20 Jul 17

O Sporting efectuou o último jogo do seu estágio suíço na cidade francesa (!) de Évian-les-Bains. Nada mais apropriado para terminar a sua preparação alpina do que realizar uma partida naquela que é considerada a capital europeia da água, algo que a equipa leonina se fartou de meter. Vai daí, escolheu-se um adversário com ancestrais raizes náuticas que permitisse à equipa, naufragando, chegar a um bom Porto (Marselha).

 

A equipa exibiu-se num 4-4-2, com dois alas interiores que lhe retiraram qualquer profundidade e um "mezzapunta ", Alan Ruiz, que foi um homem a menos. Tudo de acordo com "O Grande Plano das Coisas", de Jesus, que tudo fez para assegurar a derrota. Objectivo cumprido, portanto!

 

Pedro Silva - O Chefe do Estado Maior das Forças Armadas leoninas. Imperial pelo chão, pelo ar, pelo mar. Sim, pelo mar, tanto a Defesa do Sporting meteu água. A merecer um lugar no plantel dada a bizantinice (a Eslovénia pertenceu ao Império Bizantino) que constituiu a contratação de Azbe Jug.

Nota: Sol. Uma luz radiosa que nos alimenta a expectativa que o grande Rui terá substituto à altura.

 

Piccini - Faz ter saudades de Schelotto e isso diz quase tudo. Jesus disse que esteve "soberbo", assim ao estilo do Padre Américo "não há rapazes maus". A sua zona do terreno foi um verdadeiro latifúndio, explorado até à exaustão pelos corsários marselheses.

Nota: Ré(u)

 

Coates - Onde anda o Ministro da Defesa? Ainda a banhos, de certeza. No estágio, tem evoluído este sósia.

Nota: Mi(stério)

 

Mathieu - A jogar entre compatriotas, pareceu entoar vezes sem conta A Marselhesa, em especial aquela parte inicial do "Avante, filhos da Pátria" ,com a qual, através de sucessivas perdas de bola em zonas proibidas, foi incentivando os franceses a subir no terreno.

Nota: Mi(séria)

 

Coentrão - Ouviu-se mais do que se viu, nomeadamente quando ameaçou lesionar-se, único momento em que esteve à altura das reais expectativas dos adeptos.

Nota: Ré(u)

 

Petrovic - Jogou de cadeirinha, naquele metro quadrado em que parece confinar-se, que isto de grandes bravatas não parece ser parte constituinte do ADN do sérvio.

Nota: Dó(cil)

 

Battaglia - De longe, o melhor do nosso meio campo. Protege a bola com a autoridade de um lutador de Sumo (fazendo lembrar William), tem progressão com bola e incorpora-se, com a propósito, no ataque. Bom reforço.

Nota: Sol

 

Bruno Fernandes - Deslocado da sua posição original, mostrou alguma prontidão no remate e criou desequilíbrios, mas esteve uns furos abaixo do que já mostrou neste estágio.

Nota: Fá, come si, comme çá...

 

Bruno César - Um paradoxo, ao contrário de Sansão, o crescimento do seu cabelo veio acompanhado de uma enigmática perda de força. Tem tudo para ser o melhor promotor de Marcus Acuña, o qual já lhe terá endereçado um pedido para que o represente. Cada vez que é chamado a correr, parece preso por uma corda. Desloca-se frequentemente à velocidade da luz... apagada.

Nota: meteu Dó

 

Alan Ruiz - Continua a jogar o seu futebol de saltos altos, agora que calça chuteiras Jimmy Choo (não confundir, de todo, com Golden Shoe, o prémio para o melhor marcador dos campeonatos europeus). Conseguiu a proeza de tomar sempre a decisão errada, prejudicando todos os ataques do Sporting na primeira parte.

Nota: 0 (zero)! Sem cordas vocais, por este andar vai acabar a tocar campainhas, fazendo soar o alarme sobre a sua contratação.

 

Bas Dost - A equipa não lhe deu uma única bola jogável e o holandês desgastou-se sem sentido à procura da ligação com Alan Ruiz, mas este tinha o "telefone" desligado.

Nota: Mi(nado)

 

Mattheus Oliveira - Uma nulidade! Especialista no "passe para o hospital", deixou os colegas à beira de um ataque de nervos. Tentou um "pontapé de moinho", mas foi demasiada farinha para o seu saco. Tem de nascer 10 vezes para tirar o lugar a Matheus com um "t" ou Geraldes.

Nota: 0 (zero)! A piar fininho...

 

Matheus Pereira - O melhor em campo! Semeou o pânico no estandarte tricolor, subindo no terreno em condução de bola e combinando, com acerto, com os seus companheiros. Estranhamente, Jesus não disse que esteve soberbo. Será soberba do treinador?

Nota: Força Sporting olé, Lá, lá, lá, lá, lá...

 

Tobias Figueiredo - Com o dom da elasticidade, dobrou Piccini inúmeras vezes. No papel, é o quarto defesa central na hierarquia de Jesus, no campo foi o primeiro. Tobias ou não Tobias parece ser questão respondida afirmativamente, ele que até trazia às costas o estigma de uma péssima época na Madeira. E ainda há quem diga que o que é Nacional é bom...

Nota: sol

 

Palhinha - À tona de água, "should I come or should I go", parece respirar por uma palhinha. Battaglia parece muito à frente, Petrovic parece atrás, mas ostenta um "ic", o que parece agradar ao treinador.

Nota: Fá(do), de ser português e da Academia.

 

Podence - Quase punha em causa o plano do treinador, ameaçando a inevitável derrota. "Às armas, cidadãos " gritavam, a plenos pulmões (não é para ti, Bruno César) os marselheses, quando o pequeno jogador começou a reduzir diferenças, desbaratinando a, até aí, boa organização defensiva francesa. Um Danoninho à solta em Évian.

Nota: sol

 

Doumbia - Perigoso, deixou sempre os franceses em sentido. Deixa água na boca, mas dado o local pode ser enganador.

 

TUdo ao molho e FÉ em Deus voltará numa próxima oportunidade...


comentar ver comentários (28)
15 Jul 17

Crónica alternativa a uma confraternização ocorrida esta tarde, para os lados de Delley-Portalban, cantão de Friburgo, que terminou em indigestão para os comensais leoninos, com 3 golos sofridos, 5 jogadores encostados (Gauld, Leonardo Ruiz, Jovane, Xico Geraldes e Domingos Duarte) e dois golos marcados. Um 3-5-2, portanto, embora Jesus vos vá querer convencer que foi 3-4-3, o que até faria sentido se Alan Ruiz tivesse cumprido o seu papel. Análise um-a-um dos nossos confrades envolvidos em uma página pouco lustrosa do Sporting. Como quem (es)cala consente, as notas serão atribuídas em escala musical, para que todos tenham consciência de que representam um clube que tem bem presente na sua memória os saudosos "Cinco Violinos".

 

"Les uns"

Azbe Jug - Decididamente, não se consegue libertar do Jug(o) do imprescindível Rui Patricio. Sofreu o primeiro golo, num penalty marcado em "super slow motion" que até parecia que estávamos a assistir à repetição, demorando uma eternidade a cair, como se a relva representasse uma cama de faquir pouco convidativa a grandes aventuras. No segundo, foi delicadamente à bola, não a querendo magoar, acabando por permitir que, nas suas costas, uma raposa suiça violasse o seu galinheiro. Com os pés, mostrou a elegância de uma girafa aterrorizada a atravessar a A2 em dia de entrada de férias. Para terminar, hesitou no tempo de saída no terceiro golo como se, ao longe, tivesse observado um sinal vermelho. Uma lástima!

Nota: (meteu)DÓ

Piccini - É certo que para esta posição Jesus tem um "esqueleto" (Schelotto) escondido no armário (em Alcochete), mas em época estival "Piscina" não foi suficiente, tal a afluência de banhistas suíços a mergulhar na Sua área. Para compensar, meteu água, de forma a manter o nível nos limites habituais.

Nota: RÉ(u)

Tobias Figueiredo - Já dizia Shakespeare, em tom premonitório, que Tobias ou não Tobias era a questão. Menos dado a questões de erudição e não querendo responder à questão, Jesus, salomonicamente, optou por 3 centrais, incluindo-o no lote. Foi abalroado, em excesso de velocidade (provavelmente vindo do Urban), pelo nosso velho conhecido Van Wolfswinkel, e o árbitro marcou penalty (!?). Salvou um golo certo quando desviou uma cabeçada para a baliza, com Jug já a posar para a foto hesitante em sair dos postes.

Nota:Mi(upe) quando tem de pôr a bola na frente.

Coates - O homem parece uma representação do que já foi, um holograma. Será que está lá o nosso Ministro da Defesa? Tendo o nosso paiol sido assaltado da forma que foi (segundo registo oficial desapareceram três frangos já obsoletos, eslovenos, sem valor comercial)...

Nota: Mi(ragem), não pode ser o grande Coates.

Mathieu - Ficou nas covas na maior parte dos lances. Mostrou boas qualidades no Valência e Barcelona, mas tal como a sua homónima Mireille, já não está para grandes cantorias.

Nota: RÉ(u)

Jonathan - A táctica dos 3 centrais pretende 2 laterais ofensivos, ora o argentino é mais "bolos", quando chega à linha de fundo contrária já vem acompanhado de uma bilha de oxigénio e de um desfibrilhador.

Nota: (sem)DÓ, (nem piedade)

Petrovic - Aquela posição requer um PetroMAX, que ilumine toda a equipa, o que não se tem visto. Resultou no Rio Ave, pois Caxinas fica por ali e um PetroMax é sempre estimado na pesca.

Nota: (será das) MI(algias)?

Bruno Fernandes - Mais uma vez, um dos melhores em campo, embora a disparar à baliza esteja ao nível de um João Moutinho. Critério no passe e nas suas acções, o que hoje foi uma raridade. Para nossa sorte, ainda vai demorar algum tempo a desaprender o que lhe ensinaram em Itália.

Nota: FÁ (comme si, comme ça)

Podence - O melhor em campo, embora continue a falhar na decisão. Parece um fórmula 1 inserido num Mundial de Ralis, a percorrer a classificativa de Fafe-Lameirinha. Quando conseguir trajectórias limpas vai ser impagável.

Nota: SOL(itário)

Alan Ruiz - Mandaram-no para a esquerda(?) e o homem não deve ter a direcção ajustada pois sempre foi derivando para o meio. Aí, acabaria por abalroar um adversário e o árbitro marcou... penalty. Um clássico, neste jogo. No resto, esforçou-se por mostrar não estar comprometido com o projecto.

Nota: DÓ(berman), precisa-se.

Bas Dost - O bombardeiro, o carteiro que entrega sempre a correspondência e que nunca merece um exame demasiadamente rigoroso. Um golo de penalty. Parece que foi Jesus que lhe ensinou, o outro, o de Nazaré, estão a ver?

Nota: FÁ(cil) para ele é marcar golos.

 

"... Et les autres "

Bruno César - Com esse apelido, tinha tudo para ser o Imperador da equipa, não fora o seu jeito pesadão e o facto de Jesus (este) o pôr a pregar em freguesias onde não se encontra recenseado. Defesa esquerdo? A sério?

Nota: MI(serável) a defender, apostou naquilo que melhor tem, o remate, e queimou as mãos do guardião suíço

Mattheus Oliveira - Tira hipóteses a Gauld, como "8", e a Xico Geraldes, como ala, Merece? Não! Mas, o que é que isso interessa? Jesus parece interessado na saga "My little pony(tale)", o que fazer? Dizem que é bom na bola parada, principalmente antes de o jogo começar... Ainda assim, à atenção de Nuno Dias (podia sempre entrar, marcar livres e saír).

Nota: DÓ(I) só de o ver jogar...

Battaglia - Apesar de tudo, um dos melhores. Conseguiu desarmar e assistir Podence na direita, tudo na mesma jogada. No estado em que estamos, um feito!

Nota: FÁ(z) os mínimos exigíveis a um jogador do Sporting.

Doumbia - Parece estar em descanso, depois de umas boas impressões no primeiro jogo.

Nota: MI(tico) quando ganhar a forma.

Iuri Medeiros - Estava já meio caminho andado para justificarem recambiá-lo pela quarta vez quando o homem se destacou em dois momentos: num primeiro, desmarcação brilhante na esquerda para... pois, Bruno César, que deixou a bola sair; seguidamente, centro primoroso da direita para Matheus Pereira empatar o jogo.

Nota: SOL que nos alimenta o dia.

André Pinto - Mostrou alguma condução de bola, mas também algumas faltas desnecessárias em confrontos com avançados. Jesus não lhe deu tempo suficiente para errar muito.

Palhinha, Matheus Pereira, André Geraldes, Pedro Silva e Gelson Dala - Não se faz, os homens já prontos para entrar no banho e Jesus manda-os para dentro de campo. Palhinha entortou e viu-se à direita, Geraldes assistiu para golo... do adversário, Pedro Silva e Dala não tiveram tempo, Matheus deixou Jesus com um problema, marcou um golo. O mais certo é não voltar a jogar tão cedo, que isto do karma é...

Notas "(Força Sporting olé) LÁ,(la, la, la, la)" e SI(m)! não foram atribuídas por não serem merecidas por ninguém.

 

Tudo ao molho voltará (espera-se), com melhores notícias.

SL


comentar ver comentários (26)

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Tudo ao molho e FÉ em Deu...

Tudo ao molho e FÉ em Deu...

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

leoas

bruno de carvalho

prognósticos

balanço

jorge jesus

slb

há um ano

vitórias

campeonato

benfica

jogadores

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

nós

golos

ler os outros

liga europa

godinho lopes

futebol

árbitros

clássicos

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

humor

formação

análise

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds