01 Out 16
Desabafo
Alda Telles

Tenho tido o cuidado, como leiga que sou, de ouvir o nosso treinador após cada um dos últimos jogos do campeonato, na esperança de perceber o que corre mal em períodos concentrados de tempo.

Perceber é a melhor maneira de ultrapassar a náusea que empates com sabor a derrota e derrotas me provocam. Perceber é também a forma de continuar a acreditar.

O que acontece é que Jesus parece não ter nenhuma explicação plausível e, por conseguinte, há que passar a esperar sempre o pior.

Esta é uma sensação que me aborrece de sobremaneira, sobretudo quando contamos com jogadores de enorme nível e exibições fabulosas. 

Temos de ter melhores explicações e melhores análises do nosso treinador. Merecemos isso, na nossa infinita capacidade de sofrer. 


comentar ver comentários (25)
04 Jul 16

Sobre as transferências que nunca existiram, mas que vão sendo "noticiadas" à boleia de estratégias que pouco ou nada têm a ver com o interesse dos clubes, nada como ir aos estudos da academia.

Eis o resultado de uma tese de mestrado apresentada na semana passada.(*)

info jornais.jpg

 Como diz o nosso companheiro Zé Navarro de Andrade, "os "jornais" "desportivos" resumem-se aos anúncios classificados dos agentes".

 

(*) Excerto do relatório de estágio do mestrado em Jornalismo do Pedro Maia, apresentada hoje na FCSH, e cuja partilha agradeço ao Nuno Aguiar.


comentar ver comentários (1)
22 Fev 16

Golos de PEYROTEO

Sporting, 14 - Leça, 0

22 de Fevereiro de 1942

 

Esta série não podia ignorar o maior goleador português de todos os tempos.

Aproveitando a efeméride, fica aqui o registo do memorável Sporting-Leça de 22 de Fevereiro de 1942.

O Sporting venceu por um incrível 14-0, em que 9 desses golos são do nosso Stradivarius, quatro marcados na primeira parte, cinco na segunda.

Um festival de bola, a maior goleada de sempre no campeonato português, um feito único que nunca mais se repetiu em Portugal.

E tantas, tantas outras goleadas de Peyroteo se poderiam incluir nesta série. Por exemplo, o 4-1 do Sporting-Benfica de 25 de Abril de 1948, todos golos do nosso génio que nos deram, in extremis, o campeonato nesse ano.

 

peyroteo.JPG

 


comentar ver comentários (6)
03 Fev 16

Ficará para sempre na história e sobretudo no coração do nosso Clube. Com a certeza que também ficaremos no dele. Sporting e Portugal estão indissoluvelmente ligados a esta família luso-colombiana.

Fredy fez um comovente video de despedida na sua conta no Facebook, que podem ver mais abaixo neste post. Recorda que foi aqui que a sua família nasceu ("Eu e a minha família vivemos aqui em Portugal algumas das nossas melhores recentes lembranças. Este é o lugar onde as nossas filhas nasceram, onde tivemos a nossa primeira casa de sonho e onde começamos as nossas vidas como uma verdadeira família. Viver em Lisboa foi excelente, mas sem dúvida que jogar no Sporting foi uma paixão!").

Deixa também uma mensagem de fé quanto ao título de campeão ("Acredito que o Sporting possa ser campeão esta época e que em Maio possam partilhar comigo esse feito, sabendo que também fiz parte dessa conquista"). Partilhamos, sempre, essa fé e, sim, partilharemos sem dúvida essa alegria com ele.

A paixão por Portugal não é mera conversa de circunstância. Basta consultar a conta de twitter da sua (belíssima) mulher, Alexis, para perceber a genuína ligação desta família a esta terra.

alexis 2.JPGalexis 1.JPG

Esta despedida é um dia triste para a família sportinguista, mas é também uma digna página da nossa história. Fredy Montero deixa um importante legado ao clube - 94 jogos disputados, 37 golos marcados, 13 assistências para golo, dizem as estatísticas - e deixa, sobretudo, um enorme orgulho neste verdadeiro espírito de leão que criou aqui.

