Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Olha, estamos em primeiro!

No futebol.

E também no futebol das leoas.

No Futsal é um ver se te avias, cada tiro, cada melro!

Olha, e também no andebol (mão, futebol, pé).

No hoquei em cima de rodinhas, tal como os lambões do Futsal e as famintas leoas, temos o pleno.

No ténis de mesa, invejosos, também limparam tudo (e com uma prestação brilhante, até agora, na Europa).

O vólei tem um jogo em atraso, que disputará dia 27 e seguindo a ordem natural das coisas, ganhando, subirá ao topo.

 

E depois andamos p'ráqui a rezingar  uns, a dizer mal outros, no bota-baixismo os mesmos de sempre.

Estamos na frente em todas as modalidades colectivas, senhores!

Sim, é apenas Natal e ainda não ganhámos nada, mas que o presente que os nossos atletas e técnicos e dirigentes colocaram no nosso sapatinho, é à nossa medida e à medida dos nossos desejos, disso não tenho a menor dúvida. 

Estamos onde queremos estar.

 

João Rocha. Voltaremos a ser muitos, estou certa

Screen Shot 2017-12-01 at 15.55.46.png

Estreei-me esta semana no Pavilhão João Rocha, no Sporting 39 - Avanca 28, em andebol. 

Senti-me em casa, gostei do recinto, pretendo voltar. Éramos duas centenas de pessoas, e podemos ser mais. Seremos mais, tenho essa convicção. O que me leva à questão das assistências de que tanto se tem falado. Também eu tenho a minha opinião. 

Ainda tenho presente a Nave de Alvalade, e o ambiente em volta do estádio em dias de jogo de futebol. A vida por ali não era só perto da hora do jogo, ou apenas de passeio. Passava-se pela Nave, fazia parte. Havia os assíduos, e havia quem lá passasse. Mas fazia parte. Havia vida em redor do estádio por muitas horas. 

De 2003 ou 4, quando a Nave foi encerrada, a 2017 são pelo menos 13 anos. 13 anos é uma geração que se salta. Uma geração que não viu este movimento em volta do estádio, que sabia que o Sporting tinha modalidades, mas a menos que se deslocasse não as poderia acompanhar. E quando digo geração, não me refiro a todas as pessoas de uma idade concreta, saltámos uma vida de muita gente, mas saltámos acima de tudo o hábito de ir a um pavilhão do Sporting.

Junto a este facto os que sabiam, acompanhavam, mas perderam o lado prático de todo o clube funcionar no mesmo espaço. Dir-me-ão que quem é do Sporting não se importa com distâncias, e eu acho isso bonito, romântico até, mas no dia a dia não é prático e a verdade é que foi uma minoria que o pôde ou quis fazer nestes últimos anos. Há sempre quem saiba resultados, conheça as equipas, sei bem que nunca abandonámos as modalidades. Mas faltava-nos o pavilhão, faltava-nos ver de perto, e em casa, os nossos. 

Finalmente uma direcção cumpre a promessa de erguer um pavilhão, mas não temos calma, reclamamos que está vazio. Sinceramente, para já não acho preocupante a pouca adesão num primeiro ano de pavilhão. Não há culpados, nem desculpas, foi como foi. Mas o facto é que há um intervalo temporal que mina os hábitos, que faz cair a curiosidade do que se passa com cada equipa, que nos fez afastar do pavilhão.

As pessoas perderam o costume, e tal como se perdem, os hábitos voltam a ganhar-se. Seja porque dá jeito passar num jogo antes do futebol, ou porque "hoje até me dá jeito lá passar quando sair", porque os amigos vão e aproveitamos a companhia, uns mais para o hóquei (o meu caso), outros mais do futsal, do volley ou andebol, ou simplesmente porque é o Sporting Clube de Portugal e isso basta, tenho a certeza que todos havemos de frequentar o Pavilhão João Rocha.

Palmarés leonino 2017/2018

Equipa masculina do Sporting revalida título, sagrando-se bicampeã nacional de judo.

 

Sporting vence Taça de Honra em futsal, derrotando Benfica na final.

 

Equipa feminina do Sporting conquista Taça de Portugal em triatlo.

 

Leões superam Benfica conquistando Supertaça de ténis de mesa.

 

Sporting vence supertaça de bilhar às três tabelas, derrotando o FC Porto.

 

Leoas Filipa Mendonça e Ana Catarina Nogueira revalidam título de campeãs nacionais de padel.

 

Ricardo Fernandes revalida título de campeão nacional de super-médios em boxe.

 

Sporting vence europeu de sub-15 em hóquei em patins derrotando Barcelona na final.

 

Judoca leonina Maria Siderot conquista título de campeã europeia sub-23 em -48 kg.

 

Taciana Lima sagrou-se campeã nacional de judo na categoria de -52 kg.

 

Wilsa Gomes conquista título nacional de judo na categoria de -57 kg.

 

Doina Babcenco é a nova campeã nacional de judo na categoria de -63 kg.

 

Miguel Alves conquista título de campeão nacional de judo na categoria de -81 kg.

 

Nadador João Vaz conquista em Paris título de campeão europeu de 200m bruços.

 

 

(em permanente actualização: o título mais recente surge a negrito)

Palmarés leonino 2017/2018

 

Equipa masculina do Sporting revalida título, sagrando-se bicampeã nacional de judo.

 

Sporting vence Taça de Honra em futsal, derrotando Benfica na final.

 

Equipa feminina do Sporting conquista Taça de Portugal em triatlo.

 

Leões superam Benfica conquistando Supertaça de ténis de mesa.

 

Sporting vence supertaça de bilhar às três tabelas, derrotando o FC Porto.

 

Leoas Filipa Mendonça e Ana Catarina Nogueira revalidam título de campeãs nacionais de padel.

 

Ricardo Fernandes revalida título de campeão nacional de super-médios em boxe.

 

Sporting vence europeu de sub-15 em hóquei em patins derrotando Barcelona na final.

 

Taciana Lima sagrou-se campeã nacional de judo na categoria de -52 kg.

 

Wilsa Gomes conquista título nacional de judo na categoria de -57 kg.

 

Doina Babcenco é a nova campeã nacional de judo na categoria de -63 kg.

 

Miguel Alves conquista título de campeão nacional de judo na categoria de -81 kg.

 

Nadador João Vaz conquista em Paris título de campeão europeu de 200m bruços.

 

 

(em permanente actualização)

Palmarés leonino 2017/2018

Sporting vence Taça de Honra em futsal, derrotando Benfica na final.

 

Equipa feminina do Sporting conquista Taça de Portugal em triatlo.

 

Leões superam Benfica conquistando Supertaça de ténis de mesa.

 

Sporting vence supertaça de bilhar às três tabelas, derrotando o FC Porto.

 

Leoas Filipa Mendonça e Ana Catarina Nogueira revalidam título de campeãs nacionais de padel.

 

Ricardo Fernandes revalida título de campeão nacional de super-médios em boxe.

 

Sporting vence europeu de sub-15 em hóquei em patins derrotando Barcelona na final.

 

 

(em permanente actualização)

Palmarés leonino 2017/2018

Sporting vence Taça de Honra em futsal, derrotando Benfica na final.

 

Equipa feminina do Sporting conquista Taça de Portugal em triatlo.

 

Leões superam Benfica conquistando Supertaça de ténis de mesa.

 

Sporting vence supertaça de bilhar às três tabelas, derrotando o FC Porto.

 

Leoas Filipa Mendonça e Ana Catarina Nogueira revalidam título de campeãs nacionais de padel.

 

Ricardo Fernandes revalida título de campeão nacional de super-médios em boxe.

 

 

(em permanente actualização)

Hoje giro eu - A cartilha de João de Deus dos pobres de espírito para as "amadoras"

"Ah e tal, o Sporting só ganha nas modalidades amadoras devido ao alto e irrealista investimento que está a realizar" - vox populi benfiquista

 

Vamos lá por partes, modalidade a modalidade:

Futsal: com 4 vitórias em 5 anos, 6 triunfos em 8 possíveis, o Sporting é a grande potência nacional no futsal. Por realizar o maior investimento (e se fosse?) ou por deter uma organização exemplar e uma mística única? Claro que não temos o Mourinho do futsal, mas não trocaria Nuno Dias por nenhum iluminado do outro lado da 2ª Circular, endeusado pela Imprensa. Este ano, três derbies, três vitórias. Coitadinhos, desinvestiram muito: o guarda-redes do Barcelona, Cristian Dominguéz, paga para jogar; Miguel Ângelo, chegado na época passada proveniente do Sporting, mudou de clube porque gosta mais da côr da nova camisola; Robinho, craque galáctico, assinou por um prato de tremoços. Todos tocados pelo privilégio que é jogar no "grande" Benfica.

 

Andebol: campeões nacionais na época transacta, os leões acabaram de ir à Luz impôr uma derrota à equipa do Benfica por 24-27. O clube da águia "desinvestiu" muito: a equipa técnica liderada por Carlos Resende é claramente a "mais barata" do campeonato nacional como é do domínio público. Anteriormente, anos e anos de investimento em treinadores e jogadores - como o sérvio Davor Cutura, antigo melhor marcador do exigente campeonato espanhol, o antigo campeão mundial Cezar Drãgãnitã, o sérvio Milan Vucicevic, o angolano Paulo Bunze ou os portugueses Carlos Carneiro e Luis Gomes - deram ao clube da Luz um título em 18 anos, com um triunfo no campeonato nacional na época 2007/08. 

 

Voleibol: um derby para o campeonato e um torneio de pré-época, duas vitórias para o Sporting. Pois, compraram os "cromos" todos, dizem eles. Habituado a ter os melhores jogadores e de longe o maior orçamento - aí não havia nenhum problema - , ainda assim o Benfica tem, nos últimos anos, perdido alguns títulos de campeão e taças de Portugal para "colossos" como o Fonte de Bastardo, o Sporting de Espinho (grande tradição na modalidade) ou o Castelo da Maia. Agora surgiu em cena o Sporting.

 

Hóquei em Patins: uma modalidade onde o Benfica "só" tem Nicolia (provavelmente o melhor jogador da actualidade), Adroher e Trabal - todos estrangeiros - , para além de quase todos os melhores jogadores portugueses, como Valter Neves, João Rodrigues ou Diogo Rafael, mas que ainda assim não deu para se sagrarem campeões na época passada devido ao empate com o Sporting em Alvalade. 

 

Em resumo: fica provado que o Benfica investe muito pouco nas modalidades. Não fora isso e certamente teria enriquecido ainda mais o seu palmarés em compita com clubes bem "mais abastados" e que lhe tiraram títulos como o Fundão (futsal), ABC ( andebol), Fonte de Bastardo (voleibol) ou Oliveirense (hóquei em patins). 

Palmarés leonino 2017/2018

 

Sporting vence Taça de Honra em futsal, derrotando Benfica na final.

 

Equipa feminina do Sporting conquista Taça de Portugal em triatlo.

 

Leões superam Benfica conquistando Supertaça de ténis de mesa.

 

Sporting vence supertaça de bilhar às três tabelas, derrotando o FC Porto.

 

Leoas Filipa Mendonça e Ana Catarina Nogueira revalidam título de campeãs nacionais de padel.

 

 

(em permanente actualização)

 

Todos ao Pavilhão!

A 6 de agosto de 2003, aproveitei a folga num emprego de verão para deixar Cercal do Alentejo e rumar a Lisboa para a inauguração do novíssimo Estádio de Alvalade. Tive a honra de ser um dos que esteve lá e de ver o improvável Luís Filipe a marcar o primeiro golo de sempre no recinto. Foi com grande felicidade que me levantei no dia seguinte às 7 da manhã para fazer a viagem de regresso. Hoje, 14 anos depois, estarei de novo a assistir a um histórico momento. O primeiro jogo oficial do Pavilhão João Rocha, num Sporting-Fafe, em andebol. A viagem de regresso a casa será bem mais curta mas a felicidade será a mesma. Lá para as 22h00 de hoje, ter-se-há cumprido um sonho. 

Fim de semana de modalidades

Em primeiro lugar informo que já cá canta a game box das modalidades. E dia 6 estarei na estreia do pavilhão com o andebol, no início do campeonato. No entretanto, em Coimbra vencemos a Supertaça de Futsal (masculinos), ao derrotar o benfas por 3-2. Auspicioso início de época. Hoje, dia 3, também em Coimbra, também Supertaça mas no feminino, com as nossas leoas a defrontarem o Braga. Lá estarei. E o andebol, por terras da Eslováquia lá vai fazendo o seu percurso rumo à Liga dos Campeões. O Sporting Clube de Portugal joga este domingo a final de acesso à liga de campeões com os austríacos do Alpla HC Hard [15 horas]. No sábado o Sporting venceu a equipa finlandesa do Rieman Cocks por 31-27, enquanto o Alpla derrotou os eslovacos do Presov por 26-25.

IMG_0231

 

Sporting: uma época cheia de títulos

- Campeão nacional de andebol

- Campeão nacional de andebol em juvenis

- Taça Challenge em andebol

- Campeão nacional de futebol sénior (feminino)

- Campeão nacional de futebol júnior (masculino)

- Campeão nacional de futebol júnior (feminino)

- Campeão nacional de futebol juvenil (masculino)

- Taça de Portugal de futebol feminino

- Taça Nacional de futebol júnior (feminino)

- Taça Nacional de futebol juvenil (feminino)

- Campeão distrital em Lisboa de benjamins A em futebol

- Campeão distrital em Lisboa de infantis A em futebol

- Campeão nacional de futsal

- Campeão nacional de futsal em juvenis

- Campeão nacional de râguebi feminino

- Campeão nacional de râguebi feminino (sevens)

- Taça de Portugal de râguebi feminino

- Campeão nacional de natação

- Campeão nacional de atletismo feminino

- Campeão nacional de atletismo feminino em juniores

- Campeão nacional de atletismo (10 mil metros)

- Campeão nacional de triplo salto masculino (Nelson Évora)

- Campeão nacional de triplo salto feminino (Patrícia Mamona)

- Campeão nacional juvenil de salto em comprimento (Catarina Karas)

- Campeão nacional de marcha

- Campeão nacional de corta-mato feminino

- Campeão nacional de corta-mato masculino sub-23

- Campeão nacional de judo

- Medalha de ouro no Open Europeu de judo feminino, categoria 48 kg (Maria Siderot)

- Campeão nacional de ténis de mesa

- Taça de Portugal de ténis de mesa

- Supertaça de ténis de mesa

- Campeão nacional de ténis de mesa sub-21

- Campeão nacional de trampolins

- Taça de Portugal em trampolim absoluto feminino

- Campeão mundial de tiro a 10 metros (João Costa)

- João Costa recordista mundial de tiro a 10 metros

- Campeão mundial de kickboxing (André Santos)

- Campeão nacional de boxe juniores (individual)

- Campeão nacional de boxe juniores (colectivo)

- Campeão nacional de bilhar (pool)

- Campeão nacional de paraciclismo / desporto adaptado

- Taça de Portugal de paraciclismo / desporto adaptado

Talvez não tenham percebido

Ofuscados todos pelos 5-0, uma barriguinha cheia como há muito se não via, talvez não tenhamos percebido que nas camadas jovens obtivemos boas vitórias na respetiva jornada inaugural.

Em juniores vencemos o Alcanenense por 2-0. E em Juvenis tivemos uma vitória folgada por 5-0 frente ao Caldas. Lembro que na época transata, apenas não fomos campeões em iniciados. 

Em breve teremos o futsal, o hóquei, o andebol e o voleibol, já no nosso pavilhão. E as leoas, que são um grande motivo de orgulho para todos os sportinguistas, começam a sua participação no mais alto escalão europeu na próxima semana. Não se esqueçam e marquem nas vossas agendas o dia 3 de setembro para irem a Coimbra para apoiar o Sporting feminino na luta pela Supertaça. Depois da inesquecivel final do Jamor, a Supertaça.

Cultura de vitória, com esforço e dedicação. Na próxima 4a feira teremos o jogo da época, contra o Steua de Bucareste. Se mantivermos a classe e a competência demonstradas hoje contra o Guimarães, então acredito que a fase de grupos da Champions está ao alcance do Sporting. Importante pelo encaixe financeiro que permite e pela montra para o mercado que possibilita. Citando uma figura histórica, "eu acardito". Bom domingo 

Um sonho tornado realidade

pavilhao[1].jpg

 

Um dia grande para o desporto português e para a cidade de Lisboa, um dia inapagável na história do Sporting. O dia de hoje, com a inauguração do Pavilhão João Rocha. Um sonho antigo da nação leonina tornado realidade pelo presidente Bruno de Carvalho, com o apoio firme de milhares de sócios e adeptos que não ficaram esquecidos neste empreendimento. 

Há que dar o mérito a quem é capaz de passar das intenções aos actos neste país onde sobram palavras e escasseiam obras. Agora que venham as enchentes. E as vitórias.

A melhor notícia do defeso

18920804_10154443187541555_1509921793109398769_o.j 

Quando me iniciei no sportinguismo, início dos anos 90, o panorama era desolador. O Sporting não ganhava no futebol, no andebol, no basquetebol e no hóquei em patins. Mas nunca quebrei. E devo-o muito ao voleibol, a excepção à regra no universo leonino de então. Nesta modalidade, o Sporting era o campeão, dominando a concorrência, através de um conjunto muito forte, comandado pelo já na altura considerado melhor voleibolista da actualidade, Miguel Maia.

Ao cabo de 3 anos de leão ao peito, Miguel Maia e amigos continuaram a jogar pelo Sporting, só que o de Espinho, começando o de Lisboa a perder fulgor. Tal terá contribuído para que a modalidade fosse também contemplada na razia levada a cabo pela direcção de Roquette/Santana Lopes e que, hoje em dia, Bruno de Carvalho tenta reverter.

22 anos depois chega a notícia do regresso do voleibol ao elenco das nossas modalidades. Com o must de ter Miguel Maia a jogar de novo na nossa equipa. Que grande, grande alegria! 

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D