20 Jan 17
Pum! Um tiro na candidatura
Edmundo Gonçalves

O homem vem mesmo cheio de dinheiro. Ou não.

Já tem 20 milhões de lado. Ou não.

 

Eu digo que é Lebre, o apelido...


comentar ver comentários (10)
A minha costela Jota Jota
Edmundo Gonçalves

Será, ao que parece, com Jesus que teremos que trilhar o caminho. Por mim, subscrevo.

Vamos apostar num onze para o jogo nos Barreiros, amanhã à tarde?

E já agora com melhores resultados que os da última contenda, em Chaves, de tão má memória.


comentar ver comentários (14)
19 Jan 17
Programa eleitoral, II
Edmundo Gonçalves

Para que não seja muito fastidioso, aqui ficam os links para o que apresentam Bruno de CarvalhoPedro Madeira  Rodrigues às eleições de Março próximo.

Cada um que retire as suas conclusões.

O meu apoio está definido, contudo é de elementar "serviço" colocar à disposição dos leitores as, por agora, duas opções possíveis.

 


comentar ver comentários (10)
Programa eleitoral
Edmundo Gonçalves

Sairam hoje as primeiras linhas do programa da candidatura de Bruno de Carvalho.

Deste documento constam 17 medidas para o futebol, 15 para a área comercial/marketing e 22 medidas para as modalidades.

Há ainda "outras medidas", como comunicação "a uma só voz", "aumento de capitais próprios e maioria na SAD" e "mais privilégios para quem é associado".

Para desenvolver noutro post, já com o programa da candidatura de PMR, para uma fácil comparação e percepção das diferenças e coincidências, a existirem, entre as candidaturas até agora conhecidas.


comentar ver comentários (10)
18 Jan 17

Corremos o sério risco de estarmos hoje aqui a discutir sobre caroços de azeitona.

Tags:

comentar ver comentários (8)
Afinal temos casório
Edmundo Gonçalves

Numa tomada de posição quase inédita, o presidente veio assumir a sua responsabilidade pela época desastrosa (o adjectivo é meu), ao mesmo tempo que pede apoio para o que ainda resta jogar, não perdendo de vista o título. Uma possível contradição, uma vez que afirma também que se iniciará já a preparação da próxima época. A nota mais importante desta comunicação é o facto de não se colocar em causa Jorge Jesus e o reconhecimento do falhanço de algumas contratações. Ainda a nota de que o plantel irá emagrecer, coisa esperada dada a ausência de objectivos.

Importante também o reconhecimento implícito da falta de alguém que trabalhe a nível psicológico, o plantel.

Por uma vez, a culpa não morreu solteira. É um enorme avanço.

 

Eu assumo sempre o que escrevo e defendi aqui no início da época (no início de Setembro, para ser mais correcto) que estava entusiamado com os nomes que tinham chegado ao Sporting. À partida eram opções experientes, com condições de nos darem garantias de alternativa a quem já estava e que construiriam um bom plantel. Recordo-me de ter feito uma ressalva a Markovic e de que precisávamos de um lateral esquerdo; Confesso que o primeiro, mais porque entendi que a sua contratação era uma resposta ao "affair" Carrillo e não tanto pela sua suposta qualidade. Veio-se a verificar que os péssimos desempenhos em Inglaterra e na Turquia não foram episódicos, infelizmente.

Retomando. Eu e muitos sportinguistas ficámos entusiasmados com um plantel que no papel tinha todas as condições para lutar pelo título, principalmente depois de uma pré-época fraquinha, para ser simpático, com alguns dos jogadores que agora todos queremos que regressem (eu incluído!), convém não esquecer.

Isto como os jogadores são como os melões, infelizmente só deu certo com Bas Dost.

A juntar ao pesadelo, os motores da equipa teimam em não carburar, Adrien a espaços e William quase sempre, são uma sombra dos jogadores da época passada. Reflexos do Euro, ou de uma gorada saída, é isso que eu gostaria de entender. Falta de força, ou falta de vontade/empenho?

A defesa, que tão bom desempenho teve o ano passado, é hoje um passador e muito por culpa da falta de um defesa esquerdo de qualidade e nalguns jogos da falta, mesmo, de um defesa esquerdo. Elogiei aqui a astúcia de Jesus na primeira vez que utilizou Bruno César a DE e penso que muito bem, mas as surpresas são isso mesmo, surpresas e só o são por uma vez; A partir daí todo o treinador que nos defronta sabe que é por ali que deve ir. E aqui está a explicação não só para o buraco da defesa, mas para os cartões de Rúben Semedo, Coates e Paulo Oliveira: O que por acidente esteja do lado esquerdo, tem que fazer inúmeras vezes de pronto-socorro e a fava calha quase sempre a Semedo, daí as entradas à queima e os cartões.

Eu entendo a simpatia para com João Pereira, mas terá sido avisado deixá-lo sair sem qualquer alternativa, com Schelotto lesionado numa fase crucial da época?

 

Num grupo de alta competição, diariamente escrutinado, sujeito a enorme pressão, é imprescindível apoio na área da "cabecinha". O Sporting contratou um profissional para o efeito e a ver pelos resultados do ano passado, terá cumprido bem a sua função. Saiu e não se sabe bem porquê, ainda que isso seja irrelevante para o caso, o que teria sido avisado era a contratação, de imediato, de alguém que continuasse o seu trabalho. Não, deixou-se essa tarefa a Jesus, que sabe tão bem motivar um grupo, como eu sei enfrentar uma manada de búfalos e o resultado está à vista.

Parece-me que o que há que recuperar é a confiança dos jogadores no treinador, que andará pelas ruas da amargura e aqui o papel principal cabe ao presidente. Jesus, que é um bom treinador, talvez o único neste momento capaz de tirar a equipa do atoleiro onde se encontra, deve ser resumido à sua profissão.

Espero que o comunicado do presidente, ao assumir responsabilidades, aponte para uma mudança radical nos comandos do futebol.

É que há coisas para as quais Jesus não foi talhado e o presidente não percebeu. Ou foi condicionado, o que é ainda mais grave.


comentar ver comentários (6)
17 Jan 17
Justiça
Edmundo Gonçalves

Hoje o Chaves venceu o Sporting por 1-0, nos quartos de final da taça de Portugal. Resultado mais que justo e que peca por escasso, tal o domínio da equipa da casa.

O "Peter", a melhor aquisição do Sporting, esteve mais uma vez em grande. Tudo o que podia correr mal, correu. Desde  as lesões dos que entraram e que até nem estavam mal, até a Ruíz, que o ano passado nos lixou o campeonato e este ano nos lixa a taça. Como pior não podia acontecer, André, que com este resultado terá que ir a andar, provavelmente ficará por aqui, dependendo da gravidade da lesão.

Jogámos mal, muito mal mais uma vez e temo que com esta dinâmica uma entrada gloriosa na liga Europa seja o nosso destino, se o Guimarães escorregar num jogo ou noutro.

 

Salvaram-se Gelson e Beto, benza-os Deus.

 

Comprometimento? Bahhhhh...

 

Ah! e que se arranje para aí um casamento para a culpa e se perca a vergonha de dar nomes aos bois.


comentar ver comentários (74)
Bombeiro voluntário?
Edmundo Gonçalves

Não sei se a grande maioria dos leitores do blog sabem como funciona grande parte das corporações de bombeiros, nomeadamente os voluntários; É mais ou menos assim: Há uma direcção, eleita pelos sócios das associações e um corpo de bombeiros, com uma cadeia de comando perfeitamente definida e hierarquizada. As direcções têm um presidente e em regra vários vices e vogais e a sua missão é fazer funcionar ambas as vertentes das associações, digamos que a parte "civil" e a parte "militar", sendo que civil está para tudo o que não tenha a ver com o corpo de bombeiros. Às direcções das associações compete propôr a nomeação do comandante e as várias promoções e nomeações dentro do corpo de bombeiros (segundo comandante, adjuntos de comando, chefes, etc.). Há no entanto nesta engrenagem uma relação que desde sempre me causou muita confusão e que é a de que numa associação de bombeiros voluntários, os bombeiros, desde o comandante ao mascote, não têm qualquer relação de hierarquia com a direcção das associações a que pertencem. Ou seja, uma associação de bombeiros voluntários é um corpo bicéfalo, mas onde apenas uma cabeça se preocupa com as contas, a direcção e por maioria de razão, os associados. Os bombeiros respondem apenas ao comandante e este ao comando distrital. Ou seja, a direcção não mete "prego nem estopa" no assunto. Haverá outras realidades, mas as que conheço funcionam mais ou menos nestes moldes (havendo até "guerras" entre corpo e direcção).

Vai longo o intróito que poderia ser desnecessário, mas vem a propósito de uma visita ao "quartel" do "presidente da associação" Sporting Clube de Portugal, ao que parece, para dar uma reprimenda ao "corpo de bombeiros". Com queixas várias sobre o desempenho dos operacionais, o presidente entendeu falar com o grupo, a quem todos sabemos são dadas todas as condições para o exercício da sua função; Carros de incêndio de último modelo, ambulâncias topo de gama, agulhetas do último grito, fardamento de excelência e até a nomeação de um comandante conhecedor da técnica do contra-fogo.

Ao que consta, o comandante não terá estado nessa reunião, onde se diz que o presidente levantou a voz (há quem diga que foi apenas quando a sirene tocou o meio-dia e para se fazer ouvir).

Esta ausência do comandante causa-me algum espanto. É que ao contrário das associações de bombeiros voluntários, aqui o comandante é hierarquicamente dependente do presidente e o primeiro responsável pela má prestação do grupo. Deveria ter lá estado!

Se querem que vos diga, fez muito bem o presidente. Não tendo conhecimento de outras ocasiões em que tivesse esta atitude, até acho que pecou por tardia. Descontando o exagero normal dos jornais que têm a sua agenda perfeitamente definida, uns berros na altura certa serão muito mais eficazes que palmadinhas nas costas e "vamos continuar a trabalhar e lavantar a cabeça".

Hoje os jogadores têm capacidade de entender que são parte da engrenagem e que se lhes obriga que criem riqueza, porque os seus ordenados dependem disso; Até uma possível transferência ou aumento de vencimento, está dependente do seu desempenho. O mesmo vale para os treinadores. E ao que temos assistido nos últimos meses, é a uma atitude de perfeito desleixo por parte da equipa. Meias partes de avanço são já incontáveis e situações de termos que correr atrás do prejuízo são recorrentes. Praticamos um tiki-taka ranhoso de "para trás e para o lado" que pensávamos já eliminado do clube, comprámos muito e mau e pior, o que temos usamos mal e nos lugares errados. Somos previsíveis e como diz uma amigo do peito e mais doente que eu, "uns passarinhos", qualquer treinador de média qualidade sabe ler e contrariar o nosso "sistema" de jogo.

Fez muito bem o presidente em chamar os jogadores à razão e exigir-lhes empenho, sim senhor! O futebol não é uma ciência exacta, há sempre três resultados possíveis, mas se lá dentro houver querer, empenho, entrega, profissionalismo, estaremos sempre mais perto de vencer. Gostem as virgens ofendidas ou não da atitude. Presidente castrado, não!

 

Por isso é que, com todo o respeito que me merecem todos os "bombeiros", aqui quem manda é o presidente da direcção. É que para além de ter que arranjar o dinheiro para a máquina funcionar, ainda tem que correr a apagar fogos.


comentar ver comentários (24)
Nota 10!
Edmundo Gonçalves

Se o segundo melhor levou 8,6 e fez a porcaria que fez, este que é o melhor e já este ano em Guimarães ofereceu dois golos ao Vitória, terá certamente nota máxima.

E entretanto o gozo continua, o que me leva a perguntar o que foi um representante do Sporting fazer ao beija mão à reunião da semana passada.

Sem desprimor para os autênticos... Palhaçada!


comentar ver comentários (9)
16 Jan 17

2017-01-08_-a-_Pavilhão_João_Rocha.jpg

 

Está quase!

 

 

Tags:

comentar ver comentários (16)
A minha costela Jota Jota
Edmundo Gonçalves

Não é hábito lançar este post em jogos que não sejam do campeonato.

No entanto, sendo por agora este o jogo mais importante da época, na minha modesta opinião, e tendo havido alguns erros de casting no último com o mesmo adversário e no mesmo palco e estando ainda um dos titulares impedido (acho), quem gostariam de ver entrar de início no jogo da taça de Portugal, amanhã?

Curiosamente ou talvez não, reflexo do que pensam os sócios e adeptos, raramente o onze inicial corresponde ao escolhido por Jesus. Não quererá dizer grande coisa, provavelmente, nem traria resultados diferentes, mas que Jesus tem andado em contra-mão com a maioria dos nossos "treinadores", é um facto.


comentar ver comentários (14)
15 Jan 17
O ponto
Edmundo Gonçalves

Já se percebeu que despedir Jesus não é viável, não que não fosse solução.

O ponto é este: Estará Jesus disponível para prescindir da choruda indemnização a que tem direito se o despedirem, considerando que a cada mês que passa o seu valor como treinador se desvaloriza?

Em resumo, estará Jesus interessado em relançar a sua carreira noutro lado, ou está acomodado no Sporting, acolchoado por um ordenado que dificilmente lhe pagarão em qualquer outro clube?

 

Sim, porque a esta altura do campeonato, nem ele próprio "acarditará" em si e na equipa e pela espiral de desânimo e de falta de crença a que assistimos, a desgraça não acabará por aqui.

 

Depois há a desvalorização dos activos, que com o que vai acontecendo, é um facto concreto e terrível para as contas do clube.

 

Em resumo, está nas mãos de Jesus reverter a situação. Depende dele e isso é muito delicado para o Sporting.


comentar ver comentários (24)
13 Jan 17
Onde está o Wally
Edmundo Gonçalves

capristano.jpg

Escuso-me a escrever o nome do lampião que esteve presente no jantar em Moscavide.

Cada tiro, cada melro, ó City.

 


comentar ver comentários (74)
12 Jan 17
Ui, que medo
Edmundo Gonçalves

Estou com tanto medo, que acabei por decidir subscrever a candidatura do presidente.

É oficial e uma declaração de intenções.

Não esperem muita imparcialidade quanto ao acto eleitoral, portanto, mas um tipo que acusa outro de falta de ideias e projecto, quando já falou em público bastas vezes e nem uma ideiazinha para amostra apresentou, não merece que se lhe dê muito crédito. Vale-lhe o apoio do Severino, com o peso dos seus 1,2% nas últimas eleições, agora que já não tem nenhum livro para lançar. Se for preciso eu conto.


comentar ver comentários (22)
A minha costela Jota Jota
Edmundo Gonçalves

Nenhum dos "Jotas" acertou na equipa inicial do último jogo, na recepção ao Feirense.

Sábado vamos a Chaves.

Aceitam-se apostas.


comentar ver comentários (8)
Ora partantes...
Edmundo Gonçalves

...Este é penalti (aos 50''):

E este não é!

Então está bem, continuem que vão no bom caminho. 

E continuem a fazer reuniões tão interessantes como esta.

 

Entretanto, uma pequena adivinha, sem prémio porque me parece ser de fácil resposta: Qual destes foi assinalado?

arbitragem_ha_agarrar_e_agarrar.jpg

*Montagem retirada do blogue "reflexão portista".

 

 


comentar ver comentários (29)
11 Jan 17

O homem exigiu uma auditoria aos três anos de mandato de Bruno de Carvalho. Até tinha pressa e prescindia do último ano.

O Conselho Fiscal e Disciplinar até lhe fez a vontade, o que me surpreendeu, que o Clube não deve ser gerido da bancada, mas enfim...

Agora, aqui d'el rei, que o obrigam a pagar a boa da auditoria e diz não é feita sob os seus moldes.

 

Sou eu que ando distraído, ou este senhor apareceu um destes dias na "coisa" de honra da candidatura do actual presidente?

 


comentar ver comentários (4)
Madeiraaaaaaa
Edmundo Gonçalves

 

 É mais ou menos isto... 

Alguma coisa que tenha interesse, para além de ataques ao adversário, qual lampião , continuamos à espera.


comentar ver comentários (39)
10 Jan 17
Leitura recomendada
Edmundo Gonçalves

Os Vieiras do apito, no Mister do Café.


comentar ver comentários (8)
É suficiente?
Edmundo Gonçalves

Do facebook de Bruno de Carvalho, medidas para a arbitragem:

 

1. Iniciar já a divulgação pública dos relatórios dos árbitros (sem notas pois a UEFA não permite);
2. Iniciar já o vídeo árbitro;
3. Acabar, pura e simplesmente, com os observadores, pois todos os jogos já são gravados, ou despedir todos os existentes e trazer novos sem vícios;
4. Nomear os melhores árbitros para os melhores jogos. Os árbitros com menos experiência têm de a ganhar em jogos de menor dimensão;
5. Contacto regular com os clubes de forma global e individual;
6. Acabar com o discurso corporativista e sim iniciar um discurso moderno, aglutinador e que seja percepetível para todos os amantes do futebol;
7. Voltar a penalizar com gravidade as situações de penaltis não assinalados ou mal assinalados, decisões erradas que viram esta época diminuído para um peso diminuto o seu impacto na avaliação;
8. Permitir a humanização do árbitro não apenas pela filosofia de “errar é humano” mas de eles poderem reconhecer o erro publicamente;
9. Ter em atenção as posições públicas (plataformas digitais e afins) de cada árbitro e as suas exibições em cada jogo como critério a ter seriamente em conta nas nomeações;
10. Serem conhecidos publicamente os critérios de nomeação e de avaliação conforme compromisso assumido;
11. Exigir a verdadeira profissionalização dos árbitros, ou pelos menos um grupo deles, incluindo os assistentes, e não o que agora acontece em que os internacionais são apenas 8 mas não têm os assistentes (e serem conhecidos os critérios de atribuição do estatuto de internacional).

 

 

A questão, na minha modesta opinião, não são as medidas avançadas, com as quais acho que todos os que querem e defendem a transparência e a verdade no futebol estarão de acordo, mas a sensação de saber a pouco.

Entendo e apoio, mas esperava-se mais, depois da vergonha de Setúbal. Contudo, o presidente do Sporting está obrigado ao dever de contenção, que parece estar finalmente a conseguir como seu registo. Louvo-o por isso, ainda que em relação ao tema em concreto, desde o início da época que tem vindo a propor medidas e a ter um discurso apaziguador, dizendo inclusive, em entrevista ao Record, que aceitaria de novo a nomeação de Jorge Sousa para o jogo da Luz, onde este árbitro nos escamoteou duas grandes penalidades claras. Nem tanto ao mar, na minha opinião, mas eu não sou presidente.

Repito-o até ao exaustão se necessário for, a taça da carica não ficará nunca bem na nossa sala de troféus. Advogo que se um dia tivermos o azar de a ganhar, antes que se fine que é o seu destino mais certo, a entreguemos na hora ao presidente da liga de futebol. Esta posição não invalida que me insurja contra roubos descarados de que somos alvo e em Setúbal o descaramento e o despudor foram tais, que me parece que a reacção deveria ter sido mais incisiva.

Estando desde o início da época, pelo menos, a ter um discurso cordato em relação à arbitragem, só assim se percebe que a reacção aos acontecimentos tenha sido esta, tão (aparentemente) branda. 

A conclusão, por enquanto, é que quanto ao assunto (também da academia, no jogo da equipa B VS Braga B, já agora), a montanha pariu um rato.

E confesso, gosto muito pouco que me comam as papas na cabeça.


comentar ver comentários (33)
09 Jan 17

Tiago Ilori deixou o Liverpool.

Um dos miúdos apontado como o futuro central de referência do Sporting e da selecção nacional.

Como dizem os nossos vizinhos, "quien todo lo quiere, todo lo pierde".

Tags: ,

comentar ver comentários (14)
08 Jan 17

Continua tudo (mais ou menos) na mesma.

É usual oferecermos meia parte ao adversário, costuma ser a primeira.

Hoje foi a segunda. Tudo quase na mesma, portanto.

Bom, acho que apareceu o Ruíz argentino, é a parte positiva. A negativa é que não jogou o Gelson.

Apanhámos o Braga, não é mau.


comentar ver comentários (16)
07 Jan 17

comentar ver comentários (11)

Relatório e contas consolidado 2015/2016.

Garotices.


comentar
06 Jan 17
A minha costela Jota Jota
Edmundo Gonçalves

Vai ser complicado, já que não sabemos se houve castigos ou não, mas se não sairem até ao final do dia de hoje, parece-me que poderemos contar com todos os fisicamente disponíveis.

Vamos lá, Domingo, 20.15 horas em Alvalade.

Quem inicia a partida?


comentar ver comentários (18)

Estiveram os corpos dirigentes reunidos ontem todo o santo dia.

Admito que a discussão tenha sido séria, não a vejo de outra forma, e demorada, porque complexos seriam os assuntos tratados.

Sei que o assunto arbitragens, bem como todos os outros, tem que ser tratado com pinças, que isto de querer mandar uns sopapos a um árbitro é conversa para nós, que não temos responsabilidade de gerir e velar pelos interesses do Clube.

São onze horas e trinta minutos de sexta-feira, dia de reis do ano da graça de dois mil e dezassete, um dia e meio depois dos acontecimentos, graves, de Setúbal e notícias sobre as conclusões dessa reunião, ainda não foram divulgadas. Não que isso me cause grandes comichões, mas o assunto é tão grave e de importância vital para o futuro do futebol em Portugal, que me parece que as novas não se deveriam resumir ao resgate de Gauld e Geraldes.

Esperemos então pelos tele-jornais.


comentar ver comentários (21)
Vamos lá meus senhores
Edmundo Gonçalves

"no caso de expressões dirigidas contra pessoas singulares ou coletivas, ou respetivos órgãos, integrados na Federação Portuguesa de Futebol ou na Liga Portuguesa de Futebol Profissional, individualmente ou por representação orgânica, em virtude do exercício das suas funções, com a sanção de suspensão a fixar entre o mínimo de um e o máximo de quatro jogos e, acessoriamente, com a sanção de multa de montante a fixar entre o mínimo de 5 UC e o máximo de 50 UC."

 

Extrato do artigo 158.º do regulamento disciplinar da liga Portugal.

Vamos esperar sentados, ou sai o castigo no mesmo dia que o do Jesus?


comentar
05 Jan 17

Como referi no post anterior, há que colocar quem denigre a imagem do Clube e dos seus dirigentes em tribunal.

É começar por aqui:

transferir.jpg

 Quem é o Edinho Silva, pá?


comentar ver comentários (24)

Eis algumas medidas, porventura inócuas mas que marcam uma posição, que na minha opinião o Sporting deve tomar a partir de agora:

 

1- Ignorar os árbitros e assistentes antes, durante e depois dos jogos (equipa e staff) e isto inclui a mais elementar regra da urbanidade, que é o "aperto de mão".

2- Apupar os senhores sempre que possível ( no aquecimento, na apresentação, durante o jogo, na saída para o intervalo, no regresso do intervalo e na despedida), independentemente do seu comportamento perante as leis do jogo. 

3- Conceder-lhes apenas e restritamente as condições que o regulamento da liga impõe, nem mais uma garrafa de água. Se possível arranjar forma de se acabar o gás a meio do duche.

4- Publicitar o CV dos senhores e desempenho em jogos anteriores onde apitaram jogos do Sporting, antes das partidas onde vão intervir, para se conhecerem as bestas.

5- Não comparecer a CI e entrevistas rápidas, ou comparecendo, responder por monossílabos. "Sim" e "Não" seriam suficientes, mas acrescentaria "ao seu jornal/TV não respondo".

6- Jogar todos os jogos sob protesto. Os motivos são tantos que é escolher de uma lista extensa.

7- Deixar bem claro que cede jogadores à selecção apenas por respeito aos portugueses, caso contrário dificultaria a sua convocatória.

8- Mover processos em tribunal a todos os que prejudiquem o Sporting sob qualquer forma e fazer disso publicidade.

9- Repetir à exaustão, nos OCS do Clube, imagens de roubos descarados de que fomos vítimas.

10- Pedir aos "representantes" do Sporting em programas de opinadeiros que se escusem a participar neles, nem que para isso se lhes pague o que ali auferem. Será menos que um qualquer pau de sebo que veio em Agosto passado.

 

Isto terá algum resultado visível? Talvez não, provavelmente não, certamente que não, mas sempre será um pouco melhor que dizer que se voltaria a escolher o Jorge Sousa para o derby.

Também há a opção Pinto da Costa, que percebeu, há trinta anos, que sendo honesto não ia lá.

É escolher.


comentar ver comentários (96)
A sério?
Edmundo Gonçalves

Abaixo transcreve-se o relato do jogo de ontem, em Setúbal.

Alvíssaras a quem descobrir de onde foi retirado:

 

"Penálti assinalado por Rui Oliveira no último minuto de jogo selou a derrota do Sporting CP no Bonfim

O Sporting CP foi esta quarta-feira derrotado pelo Vitória de Setúbal no Bonfim (2-1), num jogo em que o árbitro Rui Oliveira decidiu ser o protagonista do encontro, mas pelas piores razões, ao assinalar um penálti no último minuto de jogo que sentenciou o afastamento dos leões da Taça da Liga.

Polémico, no mínimo, uma vez que nem as imagens televisivas permitem perceber o que se passou na cabeça do juiz da partida, ao assinalar uma falta inexistente dentro da área leonina já perto do apito final. Na conversão da grande penalidade, numa altura em que o último e decisivo duelo do Grupo A estava empatado (1-1), Edinho aproveitou para fazer a festa sadina (2-1).

Em contraste, a desilusão leonina era total. E com razão: a igualdade no marcador servia na perfeição as ambições do Sporting CP, líder na tabela antes da deslocação a Setúbal, uma vez que apenas um ponto era suficiente para carimbar o apuramento para a próxima fase da competição.

Os comandados de Jorge Jesus até nem começaram o jogo da melhor maneira, já que Frederico Venâncio abriu o marcador para o Vitória logo aos 19', mas conseguiram equilibrar a balança no segundo tempo, após um golo de Elias aos 79'. Oportunidades não faltaram até ao final para os leões sentenciarem a partida, mas André revelou-se sempre pouco pragmático em zonas de finalização.

Como quem não marca sofre, o Sporting CP acabou por ver fugir o bilhete para a final-four da Taça da Liga no último suspiro, como já aqui referimos. Fora daquilo que se passou dentro das quatro linhas, a explicação é simples: em igualdade pontual no topo do Grupo A, com seis pontos em três jogos, a diferença na média de idades (critério de desempate) sorriu à formação de Setúbal.

Um sorriso amarelo, diga-se."

 

Os sublinhados são meus, bem como a cara de espanto, que os caros leitores não podem ver, felizmente.


comentar ver comentários (4)
04 Jan 17
PALHAÇADA
Edmundo Gonçalves

Vou ser curto e grosso:

Eu estou positivamente cagando para a taça da carica.

Não admito é que venha um gajo roubar descaradamente, mais uma vez, o meu Clube.

Um dia, depois de uma desgraça, compram as trancas. Já será tarde.

 

 


comentar ver comentários (56)
O que eu não quero
Edmundo Gonçalves

Marioneta copia copia.jpg

 É voltar a isto, ainda que com qualquer inversão de factores cromáticos.


comentar ver comentários (4)
03 Jan 17

Eis a segunda parte da entrevista de Bruno de Carvalho, publicada no Record de hoje, mais uma vez roubada ao "Tu vais vencer".

E começa de forma, desculpem, linda:

"RECORD - Um presidente deve dar assim tanta importância e protagonismo a comentadores ligados ao Benfica? Não se deveria preocupar unicamente com aquilo que o presidente rival diz?
BRUNO DE CARVALHO – Se apenas comentasse o que o meu rival diz, então era o homem mais feliz do Mundo, porque só tinha de falar uma vez por ano."

 

Independentemente da opinião de cada um, este parágrafo, parece-me revelador de muita coisa. Sigam a entrevista.


comentar ver comentários (2)

"O que é que entretanto senti e sinto? Que há uma falta de militância muito grande das pessoas sportinguistas com algum poder na sociedade e não vejo isso noutros clubes."

Esta parece-me a frase lapidar desta primeira parte da entrevista de Bruno de Carvalho ao Record.

Entretanto, porque é demasiado extensa, podem consultá-la no "tu vais vencer".


comentar ver comentários (1)
31 Dez 16

Que futebolzinho tão pobre, deus meu.


comentar ver comentários (5)
29 Dez 16

"Muito há ainda por fazer. E, neste tempo de reflexão, fui capaz de identificar não apenas o que correu bem mas também aquilo que fizemos menos bem e que carece, naturalmente, de ser melhorado."

"Os próximos anos são fundamentais para consolidar tudo o que se fez nos últimos 4. Começar de novo seria um retrocesso fatal para o nosso Clube."

"Apelo, como candidato, à elevação e ao sentido de Clube por parte de todos. A dimensão e grandeza do Sporting CP faz com que os olhos do País inteiro estejam sobre nós. Façamos deste acto eleitoral um exemplo e uma festa da democracia de modo a não darmos aos nossos adversários pretextos desnecessários para nos denegrirem."


comentar ver comentários (14)
28 Dez 16

"Jesus será o nosso treinador". Apresentação da candidatura.

 

"No segundo ano, Jesus apoiado por um bom fim de época, apesar de termos ganho "bola", perdeu qualquer respeito que ainda tivesse pelo Carvalho e dispensou e contratou quem quis (a única excepção foi Castaignos) com comissões milionárias à mistura (o caso Alan Ruiz é especialmente escandaloso) e ainda exigiu que Bruno lhe fizesse o mesmo que tinha feito em benefício próprio: a duplicação do seu vencimento base."  Quando ainda escrevinhava de camarote.

 

Ora, na sua óptica, conviverá com um treinador corrupto e chantagista. Por palavras suas, claro está.

 

'Tá bem, abelha...


comentar ver comentários (25)
27 Dez 16

"Aproveitei o feriado para dar uma vista de olhos por alguns blogues assumidamente pró-Bruno Carvalho (ainda esta semana uma pessoa que trabalhou directamente para um tal de João Duarte confirmou-me aquilo que eu já sabia: que existem nesses e noutros blogues, como o nosso, vários assalariados indirectos do Carvalho a comentar) e 90% estão a fazer aquilo que já se previa depois do escândalo de Varsóvia: culpar Jesus e desculpar Bruno Carvalho. Não tenho qualquer dúvida que esta falta de solidariedade virá ao de cima caso a situação desportiva piore."

 

Irei dando nota de algumas pérolas de quem quer "elevação na campanha". Leiam o post até final lá no camarote, sem link, que por mim não há cá pão para malucos. 

E que apareçam muitas candidaturas, que a gente precisa é de debater ideias.

Já agora espero que na apresentação deste lion, se esclareça o relacionamento com, por exemplo, Jorge Mendes e os outros vampiros, medidas a tomar contra a roubalheira semanal, o que fazer a Jorge Jesus (se fica, se sai e o relacionamento com o técnico, se ficar), política para as modalidades é para manter? Política de contratações e política económica e financeira, a maioria na SAD é para manter? etc, etc. Aguardemos.

 

*E também se critica o que há que criticar, como é bem visível em vários posts.


comentar ver comentários (17)
26 Dez 16
Deus, Pátria e Família
Edmundo Gonçalves

“É um homem sério, honesto, com uma vida familiar exemplar e faz isto por amor à camisola, porque só traz inconvenientes para a vida dele.”

Diz que vem de Harvard onde tem um camarote.

 

Começa bem este, também.


comentar ver comentários (12)
21 Dez 16
As caras dos protagonistas
Edmundo Gonçalves

Do sítio da APAF na internet, público portanto.

Após consulta do quadro de nomeações no sítio da FPF, público portanto.

É este o senhor que atribuiu a Jorge Sousa uma classificação excelente (8,6 salvo erro), no jogo Benfica-Sporting, onde ficaram por marcar duas claras grandes penalidades a favor do Sporting.

Caso para dizer que basta um Coelho. 

E nem vislumbre de cajadada. Salvo seja.

 

Carlos Coelho.jpg

 


comentar ver comentários (63)

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Pum! Um tiro na candidatu...

Sporting - O meu balanço ...

A campanha ainda não come...

Leitura recomendada

A minha costela Jota Jota

Prometer e gastar

Prognósticos antes do jog...

Leoas às sextas

Os nossos comentadores me...

Programa eleitoral, II

Arquivo

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

bruno de carvalho

selecção

leoas

vitórias

prognósticos

jorge jesus

há um ano

balanço

campeonato

slb

arbitragem

benfica

jogadores

mundial 2014

rescaldo

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

eleições

ler os outros

árbitros

euro 2016

golos

clássicos

futebol

comentadores

nós

crise

marco silva

scp

cristiano ronaldo

análise

chavões

formação

humor

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds