Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Cães e pulgas

Uma promessa de revelações bombásticas disparada para o ar pelo mais desprezível avençado do Benfica, a quem ninguém hoje atribui o menor crédito, motivou um comunicado da SAD leonina.

Parece-me que andam a dar importância em excesso a tal sujeito, protagonista inconfundível do anedotário nacional e repudiado por muitos benfiquistas, incapazes de se reverem naquele histérico discurso antifutebol, que transforma cada rival num inimigo, confunde conversa de porteira com comentário televisivo e se assume a tal ponto como voz do dono que acaba por incomodar o próprio dono. Nada mais natural: quem se deita com cães, acorda com pulgas.

Se o fulano bolçar mais falsidades, remetam-no para o tribunal. Mas deixem-se de avisos  preventivos só porque esse desqualificado prometeu pôr a boca no trombone. "Perro que ladra no muerde", como diz o velho adágio castelhano, em tudo semelhante ao que os nossos mais sábios antepassados também já diziam por cá.

Olha eles, já a precaverem-se

Um senhor, especialista em direito desportivo, veio dizer que como os resultados das provas desportivas da FPF são homologados passados 30 dias, uma eventual condenação num eventual julgamento à eventual vigarice relatada aqui, não produz qualquer efeito, ficando os visados, se condenados, com os títulos conquistados eventualmente de forma "manhosa".

Atão não, coração...

A cartilha do Guerra

Afinal havia outra. Antes da cartilha do avençado Janela, especialista em injuriar o Sporting e o FC Porto a coberto do anonimato entretanto desmascarado, havia a do director de conteúdos da BTV, que pontifica há dois anos, em regime de acumulação, às segundas-feiras na TVI 24.

Segundo o director de informação e conteúdos do FCP, que a divulgou no Porto Canal, esta cartilha nasceu em forma de correios electrónicos enviados por Pedro Guerra ao ex-árbitro Adão Mendes quando decorria a época 2013/14.

 

Seguem alguns excertos, publicados hoje no diário O Jogo e que transcrevo com a devida vénia (os sublinhados a encarnado são da minha responsabilidade):

«O primeiro-ministro [Luís Filipe Vieira] é de facto um grande homem e um grande líder. Sei o que digo, porque sei das suas capacidades em ouvir, pensar, astúcia nas decisões e amor ao Glorioso. Não há outro como ele. Hoje, o SLB manda mesmo. Os outros já não mexem nada. E o resto virá por acréscimo.»

«Dizem os grandes sábios dos painéis que algo está a mudar. O Porto já não manda, mas ainda não compreendem onde está o poder. Hoje, quem nos prejudicar sabe que é punido. E este espaço foi conquistado com muito trabalho do primeiro-ministro [LFV].»

«Vamos ter os padres que escolhemos e ordenámos nas missas que celebramos. Temos é de rezar e cantar bem.»

«Quanto às missas, temos bons padres para todas, incluindo as da Liga e da juventude operária. (...) Agora apague tudo.»

 

Segundo o mesmo responsável portista, os "padres" a que o aludido funcionário do Benfica fazia referência seriam estes árbitros, prontos a servir a liturgia lampiânica na Catedral da Luz: Jorge Ferreira, Nuno Almeida, Manuel Mota, Vasco Santos, Rui Silva, Hugo Pacheco, Bruno Esteves e Paulo Baptista.

Aguarda-se reacção dos órgãos federativos e da Liga, sobretudo os que regulam as questões da disciplina e da justiça.

 

ADENDA 1 - O Ministério Público já anunciou a abertura de um processo de inquérito.

ADENDA 2 - O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol vai investigar as acusações de alegadas práticas de corrupção pelo Benfica.

Vale tudo na boatovisão (18)

Pedro Guerra, 13 Fevereiro, TVI 24: 

«O Adrien tem mostrado, de facto, grande profissionalismo mas sei bem que se calhar por vezes alguns excessos dele também têm a ver com o que se passa neste momento com o balneário do Sporting, que de facto está feito em cacos.»

 

«Disseram-me que o processo do túnel de Alvalade está concluído e que a acusação está pronta. Eu só acredito quando vir! A mim disseram-me que o presidente do Sporting, como é evidente, vai ser mais penalizado do que o presidente do Arouca. Como é evidente! Porque foi ele que se portou mal. Mas eu só acredito quando vir, eu só acredito quando vir! Parece que a pena que vai ser proposta vai ser uma pena um pouco pesada, mas eu só acredito quando vir! Porque eu já... depois de tudo isto quanto se tem passado, tudo para mim pode acontecer, tudo para mim pode acontecer, tudo pode acontecer!!» 

Vale tudo na boatovisão (17)

Pedro Guerra, 6 Fevereiro, TVI 24: 

«A informação que eu tenho é que o Bruno César não está nada lesionado! E temos aqui um problema evidente: Jorge Jesus quer provar, como é evidente, que a formação não serve para ganhar jogos e muito menos campeonatos. E provou isso no estádio do Dragão, ao apresentar Matheus Pereira, que é de facto uma invenção à Jesus. (...) E ele lança o Matheus Pereira, como quem diz, a pensar com os seus botões ou se calhar p'rò seus adjuntos: 'Ai ele quer a formação? Então vai levar com a formação!"»

 

«Eu não quero entrar aqui nas intrigas nem nada... A mim o que me garantiram é que neste momento o treinador não fala com o William Carvalho! Como se sabe, o William Carvalho foi posto no banco. Correm muitas teses, muitas teorias... que o William Carvalho fez-se levar o cartão... o quinto amarelo... de propósito por estar zangado com o treinador.»

 

«Eu sei que o treinador passa a vida a dizer que o presidente se meteu na área dele. E o presidente passa a vida a dizer que "o treinador pediu-me tudo e eu dei-lhe tudo"!»

 

«Lisboa, como se sabe, e Portugal, é um sítio pequenino. Onde as pessoas se cruzam, se encontram, nos mesmos restaurantes, nos mesmos sítios. Nós sabemos facilmente o que é que um pensa do outro... Jesus acha que o presidente se mete na área dele! (...) Nós sabemos o que é que o presidente diz do treinador! Diz do pior! Diz que não percebe algumas opções! Diz entre eles e manda espalhar as notícias pelos jornais amigos!»

Sem dizer coisa com coisa

 «O maior erro que o Sporting pode cometer é continuar a agarrar-se à arbitragem. Continuam agarrados às questões do erro de arbitragem!»

Pedro Guerra, TVI 24 (23 de Janeiro)

 

 «Tem que se dizer basta! O Benfica tem sido sistematicamente prejudicado pela arbitragem! O que é que se passa?! Os árbitros têm medo de quê?»

Pedro Guerra, TVI 24 (30 de Janeiro)

Vale tudo na boatovisão (16)

Pedro Guerra, 19 Dezembro, TVI 24: 

«Jorge Jesus não teve a palavra final sobre algumas contratações que foram feitas para o plantel. Isto lá em casa pode cheirar a intriga... não é intriga nenhuma, eu sei do que estou a falar.»

 

«Aqui há uma reflexão que tem que ser feita: é que o presidente e as pessoas que estão de roda do presidente têm passado comunicação social - e eu sei do que estou a falar porque isto é uma aldeia - a ideia que a culpa é do treinador, porque o treinador é que tem feito as opções erradas, tem posto jogadores que jogam e não deviam jogar, há outros que não jogam e deviam jogar... e aquilo que está a ser vazado p'la SAD para a comunicação social tem a ver com responsabilizar apenas o treinador. Eu já vi este filme anteriormente, com Marco Silva.»

 

«A sensação que eu tenho é que neste momento, como se está a aproximar Março, e como em Março há eleições, o presidente do Sporting, e quem neste momento ainda continua com ele, porque há muitos que já... desertaram, continua... ele tem que arranjar uma explicação para tudo isto... um culpado que ele arranja é o treinador, que tem feito opções erradas.»

 

«Eu não acho normal... para mim... eu não acho normal... eu tenho esta informação... o que aconteceu com o caso Doyen. O caso Doyen é um caso paradigmático de uma fuga para a frente... (...) eu não acho normal que ele [Bruno de Carvalho] tenha tomado sozinho, com o seu braço direito Carlos Vieira, a resolução do caso Doyen. A SAD tinha mais elementos, não foram tidos nem achados! Aquilo foi decidido por duas pessoas: por ele e por Carlos Vieira! Isto não é normal, gerir um clube assim! Tenho a certeza do que estou a dizer!»
 
«Eu falo com pessoas próximas de Jorge Jesus! Acha normal que duas pedras nucleares do plantel, dois pontas de lança, tenham sido contratados por ordem e indicação do presidente? Spalvis, que infelizmente se lesionou, e Castaignos!»

Vale tudo na boatovisão (15)

Pedro Guerra, 12 Dezembro, TVI 24: 

«O ainda presidente do Sporting... o ainda presidente do Sporting... que eu tenho aí umas informações... se calhar o homem 'tá de saída mas vamos estar atentos... vamos estar atentos... parece que há aí alguém que ficou liberto de um banco... vamos estar aí atentos aos próximos dias ao que se vai passar no Sporting... alguém com um nome nada português... bem, vamos estar atentos.»

Vale tudo na boatovisão (14)

Pedro Guerra, 14 Novembro, TVI 24: 

«O presidente do Sporting não foi à casa de banho! Isso não existe!! Isso é uma mentira!!!

 

«Há um dirigente do Sporting que está metido num grande sarilho! Parece... é a informação que eu tenho... que André Geraldes terá tentado agredir o presidente do Arouca. E isso é muito grave! Isso é muito grave!»

 

«Eu gostava que me mostrassem imagens que provam que o presidente do Sporting foi à casa de banho! Não existem!»

 

«Eu não estou aqui a condenar, a dizer quem começou, quem não começou...»

 

«A versão que o ainda director de comunicação... parece que também já 'tá farto e também... já terá equacionado ir-se embora... mas isso... não interessa hoje... parece que o director de comunicação... alguém lhe segredou que o presidente do Sporting foi à casa de banho...»

 

«A ida à casa de banho do presidente do Sporting para mim não está aqui demonstrada!»

 

Vale tudo na boatovisão (13)

Pedro Guerra, 7 Novembro, TVI 24:

«A informação que eu tenho é gravíssima: ele [Bruno de Carvalho] vê o presidente do Arouca passar e insulta-o. Eu não vou dizer o que é que ele disse, porque é uma linguagem... de... pessoas que não são pessoas de bem, é uma linguagem... é altamente difamatória. As pessoas lá em casa poderão imaginar o que é que ele disse... o que é que ele disse.»

 

«Eu... é verdade que eu não estava lá. Mas aquilo que me contaram acho que é motivo... é motivo para ser aberto um inquérito.»

 

«Há um grande incómodo em Alvalade. E quem me contou isto são pessoas do Sporting. Há um grande incómodo!»

 

«Era só o que faltava ter que contar quem me contou! Só faltava isso!!»

Dois exemplos muito edificantes

 

Dá-me imenso gozo ouvir certas donzelas rasgando as vestes contra a "linguagem imprópria" do presidente Bruno de Carvalho em várias das suas intervenções públicas. As mesmas donzelas que são adeptas dos clubes destes rotundos cavalheiros que com tanta elegância e fair play esgrimem os seus argumentos num programa televisivo chamado Prolongamento mas que bem poderia chamar-se Peixeirada.

Vale tudo na boatovisão (12)

Pedro Guerra, 24 Outubro, TVI 24:

«Em Alvalade ninguém se entende! A informação que eu tenho é que o treinador Jorge Jesus e Octávio Machado, que são dois homens muito experientes, ficaram absolutamente espantados, para não dizer outra palavra mais pesada a esta hora, quando viram a duas horas de um jogo decisivo o presidente dar uma conferência de imprensa para falar dos vouchers. Esteve uma hora a falar e não disse nada, como sabemos. Não havia novidade nenhuma!»

Vale tudo na boatovisão (11)

Pedro Guerra, 31 Outubro, TVI 24:

 

«É evidente que há... de facto... uma separação de facto entre presidente e treinador. Acho que é evidente! É sabido que em Alvalade... que presidente e treinador praticamente não se falam. Isto é um facto, que é público e notório.»

 

«Eu disse aqui e volto a dizer: Adrien só não sai do Sporting porque Jorge Jesus ameaça demitir-se se Adrien fosse vendido!»

 

«Jorge Jesus viu trair o seu projecto desportivo. Quando o presidente do Sporting lhe exige que Jorge Jesus diga que o Sporting é candidato a tudo era com base neste pressuposto. Eu sei do que falo porque eu sei com quem é que o treinador do Sporting desabafa e fala!»

 

«São contratados dois jogadores que o treinador nem sequer sabia. Spalvis, que se lesionou... o lituano. Aliás em Alvalade até era ou foi um problema muito sério se alguém confrontasse o treinador com a contratação de Spalvis, que ele ignorava... e Castaignos, o jogador holandês, que estranhamente ou não joga pouco porque o treinador não foi tido nem achado nesta contratação!»

 

«Depois do empate na Madeira... o presidente veio na camioneta, não falou com ninguém, e vinha no avião a fingir que vinha a dormir para não falar com ninguém! Acha isto normal?! Eu não acho!»

 

«Anuncia-se... e eu sei do que estou a falar... que na próxima equipa o Conselho Fiscal e Disciplinar o doutor Jorge Bacelar Gouveia vai ser riscado, já não vai contar, já lhe foi comunicado, já era... já recebeu guia de marcha!»

 

«Garantem-me que o comandante Vicente Moura quer ver o pavilhão inaugurado e quer ir-se embora... porque está farto... Isto não é conversa!»

 

«A informação que eu tenho é que o William Carvalho é mais um caso de um jogador a quem foi prometido um aumento salarial e continua à espera! Os jogadores do Sporting não têm paz interior para jogar!»

Vale tudo na boatovisão (10)

Pedro Guerra, 24 Outubro, TVI 24:

«Há neste momento uma forte contestação ao treinador... que neste momento foi abandonado pelo seu presidente... porque o seu presidente pôs a circular junto das pessoas que lhe são próximas que Jorge Jesus é o grande culpado... porque foi ele que fez as contratações... quando nós sabemos que isso não é verdade!»

 

Rui Gomes da Silva, 24 Outubro, SIC Notícias:

«Para mim o mais significativo deste cansaço que há no balneário é que o Campbell... estamos no prolongamento, o Campbell marca o resulta... o golo do empate... Qual é o comportamento de uma equipa que acha que ainda pode virar o resultado? É ir buscar a bola e ir imediatamente para o... para o... meio-campo. O que é que o Campbell faz? Tira a camisola e vai festejar... Porquê? Porque deve estar numa jog... num problema de afirmação pessoal, num problema de saturação total com a equipa técnica, num problema que.... aquele... aquela atitude do Campbell é uma atitude que demonstra o estado em que está a equipa do Sporting e que só é possível porque tem duas pessoas à frente que nem são contraponto uma da outra... não... um diz mata e outro diz esfola, porque um gosta mais de si próprio do que o outro.»

Vale tudo na boatovisão (9)

Pedro Guerra, 3 Outubro, TVI 24:

«O Sporting tem um presidente que comunica com o treinador através do treinador-adjunto! (...) Eu não acho normal nem acho tolerável que um presidente, para falar com o treinador, tenha que recorrer ao treinador-adjunto!»

 

Pedro Guerra, 10 Outubro, TVI 24:

«Há pessoas que aparecem em programas de televisão que andavam em repastos contra a direcção dos clubes, depois foram chamados e passaram a alinhar. Há pessoas assim! Até eram pessoas que eram consideradas como muito eloquentes quando falavam, deixaram agora de aparecer tanto... Mas andaram aí também em jantares de conspiração... pelo menos... eram os ratos... os chamados ratos, que o actual presidente tratou logo de... ou está a tentar desmobilizar.»

 

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D