sporting tem todas as hipóteses de bater o registo de golos marcados o ano passado, pelo argelino Slimani e que agora se encontra em Leicester!

Faltam somente 3 golos para que o gigante oriundo do país das túlipas alcance o feito do ano anterior.

Sei que se pagou por este jogador uma soma assaz avultada para os cofres do clube. Mas seja como for ainda estou para perceber como foi o Wolfsburgo cair na "armadilha" de deixar sair Bas Dost da sua equipa.

Mas ainda bem. Os bons jogadores ficam sempre bem no Sporting.


comentar ver comentários (7)
19 Mar 17

... Eis aqui 30 segundos da homenagem que Alvalade prestou ontem ao campeão europeu de Pista Coberta, Nélson Évora e à vice-campeã, Patrícia Mamona, ambos na especialidade de Triplo Salto.

Um momento de grande fervor clubista.

Porque não é só de futebol que vive o Sporting.

 


comentar ver comentários (11)
14 Mar 17

O título da capa do Jornal Sporting, na sua última edição, poderia ser aplicado a Bas Dost: Imparável!

Começam-me a faltar adjectivos para qualificar o nosso ponta de lança, Se bem que dois golos tenham sido de grande penalidade (podiam ser 3…), certo é que o holandês fez o seu primeiro póquer em Portugal.

Com isto leva já 22 golos aproximando-se de Islam Slimani, deixando ao mesmo tempo os seus adversários lusos mais distantes.

A nível europeu encontra-se em terceiro lugar, logo atrás de dois “jogadorzitos”: Cavani do PSG e Messi do Barcelona.

Com vinte e dois jogos jogados e o mesmo número de golos Bas Dost pode vir a tornar-se (se não o for já) um fenómeno como ponta de lança.

Como escreveu o Alexandre neste texto, se estivéssemos lá em cima a lutar pelo título com outra postura em campo, nem imagino quantos golos marcaria o holandês.

Neste momento Bas Dost é o senhor golo! O resto são cantigas.


comentar ver comentários (15)
04 Mar 17

Um sportinguista escreveu as palavras que titulam este texto e que são outrossim uma belíssima canção. Chama-se o seu autor Sérgio Godinho e lembrei-me desta frase enquanto olhava a longuíssima fila de sócios que se preparavam para votar.

Não interessa aqui fazer apologia de um ou outro candidato, mas somente dar conta daquilo que foi a grandeza de milhares de sportinguistas, que deixaram o conforto das suas casas, para aguardarem horas para exercerem o seu direito de voto.

Um exemplo de grande civismo e fervor por parte dos incontáveis sócios leoninos.

Também eu lá estive, assim como o meu filho mais velho e o meu sobrinho.

Pois... a vida é realmente feita de pequenos nadas ou dito de outra forma cada voto colocado hoje na urna será um pequeno nada que poderá mudar a vida do Sporting.

 

Também aqui


comentar ver comentários (6)

Desde as 17 e 20 que estou na fila para votar. Posso, com esta minha atitude, fazer parte da história futura do Sporting.

Actualização às 20 horas

Votei 2 horas depois.


comentar ver comentários (8)
03 Mar 17

Já vos havia dito que Bas Dost é um caso sério a marcar golos? Já? Pois não me canso de o dizer.

No último fim de semana gordo, o magro atleta marcou mais um golo. Desta vez uma grande penalidade...

Não vi o jogo em directo pois estava longe de casa. Mas consegui ver a jogada que daria origem ao castigo máximo. Na verdade o holandês pareceu-me que estava em fora de jogo antes de sofrer a falta.

Todavia o que conta aqui é que o ponta de lança não se atemorizou perante o guarda-redes canarinho e marcou o seu 18º golo. Aproxima-se "perigosamente" de Slimani... Veremos no fim quem ganha.

E agora vem aí o Guimarães...


comentar ver comentários (5)
Estou indeciso!
José da Xã

Amanhã não sei se hei-de votar Bruno de Carvalho, por ter conseguido que nos últimos tempos me voltasse a entusiasmar com a vida leonina, após anos de um cinzentismo desportivo atroz ou se votarei em Bruno de Carvalho porque é aquele que os nossos adversários desportivos não querem como presidente.

Estou muito indeciso…


comentar ver comentários (19)
01 Mar 17

Caríssimos,

Aproxima-se mais um acto eleitoral, onde vossas Excelências se colocam a sufrágio. Um gesto altruísta que dever ser visto à luz da imensa dignidade que o nosso Sporting merece e tem direito.

Desde sempre percebi, e com razão, que os sportinguistas eram pessoas diferentes dos outros adeptos. É com base nesta filosofia leonina que me custa ouvir e ler os constantes ataques e contra-ataques que ambos partilham.

Parece-me outrossim pouco eficaz, se com isso pretenderem mais votos. A digladiação verbal não soma… só diminui.

Assumo que era incapaz de estar nas vossas posições, mesmo com perto de 40 anos de sócio. Mas se por um conjunto impensável de factores tivesse que lutar por um lugar no Sporting, acreditem que não ousaria atacar qualquer adversário, pois os únicos adversários que teria, apresentar-se-iam do outro lado do relvado, campo, tabuleiro ou pista.

Olvidarão, quiçá, os senhores candidatos, que o amor ao Sporting deve estar acima de tudo? Terão eventualmente esquecido que o Sporting é uma instituição com mais de cem anos e que merece ser tratada com o nível que a sua provecta idade e história desportiva exigem?

Deste modo, caríssimos senhores, digam somente ao que vêm, àquilo que estão em condições de fazer pelo nosso clube. Evitem demagogias e acima de tudo não prometam o que podem nunca conseguir cumprir.

O povo, que é sábio, costuma dizer: mais vale um bom desengano que andar toda a vida enganado.

Finalmente respeitem o lema brilhante do nosso clube:

Esforço, dedicação, devoção e glória. Eis o Sporting!

Com votos de muitos sucessos subscrevo-me,

José da Xã


comentar ver comentários (6)
16 Fev 17

Pensaram que me tinha esquecido do golo do gigante Bas Dost contra o Moreirense. Porém enganaram-se e este pequeno duelo entre o nosso actual e bom ponta de lança contra o "british" Slimani continua.

Porque o futebol é feito de golos. Uns melhores outros nem por isso, mas o que conta são elas lá dentro.

A semana passada não vi o jogo. Estava muito longe, sem o canal de transmissão por perto, e desse modo só vi o golo do nosso jogador muuuuuitas horas mais tarde. Não seré o melhor dele, mas foi quiçá o interruptor que despertou a equipa de um marasmo para mais uma vitória. Suada, sofrida, mas merecida.

Bas Dost leva já 17 golos. Daí talvez o título, que hoje lhe foi atribuído, de melhor jogador de Janeiro.

Ele, mais que ninguém, merece-o.

E esta semana temos o tal de Rio Ave!


comentar ver comentários (1)
08 Fev 17

Ponto final na época do Sporting!

Agora é jogar para um inexplicável terceiro lugar após a época anterior, onde se transpirou (e jogou) muito bom futebol. Mas a vida é mesmo assim… Nem sempre se está bem. Até nas nossas vidas… quanto mais no desporto.

Chegado a este ponto, creio que não merece a pena arranjarmos culpados. As coisas correram mal desde o início, depois saíram João Mário e Slimani, e mesmo com a vinda de Bas Dost a equipa nunca se impôs. Veremos o que ainda nos estará reservado…

Fala-se muito do dérbi e da má arbitragem desse jogo como o ínicio do trambolhão. Dando de barato que os adeptos leoninos mais fervorosos têm razão, ninguém tem a coragem de garantir que se o árbitro marcasse as grandes penalidades estas seriam golo.

Sim, eu sei, que o primeiro golo adversário precede daí, de uma falta não marcada… Mas adiante!

Ora bem… aproximam-se as eleições para o Sporting e BdC vai ter um adversário que eu sinceramente, antes deste acto eleitoral, nunca tinha ouvido falar. Provavelmente por culpa minha.

Independentemente de quem ganhar, algo tem de mudar num prazo muito curto. Seria bom que os próximos dirigentes leoninos escutassem os sócios e adeptos, não numa assembleia impossível de controlar, mas quiçá através de um breve questionário onde, com algumas questões assertivas, o Sporting percebesse qual o verdadeiro pulsar do adepto leonino.

É normal que cada sócio e adepto tenha uma forma diferente de pensar e de ver o futebol, mas, digam o que disserem, há entre todos nós um fio condutor que se resume no desejo de ver o Sporting novamente campeão.

Reafirmo que após as próximas eleições, ganhe quem ganhar, dever-se-á olhar o futuro mais perto e mais longínquo de forma mais pragmática e menos emotiva. Acima de tudo não prometer o céu quando não se pode dar a Terra!

Tenho a perfeita consciência que o futebol é emoção e paixão. Mas outrossim serenidade e elevação. Baixar o nível do diálogo e confronto verbal só beneficia quem está no futebol a coberto de interesses enviesados.

A gente lê-se por aí!


comentar ver comentários (10)
04 Fev 17
Contemos com ele!
José da Xã

Sei que JJ não o convocou, mas ainda assim acredito que vai jogar.

Por isso conto com ele para dar ao Sporting mais um boa vitória.

É castelhano e chama-se Iker Casillas.

Insisto que conto com ele! E vocês?


comentar ver comentários (4)
31 Jan 17

O futebol são essencialmente golos. Muitos golos...

No passado sábado Bas Dost repetiu o par de golos que já nos habituou nos últimos jogos (creio ter sido o quinto bis), cimentando com eles uma belíssima vitória do Sporting.

Digam o que disserem, o gigante holandês parece estar como peixe na água nesta equipa, valendo-se dos seus méritos como goleador.

Neste pequeno campeonato que eu próprio inventei, Bas Dost leva já 16 golos marcados. A continuar assim poderá chegar à belíssima média de um golo por jogo. Algo que é de assinalar e que bateria Slimani com grande margem.

A próxima jornada leva-nos até à Invicta para defrontar o FCPorto. Espero que o nosso ponta de lança continue a fazer jus a um epiteto que ouvi recentemente em Alvalade: o Big Bas!


comentar ver comentários (3)
27 Jan 17

Vamos lá ver se consigo explicar ao que venho.

Sempre que o Sporting tem maus resultados é notícia em letras garrafais em tudo o que é jornais e plataformas virtuais, como se não houvesse mais nenhuma notícia importante para dar.

Ao invés quando outras agremiações apresentam outrossim maus resultados, as notícias vêm quase em nota de rodapé, tentando não dar realce aos desaires.

Esta diferença de tratamento é tão mais visível quanto maior for a diferença de postura dos agentes desportivos. Todos sabemos que BdC e JJ são o alvo preferido da comunicação social, já que ambos se colocam muito a jeito…

Não quero, de todo, uma atitude de preferência para com o Sporting, por parte da comunicação social. Também não pretendo que branqueiem as situações menos correctas no clube. O jornalismo é a arte de informar e divulgar notícias, unicamente.

É certo que quando olhamos para uma garrafa meia, ela pode estar meio cheia ou meio vazia. E em ambas as situações a visão corresponde à realidade.

Todavia nesta mistura explosiva entre jornalismo e clubismo há (ainda) quem consiga ser equidistante e sério, o que é cada vez mais raro, e há aqueles que jamais percebem que, para se ser bom jornalista não é necessário estar mais próximo deste ou daquele clube.

Sinceramente, custa-me entender a filosofia destes novos tempos jornalísticos.


comentar ver comentários (33)
24 Jan 17

Já custa escrever sobre alguém que marca tantos golos e que depois não se traduzem em vitórias. Mas ele não é o culpado, longe disso.

Tivéssemos nós mais jogadores da mesma competência do gigante oriundo do país das túlipas e provavelmente estaríamos noutro lugar...

Mas enfim... é o que temos!

Assim, no passado sábado o senhor Bas Dost marcou o golo do empate na primeira parte, fruto da sua enorme capacidade finalizadora. A tal que aborrece o treinador JJ.

Deste modo o holandês leva já 14 golos marcados. Mais três que o segundo classificado.

Só espero que não se lesione!


comentar ver comentários (7)
18 Jan 17

Ainda estou em choque!

O meu fraco coração (ainda hoje tive de aumentar a dose do comprimido da TA!) já quase não aguenta.

Sofro pelo Sporting vai para muitos, muitos anos.

Sou sócio há perto de 40 anos e desde esse ano em que me tornei sócio contam-se pelos dedos de uma só mão as vezes que o Sporting foi campeão. Realmente impensável!

Entretanto vejo passar dirigentes, treinadores, atletas, todos com discursos diferentes sempre com a ideia de que este ano é que é.

Todavia nunca é! Repito… nunca é!

Há uns anos falava-se da “belenenização” do Sporting. No entanto com a chegada de BdC pensei que as coisas mudariam.

Erro de cálculo deveras precipitado.

Regressaram então os fantasmas de antigamente? Ou será que eles nunca partiram?

Quando acordo após os desaires, espero sempre ter sonhado. Porém a realidade é madrasta e acorda-me para uma evidência triste.

Descobrir culpados numa altura destas até pode parecer fácil, mas não é! Porque a culpa não é só de agora... vem de muito longe. Perde-se infelizmente no tempo.

Pensar em soluções para amanhã, é como colocar trancas numa casa já roubada.

Por isso, os actuais dirigentes do Sporting (ou os próximos) deverão, em prol da verdade nua e crua e custe a quem custar, divulgar contas, despesas, contratos assumidos… tudo, mas tudo mesmo até ao cêntimo. Não me preocupa que os jornais saibam, porque mais vale um bom desengano que andar toda a vida enganado.

Só desta forma, com os dados financeiros reais, poderemos pensar em eventuais soluções credíveis.

De outra forma o Sporting está condenado a viver unicamente da sombra dos troféus de museu.

Decididamente, não é isso que eu quero!

 

Tags:

comentar ver comentários (12)
17 Jan 17

Este será o texto, de todos os que já aqui escrevi, que mais me vai doer. Porque detesto injustiças. E sobretudo ingratidões.

Bas Dost é, comprovadamente, um caso sério a marcar golos. Vai no quarto bis e já leva treze golos marcados. Uma verdadeira máquina goleadora.

Obrigado, é só o que tenho a dizer ao jogador!

Mas custa-me que um homem que marca tantos golos, que se esforça e luta, como outros não o fazem, não veja o prémio dos seus remates certeiros plasmado em vitórias.

Esta é a injustiça de que falei acima.

A ingratidão encontra-se nas declarações de  Jorge Jesus ao dizer que o Sporting não pode depender de Bas Dost. Será que o actual treinador do Sporting tem consciência do que afirmou?

Qualquer boa equipa está dependente de um jogador: o Real Madrid depende de CR7, Mourinho está dependente de um sueco com nome eslavo e Leonardo Jardim de um colombiano com nome de ave de rapina.

Só Jesus quer ser diferente... Mas porquê?

Senhor Bas Dost... não ligue ao treinador. Continue a marcar os seus golos...

Pode ser que um destes dias a nossa equipa ainda ganhe um jogo sem sofrer golos.


comentar ver comentários (18)
10 Jan 17

Já ultrapassou os seus adversários como melhor marcador da Liga Portuguesa.

Fez o seu terceiro bis (o primeiro havia sido contra o Estoril, o segundo contra o Arouca).

Está a um golo de igualar a segunda época de Slimani, que marcou 12 golos.

Chama-se Bas Dost, é alto e marca que se farta!.

Veio da Holanda e é neste momento a par de Adrien, Rui Patrício e William Carvalho, um dos esteios da equipa leonina.

Quiçá a melhor aquisição do Sporting no último defeso.

 


comentar ver comentários (10)
08 Jan 17
Breve conclusão
José da Xã

O Alan Ruiz desta primeira parte é reforço de Janeiro. Espero e desejo que assim continue. Aguardemos pois!

Tags:

comentar ver comentários (2)
04 Jan 17

... Que aquela taça há-de ter sempre aquele nome, que todos nós conhecemos!

Eles bem que tentam mudar-lhe a denominação...

Mas já tem chancela gravada!

Para sempre.


comentar ver comentários (23)
25 Dez 16
Para 2017!
José da Xã

Sinceramente querem saber o que quero para 2017? Mesmo verdade, verdadinha? Querem mesmo saber?

Pronto aqui vai...

... Quero o Sporting campeão!

É isso mesmo! Nada mais peço!

Nem saúde, nem dinheiro, nem emagrecer 20 quilos, nem reformar-me... nada disso.

Em 2017 ficava felicíssimo se o Sporting fosse campeão!

Pronto já disse... e escrevi!

Tags:

comentar ver comentários (8)
23 Dez 16

Por acaso não escutaram o meu grito de golo na noite passada?

Pois foi... O Bas Dost voltou a ser um guerreiro e mesmo ao cair do pano lá fez o golito da ordem.

E que golo, pleno de oportunidade e de raça. À leão!
Quando (quase) toda a gente já avaliava a má prestação do Sporting num eventual empate, eis que surge o holandês e deu cor e justiça ao resultado.

Contas feitas Bas Dost tem 9 golos marcados na primeira liga e aproxima-se do topo da classificação dos melhores marcadores.

Agora é tempo de desfrutar desta suadíssima vitória.

Feliz Natal Bas Dost!

 


comentar ver comentários (3)
20 Dez 16

Muitas horas já passaram desde o murro no estômago que levei no Domingo à noite em Alvalade.

Quando saí tentei manter-me calmo e sereno. No entanto dentro do meu espírito de sportinguista fervilhava uma turbulência que só as horas passadas amenizaram.

Naquelas horas seguintes apetecia-me disparar para todo o lado, culpar toda a gente e mais alguma pela derrota sofrida, arranjar desculpas…

Hoje quase 48 horas passadas tento, de forma mais calma, tentar perceber o que realmente se passou na noite de Domingo. A opinião seguinte vale o que vale e só a mim me culpa. Assim direi que:

- o Sporting não tem banco;

- os jogadores não aguentam jogos à quarta e ao domingo;

- colocaram a fasquia a níveis a que a equipa não consegue chegar;

- vendemos pérolas verdadeiras e ficámos com o pechisbeque;

Então de quem é a culpa deste estado de coisas? Perguntar-me-ão. Não sei, assumo.

O que sei é que o Sporting necessita de… paz! Pacificar os adeptos, os dirigentes, os seus inimigos e acima de tudo o plantel.

A violência, seja ela física ou verbal, gera violência. Não vale a pena disparar para tudo quanto mexe no futebol à espera de se acertar em alguém, pois essa postura geralmente tem tendência a virar-se contra o clube.

Temos demasiados adversários. Provavelmente mais que todos os outros. Que falam de nós, escrevem sobre nós, que nos invectivam. Tal não me preocupa, quiçá enobrece…

No entanto não podemos nem devemos responder no mesmo tom. Temos de saber sofrer, preferencialmente em silêncio…

Porque somos todos donos dos nossos silêncios, mas reféns das nossas palavras.

 

Também aqui

Tags:

comentar ver comentários (17)
15 Dez 16
Eles e nós!
José da Xã

Onde trabalho há um refeitório que frequento com regularidade. Ontem eram duas da tarde quando finalmente me sentei para comer. Estava só!

Minutos depois sentaram-se à minha frente dois amigos, porém ambos adeptos de outra agremiação desportiva.

Assim que se sentaram começaram a chover questões sobre a entrevista que o Presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, dera no dia anterior. Como já não vejo televisão nem me apercebi que existira tal entrevista e portanto não respondi a qualquer pergunta.

Bom… durante todo o almoço os meus companheiros de refeição só falaram do nosso Presidente. E epitetaram-no de tudo e mais um “par de botas”. Certamente não esperam que eu transcreva o que disseram de BdC. Fiquei no entanto com uma enormíssima certeza: que o nosso Presidente continua no bom caminho.

Eles só falam dele, muito mais que nós. É sempre bom sinal! Sinal que estamos vivos e que o Sporting continua a incomodar muita gente.

Provavelmente os nossos adversários prefeririam outros dirigentes… Nós sabemos que sim!


comentar ver comentários (14)
13 Dez 16

O ponta de lança do Sporting voltou a facturar este fim de semana.

Leva já oito golos no campeonato e nove em todas as competições. Ainda assim este seu remate certeiro não foi suficiente para levar de vencida a equipa adversária.

No próximo Domingo o jogador do país das túlipas terá oportunidade de marcar mais.

Assim esperamos e desejamos.

 

 


comentar ver comentários (4)
04 Dez 16
Ao Edmundo
José da Xã

Imagino que haja um infindável número de videos deste género.

Todavia este foi feito por mim ontem e é todinho dedicado ao Edmundo, tendo em conta a sua justificada ausência.

 

 

PS - Há uma voz desafinada que se ouve. Asseguro que não sou eu!

 


comentar ver comentários (14)
27 Nov 16
Lá, tal como cá!
José da Xã

Era já noite quando vi a Real Sociedad jogar contra o Barcelona treinado por Luiz Enrique. Um jogo empolgante que terminou com um (injusto) empate a uma bola.

Porém deste clássico retenho duas coisas importantes:

a primeira foi a forma acutilante e corajosa como a equipa de S. Sebastian se bateu em campo contra o campeão em título;

a segunda tem a ver com o árbitro do encontro que prejudicou, e de que maneira, a equipa que jogava melhor futebol.

Ora sempre pensei que a característica de maus árbitros fosse coisa bem lusa. Porém, perante o que me foi dado observar, lá tal como cá, também têm árbitros... fraquinhos, fraquinhos!


comentar ver comentários (19)
26 Nov 16

De forma lenta mas assertiva o ponta de lança holandês ao serviço do Sporting vai somando golos. Hoje marcou mais um. O sétimo da sua conta pessoal, neste campeonato.

Ainda por cima um golo que deu a vitória à nossa equipa. Como isso é importante... Para o próprio e acima de tudo para a equipa.

Bas Dost não tem a fogosidade de Slimani mas mesmo assim vi-o a tentar recuperar bolas e até a fazer de defesa quando viu que seria necesssário.

É por todos sabido e reconhecido que o futebol é um desporto total, de equipa. E o holandês mostrou uma vez mais que o importante é o resultado final, mostrando uma disponibilidade e entrega dignas de assinalar.

Aguardemos por mais... golos e vitórias!


comentar
16 Nov 16
A minha visão
José da Xã

Já escrevi algures por aí que o grande “calcanhar de Aquiles” do desporto luso são os seus dirigentes. Mesmo com licenciaturas específicas e formações académicas superiores, o Desporto será sempre o parente (mais) pobre da nossa sociedade.

Obviamente que este tema que aqui trago hoje advém dos tristes acontecimentos no final do último jogo em Alvalade, entre o Sporting e o Arouca.

Com as imagens recentes vindas a público, há duas certezas que retiro delas: a primeira é que Bruno de Carvalho não deveria estar naquele sítio, fazia sentido que assim fosse e a segunda é que o Presidente do Arouca não foi selvaticamente sovado pelo Presidente do Sporting, ao contrário do que pretendeu fazer crer aos jornalistas (e não só!) que estiveram, nessa noite, presentes no Estádio.

Bom… depois há as consequentes e tão costumadas trocas de galhardetes verbais que só fica mal a quem as profere. Sinceramente!

Todos sabemos que o actual Presidente do Sporting não é pessoa para se calar. Mas devia! Como dizia o meu sábio avô “O calado vence sempre!”.

Hoje será quase impossível alguém remeter-se ao silêncio enquanto é vilipendiado. A resposta deverá ser pronta porque “quem não se sente não é filho de boa gente”. São posturas e valem o que valem!

Percebo por isso, se bem que não concorde, a postura de Bruno de Carvalho, mas o Actual Presidente não deveria colocar-se a jeito dos seus adversários, especialmente os internos, que vêem nestes “fait-divers” idiotas uma oportunidade única para atacar o Presidente do Sporting.

 

Também aqui

 

 


comentar ver comentários (37)

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Palmarés leonino (41)

Palmarés leonino (40)

Palmarés leonino (39)

O polvo encarnado (4)

Os nossos comentadores me...

Balanço (34)

Pontapé de saída

Palmarés leonino (38)

Memória de peixe outra ve...

O polvo encarnado (3)

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

bruno de carvalho

leoas

prognósticos

jorge jesus

balanço

slb

há um ano

vitórias

campeonato

benfica

jogadores

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

nós

liga europa

ler os outros

godinho lopes

golos

clássicos

futebol

árbitros

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

humor

formação

análise

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds