Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Palmarés leonino 2017/2018

 

Sporting vence Taça de Honra em futsal, derrotando Benfica na final.

 

Equipa feminina do Sporting conquista Taça de Portugal em triatlo.

 

Leões superam Benfica conquistando Supertaça de ténis de mesa.

 

Sporting vence supertaça de bilhar às três tabelas, derrotando o FC Porto.

 

Leoas Filipa Mendonça e Ana Catarina Nogueira revalidam título de campeãs nacionais de padel.

 

 

(em permanente actualização)

 

Todos ao Pavilhão!

A 6 de agosto de 2003, aproveitei a folga num emprego de verão para deixar Cercal do Alentejo e rumar a Lisboa para a inauguração do novíssimo Estádio de Alvalade. Tive a honra de ser um dos que esteve lá e de ver o improvável Luís Filipe a marcar o primeiro golo de sempre no recinto. Foi com grande felicidade que me levantei no dia seguinte às 7 da manhã para fazer a viagem de regresso. Hoje, 14 anos depois, estarei de novo a assistir a um histórico momento. O primeiro jogo oficial do Pavilhão João Rocha, num Sporting-Fafe, em andebol. A viagem de regresso a casa será bem mais curta mas a felicidade será a mesma. Lá para as 22h00 de hoje, ter-se-há cumprido um sonho. 

Fim de semana de modalidades

Em primeiro lugar informo que já cá canta a game box das modalidades. E dia 6 estarei na estreia do pavilhão com o andebol, no início do campeonato. No entretanto, em Coimbra vencemos a Supertaça de Futsal (masculinos), ao derrotar o benfas por 3-2. Auspicioso início de época. Hoje, dia 3, também em Coimbra, também Supertaça mas no feminino, com as nossas leoas a defrontarem o Braga. Lá estarei. E o andebol, por terras da Eslováquia lá vai fazendo o seu percurso rumo à Liga dos Campeões. O Sporting Clube de Portugal joga este domingo a final de acesso à liga de campeões com os austríacos do Alpla HC Hard [15 horas]. No sábado o Sporting venceu a equipa finlandesa do Rieman Cocks por 31-27, enquanto o Alpla derrotou os eslovacos do Presov por 26-25.

IMG_0231

 

Sporting: uma época cheia de títulos

- Campeão nacional de andebol

- Campeão nacional de andebol em juvenis

- Taça Challenge em andebol

- Campeão nacional de futebol sénior (feminino)

- Campeão nacional de futebol júnior (masculino)

- Campeão nacional de futebol júnior (feminino)

- Campeão nacional de futebol juvenil (masculino)

- Taça de Portugal de futebol feminino

- Taça Nacional de futebol júnior (feminino)

- Taça Nacional de futebol juvenil (feminino)

- Campeão distrital em Lisboa de benjamins A em futebol

- Campeão distrital em Lisboa de infantis A em futebol

- Campeão nacional de futsal

- Campeão nacional de futsal em juvenis

- Campeão nacional de râguebi feminino

- Campeão nacional de râguebi feminino (sevens)

- Taça de Portugal de râguebi feminino

- Campeão nacional de natação

- Campeão nacional de atletismo feminino

- Campeão nacional de atletismo feminino em juniores

- Campeão nacional de atletismo (10 mil metros)

- Campeão nacional de triplo salto masculino (Nelson Évora)

- Campeão nacional de triplo salto feminino (Patrícia Mamona)

- Campeão nacional juvenil de salto em comprimento (Catarina Karas)

- Campeão nacional de marcha

- Campeão nacional de corta-mato feminino

- Campeão nacional de corta-mato masculino sub-23

- Campeão nacional de judo

- Medalha de ouro no Open Europeu de judo feminino, categoria 48 kg (Maria Siderot)

- Campeão nacional de ténis de mesa

- Taça de Portugal de ténis de mesa

- Supertaça de ténis de mesa

- Campeão nacional de ténis de mesa sub-21

- Campeão nacional de trampolins

- Taça de Portugal em trampolim absoluto feminino

- Campeão mundial de tiro a 10 metros (João Costa)

- João Costa recordista mundial de tiro a 10 metros

- Campeão mundial de kickboxing (André Santos)

- Campeão nacional de boxe juniores (individual)

- Campeão nacional de boxe juniores (colectivo)

- Campeão nacional de bilhar (pool)

- Campeão nacional de paraciclismo / desporto adaptado

- Taça de Portugal de paraciclismo / desporto adaptado

Talvez não tenham percebido

Ofuscados todos pelos 5-0, uma barriguinha cheia como há muito se não via, talvez não tenhamos percebido que nas camadas jovens obtivemos boas vitórias na respetiva jornada inaugural.

Em juniores vencemos o Alcanenense por 2-0. E em Juvenis tivemos uma vitória folgada por 5-0 frente ao Caldas. Lembro que na época transata, apenas não fomos campeões em iniciados. 

Em breve teremos o futsal, o hóquei, o andebol e o voleibol, já no nosso pavilhão. E as leoas, que são um grande motivo de orgulho para todos os sportinguistas, começam a sua participação no mais alto escalão europeu na próxima semana. Não se esqueçam e marquem nas vossas agendas o dia 3 de setembro para irem a Coimbra para apoiar o Sporting feminino na luta pela Supertaça. Depois da inesquecivel final do Jamor, a Supertaça.

Cultura de vitória, com esforço e dedicação. Na próxima 4a feira teremos o jogo da época, contra o Steua de Bucareste. Se mantivermos a classe e a competência demonstradas hoje contra o Guimarães, então acredito que a fase de grupos da Champions está ao alcance do Sporting. Importante pelo encaixe financeiro que permite e pela montra para o mercado que possibilita. Citando uma figura histórica, "eu acardito". Bom domingo 

Um sonho tornado realidade

pavilhao[1].jpg

 

Um dia grande para o desporto português e para a cidade de Lisboa, um dia inapagável na história do Sporting. O dia de hoje, com a inauguração do Pavilhão João Rocha. Um sonho antigo da nação leonina tornado realidade pelo presidente Bruno de Carvalho, com o apoio firme de milhares de sócios e adeptos que não ficaram esquecidos neste empreendimento. 

Há que dar o mérito a quem é capaz de passar das intenções aos actos neste país onde sobram palavras e escasseiam obras. Agora que venham as enchentes. E as vitórias.

A melhor notícia do defeso

18920804_10154443187541555_1509921793109398769_o.j 

Quando me iniciei no sportinguismo, início dos anos 90, o panorama era desolador. O Sporting não ganhava no futebol, no andebol, no basquetebol e no hóquei em patins. Mas nunca quebrei. E devo-o muito ao voleibol, a excepção à regra no universo leonino de então. Nesta modalidade, o Sporting era o campeão, dominando a concorrência, através de um conjunto muito forte, comandado pelo já na altura considerado melhor voleibolista da actualidade, Miguel Maia.

Ao cabo de 3 anos de leão ao peito, Miguel Maia e amigos continuaram a jogar pelo Sporting, só que o de Espinho, começando o de Lisboa a perder fulgor. Tal terá contribuído para que a modalidade fosse também contemplada na razia levada a cabo pela direcção de Roquette/Santana Lopes e que, hoje em dia, Bruno de Carvalho tenta reverter.

22 anos depois chega a notícia do regresso do voleibol ao elenco das nossas modalidades. Com o must de ter Miguel Maia a jogar de novo na nossa equipa. Que grande, grande alegria! 

48.ª

Antes de qualquer consideração sobre a 48.ª modalidade do nosso Clube, convém não esquecer que Xadrez é um desporto que também se joga sentado. Sim, no Xadrez o adversário está sentado na cadeira em frente...

Esta nova modalidade vem mostrar que um Clube com um passado glorioso deve a esse mesmo passado não ficar parado no tempo e seguir novos caminhos em direcção a um futuro que se quer, também ele, de glória.

Hoje sem valor relevante, quem sabe se um dia...

Nem 1 sobrou...

scp_pav.png

Nenhum dos 5 atletas que o Sporting escolheu para protagonizar a campanha da Missão Pavilhão vai sobrar até à inauguração do pavilhão João Rocha.

Basquetebol (Ana Cunha), acabou-se com a equipa sénior. 

Futsal (João Benedito), o nosso capitão colocou um ponto final na carreira, embora tenha ficado no ar a ideia de que ainda poderia fazer mais uma época, a necessária para poder jogar no novo pavilhão e, assim, terminar de forma consagrada a sua carreira.

Hóquei (Ricardo Figueira), outro capitão com saída hoje anunciada.

Andebol (Ricardo Dias e Bruno Moreira), o primeiro encerrou a carreira de jogador, o segundo viu também hoje ser anunciado o fim da sua ligação ao clube.

De modo que é isto: Ana Cunha, João Benedito, Ricardo Figueira, Ricardo Dias e Bruno Moreira não vão ter a oportunidade de jogar de leão ao peito no pavilhão para cuja missão de recolha de apoios deram a cara. O que não deixa de ser irónico e inglório.

E viva a dualidade

Infelizmente, ao que parece, a lógica do vale tudo não é apenas algo do futebol. No andebol, pelos vistos, também há circo. Engraçado que o denominador comum neste tipo de manobras se chame Benfica.

No mês passado, aquando da realização do último jogo da meia-final do play-off do campeonato de andebol,  o Sporting viu recusado o pedido de bilhetes para a partida em questão.
Na altura, o seu adversário, o ABC, alegou que esta decisão, que contrariou os regulamentos da competição,  se deveu à falta de desportivismo demonstrada pelo Sporting ao não aceitar o adiamento do jogo.

Perante este episódio, o que fez a federação? Nada! ("Joguem mas é e deixem-se de conversas!")

Esta semana, voltámos a ter um episódio parecido. A grande diferença prende-se com o papel que a federação teve, ou não fosse um dos intervenientes o Benfica.

Acontece que o ABC voltou a recusar a cedência de bilhetes, assumindo que se tratava de uma represália pelo comportamento anti-desportivo dos adeptos benfiquistas, durante o jogo 3.

O Benfica, qual virgem ofendida, recusou comparecer em Braga caso os seus adeptos não tivessem bilhetes. E, desta vez, qual foi a reacção da Federação? Com a boa coerência benfiquista, decidiu adiar o jogo para sábado e ameaçar o ABC, caso este não ceda bilhetes no prazo de dois dias, com a realização da partida em campo neutro.

É caso para dizer que uns são filhos e outros enteados.

 

Isto também é o Sporting.

Aproveitando o final da época em quase todas as modalidades, deixo um balanço muito pessoal das nossas principais modalidades de pavilhão. Há muito trabalho a ser feito para estarmos em grande quando finalmente voltarmos a ter um pavilhão só nosso. O investimento foi grande nas modalidades, apesar de estar ofuscado pelo futebol, e o retorno... nem sempre foi o desejado.

 

Andebol. O investimento foi considerável, contratou-se um treinador espanhol, jogadores estrangeiros, deixaram-se sair alguns da casa. Foi uma época esquisita, em que o fcp, que tem dominado, tombou no final e deixou tudo em aberto. Mas apesar do investimento, jogámos menos do que o normal e não mostrámos ser capazes de estar na luta. Urge mudar muita coisa.

 

Hóquei. O hóquei é um exemplo de sucesso, uma modalidade que renasceu das cinzas e que a cada época foi tendo um crescimento gradual e sustentado. Este ano, esse crescimento estagnou, e foi a primeira época desde o regresso em que não houve uma evolução significativa. Os passos estão a ser dados devagar, e não se pode apressar as coisas. A aposta na veterania não resultou como se esperava, e para o ano o rumo vai mudar, como se percebe pela mudança de treinador e novas contratações. Esperamos voltar a crescer.

 

Futsal. O investimento foi também muito forte, contratámos caro, mas bem. A equipa voltou ao que Nuno Dias já nos habituou, e dominou a fase regular com muito futsal jogado e bons resultados. O caminho também está definido, e a preparação da próxima época a todo o vapor, mas convém não descurar esta. A Taça já voltou, o Campeonato também não irá certamente escapar. Um exemplo.

 

Em 2017 teremos um pavilhão. A vontade de querer voltar a dominar todas as modalidades é natural, mas é preciso repensar algumas coisas. Voltar ao básico no andebol, investir no futuro no hóquei, e apontar à conquista da Europa no futsal. Porque, não se esqueçam, o Sporting é muito mais do que futebol: é a maior potência desportiva nacional.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D