Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Pensar na ex-namorada

Já muito se escreveu aqui sobre o derby mas não quero deixar de dar a minha visão, cinzenta. O Sporting fez ontem má figura, como se o Benfica na Luz lhe fizesse mais medo do que um Barcelona e Real Madrid. Pedia-se muito mais deste Sporting contra este Benfica. O pior é que fico com a sensação de que Jesus só pensou na sua honra. Não quis perder contra a ex-equipa. Não quis perder contra o novo namorado da ex-namorada. É hora de pensar em ser feliz por si e não pensar no passado. De nada interessa que este resultado tenha sido pior para o Benfica. Só quero pensar no Sporting. Por mim, só quero que o Benfica seja uma das 17 equipas que ficam atrás do Sporting. Alguém que me explique porque é que, numa altura em que o Benfica se atirou para a frente (a manta não tapava os pés) não se apostou em Podence e Doumbia. E sim, Hugo Miguel ainda esteve pior do que o Sporting e por muito que nos tenham feito o mesmo mil vezes nos últimos 30 anos, era bom que se dissesse isso mesmo. 

O 10 no Sporting

O Sporting é um clube diferente. Até na numeração dos jogadores. O número 7, já sabe, está amaldiçoado. O último a usá-lo com sucesso, foi Figo. Parece que, com o 10, vamos pelo mesmo caminho. Este ano, está nas costas de Alan Ruiz. O argentino não tem dado uma para a caixa e prevê-se um pequeno braço de ferro que terminará com a sua saída. Mas nos anos anteriores, o caso não foi melhor. Na época passada, foi de Bryan, muitos furos abaixo do que fez com o 20 nas costas. Antes, de Montero, muitos furos abaixo do que fez com a 17. Antes, de Gerson Magrão que, no mínimo, não deixou saudades. Izmailov às tantas também quis a 10, deixando a 7. Foi o que se sabe. Sinama-Pongolle e Vukcevic também pouco trouxeram à equipa. Salvam-se Balakov, Carlos Xavier, Sá Pinto e Hadji, nos últimos trinta anos. Mas enquanto tivermos o 22 a mandar na defesa, o 14 a destruir e contruir jogo, o 77 a criar e o 28 a marcar, está tudo bem. 

Evaldo no caminho do Sporting

O Sporting vai jogar ao terreno do Cova da Piedade nos quartos de final da Taça de Portugal. A sorte tem bafejado o Sporting que desta vez vai defrontar o defesa Evaldo, que já jogou em Alvalade. Rui Sampaio, médio que atuou por Beira-Mar, Arouca ou Olhanense na primeira divisão, será o jogador mais conhecido do plantel, a par de Evaldo, que jogou por Braga, Marítimo e FCP B, para além do Sporting. O modesto Clube Desportivo está na segunda liga há dois anos, tendo feito um bom primeiro ano, tendo estado várias semanas nos lugares cimeiros. Acabaria em 16.º. Nesta altura, ocupa a 12.º posição. O setubalense Bruno Ribeiro é o atual treinador. Pena terá o sportinguista Silas de ter pendurado as botas no verão, depois de 33 jogos pelo Cova da Piedade. Está na mira um Sporting-Porto nas "meias". 

7-1!

No banco do Astana senta-se o búlgaro Stoilov. O agora treinador já estará a tremer. Em setembro de 1995 marcou em Alvalade, logo aos 8 minutos de jogo mas saiu vergado por uns claros 7-1. Amunike (2), Oceano (2), Pedro Barbosa, Sá Pinto e Paulo Alves fizeram os golos leoninos. Espera-se que o resultado se repita (nem que seja no agregado das duas mãos). É que nos relvados cazaques não há um jogador da qualidade de Stoilov. 

Abril de 2016

Para seguir em frente na Liga dos Campeões o Sporting só tem vencer em Camp Nou e esperar que a Juventus não ganhe em Atenas. Para a primeira parte ser verdade, basta imitar Real Madrid (Ronaldo marcou o golo da vitória) e Valência que, em abril de 2016, foram as últimas equipas a derrotar o Barça na sua casa, ambas por 1-2. Estaremos em boa companhia. Podemos ainda lembra o 0-3 com o Bayern (maio de 2013); outro 1-2 com o Real (abril de 2012) e até um 0-2 com...o Hércules (setembro de 2010). 

Reis das Faltas

A Bola de hoje lembrou-se de puxar o Sporting para a sua capa e o verde fica bem no jornal. Para além do alegado e reaquecido interesse nos caríssimos extremos argentinos Pavon e Pity, o diário destaca que "Leões são os reis das faltas na Champions". Esta informação tem relevância para estar na capa? Não peço qu´A Bola seja o jornal do meu clube mas recordo que o Sporting, num grupo com Barcelona, Juventus e Olympiacos, soma 4 pontos e tem hipóteses de se apurar para os oitavos da Liga dos Campeões. Teve duas vitórias morais mas 4 pontos não me parece mau negócio, neste contexto. Já parece o outro dia, quando nos oráculos da SIC Notícias se podia ler que "Benfica ainda tem hipóteses de se apurar" enquanto que Sporting, com um empate, "punha em causa o apuramento". É de mais. 

Resumo da matéria dada

Terminada a fase de grupos do apuramento para o Mundial 2018, é hora de fazer uma pequena análise. A Alemanha, uma das melhores equipas do mundo, alcançou dez vitórias em dez jogos, marcando 43 golos e sofrendo apenas 4, tal como Portugal e Croácia. Foi a melhor seleção na hora de fazer o golo, a par da Bélgica, que marcou os mesmos 43 golos nas suas 9 vitórias e um empate. Melhor defender esteve a Inglaterra (de Eric Dier), que só sofreu 3 golos. Ataques de respeito foram ainda os de Espanha (36), Portugal (30), Polónia (28), Bósnia (24), Suíça (23) ou Sérvia (20). Boas a defender foram também as equipas de Suíça (5) e França, República da Irlanda, País de Gales, Bélgica e Grécia que se ficaram pelos 6 golos sofridos. O pior ataque foi o do Liechtenstein, que só festejou uma vez. Perto, ficaram Malta, Gibraltar, Letónia, Kosovo, com apenas 3. San Marino só marcou 2, tal como Andorra.

Se a Alemanha alcançou 10 vitórias, Portugal, Suíça, Bélgica e Espanha não ficaram muito atrás, somando 9. Inglaterra e Polónia venceram 8 vezes. No que toca a empates, a vitória vai para País de Gales e Geórgia, do Grupo D, que empataram cinco vezes, cada uma. Em termos de derrotas, destaque para Gibraltar, San Marino e Liechtenstein que só souberam perder. Malta e Kosovo ficaram-se pelas 9 derrotas.

O melhor marcador foi Lewandowski que marcou 16 dos 28 golos da Polónia. O avançado do Bayern de Munique marcou um golo no 4-2 ao Montenegro. Cristiano Ronaldo (15) e Lukaku (11) foram os senhores que se seguiram. Joshua Kimmich destacou-se a oferecer golos, fazendo 9 assistências. Curiosamente, os mesmos números foram verificados no apuramento na zona asiátia. Ahmed Khalil (EAU) marcou 16 vezes, Mohammad Al Sahlawi (Arábia Saudita), 15 e Tim Cahill (Austrália), 11.

Ficam estas curiosidades, antes de pensarmos a cem por cento no jogo com o Oleiros, o San Marino da Taça de Portugal. 

História

young-joan-gamper.jpg

O Futbol Club Barcelona foi fundado em 1899 por um grupo de suíços, ingleses e catalães liderados por Joan Gamper. Seis anos antes tinha nascido o Fussball Club Basel, do qual Gamper foi futebolista e capitão. Quando chegou a altura de criar um clube na Catalunha, Gamper escolheu para o Barcelona as cores do seu anterior clube. 

 

Confronto de escolas

O embate de hoje à noite colocará frente a frente duas das melhores escolas de futebol do mundo. Ideal seria ter também o Ajax no grupo para se ver o que melhor se faz em termos de formação, na Europa. De um lado, a Academia de Alcochete (irmã mais nova e vistosa das escolas de formação do Sporting) e de outro, a mítica La Masia. Nos onzes previsíveis, entrarão em campo, pelo Sporting, três homens – Patrício, William e Gelson – formados na Academia e seis – Piqué, Alba, Busquets, Iniesta, Messi e Deulofeu- formados em Barcelona. No plantel do Sporting moram um total de oito futebolistas formadas nas escolas do clube. Igual número de meninos da La Masia integra o plantel do Barça.

Claro que ao longo da história dos dois clubes há diferenças gigantescas. A partir dos anos 90, o Sporting tornou-se incapaz de segurar os seus craques, à falta de capacidade económica e sobretudo de não jogar numa das ligas de topo do futebol europeu. Seria impensável manter nos quadros homens como Ronaldo, Figo, Nani, Moutinho, Simão ou Quaresma, mesmo que alguns tenham acabado por fazer carreira em Portugal, pelos rivais. Já o Barcelona não tem grandes problemas em manter Messi, Iniesta e outros craques, vendendo apenas quem quer (salvo raras exceções). Esta situação confortável permite que os miúdos formados na academia local cresçam com os ensinamentos do bom futebol e que o possam aplicar de imediato, assim que chegam à equipa principal.

Mas, se pensarmos no panorama do futebol nas últimas duas décadas, o Sporting formou os bolas de ouro Ronaldo e Figo, para além de monstros como Futre e outros já citados. O Barcelona acabou de formar Messi e deu ao mundo a fabulosa dupla Xavi-Iniesta. Não me parece que percamos com a comparação.

No que toca a negócios entre os dois clubes, o Sporting foi vendendo, nos últimos anos jogadores ao Barcelona. Simão Sabrosa e Ricardo Quaresma saíram para Camp Nou. Percurso inverso fizeram homens como Rochemback, Jeffren e já este ano, Mathieu.

Devido ao seu belo trabalho nas camadas jovens, ambas as equipas municiam as suas seleções. Piqué, Xavi e Iniesta foram chave das conquistas espanholas em 2010 e 2012, como Patrício, Fonte, William, Ronaldo ou Nani o foram no Euro 2016.

Há algumas semelhanças entre os dois gigantes mas bem sabemos que o poderio económico do Barcelona e a inclusão numa das mais poderosas ligas do mundo fazem a balança pender para o Barça. O que não nos impede de sonhar com um bom resultado e com golos que podem ter sido aprendidos em qualquer escola do mundo.

Olhar para a frente

O Sporting empatou e está a dois pontos do líder. Preferia, claro, uma vitória em Moreira de Cónegos mas parece-me que estamos longe de estar em crise. Temos seis vitórias e um empate na liga portuguesa. E não deixemos que comecem a crucificar jogadores nossos. Alan Ruiz é o mesmo do ano passado: muita técnica mas pouca velocidade. Dará jeito nuns jogos mas com Fernandes e Doumbia em forma, dificilmente será titular. O que não quer dizer que não venha a ser útil. Concentremo-nos agora na série que temos pela frente: Barcelona, FC Porto e Juventus. Bem sabemos que nos tentarão derrotar mesmo antes de entrar em campo (curiosa entrevista de um ex-jogador de um rival hoje). Bem sabemos que será difícil somar três vitórias nestes jogos. Mas temos a obrigação de nos concentrar e tentar o melhor resultado possível. Já não somos aquela equipa frágil que foi goleada pelo Bayern. Faremos esta semana um bom jogo e entraremos em campo com garra. Não prometo uma vitória ou sequer um empate. Poucas são as equipas que não perdem com o Barcelona e não há tática que resista a Messi mas temos que dar uma boa réplica. Dias depois temos que tentar tudo para vencer o FC Porto e chegar ao primeiro lugar. Pelo cinismo, é a Juventus a equipa que mais “medo” me mete. Mas acredito que também nesse jogo tudo faremos para vencer.

Parabéns, Jardel

Num negócio fantástico que levou Mbo Mpenza, Robert Spehar e Pavel Horvath para Istambul acompanhados de 5 milhões de euros, Mário Jardel deixou o Galatasary e chegou ao Sporting, um ano depois de deixar o Porto. Já sabe o que por cá fez. Em 2001/2002 fez 41 jogos e marcou 55 golos. Com a ajuda de João Pinto, Marius Niculae, Ricardo Sá Pinto ou Hugo Viana, foi campeão nacional. A época seguinte não correu bem. Ainda marcou 12 vezes, somando 67 tentos em 62 partidas mas entre vícios e o suposto interesse de clubes de ligas mais fortes, acabou por deixar o Sporting. Arrastou-se por Bolton, Ancona, N.O. Boys, Goiás, Beira-Mar, Criciúma e outros clubes mais mas nunca voltou a ser goleador. Na memória ficará para sempre a sua temporada perfeita pelo Sporting, a melhor da sua carreira, onde até teve tempo para ser um sucesso também no marketing com a campanha “Será do Guaraná?”. Hoje ainda luta com os seus demónios mas está no bom caminho. Completa 44 anos. Parabéns Super-Mário!

Sem derrotas antes de tempo

O Sporting não parte derrotado para a Liga dos Campeões. Pode ter uma história curta na prova e ter pela frente dois “gigantes” mas não entrará em campo para fazer figura de corpo presente e dar alegrias a adeptos de Barcelona e Juventus. O Sporting, como mostrou no ano passado, sabe jogar futebol, de qualidade e de coragem. E, se no ano passado lhe faltou experiência para aguentar o resultado no Bernabéu, por exemplo, este ano conta com Mathieu, Coentrão ou Doumbia, homens mais experientes na prova. Quero com isto dizer que de certeza que vamos passar aos oitavos? Nada disso. Afirmo apenas que o Sporting entrará com garra e com vontade de honrar a camisola. Em termos realistas, somos favoritos ao terceiro posto. O Olympiacos domina a liga grega mas essa é uma liga mais fraca do que a portuguesa. No mínimo, conto com seis pontos, 3 milhões de euros e bilhete para a Liga Europa. Quanto aos outros quatros jogos, ao contrário do que se vai dizendo e escrevendo, o Sporting não entra derrotada e muito menos entra goleado. Que role a bola. 

Umaro

Bruno de Carvalho disse ontem que, por 25 milhões, nem Umaro Baldé (e não Romário Baldé como a A Bola Online escreveu, mais um novo Eusébio que acabou na liga polaca) vendia ao West Ham, quanto mais William Carvalho. Para aqueles que, como eu, até ontem não tinham ouvido falar de Umaro, posso dizer que tem metro e meio de talento, é um avançado móvel e nasceu há 18 anos. Começou no Odivelas, passou por vários escalões de formação do Sporting e esteve emprestado na época passada aos júniores do Sacavenense. Umaro alinhou pelas palavras do presidente

A figura da semana é Manuel Gaspar

IMG_1652.JPG

Nem Bruno, nem William, nem Adrien. O nome em destaque na semana sportinguista é Manuel Gaspar. O adolescente, guarda-redes da equipa de andebol do Sporting, foi a maior figura do Sporting 30 - Fafe 17, jogo inaugural do Pavilhão João Rocha, jogo que tive a honra de assistir ao vivo. Gaspar defendeu quase tudo o que havia para defender, incluindo vários livres de sete metros e perto do fim, até marcou um golo, de baliza a baliza. Foi uma festa bonita, com a direção e as figuras de destaque das modalidades que vão usar o pavilhão, a marcarem presença. Com casa quase cheia, foi Tiago Rocha a estrear as redes da nova casa. Vimos a taça de campeão da época passada e assistimos a uma grande exibição, num recinto lindíssimo e cheio de sócios e adeptos entusiastas e a cantar a plenos pulmões. Isto é que é o Sporting e, para mim, as figuras serão sempre os melhores de cada modalidade.

Ponck

Rui Santos deu ontem conta da ameaça do empresário Paulo Teixeira de trazer a público um caso envolvendo o central Carlos Ponck, com ligação ao Benfica. Pelo que se dá a entender, o jogador não poderia ser utilizado nem este, nem no ano passado. Ano passado, no qual um golo seu eliminou o Sporting da Taça de Portugal. 

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D