Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

O Djaló peruano em Nápoles *

José Nunes, Antena 1: «Aquilo que Carrillo mostrou foi zero. E pior que isso foi a postura dele em campo: muito má, não mostrando nem vontade nem dinamismo. Foi um erro de casting total, absoluto. Um fiasco. Opção estranha de Rui Vitória.»

 

Jorge Baptista, SIC Notícias: «Carrillo foi um jogador inerte. Perdeu muita bola dividida, não conseguiu ganhar velocidade, não deu profundidade à ala do Benfica, não criou qualquer tipo de desequilíbrio. Quase um jogador a menos. Se as unidades não funcionam o colectivo vai ao ar.»

 

* O Benfica bateu-se bem no estádio de San Paolo, apontando dois golos e sofrendo apenas quatro frente ao Nápoles, que nunca tinha marcado tanto num só jogo da Liga dos Campeões

Curiosidades da Liga dos Campeões

O facto de o Sporting não estar, nesta época, envolvido nas competições europeias não será motivo para que não se traga para aqui curiosidades desta alta competição futebolística. Até porque a Liga dos Campeões não se resume à eliminação do FC Porto e do Benfica. Pela força das circunstâncias, vejo a prova sob a perspetiva germânica e a última jornada da fase de grupos foi, por aqui, igualmente pródiga em surpresas e emoções fortes.

 

O caso mais curioso e emocional terá sido o do Borussia Dortmund que, em perigo de passar à Liga Europa, acabou em primeiro lugar do seu grupo! Antes do jogo de ontem, o líder isolado do grupo F era o Arsenal, com 12 pontos. Dortmund e Nápoles tinham 9 pontos, o Marselha 0. Embora o Dortmund fosse jogar com o último classificado, fazia-o fora, enquanto o Nápoles jogava em casa, e receava-se o pior. Com razão! O Marselha aguentou o 1:1 quase até ao fim, apesar de se ver reduzido a 10 jogadores a partir do 34º minuto. Não tivesse Großkreutz, aos 87 minutos, acertado na baliza à guarda dos marselheses, um verdadeiro golden goal, que baralhou totalmente a classificação do grupo. O Nápoles viu-se atirado para a Liga Europa, apesar da vitória sobre o Arsenal por 2:0, igualando em pontos (12) as equipas inglesa e alemã.

 

O Nápoles, com quatro vitórias, é o clube que mais pontos leva para a Liga Europa. Já o FC Viktoria Pilsen, da República Checa, conseguiu o mesmo efeito, apesar de ter perdido cinco jogos e apresentar uma relação catastrófica de golos marcados/sofridos - 6:17! A vitória que lhe valeu a passagem à Liga Europa foi obtida precisamente no último jogo, contra o seu adversário direto, o ZSKA de Moscovo.

 

Do grupo da equipa checa (D) fazia também parte o Bayern de Munique, comandado por Guardiola, que surpreendentemente perdeu em casa com o Manchester City (2:3). Mas foi um jogo para cumprir calendário. Ambas as equipas seguem em frente e a liderança do grupo manteve-se nas mãos dos alemães.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D