Até sempre, Fredy, e obrigado.

 

 

Tags:

comentar ver comentários (9)
14 Dez 15
Efeméride
Alda Telles

7 a 1.jpg

14 de Dezembro de 1986. 7 a 1. Foi há 29 anos, Não estava lá mas nunca esqueci. Vocês também não.


comentar ver comentários (17)
26 Nov 15

O Leão da Estrela é um dos mais memoráveis filmes do cinema português e tem um lugar especial no coração dos sportinguistas. Um filme de família, uma comédia de ligeiros costumes, como se impunha na época. A propósito de um Porto-Sporting, o filme narra as venturas e desventuras intemporais da classe média-médiaalta-médiabaixa, das diferenças de classes, das aspirações sociais e do amor que no fim tudo vence. Um tema recorrente nas telenovelas e como tal apetecível para grandes bilheteiras, uma assumida ambição do realizador Leonel Vieira, que decidiu fazer um "remake".

O filme, que não vi nem tenciono ver, vem a revelar-se um enorme embuste. Mantém o título "O Leão da Estrela" e, vai-se a ler,  "Com argumento adaptado de Tiago R. Santos, "O Leão da Estrela" tem algumas alterações em relação à comédia de 1947. O protagonista, Anastácio, trabalha nas Finanças e, em vez de ser sportinguista, é um ferrenho adepto dos Leões de Alcochete, clube que irá defrontar o Barrancos do Inferno."

A essência da versão original colocava o jogo Sporting-Porto num plano secundário, como pano de fundo para a comédia de costumes. Ainda assim, passava a mensagem de uma saudável rivalidade entre os dois clubes, a cordialidade entre adeptos e a emoção de um jogo de dois grandes (o filme original, de 1947, decorre curiosamente também num período áureo do Sporting).

Este branqueamento da essência do original, e que dá título ao original, é um lamentável e inútil engodo.

 

(Agradeço ao João Castro para este alerta no Twitter @castrojr76)

 


comentar ver comentários (4)
05 Jun 15
Da vergonha
Alda Telles

Não tenho opinião sobre a sustentabilidade financeira do Sporting com a contratação de Jorge Jesus

Não tenho opinião sobre a justa ou injusta causa do despedimento de Marco Silva

Não tenho opinião sobre o grau de loucura ou de rasgo genial do presidente Bruno de Carvalho

Não tenho opinião sobre a campanha mediática lançada contra o carácter de Jorge Jesus e o carácter do Sporting Clube de Portugal

Não tenho opinião sobre as vestes rasgadas de pessoas cujo nome termina em Dias da Cunha

Não tenho opinião sobre o tempo de antena e manchetes dedicadas a declarações de pessoas cujo nome termina em Dias da Cunha

Só tenho uma certeza: os sócios e adeptos do Sporting são sempre os primeiros a sentirem-se envergonhados do seu clube. 

O que me dá, por vezes, confesso, uma certa vergonha..


comentar ver comentários (21)
10 Mar 15
Duplo mortal
Alda Telles

nani.jpg

Para ilustrar um dos "gostei" do Pedro, Nani e o seu duplo mortal.

 

(Roubado ao Diogo Agostinho)

Tags:

comentar ver comentários (1)
03 Mar 15

tvi24.JPG Título da TVI24

 

Paulo Pereira Cristovão foi membro da Polícia judiciária durante 16 anos e vice-presidente do Sporting durante 16 meses. Daí que seja justíssimo o título da TVI24. 

Não que o Sporting possa apagar da sua história a passagem de alguns personagens pouco recomendáveis pela sua casa, como não o pode fazer nenhuma outra organização (OK, podem retirar-se uns retratos da galeria de notáveis). 

Mas iria jurar que para o cidadão consumidor de informação seria bastante mais relevante saber que um polícia, com responsabilidades de investigação em crimes graves e até uma especialização em crime económico, concretamente no combate à corrupção, é suspeito da prática dos crimes de associação criminosa, sequestro, roubo qualificado, usurpação de funções, abuso de poderes e detenção de armas proibidas.

 


comentar ver comentários (10)
02 Out 14

 

Desculpem escrever sobre isto dois dias depois, mas tenho estado a remoer o assunto e uma nota ontem do António Varela no Record estimulou-me este post.

A leitura de Varela é que o gesto de Mourinho foi um grande impulso para a subida da cotação internacional de Rui Patrício:

"O cumprimento do treinador do Chelsea a Rui Patrício, no final do jogo da Liga dos Campeões, em Alvalade, fez mais pela cotação do guarda-redes do que o bom trabalho que fez dele um dos jogadores mais influentes do Sporting nas últimas épocas. Cada atitude de Mourinho tem um peso simbólico específico e se hoje em Inglaterra é destacada a exibição de Patrício frente em Chelsea, mais amplificada é a sua importância porque foi chancelada por José Mourinho."

Pois o que eu vi naquele gesto foi uma demonstração de sobranceria e arrogância em relação à equipa anfitriã. Cumprimentar o guarda-redes da equipa adversária é, em comunicação, desmerecer todos os outros jogadores do Sporting e salientar a superioridade atacante da sua própria equipa.

Mourinho é, e será sempre, Mourinho.


comentar ver comentários (6)
08 Abr 14

Este é o termo técnico para uma brilhante operação de marketing do Sporting junto dos seus sócios, bem resumida num filme bem executado.

Os laços emocionais com o consumidor são o sonho de qualquer marca. Poucas o conseguem. Parabéns.

 


comentar ver comentários (5)
21 Fev 14
Natureza Morta
Alda Telles

Tags:

comentar ver comentários (3)
03 Fev 14

 

Antes de começar a jogar e a provar qualquer rendimento desportivo, o jogador egípcio Shikabala gerou um furacão na página do Facebook do Sporting.

Roberto Teixeira notou, num grupo do Facebook, que entre o anúncio da sua contratação e a confirmação no encerramento do mercado, na madrugada de dia 1 de Fevereiro, "em apenas 14 horas a página do Sporting Clube de Portugal alcançou mais de 60 mil novos fãs e nas últimas 48 horas teve um crescimento de mais de 100 mil."

Para além das centenas de comentários ao post do novo jogador, a página do Sporting "foi invadida por comentários da comunidade egípcia".

Em árabe, claro. 

 

Marco Marques, no mesmo grupo, explica este fenómeno: "Os países do norte de África, nomeadamente os situados a poente (países do Magrebe) e algum do prolongamento nascente (do qual o Egipto é a primeira porta de entrada) possuem um potencial comercial enorme no futebol (intimamente relacionado com o seu fanatismo) e o Sporting está a saber escolher figuras representativas de cada um desses países. Provavelmente, assistiremos, num futuro próximo, à chegada de algum jogador representativo de Marrocos, Tunísia e Líbia. O alcance da marca 'Sporting' crescerá muito mais depressa nestes países que nos mercados orientais (mais fidelizados às grandes Ligas Europeias) embora as abordagens não sejam mutuamente exclusivas."

 

Interessante esta análise do Marco referente à estratégia de expansão da marca Sporting para outras geografias  Interessante nesta estratégia a utilização do Facebook, onde o clube começou a postar em árabe. A página, aliás, tornou-se literalmente bilingue. Uma boa aposta e uma boa utilização das redes sociais.

 

 

 

 

(postado inicialmente aqui)


comentar
14 Jan 14

Capas dos jornais desportivos de Portugal, Grécia, França e Espanha de hoje. Só um escapou ao mainstream e descobriu o Wally.

 

 

 

(Imagem via Filipe Caetano)


comentar ver comentários (6)
28 Dez 13

 

O Sporting conseguiu em 2013, na modalidade futebol, a proeza de que poucas marcas se podem orgulhar: cumpriu todas as promessas da marca. A saber: Esforço, Dedicação, Devoção e Glória.

 

Esforço: uma equipa muito jovem, um enorme esforço de concentração tanto dos jogadores como do treinador

Dedicação: de toda a estutura, empenhada na reconstrução da equipa e na reconquista do orgulho dos seus adeptos. 

Devoção: o Sporting sempre gozou de uma enorme devoção, uma fé religiosa dos seus adeptos. É agora maior que nunca.

Glória: como em todas as marcas, a sua sobrevivência exige glória, vitórias, ambição, aspiração.

 

O Sporting consegue terminar o ano com o posicionamento de uma marca premium, com um primeiro lugar no ranking da Liga e uma notoriedade pública muito positiva.

 

(Parcialmente publicado aqui)


comentar
13 Dez 13
Leões d'Ouro
Alda Telles

Já não bastava serem a nossa equipa maravilha, também são bons actores. Em Veneza, ganhariam o prémio máximo. Vejam as nossas estrelas a brilhar na campanha de Natal da Loja Verde.

 

Tags:

comentar
03 Dez 13

 

Lido no DN Desporto: 

 

"Vejo um Sporting forte, competitivo, com um grande treinador, por sinal madeirense. Só espero ver o Sporting campeão no final do ano". Declarações de Cristiano Ronaldo hoje na Madeira.


Ronaldo está a ganhar grandes competências comunicacionais, que se destacam pela sua simplicidade e assertividade. 


Nós, humildes adeptos, agradecemos a generosidade e, sobretudo, a lealdade, valor cada vez mais raro. No futebol e na vida. 


comentar ver comentários (7)
01 Dez 13
Solidariedade
Alda Telles

O jornal Record está solidário com a narrativa de Leonardo Jardim e não assume a liderança do Sporting. Temos de dedicar um post ao João, Querido, Manha. 



Record online, 1 de Dezembro às 22:00


comentar ver comentários (17)
26 Nov 13

 

Uma declaração carregada de ironia e prosápia própria de quem fala para um grupo altamente segmentado e motivado para piadas do tipo laracha deu azo a uma incontinência de reacções disparatadas e/ou falsamente ofendidas. A que não é alheio o destaque "noticioso" dado por todos os meios de comunicação.

 

Este é definitivamente um país de virgens, com a indignação sempre pronta a saltar. 

 

Dito isto, Bruno Carvalho já tem experiência suficiente para saber que a matéria é pouca e a fome é muita. Talvez fosse escusado. Ou talvez não. Não tem importância nenhuma, mas também não tem  especialmente graça. Siga.

 

Já agora, podemos visualizar a bandeira idealizada por BdC e surripiada no Twitter ao @PCMagalhaes. Não desgosto.

 

 

Adenda: Como bem me lembrou um amigo, já é a bandeira da Presidência da República.


comentar ver comentários (10)
24 Nov 13
Repitam comigo
Alda Telles

"O Sporting não está na corrida ao título". Repitam.

Outra vez.

Outra.

Inspirem.

Expirem.

 

Depois da Vitória contra o dito de Guimarães, o Sporting vê-se empurrado para o segundo lugar do campeonato.

 

Mas não está na corrida ao título. 

 

O que está absolutamente certo, certíssimo. Até podemos encontrar três ordens de razões, as ordens que deus fez:

 

1. A equipa ainda não é equipa, ainda é só plantel (o que quer que seja que isso signifique).

2. A estrutura não foi preparada para ganhar um título.

3. Ainda só estamos no primeiro terço do campeonato (aqui, podemos orar um bocadinho).

 

Tudo isto é verdade, a prudência requer uma boa dose de inteligência, os nossos dirigentes exibem doses de bom senso acima do indicador de bom senso médio da humanidade, estamos treinados para sofrer e não vamos agora começar a rejubilar.

 

Por isso, repitam comigo: "O Sporting não está na corrida ao título".

 

Só os grandes adeptos sportinguistas conseguem aguentar isto. Força, companheiros.

Tags:

comentar ver comentários (2)
04 Nov 13
Sporting Maduro
Alda Telles

O Sporting é diferente, até tem ministros que acreditam no clube. Num trabalho do Diário Económico sobre as aplicações financeiras dos ministros, revela-se a nossa grandeza. Quais certificados de aforro ou quais PPR, acções do Sporting, pois então.

 


comentar ver comentários (11)
11 Mai 13

 

Se eu fosse a editora de fotografia.


comentar ver comentários (8)
09 Jan 13
Bem visto
Alda Telles

Carlos Zorrinho, no Twitter: "Sporting imbatível na era Jesualdo".


comentar ver comentários (6)
01 Nov 12

Godinho Lopes assumiu o registo “presidencialista” nesta “nova” fase do Sporting. Fase a  que, em bom rigor, se deveria chamar de “Day After”.

Depois de arrasado o projecto que corporizou a sua candidatura, “varridos” todos os elementos da sua equipa eleitoral e de direcção, Godinho Lopes surge agora “orgulhosamente só”, ungido pelos deuses, líder único e iluminado para nos conduzir rumo aos amanhãs que cantam.

 

Este caminho, altamente arriscado, pois não haverá bodes expiatórios para futuros desaires, tem, do ponto de vista da comunicação, vantagens e atractivos:

- o discurso messiânico “Eu sou o caminho, eu sou a luz” é o único que pode neste momento arrebatar os adeptos, sedentos de palavras de fé e liderança.

- a comunicação passa a ter uma gestão unidimensional , tornando mais difícil a elaboração de teorias da conspiração interna e respectiva agitação mediática

- a gestão da comunicação do clube passa a ser a gestão da imagem e do discurso do seu presidente.

 

Para já, parece estar a resultar. As manchetes desportivas têm estado fracas e a palavra de Godinho Lopes, em grandes entrevistas,  tem sido omnipresente em todas as plataformas de media.

 

Só falta o resto. Mas isso, já faltava de qualquer modo.


comentar
28 Out 12

«O futebol não tem interesse só pelo jogo. Quando o Sporting perde não tem interesse nenhum», Manuel António Pina (1943-2012)


É este o meu estado de alma neste momento. Nem sempre foi assim, mas depois de quatro derrotas consecutivas, é impossível ter algum interesse por futebol.

Nos jogos dos que ainda consideramos nossos rivais, tudo corre irritantemente bem. Goleadas e vitórias que espaventeiam sem pudor, adeptos  insuportavelmente moralizados.

Nos jogos em que o Sporting joga, alterna-se, insuportavelmente, entre a ansiedade esperançosa e a raiva impotente. Um golo, quando acontece, traz uma felicidade envergonhada, um grito de desabafo, um espasmo. Um momento que mal nos atrevemos a saborear, porque temos de nos preparar para o pior. Que invariavelmente vem.

Estas decepções consecutivas estão a dar cabo de nós. Podemos gritar o nosso amor incondicional, que é, a nossa fé sem limites, que é, a nossa estirpe superior, que é. Mas já não temos interesse. Nenhum, como dizia o Manuel António Pina.

Continuemos a ver o jogo. O interesse há-de voltar.


comentar ver comentários (10)
28 Ago 12
Food for thought
Alda Telles

Novas descobertas sobre a relação do rugido do leão com a sua efectiva potência. Não é o que ruge mais alto que necessariamente domina.

Hoje, na "The Atlantic".

 

Can You Judge a Lion By His Roar? Sadly, No.

Tags:

comentar ver comentários (1)
06 Ago 12

O meu "ídolo" completa hoje 42 anos de vida, os últimos 17 ligados ao nosso clube. 

 


comentar ver comentários (4)
01 Jul 12

 

Conforme o Pedro anunciou aqui, coube-me a sorte alfabética (um karma que me persegue desde a escola) de inaugurar esta série dedicada aos “Ídolos” que marcaram os escribas deste blogue.

 

Acresce a este karma o outro karma, o de nunca ter sido dada a idolatrias. Nem sequer  nas idades em que somos mais tendentes a esses fervores. Sempre fui demasiado eclética, sempre gostei demais de demasiadas coisas, demasiados autores, demasiadas ideias. A humanidade sempre me pareceu  tão rica, tão contraditoriamente rica que regularmente  recusei a ideia de me  fixar num personagem, numa ideia, numa corrente.

 

Claro que a idade tinha que ter alguma vantagem e essa vantagem é a de podermos – e devermos – dar-nos ao luxo de começar a seleccionar o que realmente nos preenche e nos deve acompanhar no resto, que subitamente se anuncia, das nossas vidas. Começamos a recusar conhecer novos escritores, porque dificilmente leremos e releremos aqueles que amamos, começamos a recusar novas experiências musicais porque a nossa alma já está preenchida com replays e reinterpretações de sons que definitivamente já atribuímos a deus.

 

Neste reduzido universo em que me movimento, o do futebol é ainda mais reduzido.  A minha experiência futebolística sempre foi condicionada pelo conflito insanável de ter mãe sportinguista e pai benfiquista. Gostando comme il faut dos dois igual, a minha relação confessa com o clube ficou essencialmente reduzida ao ciclismo e ao hóquei em patins, modalidades em que se consegue sempre ser politicamente correcta.

 

Posto este fastidioso preâmbulo, a minha escolha para esta série recai no jogador que é simultaneamente o meu putativo ídolo  e a essência da alma lusitana, que só  Mário de Sá-Carneiro  conseguiu pôr a rimar. Um pouco mais de sol - eu era brasa/Um pouco mais de azul - eu era além/Para atingir, faltou-me um golpe de asa/Se ao menos eu permanecesse aquém...

 

Isso, estou a falar de Pedro Barbosa, titular do Sporting durante dez anos, quase tantos outros capitão da equipa. O mais inteligente dos jogadores que passou por este clube. O mais amado e o mais mal-amado.  Um ser capaz do mediano e do melhor superlativo. Um jogador que teve uma grande carreira e que passou ao lado de uma grandessíssima carreira. Uma leitura de jogo sempre perfeita, golpes de asa, necessariamente irregulares, má imprensa em geral, vítima dos mitos suburbanos a que nenhum jogador está imune.

 

Pedro Barbosa incorpora a genialidade lusa e o seu eterno estigma. A capacidade de ser grande e único e a irresistível tentação de não o confirmar consistentemente. O arauto do direito à genialidade e à preguiça. A eterna luta entre o direito à poesia e à afirmação da invencibilidade.

 

Pedro Barbosa, um dos nossos. Sempre.

 

PS: E, disse ele recentemente, só marcou dez ou onze penalties na sua longa carreira. E nunca falhou nenhum.


comentar ver comentários (16)
21 Jun 12

"How is it that Bento has got this Portuguese team playing such cohesive, diligent football? The answer lies in a place called Alcochete, outside Lisbon. It is the site of Sporting Lisbon’s academy and the birthplace of this Portugal team’s football philosophy. Just as Spain have drawn on Barcelona and Germany on Bayern Munich, the Portuguese have looked to Sporting’s remarkable talent school."

Toda a história aqui.


comentar ver comentários (5)
17 Jun 12

 

Pegando no post de Luis Aguiar Fernandes de há três dias, e nos comunicados e notas informativas em que o conselho directivo se tem desdobrado, penso que nos está a falhar o essencial.

 

O essencial não é se o Sporting está a pagar a defesa de Paulo Pereira Cristóvão - e parece-me que tal seria, simplesmente, inadmissível. 

 

O que eu não consigo lobrigar é porque carga d' água o Sporting tem de indicar (sic, aqui) um advogado para o processo ao qual se pretende alheio. E não indica um advogado qualquer, indica um proeminente e influente sportinguista (pelo menos, ele faz por isso).
Não é preciso fazer nenhuma declaração de interesses, que aliás não tenho, para ter as maiores dúvidas sobre a transparência deste processo e achar que em nada ele abona a favor do clube.
E sentir que de cada comunicado-barra-nota informativa sai uma minhoca.


comentar ver comentários (3)
15 Abr 12

 

 

(Vamos ver se passa) 

Tags:

comentar ver comentários (3)
12 Abr 12

comentar ver comentários (2)
Circo Cardinal
Alda Telles

O momento é inoportuno, numa recta final de campeonato em que o Sporting surge como o "decisor" do pódio e, simultaneamente, vive uma alegria interna que há muito ansiava. Não sendo adepta da cabala, acabo por ceder à tentação em que todos os sportinguistas caem e que é a de lamentar a "nossa sina". Mas mais importantes que os estados de alma dos Leões é a reputação institucional do clube e da sua direcção. Este post até pode ser prematuro, porque "outros arguidos ligados ao clube" já se anunciam na comunicação social (valendo isto o que vale). Mas, para já, temos um facto confirmado: o vice-presidente foi constituído arguido num caso muito mal contado de "agent provocateur". Não sei que tipo de crime isto configura, mas estão lançadas suspeitas sobre um membro da direcção do Sporting. Não me parece que exista neste momento, qualquer que seja a verdade (e espero sinceramente que a verdade seja a inocência de qualquer dirigente sportinguista), outra alternativa senão a suspensão do mandato do vice-presidente que a a esta hora já deveria ter posto o seu lugar à disposição. Aguardo, pois, serenamente, que a direcção aceite o pedido de suspensão do mandato até esclarecimento do caso e que o Sporting prossiga o caminho de vitórias e alegrias que nos tem dado no plano desportivo. Somos Leões, mas não actuamos em circos.


comentar ver comentários (5)
03 Abr 12

comentar ver comentários (2)
15 Mar 12
The last minute
Alda Telles
Para além do filme, deixo a citação: "Não precisamos de mais tempo nem de mais dinheiro" - Sá Pinto, visconde de Alvalade


comentar ver comentários (2)
09 Mar 12

Títulos de hoje na imprensa estrangeira:

 

BBC Sports - "Podia ter sido bem pior"


ESPN Soccernet - "Sporting afundou o City"


Daily Mail - "Toque de classe de Xandão deixa os homens de Mancini perto do abismo"


L'Equipe - "City foi surpreendido em Lisboa"


France Football - "Sporting arruinou o Manchester City, dominando um dos favoritos a vencer a Liga Europa"


Voetbal International - "Schaars e Wolfswinkel foram mais fortes que De Jong"


Globoesporte - "Com classe. De calcanhar, ex-São Paulo e Fluminense dá vitória portuguesa nas oitavas".


LanceNet - "Xandão marca de calcanhar e Sporting vence o City"

 

(Gentilmente roubado ao Rui Calafate no Facebook)


comentar ver comentários (1)
05 Mar 12
 

(via @pfigas, aka Pedro Figueiredo)


comentar
04 Mar 12
Nota 7
Alda Telles

 

O Doutor Rui Santos, na sua homilia semanal na Sic Not, acaba de dar nota 7 (numa escala de 0 a 20) a Pedro Proença. É agora que os árbitros se solidarizam e deixam de apitar jogos do SLB? 


comentar ver comentários (3)
23 Fev 12
Shifting moment
Alda Telles

 

E este é o shifting moment em que a Taça Lucílio Baptista ganha a importãncia de uma Liga Europa.


comentar
19 Fev 12

Antes de nos encontrarmos em Alvalade. Dedicado à Zélia. 

 

Tags:

comentar ver comentários (17)

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Pum! Um tiro na candidatu...

Sporting - O meu balanço ...

A campanha ainda não come...

Leitura recomendada

A minha costela Jota Jota

Prometer e gastar

Prognósticos antes do jog...

Leoas às sextas

Os nossos comentadores me...

Programa eleitoral, II

Arquivo

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

bruno de carvalho

selecção

leoas

vitórias

prognósticos

jorge jesus

há um ano

balanço

campeonato

slb

arbitragem

benfica

jogadores

mundial 2014

rescaldo

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

eleições

ler os outros

árbitros

euro 2016

golos

clássicos

futebol

comentadores

nós

crise

marco silva

scp

cristiano ronaldo

análise

chavões

formação

humor

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds